Com emoção até o fim, Tricolor arranca empate e avança para as oitavas da Libertadores

22/04/2016 12:110 comments

sao pauloFoi com emoção até o final, clima de Libertadores e até zagueiro no gol que o Tricolor conseguiu avançar para as oitavas de final da Libertadores da América. Contra a altitude, um adversário direto na briga pela classificação e confusão no final da partida, o São Paulo mostrou a sua tradição na competição continental e garantiu a permanência no campeonato! Na noite desta quinta-feira (21), em La Paz, o time são-paulino arrancou o empate com o The Strongest-BOL por 1 a 1 e se manteve firme na disputa pelo tetracampeonato.

O argentino Jonathan Calleri, artilheiro isolado da Libertadores agora com oito gols, anotou o tento que arrancou o importante resultado no estádio Hernando Siles. O zagueiro Maicon também teve atuação destacada: com a expulsão de Denis já nos instantes finais, o xerifão foi para o gol e fez bonito. Seguro nas bolas alçadas na área, o camisa 27 deu conta do recado e conteve as investidas dos rivais, que após o término da partida partiram para a confusão. No entanto, apesar do incidente, nada pôde apagar a heroica atuação dos guerreiros são-paulinos, que lutaram pela classificação mesmo diante de tantas adversidades!

Para encarar os bolivianos, Patón teve alguns desfalques: Renan Ribeiro (apendicite), Breno (tendinite no joelho direito), Carlinhos (estiramento no posterior da coxa esquerda), Daniel (trauma no joelho direito), João Schmidt (entorse no joelho direito) e Lugano (estiramento no posterior da coxa esquerda). Para dar mais segurança ao setor de meio de campo e reforçar a marcação, o experiente treinador argentino apostou na entrada de Wesley, que herdou a vaga do Maestro Paulo Henrique Ganso.

Dessa forma, o time são-paulino começou o confronto com Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Maicon e Mena; Hudson, Thiago Mendes e Wesley; Kelvin, Michel Bastos e Calleri. Já os bolivianos foram escalados com Vaca; Diego Bejarano, Marteli, Luis Maldonado e Ernesto Cristaldo; Veizaga, Castro, Chumacero e Diego Wayar; Pablo Escobar; Matías Alonso. Quando a bola rolou, com uma postura bem compacta, o Tricolor tratou de evitar as investidas do rival e ‘povoou’ bem o meio de campo para neutralizar as jogadas.

Ainda assim, a primeira oportunidade de perigo foi dos brasileiros aos dez minutos: Wesley carregou pelo meio e arriscou a finalização da intermediária. A bola passou rente ao travessão, com força, e levou perigo ao arqueiro adversário. Chutes de longa distância também eram as alternativas dos donos da casa, que tentavam surpreender Denis. Porém, com a defesa segura, o São Paulo não deixava os anfitriões avançarem. E foi justamente quando o duelo parecia controlado, que o The Strongest abriu o placar aos 28 minutos: Pablo Escobar cobra falta da meia direita. A bola resvala no corpo de Denis e sobrou livre para Cristaldo apenas empurrar de cabeça: 1 a 0.

Sem acusar o golpe, o time são-paulino se mandou para o campo de ataque e incomodou o rival. Aos 32 minutos, Bruno cobrou lateral para o meio da área boliviana. A zaga do The Strongest não conseguiu afastá-la, e Mena chutou forte em cima da marcação, que salvou o goleiro Vaca. O primeiro tempo caminhava para o triunfo dos mandantes, quando Calleri apareceu para recolocar o São Paulo na briga por uma vaga nas oitavas de final! Aos 43, após cobrança de escanteio pela direita, o camisa 12 cabeceou. Vaca não foi na bola, Veizaga saltou, mas também não a alcançou: 1 a 1!

Ainda antes do intervalo, melhor no jogo e mais confiante com o tento do argentino, o Tricolor quase conquistou a virada antes mesmo do intervalo aos 45 minutos: Kelvin fez uma fila na defesa do The Strongest, deixou os marcadores para trás em uma linda jogada individual já dentro da área, e bateu firme de perna esquerda. A bola, no entanto, passou por cima da meta e assustou o arqueiro adversário. Grande lance do camisa 30, que recebeu aplausos dos companheiros e animou a torcida são-paulina nas arquibancadas.

Na volta para a segunda etapa, os bolivianos partiram em busca do gol atrás da permanência no torneio e ficou mais tempo no campo de ataque. Os mandantes rondaram a grande área tricolor e tentaram acionar os homens de frente. Mas, assim como no primeiro tempo, o São Paulo conseguiu segurar o ímpeto do The Strongest e fez o tempo passar com trocas de passes no sistema defensivo e pelas pontas. A altitude ainda forçou a substituição de Bruno, que sentiu o desgaste e deu lugar ao companheiro Mateus Caramelo. Depois, Paulo Henrique Ganso e Alan Kardec ocuparam os lugares de Michel Bastos e Calleri, respectivamente.

Nos instantes finais, os donos da casa deixaram espaços na defesa e assim permitiram que os visitantes explorassem os contragolpes. Dessa forma, o São Paulo conseguiu descer com perigo algumas vezes e por pouco não deixou La Paz com um triunfo. Já perto do apito final, o goleiro Denis foi expulso após receber o segundo cartão amarelo, e o zagueiro Maicon foi improvisado no gol. Seguro nas saídas de bola, o xerifão deu conta do recado, e o Tricolor avançou para as oitavas de final.