Presidente do Facebook fala no Congresso dos EUA sobre vazamento de dados

10/04/2018 08:470 comments
Mark Zuckerberg, cofundador e CEO do Facebook' MANDEL NGAN / AFP

Responsável por uma plataforma com mais de 2 bilhões de perfis, o presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, terá um dia cheio hoje (10). Ele falará em uma audiência conjunta das comissões Judiciária e de Comércio do Senado dos Estados Unidos (EUA). Amanhã (11), Zuckerberg dará depoimento à Comissão de Energia e Comércio da Câmara de Representantes.

Mark Zuckerberg, cofundador e CEO do Facebook’ MANDEL NGAN / AFP

Na pauta, o escândalo do vazamento de dados de mais de 70 milhões de norte-americanos para a empresa britânica de marketing digital e consultoria política Cambridge Analytica (CA). As informações foram repassadas pelo desenvolvedor de um aplicativo de teste de personalidade disponibilizado no Facebook.

Conforme revelou um ex-funcionário da empresa em reportagens publicadas pelos jornais The New York Times (EUA) e The Guardian (Reino Unido) em março, as informações foram usadas pela companhia para criar publicidade personalizada e influenciar eleições em todo o mundo, inclusive a disputa de 2016 que resultou na vitória de Donald Trump.

O presidente da Comissão Judiciária do Senado, Chuck Grassley, afirmou, em comunicado divulgado em seu site pessoal, que as redes sociais revolucionaram a forma de comunicação, usando dados para conectar pessoas em todo o mundo. “Com todos os dados circulando no Facebook e em outras plataformas, usuários merecem saber como sua informação é compartilhada e armazenada”, comentou.

“Esta audiência será uma oportunidade importante de jogar luz em questões críticas de privacidade de dados de consumidores e ajudar os norte-americanos a entender o que ocorre com as suas informações pessoais online”, explicaram os deputados Greg Walden, presidente da Comissão de Energia e Comércio, e Frank Pallone, Jr, em comunicado publicado na página do colegiado.

Facebook na mira

Antes do escândalo envolvendo a Cambridge Analytica, o Facebook já entrara na mira dos congressistas norte-americanos. Uma investigação foi aberta no Parlamento do país para apurar a influência de pessoas e organizações russas nas eleições de 2016, usando contas e anúncios em redes sociais como Facebook e Twitter.

Outras investigações

O vazamento de dados de usuários do Facebook para a Cambridge Analytica levou à abertura de investigação pela Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês).

O episódio gerou reações também no Brasil. Segundo comunicado do diretor de Tecnologia da empresa, Mark Schroepfer, mais de 440 mil usuários do país estão entre os atingidos pelo vazamento. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios abriu um inquérito civil para apurar eventuais irregularidades, violações à privacidade e prejuízos aos internautas brasileiros.

Entenda

A Cambridge Analytica e o Facebook foram denunciados em um escândalo de proporções mundiais. A CA passou a ser conhecida por sua atuação na campanha de Donald Trump à Presidência dos EUA e no plebiscito que decidiu pela saída do Reino Unido da Eunião Europeia (Brexit). Ela também atuou em processos eleitorais de outros países.

A atuação da companhia já vinha sendo questionada desde as eleições nos Estados Unidos. Em março, a entrevista de um ex-funcionário revelou o esquema de construção de perfis quase individualizados, a partir de questionários e jogos no Facebook (conhecidos como quiz), e de uso dessas informações sem consentimento para influenciar preferências políticas no pleito norte-americano de 2016.

O canal britânico Channel 4 veiculou uma longa reportagem, em que jornalistas disfarçados de políticos interessados no serviço da consultoria filmaram dois de seus principais diretores com câmeras escondidas. Nessas conversas, eles revelam como usam dados coletados de maneira duvidosa, e inclusive ilegal, para moldar a opinião pública durante campanhas.

O CEO (diretor-geral) da empresa, Alexander Nix, chega a mencionar a possibilidade de uso de outros recursos, como o envio de garotas de programa à residência de um candidato para fomentar escândalos que seriam explorados posteriormente. Com a revelação, Nix foi afastado de sua função pelo conselho da Cambridge Analytica.

Mas não foi somente a empresa que teve a imagem em xeque. O Facebook passou a ser contestado por autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido pela forma como permitiu que esse episódio ocorresse. Esses questionamentos levaram à convocação da direção da companhia para prestar explicações públicas nos dois países e resultaram na queda de preço das ações do Facebook, causando um prejuízo bilionário.

No dia 21 de março, o presidente da empresa, Mark Zuckerberg, criticado pelo silêncio ao longo da semana, divulgou um comunicado em sua página na plataforma. Ele disse que o Facebook já havia identificado o repasse de dados à Cambridge Analytica e determinado que fossem apagados.

