População questiona qualidade das obras de recuperação da PR-092

14/11/2019 09:270 comments

Jaguariaíva – Iniciada no último mês de junho, as obras de manutenção na rodovia PR-092, em pouco tempo, tiveram que ser refeitas. Trechos que haviam acabado de ser recuperados, principalmente entre Arapoti e Jaguariaíva, rapidamente se mostraram novamente deteriorados. Nos últimos dias, a empresa responsável, reeniciou o processo de remendos e microrrevestimento asfáltico.

Estão sendo recuperados 52,5 KM entre Arapoti e Wenceslau Braz. Foto: Divulgação/AEN-PR

O ocorrido fez com que a população começasse a questionar a qualidade do serviço previamente executado. Diversos leitores da Folha Paranaense emitiram sua opinião em nossa página na internet. “Um asfalto de péssima qualidade, bem ruim. O dia que eles entregarem a obra, já vai precisar fazer de novo. Se não trocar a base onde tem os buracos, vai continuar a mesma coisa. Acho que tinha que ser investigado que tipo de material está sendo usado” disse o leitor Renato Falcão.

Márcio Cristiano da Silva afirmou que utiliza a rodovia todo dia pra trabalhar há 10 anos. “É sempre o mesmo papo e serviço ruim, pois arrumam e já estraga em seguida. Desta vez bateu recorde. Estão remendando os remendos. Fazem retalhos no asfalto que foi feito há 1 e 2 meses atrás. Os calombos voltaram a aparecer nos mesmos locais feitos e vai voltar em mais 2 a 3 meses. Gastou pra fazer e agora pra refazer,conseguem entender?” disse.

O leitor Junnior Leal complementou o pensamento de Márcio. “Esse serviço, do jeito que estão fazendo, é jogar dinheiro fora” afirmou.

Resposta

Em contato com o Secretário Estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, foi informado que o Governo sempre está fiscalizando as obras e que até por esse motivo o trecho está sendo refeito na PR-092. “O serviço tem que ser bem feito. Estamos fiscalizando e eles estão tendo que refazer caso não esteja em conformidade. Isso é a nossa exigência” explicou o Secretário.

Ele ressaltou que outro fator que compromete o asfalto é o sobrepeso dos veículos. “Estamos com um problema gravíssimo no estado de caminhões que trafegam acima dos limites de peso permitido. Você faz uma obra dessas e os caminhões começam a rodar com sobrepeso, com muitas toneladas a mais, e aí o assfalto começa a ceder” esclareceu Sandro.

O Secretário explicou que estão aplicando multas para inibir esta atitude. “Nós estamos colocando balanças móveis em diversos pontos, fazendo a fiscalização, para combater este problema” disse.

Obras

Nesta última semana, o Governo do Estado divulgou que a rodovia PR-092, entre Jaguariaíva, passando por Arapoti, até Wenceslau Braz, passa por serviços de remendos e de microrrevestimento asfáltico. As melhorias acontecem no lote 3 do programa Conservação e Recuperação com Melhorias do Estado do Pavimento (Cremep) do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR). Somente neste trecho serão recuperados pontos críticos de 52,5 quilômetros.

Sobrepeso dos veículos é uma das justificativas do Governo para a deterioração do asfalto. Foto: AEN/PR

Mais de 82 mil habitantes dos três municípios serão beneficiados com as melhorias. “As três cidades vão poder contar com uma rodovia em melhores condições para escoar sua produção, principalmente de soja, trigo e milho, sem falar em suas criações de aves e rebanhos de suínos e bovinos”, afirma o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Entre Jaguariaíva e Arapoti estão em execução os serviços de microrrevestimento, empregado principalmente para selagem e impermeabilização do pavimento. Trata-se de uma mistura de agregados miúdos – como areia, pedrisco, pó de pedra ou mistura deles – água e emulsão asfáltica modificada por material semelhante à borracha, seguindo as especificações aprovadas pelo DER/PR.

De Arapoti a Wenceslau Braz estão em andamento os serviços de remendos superficiais e profundos. No caso de remendos superficiais é feito o corte ou fresagem do pavimento próximo ao buraco, limpeza, aplicação de pintura de ligação, seguida pela aplicação de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) e compactação deste material. Em remendos profundos ocorre também a correção da sub-base e/ou da base do pavimento com buracos, que pode ser feita com colocação de solo-cimento ou macadame seco, e brita graduada, antes da aplicação do CBUQ.

Concessões

“Esse trecho da PR-092 está dentro do novo programa de concessões de rodovias do Paraná e está em andamento o estudo que servirá de base para os novos contratos, que vão garantir mais obras e uma tarifa menor, a partir de 2021. Mas enquanto isso vamos fazer a nossa parte para garantir as condições de uso da rodovia com estes serviços de conservação e recuperação”, afirma Sandro Alex.

O novo programa de concessões incorpora ao conjunto de rodovias que formam os 2,5 mil quilômetros do Anel de Integração mais três estradas estaduais: PR-092 (Norte Pioneiro), PR-323 (Noroeste) e PR-280 (Sudoeste). O futuro leilão também deve abranger os trechos paranaenses das BR-163, BR-153 e BR-476.

Matéria publicada na edição impressa da Folha Paranaense de 11/11/2019