Quadrilha destrói agência durante assalto em Jaguariaíva

11/06/2018 09:510 comments

Jaguariaíva – Na madrugada desta segunda-feira, 11, por volta das 03h, uma quadrilha fortemente armada com fuzis destruiu a agência do Banco Itaú, localizada na Rua Domingos Scolaro, no centro da cidade. A ação foi realizada com o propósito de levar o dinheiro dos caixas eletrônicos. Os criminosos teriam efetuado três explosões e levaram todo o valor encontrado nos caixas.

Agência do Itaú foi destruída pela ação criminosa. Foto: Folha Paranaense

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar (PM), a quadrilha era composta por dez elementos. A princípio, eles tentaram invadir a agência da Caixa Econômica Federal, localizada a poucos metros de distância da agência do Itaú. Os bandidos, com os fuzis, dispararam contra as portas do banco, mas imediatamente o dispositivo de segurança foi acionado e uma cortina de fumaça impediu que os elementos assaltassem a Caixa Econômica.

Com a ação frustrada, a quadrilha se dirigiu ao Itaú, quando então obteve sucesso e, literalmente, destruiu a unidade bancária com as fortes explosões. Segundo a PM, os assaltantes usaram munições calibres 7,62 mm e 5,56 mm, que são consideradas de uso restrito. Várias capsulas deflagradas foram encontradas espalhadas pelo chão. A quadrilha também teria utilizado três veículos para a ação, um deles um automóvel Chevrolet/Spin, com alerta de furto, que foi abandonado às margens da rodovia PR-151 entre Jaguariaíva e Sengés.

Explosões foram tão fortes que atingiram todo o interior da agência. Foto/Folha Paranaense

Durante o assalto, integrantes do grupo criminoso dispararam nas imediações do batalhão da PM para inibir a ação dos policiais. Pessoas que trafegavam pelo local do crime com seus veículos também foram alvejados com tiros. Um caminhão Volkswagen e um automóvel Golf que passaram nas proximidades da agência foram atingidos por tiros de fuzis, mas os motoristas não foram feridos.

A quadrilha fugiu e até o momento não foi localizada. Pela manhã, peritos do Instituto de Criminalística fizeram a análise da cena do crime para buscar identificar os integrantes da quadrilha.

Os criminosos estavam armados com fuzis de uso restrito. Foto: Folha Paranaense

 

Ação na Caixa foi frustrada pela Cortina de Fumaça, um dispositivo de segurança. Foto: Folha Paranaense

 

Peritos estiveram pela manhã analisando a cena do crime. Foto: Folha Paranaense