Câmara aprova privatização da gestão do Hospital Carolina Lupion

11/04/2018 09:220 comments

Jaguariaíva – Em sessão realizada na noite desta terça-feira, 10, os vereadores aprovaram por unanimidade, em 1ª votação, o projeto de lei nº 11/2018 que autoriza o Município a firmar contrato de concessão administrativa de bem imóvel público municipal denominado Hospital Carolina Lupion. Agora o texto segue para votação em 2º turno em sessão que acontecerá na próxima semana.

Com o projeto aprovado, a prefeitura poderá abrir processo de licitação e a empresa ganhadora assumirá o controle do hospital. Durante a sessão desta terça-feira, a Secretaria Municipal de Saúde, Amália Alves fez uma explicação aos parlamentares sobre o processo, destacando que com a ação, o Município busca melhorar o atendimento no hospital à população.

O presidente da Câmara, José Marcos Pessa Filho (Marquito) lembrou que hoje, dos 100 leitos do hospital, apenas 33 são ocupados. “Com esse novo modelo de gestão poderemos otimizar o uso do hospital” disse. Marquito também destacou que a mudança permitirá um aumento considerável de especialidades ofertadas. “Hoje o hospital tem quatro especialidades. Com a terceirização esse número pode aumentar para 14. Isso fará com que o Município não precise transportar pacientes para outros municípios” falou.

A vereadora Sandra Negrini disse que tem sido muito questionada pela população em relação a empresa que assumirá a gestão do hospital. “É uma preocupação dos munícipes que tem nos perguntado se determinada empresa vai controlar o hospital. O que temos que deixar claro é que o que a Câmara está aprovando hoje aqui é a autorização para o Município abrir a licitação” comentou.

O vereador Divael Mello apoiou a ação tomada pelo Executivo para a mudança de gestão. “Hoje do jeito que está, o Hospital não tem condições de melhorar, porém com esse nov modelo de gestão isso será possível” argumentou. A segunda votação deve ocorrer na próxima terça-feira, 17. Se aprovado, o projeto seguirá para a sanção do prefeito José Sloboda.