Coxa vence o Oeste ao lado da torcida e volta ao terceiro lugar na competição

18/11/2019 09:170 comments
Site Oficial Coritiba

Vitória coxa-branca! Foi assim a tarde deste sábado (16), com gol de William Matheus, no estádio Major Antônio Couto Pereira, na partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Oeste. O resultado colocou novamente o Coxa na terceira colocação da competição, ficando ainda mais próximo do acesso à Série A. Mas ainda tem jogo. O Verdão volta a campo no próximo domingo, dia 24, contra o Bragantino e a torcida coxa-branca já está convocada: 16h no Couto!

Site Oficial Coritiba

O jogo

Precisando vencer para retornar ao G4, por conta dos outros resultados da rodada, o Coritiba foi a campo com Alex Muralha, Felipe Mattioni, Nathan Ribeiro, Sabino, William Matheus, Matheus Sales, Serginho, Kelvin, Giovanni, Rodrigão e Robson. Com o estádio cheio, o Verdão foi para cima, buscando se impor e ficar ainda mais perto do acesso desde o apito inicial.

O Verdão abriu o placar logo aos 14 minutos, após um passe na medida de Giovanni para William Matheus tocar na saída do goleiro e comemorar com a torcida coxa-branca no Alto da Glória. Pouco depois, o Verdão quase fez o segundo, dessa vez com Rodrigão, mas a zaga adversária se recuperou.

Então, o Oeste, que precisava pontuar para fugir da Z4, começou a achar espaços e tentou equilibrar o jogo. Aos 35’, na melhor chegada do time adversário, Mazinho arriscou e a bola passou perto do gol do goleiro Alex Muralha. Mas o Verdão também teve outra chance, novamente com Rodrigão, que subiu mais que todo mundo, porém a bola passou por cima do gol.

Para o segundo tempo, nada de mudanças nas duas equipes e o jogo ficou equilibrado. O treinador Jorginho então promoveu a primeira alteração na equipe, com a entrada do prata da casa Igor Jesus no lugar de Rodrigão.

Com 18’, o Coxa quase fez mais um gol, após cobrança de falta de Giovanni, na meia direita. A bola passou perto, arrancando um sonoro “Uh!” da torcida coxa-branca. A nova alteração na equipe alviverde foi a entrada de Rafinha, aplaudido pela torcida no retorno à equipe, no lugar de Serginho. E pouco depois, Kelvin saiu e Matheus Bueno entrou em seu lugar.

Aos 35’, William Matheus subiu para o cabeceio após a bola ser lançada na área, mas o goleiro Matheus Cavichioli espalmou para a linha de fundo. Pouco depois, Nathan Ribeiro também teve oportunidade, e ficou no quase.

O árbitro assinalou cinco minutos de acréscimos para terminar a partida, deixando a torcida coxa-branca embalada para cantar até o fim. Já nos acréscimos, Rafinha deu uma arrancada pela direita e seguia em direção ao ataque, mas ficou no chão e a arbitragem nada assinalou.

E a torcida ia pedindo o fim do jogo e entoando “COOOOXA! COOOXA! COOOXA!” até que o árbitro apitou pela última vez e o Verdão confirmou mais três pontos na classificação e ficou novamente em terceiro colocado na tabela.

Agora o Coxa enfrenta o Bragantino, no Couto Pereira, no próximo domingo (24), às 16h, e está todo mundo convocado para ser mais um apoio para o Verdão!

Site Oficial Coritiba

Messi marca e garante vitória da Argentina sobre o Brasil

15/11/2019 18:290 comments
Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Argentina se enfrentaram nesta sexta (15) em partida amistosa realizada em Riad, capital da Arábia Saudita. E os argentinos ficaram com a vitória de 1 a 0 graças a um gol do atacante Messi.

Com este resultado a equipe comandada pelo técnico Tite alcança a quinta partida consecutiva sem vitória desde o final da Copa América, 3 empates e 2 derrotas.

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Gol de Messi

Nesta partida a Argentina contava com um reforço de peso, o camisa 10 Lionel Messi retornava á equipe. Ele não defendia o time argentino desde o final da Copa América.

Com a bola rolando o Brasil teve chance de abrir o placar logo aos 9 minutos de partida. Gabriel Jesus sofreu falta dentro da área e o juiz assinalou pênalti. O próprio atacante foi para a cobrança, mas acabou batendo para fora.

Três minutos depois o árbitro assinala pênalti de Alex Sandro em cima de Messi. O próprio camisa 10 vai para a cobrança, Alisson defende parcialmente, mas o atacante argentino aproveita o rebote para marcar o gol da vitória.

