Coxa faz 2 a 0 no FC Cascavel na primeira partida da Taça Dirceu Krüger no Alto da Glória

18/03/2019 09:070 comments
Coxa faz 2 a 0 no FC Cascavel na primeira partida da Taça Dirceu Krüger no Alto da Glória

A torcida coxa-branca comemorou, na tarde deste domingo (17), a vitória sobre o FC Cascavel, na segunda rodada da Taça Dirceu Krüger, a primeira partida do segundo turno do Campeonato Paranaense disputada no estádio Couto Pereira. Os gols do Coxa foram marcados por Igor Jesus e Giovanni, um em cada tempo de jogo.

Buscando a primeira vitória em casa, o Coritiba foi a campo com mudanças em relação à última partida. Sem Rodrigão, que sofreu um trauma no joelho no treino na véspera de jogo, Igor Jesus iniciou jogando. Além disso, Felipe Mattioni ficou fora da partida com um trauma no pé, Vitor Carvalho ficou na sua vaga e João Vitor fez a lateral. A escalação completa foi com Alex Muralha, João Vitor, Alan Costa, Sabino, Patrick Brey, Matheus Bueno, Vitor Carvalho, Juan Alano, Thiago Lopes, Igor Jesus e Giovanni.

Assim que a bola rolou, o Coritiba acabou precisando fazer sua primeira substituição. Em uma jogada de ataque rápido, Thiago Lopes sentiu e precisou deixar o gramado. Outro Piá do Couto, Igor Paixão, entrou em campo para formar a equipe.

O Coxa propunha a partida, buscando o campo de ataque, mas a equipe adversária ia dificultando a vida alviverde, se defendendo como podia. Patrick Brey aproveitou a sobra aos 17’, e chutou rasteiro, mas a bola passou perto da trave e saiu pela linha de fundo.

Até que o Coritiba abriu o placar aos 24’, com Igor Jesus. E foi um belo gol. Giovanni passou na medida para o Piá do Couto encobrir o goleiro e mandar para as redes. Pouco depois quase veio o segundo. Igor Jesus novamente recebeu na pequena área o passe de João Vitor e tentou tirar do ângulo do goleiro. A bola parou na trave! Após esse lance mais intenso, o jogo ficou mais tranquilo, sem grandes oportunidades dos dois lados até o intervalo.

No segundo tempo, o Coxa voltou com a mesma formação. Nos primeiros minutos, o FC Cascavel tentou pressionar buscando o empate, mas parou na forte marcação e formação defensiva coxa-branca. Por outro lado, querendo os três pontos em casa, o Verdão foi inteligente em campo e fez o segundo gol. Aos 14 minutos, Patrick Brey passou para Igor Jesus chutar. Depois do rebote do goleiro, Giovanni aproveita a chance e vai comemorar com a galera.

Umberto Louzer promoveu a entrada de Wanderley no lugar de Igor Jesus, promovendo a estreia do mesmo com a camisa coxa-branca. Pouco depois, Elyeser também fez sua primeira partida com a camisa alviverde substituindo Matheus Bueno.

O Coxa segurou o placar até o final e conquistou seus primeiros três pontos no Couto Pereira, na Taça Barcímio Sicupira, o segundo turno do Campeonato Paranaense 2019.

Próximo jogo

Agora o Coxa enfrenta a outra equipe de Cascavel, na próxima rodada. O jogo acontece na quarta-feira (20), no estádio Olímpico Regional. O Coritiba volta a jogar em casa no domingo (24), contra o Rio Branco.

Mais uma goleada! Fora de casa, Furacão faz 4 a 0 no Maringá

09:040 comments
Mais uma goleada! Fora de casa, Furacão faz 4 a 0 no Maringá

Depois da goleada por 8 a 2 em cima do Toledo, na primeira rodada da 2ª Taça do Campeonato Paranaense, o Athletico viajou a Maringá para enfrentar o time da casa e aplicou mais uma goleada na competição.

