Pais afirmam que bonecos do McDonald’s falam palavrão

14/07/2015 23:400 comments

Sim, é isso mesmo que você leu no título. Nos Estados Unidos, vários pais andam reclamando dos bonequinhos Minions que a rede de fast food McDonald’s traz essa temporada como brinde. O motivo? Os bonequinhos, que podem ser acionados para falarem frases pré-gravadas, estariam usando a palavra “fuck”. Não sabe o que significa? Jogue no Google e descubra por sua conta e risco.

Segundo o The Hollywood Reporter, noticiários da Flórida e Ohio dão conta de que vários pais estão revoltados com os bonequinhos dos McLanches, que fazem parte da estratégia promocional da Universal nos EUA. Por sua vez, o McDonalds afirmou ao site que os brinquedos, na verdade, não falam palavrão, e sim o trocadilho “Minionese“.

A polêmica não parece ter afetado em nada as bilheterias da animação, uma vez que “Minions” arrecadou, só até o final de junho, cerca de R$ 23 milhões.

Fonte: Cineset

Ben Affleck irá roteirizar e dirigir próximo Batman

11/07/2015 00:360 comments

Ben Affleck pode estar vivendo um momento conturbado em sua vida pessoal, mas sua vida profissional anda à mil. Em processo de divórcio de sua esposa Jennifer Garner, o ator acaba de ser anunciado em uma das maiores empreitadas de sua carreira.

Affleck irá roteirizar e dirigir o próximo filme da saga de Batman, de acordo com o portal Deadline, uma das fontes mais seguras sobre o cinema americano. Vale lembrar que Ben vive o homem-morcego, como ator, no filme ‘Batman vs. Superman’, com estreia prevista para o próximo ano.

Em seu novo compromisso profissional, o bonitão deve entregar uma primeira versão do roteiro da nova história do personagem ates novembro deste ano, antes de começar a se dedicar a adaptação cinematográfica do romance ‘Live by night’.

 

Fonte: Jornal do Brasil

Foto de paranaense vence concurso internacional de fotografia

00:320 comments

Uma imagem do topo da Catedral Nossa Senhora da Glória de Maringá, no norte do Paraná, será capa da revista National Geographic. A foto foi uma das campeãs do Concurso Internacional de Fotografias Feitas com Drones, organizado pelo siteDronestagram.  A foto conquistou o júri de especialistas e o gosto popular, vencendo em duas categorias: “Lugares” e “A mais curtida pelo público”. Foi escolhida entre mais de cinco mil imagens enviadas.

O empresário Ricardo Matiello, autor da foto, não esconde o orgulho de receber um prêmio como este e também de mostrar a cidade para o mundo. “É uma realização pessoal, ficou marcado na minha história, mas também é muito bom saber que a minha foto representa Maringá, representa o país. É uma imagem inesquecível”, comemora.

A foto, feita a aproximadamente 90 metros de altura, foi registrada no dia 1° de junho. Matiello, que trabalha com a construção de drones e desenvolvimento de softwares, ia para o trabalho quando percebeu que uma neblina escondia a catedral.

“Como estava com o equipamento no porta-malas do carro, parei para fotografar. Assim que o drone subiu, ele sumiu na neblina.  Com o equipamento de visualização, vi que o céu estava azul acima dessas nuvens. Uma imagem linda e que estava esperando há muito tempo para fazer”, lembra. “Se eu tivesse programado para fazer essa foto, não tinha saído”, acrescenta.

Diante da imagem do topo da Catedral e de prédios vizinhos, a foto ganhou o nome de “Above the Mist” (Acima da Névoa).

“É muito difícil ver neblina tão densa como essa em Maringá. Com a foto quis mostrar o símbolo da cidade rodeado por essa neblina densa”, diz.

Para ganhar a categoria de foto mais popular do concurso, Matiello fez uma campanha nas redes sociais para convidar os amigos a curtirem a imagem. Não demorou muito e a foto foi a mais curtida do mundo.

“Em quatro dias foi a mais curtida e vista do site. Acho que todos os moradores de Maringá abraçaram a ideia e decidiram curtir. Essa sensação é muito boa”, completa. O empresário cedeu a foto para o município, e agora empresas de diversos segmentos, escolas e a prefeitura poderão utilizar a imagem para promover a cidade.

O segundo lugar na categoria “Lugares” ficou para uma foto da França e o terceiro para uma imagem da Holanda. Veja todas as fotos vencedoras no site do concurso.

Fonte: G1

MCs mirins tentam ‘decifrar’ letristas brasileiros: ‘Meça suas palavras, MPB’

00:270 comments

O G1 convidou dois MCs mirins de São Paulo para tentar decifrar enigmas da MPB. MC Brinquedo, 13 anos, e MC Pikachu, 15, receberam versos misteriosos de Chico Buarque,Djavan, Jorge Vercillo, Zeca Baleiro e outros para tentar explicar (ou imaginar) o sentido.

MC Brinquedo e MC Pikachu estão entre os cantores de funk mais populares atualmente de São Paulo. Além das músicas, Brinquedo ficou conhecido pelo “meça suas palavras, parça”, pedido que apareceu em um vídeo caseiro e virou bordão em redes sociais.

