Com um a menos, São Paulo arranca empate com o Fluminense

03/09/2018 09:150 comments

Torcida, superação e raça: estes foram os componentes que mantiveram o Tricolor na liderança do Campeonato Brasileiro! Na tarde deste domingo (2), com apenas dez jogadores após a expulsão exagerada de Diego Souza no primeiro tempo e uma série de desfalques, o São Paulo arrancou o empate por 1 a 1 com o Fluminense em duelo válido pela 22ª rodada.

Os cariocas largaram na frente no Morumbi, com gol contra de Anderson Martins, mas a equipe paulista foi buscar a igualdade no placar com técnica e espírito aguerrido: Régis fez grande jogada e Tréllez marcou de cabeça.

Com o resultado, o Tricolor defendeu a primeira colocação, agora com 46 pontos. Na próxima quarta-feira (5), às 21h45, com retornos importantes e com a missão de se manter no topo da tabela, o São Paulo visitará o Atlético-MG na Arena Independência.

Para escalar o time, o técnico Diego Aguirre teve uma série de desfalques: Jucilei e Nene (suspensos pelo terceiro amarelo), Everton (suspenso e se recuperando de um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda) e Arboleda (questões pessoais), Rodrigo Caio (trauma no joelho direito), Araruna (tendinite no calcâneo esquerdo) e Gonzalo (dores musculares).

Assim, com as voltas de Hudson (recuperado de dores no joelho direito) e Liziero (cumpriu suspensão automática), o treinador uruguaio montou a equipe com Sidão; Bruno Peres, Bruno Alves, Anderson Martins e Edimar; Hudson, Liziero e Shaylon; Rojas, Diego Souza e Reinaldo. Já os visitantes atuaram com Júlio César; Léo, Digão, Ibañez e Ayrton Lucas; Richard, Dodi, Jadson e Sornoza; Everaldo e Kayke.

Na primeira etapa, o Tricolor teve dificuldades e viu o adversário carimbar o travessão logo no início. Após conseguir equilibrar as ações do jogo, o São Paulo melhorou e criou algumas oportunidades na frente. E quando tentava balançar as redes antes do intervalo, o time são-paulino sofreu uma dura baixa: Diego Souza foi expulso exageradamente pela arbitragem aos 33 minutos.

Na volta para o segundo tempo, fragilizado com apenas dez jogadores em campo, o São Paulo largou atrás no placar aos oito minutos: Anderson Martins tentou cortar lançamento e marcou contra. 1 a 0. O gol do rival, no entanto, não intimidou o Tricolor. Ao contrário: fez o time resgatar o espírito aguerrido que tem marcado a temporada!

Para deixar tudo igual, além da energia da torcida nas arquibancadas e uma atuação vibrante, o São Paulo contou com alterações decisivas de Aguirre: promoveu as entradas de Tréllez e Régis, que participaram do gol aos 26 minutos. O lateral fez grande jogada, deu um chapéu no marcador, acreditou no lance e cruzou na medida para o centroavante, que testou para arrancar o empate! 1 a 1!

O tento do colombiano fez o torcedor são-paulino vibrar e incendiou o confronto. Mesmo em desvantagem numérica, o Tricolor lutou pelo heroico ponto e encarou o Fluminense de igual para igual. Nos instantes finais, os visitantes contra golpearam e acertaram a trave, mas os anfitriões seguraram o ímpeto e somaram o importante ponto: 1 a 1.

SÃO PAULO 1 x 1 FLUMINENSE

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 02/09/2018 (domingo)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)

Gols: Anderson Martins (contra, 9min/2ºT) e Tréllez (26min/2ºT)

Cartões amarelos: FFC: Jadson (38min/1ºT), Sornoza (19min/2ºT); SPFC: Tréllez (11min/2ºT), Bruno Peres (46min/2ºT)
Cartão vermelho: Diego Souza (33min/1ºT)

Público: 49.348 pagantes
Renda Bruta: R$ 1.881.675,00

São Paulo: Sidão; Bruno Peres, Bruno Alves, Anderson Martins e Edimar (Régis, 19min/2ºT); Hudson, Liziero (Luan Santos, 33min/2ºT), Shaylon (Tréllez, 8min/2ºT), Joao Rojas e Reinaldo; Diego Souza.Técnico: Diego Aguirre.

Fluminense: Julio Cesar, Ayrton Lucas, Sornoza (Luciano, 25min/2ºT), Dodi, Jadson, Kayke (Matheus Alessandro, 31min/2ºT), Digão, Richard, Léo, Everaldo e Ibañez. Técnico: Marcelo Oliveira.