Richa é acusado por ex-diretor de ter recebido propina entre 2002 e 2015

05/06/2018 18:250 comments

O Portal G1 e a RPC divulgaram nesta terça-feira, 05, reportagem em que o ex-diretor da Secretaria de Estado da Educação, Maurício Fanini, afirma ter intermediado pagamentos de propina ao ex-governador Beto Richa (PSDB) no período de 2002 à 2015. O dinheiro seria usado para despesas pessoais do tucano e para o abastecimento do caixa 2 de campanhas políticas.

Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

As declarações foram obtidas com exclusividade e foram coletadas a partir de depoimentos de delação premiada prestados por Fanini à PGR (Procuradoria Geral da República). O dinheiro arrecadado no período, segundo o delator, seria utilizado para abastecer campanhas de Richa à Prefeitura de Curitiba e ao Governo do Estado. A propina também teria sido utilizada para bancar despesas pessoais como viagens e a aquisição de um apartamento para o filho mais velho do ex-governador, Marcelo Richa.

Fanini foi preso pelo envolvimento na operação “Quadro Negro”, que investiga desvios de verbas que deveriam ser usadas na construção e reforma de escolas estaduais. A estimativa do Ministério Público do Paraná (MP-PR) é a de que a fraude tenha ultrapassado o montante de R$ 20 milhões.

No acordo de colaboração premiada que ainda precisa ser homologada pela PGR, Fanini disse que Richa pediu a ele pessoalmente que arrecadasse o dinheiro e que prestava contas do montante levantado diretamente com o ex-governador.

Leia a reportagem completa. Acesse: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/ex-diretor-da-secretaria-de-educacao-do-parana-diz-que-pagou-com-propina-gastos-de-campanhas-e-despesas-pessoais-de-beto-richa-entre-2002-e-2015.ghtml