Próximo jogo

O próximo compromisso do Brasil será contra a Coreia do Sul, em jogo realizado na próxima terça (19) no Estádio Mohammed Bin Zayed, nos Emirados Árabes.

Agência Brasil

Flamengo e Vasco empatam em jogaço de 8 gols no Maracanã

14/11/2019 09:210 comments
Thiago Ribeiro/Agif/CBF/Direitos reservados

Flamengo e Vasco empataram em 4 a 4 em um grande partida disputada na noite desta quarta (13) no estádio do Maracanã. No jogo (antecipado da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro) o atacante Ribamar acabou sendo um dos destaques ao marcar o gol do empate já nos acréscimos da partida.

Com este resultado o Flamengo permanece na liderança da competição, abrindo 11 pontos de vantagem em relação ao vice-líder Palmeiras (que tem um jogo a menos), e alcança uma sequência de 20 partidas de invencibilidade nesta edição do Brasileiro.

Thiago Ribeiro/Agif/CBF/Direitos reservados

O jogo

O time rubro-negro começou a partida em um ritmo frenético. Com isso, com menos de 1 minuto de jogo o líder do Brasileiro abriu o marcador. Logo após a saída de bola, Reinier arranca sozinho até a área do Vasco. O jovem atacante toca para o meio da área, a bola ainda bate em Gabigol, mas ela sobra para Éverton Ribeiro chegar chutando para abrir o marcador com 37 segundos de confronto.

Após a pressão inicial, o Vasco consegue igualar as ações, aproveitando espaços dados pelo Flamengo para criar oportunidades em perigosos contra-ataques.

E aos 33 minutos o time de São Januário consegue empatar justamente em um lance de contra-ataque, Rossi avança, cruza para a área, onde Raul escora de cabeça para Marrony bater de primeira.

Não demora muito e o Vasco alcança a virada. Aos 35 o lateral Yago Pikachu é derrubado dentro da área pelo zagueiro Rodrigo Caio dentro da área após linda jogada individual. O próprio Pikachu vai para a cobrança e desloca o goleiro Diego Alves para marcar.

Mas o Flamengo conseguiu o empate em 2 a 2 momentos antes do intervalo. Após falta sofrida pelo meia Gerson na intermediária do campo do Vasco, Gabigol opta por tocar para Rafinha ao invés de cobrar direto para o gol. O lateral avança e chuta cruzado. A bola bate na perna de Danilo Barcelos e engana o goleiro Fernando Miguel.

Apesar da maior posse de bola do time da Gávea (65%) o jogo é muito parelho até o intervalo, com 5 chances de gol para cada lado até então.

2 gols de Bruno Henrique

A etapa final começa com a mesma tônica, Flamengo pressionando e Vasco aguardando oportunidades de contra-atacar. E aos 6 minutos o time de São Januário volta a ficar novamente na frente após Rossi tabelar com Pikachu e cruzar com perfeição para Marcos Júnior escorar para o fundo do gol.

Porém, aos 19 minutos é o Flamengo que aproveita um contra-ataque para deixar tudo igual novamente. Bruno Henrique recebe na intermediária, parte em velocidade, tabela com Arrascaeta e finaliza com perfeição para fazer 3 a 3. Um jogaço no Maracanã.

E o camisa 27 volta a brilhar aos 34 do segundo tempo. Vitinho faz boa jogada pela direita, cruza para a área, onde Gabigol escora para Bruno Henrique finalizar de primeira para alcançar seu 18º gol nesta edição do Brasileiro.

Mas o Vasco não se deixa abater, e aos 47 minutos da etapa final Ribamar consegue marcar o gol do empate após bola levantada na área desviada por Henríquez. 4 a 4 placar final.

Agência Brasil

Paraná Clube vence São Bento de virada e segue na luta pelo acesso

13/11/2019 10:270 comments
Foto: Site Oficial Paraná Clube

Foi suada, de virada – com alguns sustos –, mas suficiente para manter o Paraná Clube vivo na briga pelo acesso à primeira divisão. O Tricolor, na noite desta terça-feira (12), na Vila Capanema, derrotou o lanterna São Bento-SP por 2×1, devolvendo o placar do primeiro turno. Agora com 54 pontos, o time do técnico Matheus Costa ocupa a 6ª colocação, três pontos atrás do G4.

