Polícia prende mulher que comprou TV furtada em Arapoti

06/03/2019 16:160 comments

Arapoti – Nesta terça-feira, 05, feriado de carnaval, os policiais civis e militares prenderam duas pessoas pelos crimes de furto e receptação. Uma mulher de 41 anos foi presa após comprar uma TV de 42 polegadas furtada por apenas R$ 100,00. Já o assaltante foi pego, após a vítima de um assalto ter reconhecido sua TV sendo vendida pela internet. Com este, foram encontradas dois televisores. Ambos foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil. No total, a Polícia recuperou 3 aparelhos.

Ao todo, Polícia recuperou três televisores. Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com relatório divulgado pela Polícia Civil,  a vítima de um dos furtos havia saído com a filha para passarem por uma consulta no hospital. Ao retornarem à casa, localizada no Distrito Industrial, depararam-se com a porta arrombada e perceberam a falta de uma TV “42. A proprietária então chamou a polícia. Pouco tempo depois, através de informações e análises de imagens, os policiais esclareceram a autoria do furto e tomaram conhecimento de que um dos rapazes que participou do crime já havia vendido a TV para uma moradora da Vila dos Funcionários.

Os policiais, investigador Angelo Simões e soldados Marcos e Everson, localizaram o endereço da compradora e recuperaram a TV furtada. “A compradora admitiu ter adquirido a TV por R$ 100,00 de um rapaz que foi na porta de sua casa oferecer-lhe. Acabou sendo presa pelo crime de receptação” explicou Angelo.

Ainda, horas antes, os policiais militares já haviam recuperado outra TV furtada em dias anteriores, tendo prendido o responsável pelo crime, um homem de 37 anos. A Polícia alerta a população para que tenham cuidado e, sobretudo, consciência ao adquirir um produto. “Por trás de um produto barato e com facilidade para adquirir pode estar ocultado a origem criminosa. Além disso, o receptador está contribuindo para o sucesso de um crime que prejudica, e muito, o real proprietário, que por vezes fez um grande sacrifício para adquirir honestamente seu bem. Neste caso, por exemplo, a proprietária havia adquirido a TV em 15 prestações, ou seja demorou mais de um ano para quitá-la honestamente. A última parcela tinha sido paga em dezembro de 2018” declarou o investigador.

Fonte: Polícia Civil