Diante das revelações do ex-funcionário, Zuckerberg informou que foi suspensa a conta da firma e contratada uma auditoria independente para inspecionar se as informações tinham sido, de fato, eliminadas.

Além disso, o Facebook anunciou uma série de medidas de restrição a aplicativos do uso de dados de seus usuários. Segundo o comunicado, uma ferramenta será disponibilizada para informar o usuário quais os  aplicativos que estão utilizando seus dados e de que forma.

Governo dos Estados Unidos abre investigação contra Facebook

27/03/2018 08:480 comments
Governo dos Estados Unidos abre investigação contra Facebook

O governo dos Estados Unidos (EUA) abriu uma investigação contra o Facebook. A Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) vai analisar práticas da plataforma com foco em possíveis riscos e prejuízos à privacidade dos usuários. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (26) em um comunicado do diretor do Escritório de Proteção do Consumidor, Tom Pahl.

De acordo com Pahl, a FTC leva muito a sério matérias publicadas na imprensa recentemente sobre a responsabilidade da empresa de Mark Zuckerberg no caso do tratamento de dados de 50 milhões de pessoas pela consultoria internacional Cambridge Analytica (CA) para influenciar em eleições, como a disputa de 2016 no país, que terminou com a eleição de Donald Trump para a Presidência da República.

A FTC é uma autoridade regulatória que atua em diversas áreas, como análise de mercado, concorrência e práticas anticompetitivas. O Escritório de Proteção de Consumidores é responsável pela avaliação de casos em que empresas e fornecedores de bens e serviços prejudicam seus clientes de alguma forma.

Neste caso, o foco da preocupação que originou o procedimento de apuração está no uso indevido dos dados dos usuários norte-americanos do Facebook. “A FTC está fortemente comprometida em utilizar todas as suas ferramentas para proteger a privacidade dos consumidores”, disse Tom Pahl no comunicado.

Entenda

A Cambridge Analytica e o Facebook entraram no olho do furacão de um escândalo de proporções mundiais nesta semana. A CA passou a ser conhecida por sua atuação na campanha de Donald Trump à Presidência dos EUA e no plebiscito que decidiu pela saída do Reino Unido da Eunião Europeia (Brexit). Ela também atuou em processos eleitorais de outros países.

A atuação da companhia já vinha sendo questionada desde as eleições estadunidenses. Neste fim de semana, a entrevista de um ex-funcionário desnudou o esquema de construção de perfis quase individualizados, a partir de questionários e jogos no Facebook (conhecidos como quiz), e de uso dessas informações sem consentimento para influenciar preferências políticas no pleito norte-americano de 2016.

Na semana passada, o canal britânico Channel 4 veiculou uma longa reportagem em que jornalistas disfarçados de políticos interessados no serviço da consultoria filmaram dois de seus principais diretores com câmeras escondidas. Nessas conversas, eles revelam como usam dados coletados de maneira duvidosa e inclusive ilegal, para moldar a opinião pública durante campanhas.

O CEO (diretor-geral) da empresa, Alexander Nix, chega a mencionar a possibilidade de uso de outros recursos, como o envio de garotas de programa à residência de um candidato para fomentar escândalos que seriam explorados posteriormente. Com a revelação, Nix foi afastado de sua função pelo conselho da Cambridge Analytica.

Mas não foi somente a empresa que teve a imagem em xeque. O Facebook passou a ser contestado por autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido pela forma como permitiu que esse episódio ocorresse. Esses questionamentos levaram à convocação da direção da companhia para prestar explicações públicas nos dois países e resultaram na queda do preço das ações do Facebook, ocasionando um prejuízo bilionário.

No dia 21 deste mês, o presidente da empresa, Mark Zuckerberg, criticado pelo silêncio ao longo da semana, emitiu um comunicado em sua página na plataforma. No comunicado, Zuckerberg diz que o Facebook já havia identificado o repasse de dados à Cambridge Analytica e determinado que estes fossem apagados.

Diante das revelações do ex-funcionário, ele informou que foi suspensa a conta da firma e contratada uma auditoria independente para inspecionar se as informações tinham sido, de fato, eliminadas.

Além disso, o Facebook anunciou uma série de medidas de restrição a aplicativos do uso de dados de seus usuários. Segundo o comunicado, uma ferramenta será disponibilizada para informar o usuário quais aplicativos estão utilizando seus dados e de que forma.

Agência Brasil

Sengés celebra 84 anos com atrações nacionais

27/02/2018 10:430 comments
A dupla Bruno e Marrone é uma das principais atrações da festa. Foto: Divulgação

Sengés – Nesta quinta-feira, 1º de Março, Sengés celebra o aniversário de 84 anos de emancipação politíco-administrativa. Para comemorar a data, a cidade receberá a 10ª edição da Festa do Peão de Boiadeiro de Sengés entre os dias 1º e 4 de março no Recinto Municipal. Estão confirmadas atrações nacionais como: Bruno e Marrone, George Henrique & Rodrigo, Loubet, Milionário e Marciano (Lendas), dentre outras.