Foto: Site Oficial Paraná Clube

O Paraná já entrou em campo pressionado. Além do empate na rodada passada, viu seus principais concorrentes vencerem mais cedo. Por isso, assim que o juiz apitou, o Tricolor se lançou ao ataque. Aos 4 minutos, em um escanteio de João Pedro, Fernando Neto cabeceou na primeira trave e a bola foi caprichosamente pela linha de fundo. Pouco depois, uma tremenda ducha fria.

Leandro Almeida derrubou Zé Roberto na área. Pênalti, que o próprio Zé Roberto bateu para abrir o placar para o São Bento. Só que o Paraná não se deixou abater e seguiu pressionando. Até que aos 19 minutos chegou ao empate. Matheus Anjos bateu de fora da área, a bola desviou em Marcos Martins e foi pra rede: 1×1. Sem deixar o São Bento respirar, o Tricolor virou um minuto depois.

No cruzamento de Matheus Anjos, Jenison só ajeitou para a chegada de Éder Sciola, que bateu cruzado, no canto direito de Henal: 2×1. O jogo ficou sob controle e parecia que seria definido com tranquilidade. Henal teve que se virar aos 45 minutos para espalmar um chute forte de João Pedro, de fora da área.

Veio o segundo tempo e o jogo ficou mais “amarrado”. Matheus Costa procurou dar mais dinâmica ao time com a entrada de Vitinho. Só que aos 21 minutos, um susto para a torcida paranista. Fábio Bahia cabeceou para uma grande defesa de Thiago Rodrigues. A resposta do Paraná foi com Bruno Rodrigues. Lançado por Jenison, aos 29 minutos, ele bateu cruzado e Henal defendeu com os pés.

O goleiro do São Bento voltou a usar a mesma técnica em novo arremate de Bruno Rodrigues, aos 31, e de Guilherme Santos, aos 39. No final, o jogo ficou tenso. Com alguns jogadores visivelmente desgastados – Jenison e Jhemerson saíram por cansaço – e pela tensão do jogo, o Paraná recuou e passou a administrar a vantagem, até o apito final do árbitro, confirmando a 14ª vitória da equipe na competição.

 

Paraná Clube 2×1 São Bento

Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Leandro Almeida, Rodolfo e Guilherme Santos; Fernando Neto, Jhemerson (Luiz Otávio) e Matheus Anjos; João Pedro (Vitinho), Jenison (Ramon) e Bruno Rodrigues. Técnico: Matheus Costa

São Bento: Henal; Marcos Martins, Gerson, Alisson e Guilherme Romão; Fábio Bahia, Doriva (Matheus Guarujá), Juliano (Paulinho) e Rodolfo; Raphael Martinho (Caio Rangel) e Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cordeiro

Local: Durival Britto (Curitiba-PR)

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)

Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro (RJ) e Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ)

Renda: R$ 109.867,50

Público pagante: 8.515

Público total: 8.598

Gols: Zé Roberto (pênalti) aos 13’, Matheus Anjos aos 19’ e Éder Sciola aos 20’ do 1º tempo

Cartões amarelos: Thiago Rodrigues (Paraná). Gérson e Alisson (São Bento)

 

Departamento de Comunicação – PRC

 

Coritiba vence Brasil em Pelotas e segue no G-4 do Brasileiro

10:250 comments
Foto: Site Oficial Coritiba

O Coritiba venceu o Brasil-RS por 2×0, na noite desta terça-feira (12), no estádio Bento Freitas, fora de casa, chegou aos 57 pontos e segue no G-4 do Campeonato Brasileiro de 2019. Com gols marcados por Kelvin, ainda na primeira etapa, e Igor Jesus, já no segundo tempo, a equipe alviverde segue na terceira colocação nesta reta final de competição.

Foto: Site Oficial Coritiba

O jogo

Com desfalques importantes, o técnico Jorginho precisou fazer mudanças na equipe: Diogo Mateus, Giovanni e Rodrigão cumpriram suspensão. Muralha, Felipe Mattioni, Sabino, Nathan Ribeiro, William Matheus, Serginho, Matheus Sales, Juan Alano, Kelvin, Robson e Igor Jesus entraram em campo.

A partida começou com os dois times buscando espaço, e o Coxa chegou com um pouco mais de perigo aos 10′, quando William Matheus recebeu de Robson, levantou na área e a zaga do Brasil-RS afastou. Cinco minutos depois, o time adversário chegou com perigo. Murilo Rangel bateu no ângulo e Muralha fez ótima defesa para a equipe alviverde.