Eles têm milhões de visualizações no YouTube, mas também recebem críticas pelas letras sensuais. Seu empresário, Emerson Martins, alega que é tudo parte do bom humor juvenil – irreverência que eles usaram para tentar “traduzir” a MPB.

Confira matéria completa e vídeo no site do G1

Dar bolo, levar banda e escorregar; veja 5 pedidos de demissão inusitados

09/07/2015 22:180 comments

Na semana passada um vídeo da jornalista Gabriella Bordasch, da TV RBS (afiliada da Globo no Rio Grande do Sul), plantando bananeira teve muita repercussão nas redes sociais. Ele foi gravado em novembro e mostra um momento de descontração enquanto ela estava fora do ar.

A jornalista decidiu publicá-lo no Facebook agora para anunciar sua saída da TV aos amigos, escrevendo “resolvi virar minha vida de cabeça para baixo”. Gabriella Bordasch, que era garota do tempo, disse que já tinha pedido formalmente sua demissão e que seu antigo chefe gostou do vídeo.

Alguns funcionários, porém, não têm muita preocupação em manter portas abertas ao deixar uma empresa. Ainda que devessem.

De acordo com um levantamento da OfficeTeam, empresa da Robert Half especializada em recrutamento de profissionais administrativos, 33% dos gerentes de RH pesquisados acreditam que o modo como um empregado deixa seu emprego afeta  profundamente oportunidades futuras na carreira.

Outros 53% afirmaram que afeta de alguma maneira e apenas 12% disseram que não tem impacto algum. Outros 2% não souberam responder. O levantamento foi feito com 600 gerentes de RH nos EUA e Canadá.

Alguns casos de pedidos inusitados de demissão ficaram famosos.

Dragon Ball volta à TV após 18 anos

22:000 comments

Foram 18 anos de espera, mas a aguardada sequência das aventuras de Goku, sua família e amigos após o estrondoso sucesso de “Dragon Ball Z”, um dos animês mais cultuados de todos os tempos, estreou na televisão japonesa no último domingo (5). “Dragon Ball Super” retoma a história seis meses após a derrota de Majin Boo no final da série “Z” (concluída em 1996), traz de volta personagens consagrados e conta com a assinatura do criador da saga, Akira Toriyama.

Ainda sem previsão para estreia em outros países, “Dragon Ball Super” está planejada para 100 episódios e confirma a popularidade de uma série que marcou época no Japão e em vários países. Enquanto a nova série não chega por aqui, os brasileiros podem assistir a “Dragon Ball Z – O Renascimento de Freeza”, novo longa-metragem da franquia que estreou recentemente nos cinemas, ou mergulhar na lista de fatos e curiosidades sobre a saga que o UOL apresenta a seguir:

1. Dragon Ball se originou no mangá, os quadrinhos japoneses. A série de mangá estreou em 1984 na revista semanal “Shonen Jump”. Sua compilação possui 42 volumes encadernados, sendo que os primeiros 16 correspondem à primeira série de TV. Do 17 ao 42, são os que cobrem os eventos referentes ao animê “Dragon Ball Z”. No Brasil, o mangá saiu primeiro pela editora Conrad, entre 2000 e 2003, em um formato diferente do original. A mesma editora começou a publicar “Dragon Ball – Edição Definitiva” em 2009, mas a coleção ficou incompleta devido a divergências com a editora japonesa Shueisha. Em 2012, “Dragon Ball” começou a ser republicado pela Panini e já está no volume 37.

2. A sigla “Z” só é usada no animê, uma jogada de marketing dos produtores para diferenciar a série de TV com o Goku adulto, mais focada em batalhas, sendo que a original tinha mais humor. O “Z”, lido no Japão como “zetto”, tem o sentido de “final”, “definitivo”, pelo fato de Z ser a última letra do alfabeto. No Brasil, a Conrad inseriu o Z no título para atrair mais leitores.

3. A história original é vagamente inspirada em “Jornada para o Oeste”, antiga história chinesa estrelada por Son Goku, macaquinho mágico que usa um bastão de combate. No mangá de Akira Toriyama, Son Goku é um humano vindo do planeta Vegeta, tem rabo de macaco e usa um bastão para lutar, transformando-se num macaco gigante quando olha para a lua cheia.

4. A primeira série animada de Dragon Ball começou em 1986 e chegou a 153 episódios, além de ter tido alguns especiais de cinema. No Brasil, foi vista primeiro no SBT e depois passou pela Globo e Cartoon Network. Já “Dragon Ball Z” teve 291 episódios entre 1989 e 1996, além de vários especiais de cinema. No Brasil, parte da saga passou na Band e o restante na TV Globo. Foi um caso único em que uma série foi renegociada durante a exibição para mudança de emissora, tudo por causa de sua grande repercussão. Posteriormente, o Cartoon Network exibiu a série, que também passou no Tooncast.

5. “DBZ” foi sucedida em 1996 por “Dragon Ball GT”, que não fazia parte do mangá original e teve pouca participação criativa do autor Akira Toriyama. GT vem de “Gran Turismo”, nome de uma categoria do automobilismo e foi usada no sentido de “grande jornada”. Chegou a 64 episódios e, no Brasil, passou no Cartoon Network, Globo e Bandeirantes.

 

Via Uol