A dupla Bruno e Marrone é uma das principais atrações da festa. Foto: Divulgação

O evento acontecerá no ‘Recinto 1º de Março’ – localizado na Rua Vereador Jairo Santos. A entrada é gratuita para população e serão comercializados apenas os camarotes, com direito a boate.

Nesta quinta-feira, dia 1º de março – data que marca o aniversário de 84 anos de Sengés -, o destaque fica por conta da dupla sertaneja, Bruno e Marrone. Na sexta-feira, 2, é a vez de Milionário e Marciano (Lendas). No terceiro dia, 3, sábado, quem comanda a festa é o cantor Loubet. Já no domingo, dia 4, que marcará também a final do rodeio em touros, o show será com a dupla sertaneja George Henrique e Rodrigo.

A Festa do Peão premiará os três peões finalistas do rodeio, com uma moto 0 km ao primeiro colocado e prêmios em dinheiro de R$ 500 e R$ 300, respectivamente para o segundo e terceiro lugar.

Além dos shows e do rodeio, o espaço estará estruturado com praça de alimentação e Lonão – espaço musical aberto após os shows. A entrada é franca para a população. A 10º edição da Festa de Peão de Boiadeiro de Sengés é promovida pela Prefeitura Municipal de Sengés, com o apoio da Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR) e Companhia Paranaense de Energia (COPEL).

Para o prefeito Nelson ‘Pezinho’, “há muito tempo nossa população pedia uma festa desse porte. Fizemos o planejamento para que ela pudesse acontecer”, destacou. O secretário de finanças, Carlos Fuzeto, afirma que todas as atrações foram contratadas pelo município. “Desde o ano passado essa preparação foi organizada, assim a festa não interfere no planejamento da Prefeitura e nas inúmeras obras que nossa cidade está realizando, tanto em parceria com o Governo do Estado, na saúde, educação e demais áreas. Até o momento patrocinam o evento a COPEL e a SANEPAR”, afirmou.

‘Pezinho’ também destaca sua satisfação com a empresa Águia Licitações do Brasil, ganhadora da licitação do evento, pois cumpriu todos os requisitos do edital.

Licitação

A licitação do evento ocorreu no dia 07 de fevereiro, com o valor estimado em R$ 51 mil. A empresa Águia Licitações do Brasil foi a vencedora, apresentando o melhor lance e cumprindo todos os requisitos do certame. Ela realizará o espetáculo das arenas, com o rodeio em touros em parceria com a Etapa do Circuito Copa VR de Rodeio.

Camarotes

Cada camarote comporta 10 pessoas. O valor é de R$ 1.400,00 parcelados em até cinco vezes. Para parcelas entre seis a dez vezes, o preço final é de R$ 1.450,00 mil. As compras devem ser realizadas na Associação Comercial e Empresarial de Sengés (ACAIS), no endereço: Rua Santos Dumont, 21 ou pelo telefone: (43) 99664-8933.

Tabela de Estacionamento

Quinta-feira: R$ 20

Sexta-feira: R$ 15

Sábado: R$ 15

Domingo: R$ 10

ESPN quebra recordes com Super Bowl e lidera audiência na TV paga

07/02/2018 15:480 comments
ESPN quebra recordes com Super Bowl e lidera audiência na TV paga

Transmitido no final da noite de domingo (4), o Super Bowl LII registrou resultados excepcionais à ESPN. O maior evento do futebol-americano teve a sua maior audiência na história do Brasil, superando em 14% os índices de 2017. A ESPN, que mais uma vez exibiu a final com exclusividade, ainda garantiu a liderança entre todos os canais da TV paga, de acordo com o Kantar Ibope.

Os telespectadores ficaram mais de 100 minutos em média assistindo à final entre o campeão Philadelphia Eagles e o vice New England Patriots, o que reforça a importância do esporte mais popular dos Estados Unidos para os brasileiros. Segundo pesquisa recente do Ibope Repucom, o Brasil é atualmente o segundo maior mercado da NFL fora dos Estados Unidos, ficando atrás somente do México.

“Os resultados indicam que fizemos a aposta correta na NFL há mais de 25 anos, quando passamos a transmitir a liga no Brasil. Os fãs entendem e valorizam cada vez mais a modalidade, fato que explica nossa audiência crescente em mais um ano”, destaca German Hartenstein, diretor geral da ESPN no Brasil.