O Coxa foi rápido na resposta e fatal. Em boa jogada no ataque alviverde, Juan Alano passou para Igor Jesus que mesmo divivindo com a marcação, ajeitou para Kelvin, que dominou e bateu no cantinho, sem chances para o goleiro Carlos Eduardo. Coxa 1×0. Logo em seguida, o Coxa voltou a atacar e levou perigo. Aos 19′, foi a vez de Robson fazer boa

O time coxa-branca voltou com mudanças para a segunda etapa. Juan Alano deixou a equipe para a entrada de Thiago Lopes. A postura alviverde foi a de voltar para definir a partida e buscar ampliar o placar. A melhor chance veio aos 18′, quando William Matheus fez boa jogada e cruzou para Igor Jesus, que bateu rasteiro, a bola desviou e raspou na trave antes de sair pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, a mesma dupla. William Matheus cobrou escanteio e o atacante prata da casa marcou de cabeça. Coritiba 2×0.jogada e passar para Kelvin, novamente, na entrada da área, mas dessa vez. ele bateu para fora, pertinho do gol adversário. Aos 33′, foi a vez de Juan Alano cobrar falta com perigo, obrigando Carlos Eduardo a fazer boa defesa para os gaúchos. O Brasil-RS também respondeu e levou perigo aos 40′ da primeira etapa. Em chute cruzado de Juba, a bola saiu pela linha de fundo.

O Coxa seguiu em busca do terceiro. Aos 31′, Kelvin recebeu na frente, chegoiu a driblar o goleiro, que se recuperou rápido e fechou o ângulo. Dois minutos depois, William Matheus recebeu dentro da área, chutou a queima roupa para a defesa de Carlos Eduardo. No rebote, Igor Jesus bateu em direção ao gol, mas a zaga afastou o perigo.

Nos minutos finais, Jorginho promoveu outras mudanças. Fabiano entrou na equipe no lugar de Robson e Kelvin saiu para a entrada de Lucas Tocantins. Fim de partida: Coxa 2×0 Brasil-RS.

Com o resultado, a equipe alviverde confirmou seu lugar na terceira colocação do Brasileiro, com 57 pontos, faltando três partidas para o fim da competição. No próximo sábado, às 16h30, a equipe coxa-branca enfrenta o Oeste, no estádio Couto Pereira, pela 36ª rodada do Brasileiro. Nas duas últimas rodadas, o Coxa encara o Bragatino, também em casa e o Vitória, em Salvador.

Site Oficial Coritiba

Flamengo vence Bahia de virada e amplia distância na liderança

11/11/2019 09:590 comments
Bruno Henrique celebra um dos gols da vitória. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Sem saber o que é perder há 19 partidas e invicto em casa, o Flamengo fez mais uma vítima no Maracanã. Na noite deste domingo (10), o Rubro-Negro virou para cima do Bahia e venceu por 3 a 1, em duelo válido pela 32ª rodada. Arão, contra, abriu o placar para os visitantes. Reinier, Bruno Henrique e Gabigol fizeram os do Fla.

Com o resultado, a equipe carioca abre dez pontos para o Palmeiras na liderança, ficando agora com 77 pontos. O Bahia, que chegou a seis jogos sem triunfar, aparece em nono, com 43.

Bruno Henrique celebra um dos gols da vitória. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

O Rubro-Negro controlou as ações e dominou o primeiro tempo. Poderia ter marcado em chutes de Gabriel Barbosa e Everton Ribeiro, e cabeceio de Gérson. Mas quem acabou indo para o intervalo em vantagem foi o Tricolor Baiano. Após uma sucessão de erros da defesa do Flamengo, Nino Paraíba foi até a linha de fundo e cruzou na cabeça de Élber, que parou em boa defesa de Diego Alves. Mas, no rebote, Élber chutou, a bola desviou na perna de Arão e parou no fundo do gol.

O Flamengo voltou do intervalo e manteve o ritmo intenso, empatando logo aos 10. Gabriel Barbosa cruzou pela direita, a bola vai na medida para Reinier, que cabeceou forte para o fundo do gol. Mantendo a intensidade, a virada foi questão de tempo. Aos 26, Filipe Luís deu lindo passe de trivela para Gabriel, que invadiu a área e mandou de primeira para Bruno Henrique. O camisa 27 apareceu bem e empurrou para o fundo do gol. E ainda teve tempo para o terceiro. Aos 42, William Arão cobrou falta no travessão. No rebote, Gabigol chegou para conferir e fez o terceiro, dando números finais ao placar.

CBF