Desta vez, o Furacão venceu por 4 a 0, com gols de Júnior Prego [contra], dois de Bergson e um de Matheus Anjos. A próxima partida do Athletico será contra o Operário, na próxima quarta-feira (20), às 21h30, no Estádio Joaquim Américo.

O Jogo

Uma forte chuva caiu na cidade antes da partida, o que prejudicou o gramado do Estádio Willie Davids. O jogo ficou truncado no início e o primeiro lance aconteceu aos seis minutos, quando Léo saiu bem do gol e ficou com a bola, após uma falta cobrada da direita pela equipe adversária.

O Athletico abriu o placar aos 15 minutos. Bergson driblou o marcador na esquerda e cruzou. A bola bateu no Júnior Prego e enganou o goleiro adversário. 1 a 0 para o Furacão!

O Maringá só chegou ao gol athleticano aos 36 minutos. O goleiro Léo fez uma excelente defesa, após o toque de cabeça do jogador do Maringá. No rebote, Bravo marcou, mas o auxiliar marcou corretamente o impedimento do jogador e anulou o gol.

O Rubro-Negro ampliou o placar aos 40 minutos. Jáderson dividiu na entrada da área e a bola sobrou para o atacante Bergson, que estava bem posicionado. De frente para o goleiro, ele marcou o seu nono gol com a camisa athleticana!

O Athletico teve a última oportunidade do primeiro tempo aos 43 minutos. Vitinho contra-atacou em velocidade, driblou a marcação, mas chutou por cima do travessão.

Segunda etapa

O Athletico voltou com a mesma formação para o segundo tempo. Logo no primeiro minuto, o adversário chegou com perigo. Tiago Orobó recebeu a bola na área e chutou para o gol, mas a bola saiu rente à trave. Três minutos depois, quase saiu o terceiro gol athleticano. Em um contra-ataque rápido, Khellven cruzou e Vitinho cabeceou para fora.

Aos cinco minutos, Marquinho recebeu um passe em profundidade, mas Bergson chegou e chutou em cima do adversário.

Aos 15 minutos, Bergson desviou a bola de cabeça, depois do cruzamento da direita. Vitinho tentou chegar para marcar, mas não alcançou. Bergson mandou por cima do gol um excelente cruzamento de Khellven pela direita, aos 22’.

E, aos 25’, pênalti em Bill, que tinha acabado de entrar no lugar de Jáderson. Um minuto depois, Bergson cobrou a penalidade para o Furacão e completou o terceiro gol no canto esquerdo do goleiro adversário!

Aos 29 minutos, Rafael Guanaes promoveu a entrada de Matheus Anjos no lugar de Marquinho. E aos 32’, Bruno Rodrigues entrou no lugar de Khellven.

O Athletico quase fez o quarto gol aos 39 minutos. Bill gingou para cima da marcação e chutou cruzado, mas o goleiro adversário fez a defesa.

E, aos 43 minutos, Matheus Anjos completou a goleada athleticana. Bergson recebeu na direita e cruzou para a área. Matheus Anjos entrou livre para marcar e fechar o placar!

Ficha técnica: Maringá 0x4 Athletico Paranaense
Campeonato Paranaense 2019: 2ª Taça [Dirceu Kruger] – Segunda rodada
Data: 17/03/2019 [domingo]
Horário: 16h
Local: Willie Davids, em Maringá

Maringá: Victor Golas; Jean Neves, Alex Fraga, Marcelo Xavier e Prego; Gustavo (Dandan, aos 25ºT), Willian Leandro (Geovane Magno, aos 11’ do 2ºT) e Rogerinho; Bravo, Tiago Orobó e Welton Paraguá (Sillas, aos 38 do 2ºT).
Técnico: Antonio Picoli
Cartão amarelo: Marcelo Xavier, aos 27’ do 1ºT, Sillas, aos 40’ do 2ºT