Recorde no WatchESPN e repercussão no Twitter

A transmissão do Super Bowl via WatchESPN, aplicativo de streaming e conteúdo sob demanda do canal, garantiu o maior número de acessos únicos em um mesmo dia na plataforma e ultrapassando a antiga marca registrada no Super Bowl de 2017. No Twitter, a #SuperBowlNaESPN liderou o ranking de assuntos mais comentados na rede social durante o período da transmissão.

Super Bowl nas telas do cinema

A exibição do evento nos cinemas pelo quinto ano consecutivo também trouxe resultados importantes. Em parceria com a Cinelive, a ESPN disponibilizou a partida em mais de 110 salas por todo o Brasil, registrando a maior bilheteria desde que o Super Bowl passou a ser transmitido também nas telonas.

Rejeitado pela Record, Geraldo Luís desperta o interesse de Silvio Santos

15:430 comments
Foto: reprodução

Insatisfeita com Geraldo Luís, a Record está acabando, aos poucos, com o Domingo Show. Conforme já noticiado, inicialmente, o programa perderá espaço, passando a contar apenas com 2h de duração, ao invés das 4h30 de até então. E as mudanças não param por aí.

A plateia, o cenário, as dançarinas e todos os assistentes de palco foram dispensados, restando apenas uma equipe reduzida na produção. O apresentador passa a comandar o programa em um cenário virtual, como forma de baratear os custos de produção, por causa do baixo retorno.

Foto: reprodução

Dessa forma, ele terá a única função de beneficiar a audiência do programa seguinte, o Hora do Faro, agregando os telespectadores na Record e os mantendo sintonizados na transição do Domingo Show para o Hora do Faro. Enquanto isso, Geraldo desperta outros interesses.

No SBT, Silvio Santos está de olho em todos esses acontecimentos e já está demonstrando um novo interesse no apresentador. Há alguns meses, haviam rumores de sua ida para a concorrência, mas a Record interferiu na história e o manteve com grande espaço nos domingos.

Agora, depois da perda de espaço do apresentador, sua ida para o SBT está sendo fortalecida, de acordo com o colunista Vladimir Alves. Essa possível contratação vai ao encontro com os rumores do fim do Domingo Legal, de Celso Portiolli, que estão ganhando força.

FIM DO DOMINGO SHOW AO VIVO

Os rumores da perda de espaço de Geraldo Luís na Record acabam de ser confirmados. Noticiamos no início desta semana que o apresentador perderá o programa ao vivo, o cenário e a plateia do seu Domingo Show, e agora, de acordo com o colunista Flávio Ricco, as mudanças serão anunciadas em breve na emissora.

Para baratear os custos de produção, o dominical terá apenas duas horas de duração. Até então, o programa tinha início às 11h da manhã e terminava às 15h30, com 4h30 de duração. Segundo o jornalista Vladimir Alves, do A Tarde é Sua, o cenário passará a ser virtual, nada físico como está sendo atualmente.

A manifestação oficial da Record está sendo esperada para esta quarta-feira (7). Nesta terça (6), Geraldo deixou gravada a última edição normal do programa, que vai ao ar no próximo domingo. Na semana que vem, entra no ar o novo formato com as novidades, uma nova estrutura de produção e uma equipe menor.

Apesar disso, Geraldo continuará servindo para beneficiar o programa de Rodrigo Faro nos domingos, com uma boa entrega. O horário será reajustado, tendo início mais tarde, mas terminando no mesmo horário, fazendo com que a transição para o Hora do Faro seja mantida. A mudança é como a que o SBT realizou há alguns anos.

O Domingo Legal, de Celso Portiolli, também havia perdido duas horas de duração, deixando de começar às 11h e passando a ter início às 13h, enquanto Eliana permaneceu como estava.

TV Foco

O Mecanismo, série da Netflix sobre a Lava Jato, estreia em março

14:490 comments
O Mecanismo, série da Netflix sobre a Lava Jato, estreia em março

Políticos fazendo acordos cada vez mais sombrios por debaixo dos panos. Escândalos que explodiram na mídia. A maior operação contra corrupção já feita no Brasil. Essa história, que mostra que a realidade é mais estranha e muito mais louca que a ficção, se transformou na série O Mecanismo.

Produção brasileira, a série da Netflix criada por José Padilha e estrelada por Selton Mello Elena Soarez, trata sobre a Operação Lava Jato.

O Mecanismo foi anunciado em 2016, quando tinha previsão para 2017. A série, apesar de ter atrasado um pouquinho, ganhou seu trailer oficial na semana passada e teve estreia confirmada pelo serviço de streaming para o dia 23 de março.

Showmetec

Leia mais em: https://www.showmetech.com.br/o-mecanismo-estreia-em-marco/#ixzz56RwurXYT
Follow us: @showmetech on Twitter | showmetech on Facebook