Medidas para reforçar a segurança pública do município são propostas pelo Executivo

23/08/2019 11:100 comments

Jaguariaíva – O prefeito José Sloboda esteve em uma reunião com os prefeitos da AMCG (Associação dos Municípios dos Campos Gerais) e o Tenente Coronel Edmauro Assunção, que assumiu o 4º Comando Regional da Polícia Militar, para a apresentação de demandas em segurança pública de cada município da região, incluindo Jaguariaíva.

Sloboda, que já foi presidente da associação, foi quem pediu a reunião com o novo comandante, no intuito de pedir o reforço do policiamento no município, contudo, a reivindicação já é antiga, visto que somente neste ano, o prefeito já protocolou dois ofícios pedindo providências do Estado no aumento do número de policiais. Também estiveram presentes na reunião os vereadores Adilson Passos Felix, Rodrigo Milek e Alencar Alves de Mello.

Além desta reunião, que ocorreu na última sexta-feira (16), outras medidas já estão sendo tomadas pela administração municipal, como a aquisição de 96 câmeras de segurança e um sistema de monitoramento. Os equipamentos devem ser instalados em pontos estratégicos do município, sob a supervisão de servidores voltados exclusivamente ao monitoramento, no entanto, as imagens também estarão sendo repassadas a instituições como as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Samu.

A criação de uma guarda municipal também foi citada pelo prefeito como uma medida a ser tomada, mediante a instituição de uma lei para a criação de uma autarquia e um concurso público para o provimento de vagas. O tema já tramita na procuradoria do município e deve envolver a contribuição do Legislativo, que encaminhou ao Executivo uma moção de apelo refrente à segurança pública.

Como a atribuição de “trazer” novos policiais foge das competências do município, sendo uma questão estritamente estadual, os prefeitos tem reivindicado da Secretaria de Segurança Pública, medidas que reforcem a segurança, principalmente nos municípios menores.

Prova de que a falta de efetivo policial nas ruas é generalizada no estado é que, apenas neste ano, o Ministério Público precisou mover ações em três municípios, levando a Justiça a condenar o estado, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, a reforçar o policiamento, tanto Civil, quanto Militar.

Ainda de acordo com a ação do MP, o déficit de policiais militares chega a 27% em todo o Paraná.

Assessoria de Comunicação