Athletico Paranaense: Léo; Lucas Halter, José Ivaldo e Eder; Khellven (Bruno Rodrigues, aos 32’ do 2ºT), Christian, Erick e Vitinho; Marquinho (Matheus Anjos, aos 29’ do 2ºT), Jáderson (Bill, aos 23’ do 2ºT) e Bergson.
Técnico: Rafael Guanaes
Gols: Júnior Prego [contra], aos 15’ do 1ºT, Bergson, aos 40’ do 1ºT e aos 26’ do 2ºT, Matheus Anjos, aos 43’ do 2ºT.
Cartão amarelo: Marquinho, aos 13’ do 1ºT, Eder, aos 16’ do 2ºT, Lucas Halter, aos 19’ do 2ºT

Em grande noite, Furacão faz 4 a 0 no Jorge Wilstermann e assume a vice-liderança do grupo

15/03/2019 09:260 comments
Em grande noite, Furacão faz 4 a 0 no Jorge Wilstermann e assume a vice-liderança do grupo

O Athletico Paranaense se recuperou na Conmebol Libertadores. No primeiro desafio em casa, o Furacão goleou o Jorge Wilstermann [Bolívia], por 4 a 0, e marcou os primeiros pontos no torneio. Superior durante toda a partida, o Rubro-Negro não sofreu sustos. Marco Ruben, Tomás Andrade, Renan Lodi e Bruno Guimarães marcaram os gols do jogo.

Com a vitória, o time athleticano assumiu a segunda colocação do Grupo G. O líder é o Boca Juniors, que já somou quatro pontos. O próximo desafio será justamente contra a equipe argentina. A partida será novamente no Caldeirão, dia 2 de abril [terça-feira], às 21h30.

Jogando em casa e precisando do resultado, o Furacão se lançou ao ataque. Aos quatro minutos, Renan Lodi fez boa jogada e entregou para Rony. O atacante tocou para Bruno Guimaraes, que chutou rasteiro e o goleiro espalmou para escanteio.

Três minutos depois, Tomás Andrade recebeu no meio, dominou no peito e mandou para o gol. A zaga afastou. No rebote, Thiago Heleno arriscou de primeira e o goleiro fez a defesa.

A pressão continuou e o Rubro-Negro chegou mais uma vez, aos nove minutos. Renan Lodi fez jogada pela esquerda. A bola chegou em Rony, que girou e bateu no gol. Arnaldo Giménez defendeu.

Aos 15 minutos, Nikão lançou na área. Renan Lodi dominou e bateu com muito perigo, para ótima defesa do goleiro. A equipe adversária apenas se defendia e, aos 24 minutos, foi a vez de Nikão tentar. De muito longe, o camisa 11 mandou para o gol e Giménez espalmou.

Com toda a equipe athleticana no ataque, Léo Pereira cruzou na área, aos 30 minutos. Marco Ruben antecipou o zagueiro e desviou para o gol. A bola passou por cima e acertou a rede boliviana.

De tanto tentar, o Furacão abriu o placar aos 31 minutos. Rony recebeu na entrada da área, girou e mandou para o gol. A bola desviou em Marco Ruben e enganou o goleiro.

O time boliviano chegou com perigo, aos 35 minutos, e acertou a trave de Santos. Mas no contra-ataque, saiu o segundo gol rubro-negro. Tomás Andrade avançou pelo meio e chutou da entrada da área. A bola passou por baixo do goleiro.

A vantagem não fez o time athleticano recuar. Aos dois minutos, da segunda etapa, Rony recebeu e mandou para o gol. O goleiro fez a defesa no alto.

Mas aos quatro minutos, o Furacão ampliou. Camacho fez lindo lançamento para Renan Lodi, que dominou, invadiu a área e tocou na saída goleiro. 3 a 0 para o Rubro-Negro.

O Jorge Wilstermann não esboçou reação e o Athletico quase marcou mais um, aos 28 minutos. Renan Lodi foi até a linha de fundo e tocou para trás. Tomás Andrade mandou por cima do gol.

