Promotoria desencadeou operação para apurar fraudes em licitações na Câmara

10/10/2018 09:590 comments

Arapoti – Na manhã desta quarta-feira, 10, a Promotoria de Justiça da Comarca de Arapoti deflagrou a “Operação Judas” para apurar supostos crimes relacionados a fraudes em licitações ocorridas na Câmara Municipal. Foram cumpridos Mandados de Busca e Apreenssão na sede da Câmara, na casa do diretor geral, na sede de uma empresa investigada e na residência de uma servidora. Quatro viaturas da Polícia Militar e dez policiais fizeram parte da operação.

A Choque da Polícia Militar estava na operação

O Ministério Público (MP) apura crimes relacionados com fraudes à licitação que teriam ocorrido nos anos de 2016 e 2017. Segundo o MP, o presidente da Câmara, Wesley Carneiro Ulrich, o diretor-geral da Casa, a controladora interna, dois empresários e outros dois servidores do legislativo seriam suspeitos de integrarem um esquema criminoso que supostamente se instalou na Câmara com o propósito de fraudar licitações para serviços de manutenção elétrica e hidráulica.

De acordo com a investigação coordenada pelo Promotor de Justiça, José de Oliveira Junior, procedimentos de fracionamento de licitação e superfaturamento de serviços e materiais foram realizados. Com os fracionamentos, os investigados realizavam contratações diretas sem a devida licitação. Também, segundo o promotor, há indícios de que documentos ideologicamente falsos foram encaminhados para o Ministério Público para escamotear o esquema.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na Câmara Municipal e na residência de acusados

A investigação, conforme o MP, está instruída com diversos documentos e com depoimentos de servidores públicos da Câmara Municipal que denunciaram o esquema para o Ministério Público. Segundo José de Oliveira Júnior, os crimes em apuração são de fraude a licitação, peculato, falsidade ideológica e organização criminosa.

Atualização – Presidente afastado

Em decorrência das investigações conduzidas pelo Ministério Público da Comarca de Arapoti, a Justiça atendeu, no fim da tarde desta quarta-feira, o pedido pelo afastamento temporário do presidente da Câmara Municipal, Wesley Carneiro Ulrich.

Com informações do MP-PR