O time rubro-negro controlou a partida até o final e marcou mais um, aos 42 minutos. Braian Romero recebeu de Nikão e cruzou rasteiro. A bola passou por Marcelo, mas Bruno Guimarães apareceu bem na segunda trave e completou para o gol. 4 a 0.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 4×0 Jorge Wilstermann [Bolívia]
Conmebol Libertadores: Fase de grupos – 2ª rodada
Data: 14/03/2019 [quinta-feira]
Horário: 21h
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan (Wellington, aos 9’ do 2º T), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho; Nikão, Bruno Guimarães, Tomás Andrade e Rony (Marcelo, aos 9’ do 2º T); Marco Ruben (Braian Romero, aos 34’ do 2º T).
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Marco Ruben, aos 31’ do 1º tempo; Tomás Andrade, aos 35’ do 1º tempo; Renan Lodi, aos 4’ do 2º tempo; Bruno Guimarães, aos 42’ do 2º tempo
Cartão amarelo: Rony, aos 44’ do 1º tempo

Jorge Wilstermann: Arnaldo Giménez; Alejandro Meleán, Alex Silva, Zenteno e Aponte; Fernando Saucedo (Moises Villarroel, aos 16’ do 2º T), Jorge Ortíz, Ariel Núñez (Carlos Melgar, aos 12’ do 2º T) e Serginho; Pochi Chávez e Lucas Gaúcho (Gilbert Álvarez, aos 12’ do 2º T).
Técnico: Miguel Ángel Portugal
Cartões amarelos: Serginho, aos 21’ do 1º tempo; Alex Silva, aos 32’ do 1º tempo; Aponte, aos 42’ do 1º tempo; Alejandro Meleán, aos 24’ do 2º tempo; Pochi Chávez, aos 27’ do 2º tempo

Palmeiras bate Melgar-PER pela Libertadores e segue na liderança do grupo F

13/03/2019 10:030 comments
O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do FBC Melgar, durante partida valida pela segunda rodada, da Copa Libertadores, na Arena Allianz Parque.

O Palmeiras recebeu o peruano Melgar na noite desta terça-feira (12), no Allianz Parque, e venceu o adversário por 3 a 0, com gol de Felipe Melo, no primeiro tempo, e da dupla Ricardo Goulart e Deyverson, na etapa derradeira. O duelo foi válido pela 2ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores – com o triunfo de hoje, o Verdão segue liderando o grupo F, com seis pontos.

O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do FBC Melgar, durante partida valida pela segunda rodada, da Copa Libertadores, na Arena Allianz Parque.

O Maior Campeão do Brasil estreou na edição de 2019 do torneio continental com vitória sobre o Junior Barranquilla-COL, fora de casa, por 2 a 0, com gols de Gustavo Scarpa e Marcos Rocha. Com o resultado desta noite, portanto, o Alviverde manteve o retrospecto 100% na competição.

Este foi primeiro encontro de Palmeiras e Melgar na história. Contra adversários peruanos, como no caso do rival desta noite, o Verdão leva vantagem: em 44 jogos disputados, foram 30 vitórias obtidas, seis empates e apenas oito derrotas sofridas, com 101 gols marcados e 44 sofridos.

O Alviverde já é o time brasileiro que mais vezes disputou a Libertadores em todos os tempos, ao lado de Grêmio e São Paulo (os três com 19 participações – já contando 2019). São, ao todo, 176 jogos pela Libertadores, com 93 vitórias, 33 empates e 50 derrotas (314 gols marcados e 197 sofridos). Esta é a primeira vez na história em que o Palmeiras disputa quatro edições seguidas da competição continental.

O Palmeiras aposta na experiência para conquistar a Libertadores da América pela segunda vez em sua história, pois, ao todo, cinco jogadores de seu atual elenco têm no currículo o troféu. São eles: Edu Dracena, pelo Santos, Marcos Rocha, pelo Atlético Mineiro, Willian, pelo Corinthians, e Borja e Guerra, ambos pelo Atlético Nacional-COL. Além disso, o técnico Luiz Felipe Scolari conquistou o título em 1999, pelo Palmeiras, e em 1995, pelo Grêmio.

Vale ressaltar que o Verdão carrega a fama histórica de ter sido o primeiro brasileiro a ter disputado uma final de Libertadores. Foi em 1961, quando enfrentou o Peñarol na grande decisão e ficou com o vice-campeonato. O Alviverde ainda chegou à final em 1968 e 2000, além de 1999, quando foi campeão. O clube ainda alcançou a fase semifinal em 1971, 2001 e 2018.

Ao longo de sua trajetória na mais importante competição das Américas, o Alviverde já contou com cinco artilheiros: Tupãzinho (1968, com 11 gols), Lopes (em 2001, com nove gols), Marcinho e Washington (ambos em 2006, com cinco gols cada um) e Borja (em 2018, com nove gols).

Felipe Melo: autor do primeiro gol

Perto de completar 100 jogos no Alviverde (possui 98 atualmente), o Pitbull é um dos líderes do grupo. Experiente, o volante de 35 anos veste frequentemente a faixa de capitão do time e, na noite desta terça-feira, marcou seu sexto gol com a camisa do Palmeiras. Dos outros cinco, dois foram assinalados em 2017 e outros três em 2018, ano em que o jogador se sagrou campeão brasileiro pelo clube – o décimo da história do clube.

Ricardo Goulart: autor do segundo gol

Contra o Melgar-PER, na noite desta terça-feira, pela Libertadores, o camisa 11 voltou a balançar as redes no Allianz Parque. Na última vez em que isso aconteceu foi diante do Ituano, pela 9ª rodada do Campeonato Paulista: na ocasião, o Verdão venceu o adversário por por 3 a 2 – além dos dois gols marcados, Goulart também concedeu uma assistência para o outro tento daquele duelo. O meia-atacante foi contratado para reforçar o time em janeiro deste ano, vindo do Guangzhou Evergrande, da China, por empréstimo de uma temporada com opção de compra.

Deyverson: autor do terceiro gol

Contratado pelo Verdão em 2017, o camisa 16 tem vínculo firmado com o clube alviverde até 2022 e vem conquistando cada vez mais a confiança da torcida. Recentemente, o atleta recusou a China para continuar no Alviverde e vem acumulando grandes feitos com a camisa palestrina: marcou o gol do título brasileiro de 2018 e também deixou sua marca nos clássicos contra o São Paulo e Corithians no ano passado. Em 2019, neste duelo contra o Melgar-PER, Deyverson chegou ao seu quinto jogo na temporada e segundo gol.

Dudu: mais jogos e minutos em 2019

Além de ser o jogador que mais entrou em campo em 2019, participando de 11 das 12 partidas possíveis, ao lado de Bruno Henrique, Dudu também é o recordista em minutos no ano, de forma isolada, com 914 ao todo (já considerando eventuais acréscimos concedidos pela arbitragem).

Dudu: Craque do Allianz Parque

Vale lembrar que o camisa 7 palmeirense é o recordista em vários aspectos positivos na arena palmeirense, inaugurada em 2014: é o jogador que mais atuou (104 jogos), que mais venceu (74 vezes), que mais marcou gols (27 tentos) e que mais concedeu assistências (26 passes).

Felipão: 450 jogos

Não são só os jogadores que aumentaram suas listas de grandes feitos após a partida desta terça-feira. O duelo celebrou a expressiva marca do técnico Luiz Felipe Scolari de 450 jogos pelo Palmeiras. Em sua terceira passagem pelo Palestra Italia, o treinador soma até aqui, ao todo, 219 vitórias, 122 empates e 109 derrotas.

Morre Coutinho, atacante da Seleção Brasileira na Copa de 1962

12/03/2019 09:260 comments
Morre Coutinho, atacante da Seleção Brasileira na Copa de 1962

Morreu na noite desta segunda-feira (11) o ex-atacante Coutinho, campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1962, no Chile. Natural de Piracicaba, ele faleceu aos 75 anos em Santos, no litoral paulista.

Considerado um dos grandes gênios da pequena área, ele foi convocado para a Seleção Brasileira pela primeira vez aos 16 anos. Ao todo, disputou 15 jogos, venceu 11, empatou um e teve apenas três derrotas com a Amarelinha. Coutinho ainda balançou as redes em seis oportunidades pelo Brasil.

Além da Copa do Mundo de 1962, o atacante também esteve presente nas conquistas da Taça do Atlântico (1960), a Taça Bernardo O’Higgins (1961), duas taças Oswaldo Cruz (1961 e 1962) e Copa Rocca (1963).

Em clubes, Coutinho escreveu a maior parte da sua história no Santos Futebol Clube. Ao lado de Dorval, Mengálvio, Pelé e Pepe, ele fez parte de um dos ataques mais famosos do mundo e conquistou mais de 20 títulos entre 1956 e 1967, dentre eles cinco Campeonatos Brasileiros, duas Libertadores da América e dois Mundiais. Pelo Alvinegro Praiano foram 457 partidas e 368 gols marcados.

A CBF, sua diretoria e seus colaboradores se solidarizam com a família de Antônio Wilson Honório, o Coutinho, neste momento de grande perda para o futebol brasileiro.

Corinthians e Santos empataram em 0 a 0 na Arena

09:250 comments
Corinthians e Santos empataram em 0 a 0 na Arena

No clássico deste domingo (10), pela décima rodada do Campeonato Paulista, o Corinthians empatou com o Santos em 0 a 0 e segue líder do grupo C do Estadual, com 15 pontos. A Arena contou com 41.404 torcedores, que viram a equipe apertar a marcação pra cima do adversário e partir para contra-ataques rápidos.

Primeiro tempo

Carille optou por fortalecer a marcação. Em muitos momentos o que se pode ver em campo foi o Corinthians apertando a saída de bola do Santos. A ligação da defesa e do ataque era feita com rapidez e, desta forma, o Timão chegava mais a gol. Aos 11 minutos, Clayson chutou em cima da marcação e Sornoza aproveitou o rebote, mas mandou para fora. Dois minutos depois, Sornoza tocou para Avelar, que chutou para o gol, mas Vanderlei fez a defesa. Apesar das chances, o primeiro tempo terminou no 0 a 0.

“Fizemos um primeiro tempo melhor. Conseguimos impor o nosso ritmo e colocar nossa estratégia”, disse Clayson na saída do campo.

Segunda etapa

O técnico adversário, Sampaoli, mudou a estratégia de jogo no segundo tempo, deixando o time do Santos mais ofensivo. Aos 9 minutos, Cássio defendeu um chute de Jean Mota.

Aos 18, Carille colocou Vágner Love no lugar de Pedrinho, que saiu com dores no ombro. Logo Love assustou a torcida do Santos: passou por Gustavo Henrique, em linda jogada, chutou, mas Vanderlei conseguiu espalmar. Junior Urso teve a oportunidade de abrir o placar, aos 25, mas bateu da entrada da área para fora. Mais uma vez, Cássio foi decisivo: ele defendeu, aos 44 minutos, chute de Derlis.

O clássico alvinegro na Arena terminou empatado, sem gols.

Grupo C do Paulistão

Com o empate, o Corinthians passou a somar 15 pontos. O Timão é líder do grupo C, que tem ainda Ferroviária, em segundo com 14 pontos; Bragantino, em terceiro, com 10, e Mirassol, em quarto, com 9 pontos.

Homenagem a Tite

Antes da partida a Arena fez um minuto de silêncio pelo falecimento de dona Ivone Bacchi, mãe do técnico Tite, que faleceu no último sábado (09), em Caxias do Sul.

Próximos jogos

Nesta quarta-feira (13), às 21h30, o Corinthians enfrenta o Ceará, fora de casa, pela terceira fase da Copa do Brasil. No domingo, o time pega o Oeste, pela penúltima rodada do Campeonato Paulista, às 16h, na Arena Corinthians.

Para esta partida, as mulheres terão desconto especial de 50% nos ingressos, que seguem à venda no www.fieltorcedor.com.br