Palmeiras vence Atlético-MG em Minas e assume a liderança do Brasileirão

13/05/2019 09:150 comments
Palmeiras vence Atlético-MG em Minas e assume a liderança do Brasileirão

O Brasileirão tem um novo-velho líder! Na tarde deste domingo (12), o Palmeiras foi até o Independência, em Belo Horizonte, foi efetivo contra o Atlético-MG e bateu o rival por 2 a 0, com dois gols de Bruno Henrique. O triunfo pela quarta rodada coloca o Verdão na liderança da Série A. Mais que isso, o time do técnico Felipão não perde na competição desde o dia 25 de julho de 2018.

O Palmeiras segue invicto na Série A do Brasileirão, somando agora em primeiro 10 pontos. Já o Galo perdeu o posto que era justamente seu, e agora figura em terceiro, com nove somados. Confira a classificação geral do Brasileirão!

O Galo teve maior posse de bola na primeira etapa, mas quem foi para o intervalo vencendo foi o Porco. Após algumas chances claras de gols para os dois lados, Bruno Henrique soltou uma bomba de fora da área e abriu o placar ao 43 minutos da primeira etapa. O Verdão largou em vantagem diante do Atlético-MG.

Mal o árbitro apitou o início da etapa final, o Palmeiras ampliou. E de novo com Bruno Henrique. Aos sete minutos, o volante alviverde tabelou com Dudu, recebeu a bola na entrada da área e bateu colocado, no cantinho do goleiro Victor, sem chances. Daí em diante, o jogo se transformou em um verdadeiro ataque contra defesa. O Atlético-MG tentava a todo custo fazer o gol, enquanto o Palmeiras se fechava la atrás. No fim, mais um triunfo paulista e liderança alviverde no Brasileirão.

Athletico vence Bahia na Arena da Baixada com gol de Rony

09:130 comments
Athletico vence Bahia na Arena da Baixada com gol de Rony

O Athletico Paranaense somou mais três pontos no Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo (12), Dia das Mães, o Furacão venceu o Bahia pelo placar de 1 a 0, pela quarta rodada da competição. Rony marcou o gol da vitória, na primeira etapa.

O Rubro-Negro volta aos gramados na próxima quinta-feira (16), pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O adversário será o Fortaleza. O jogo acontece no Castelão, às 21h30.

O jogo começou com muita troca de passes do Rubro-Negro, mas sem chance efetiva de gol. A primeira finalização athleticana foi aos oito minutos, com Léo Cittadini. Ele arriscou de fora da área, mas a bola foi por cima.

A chance ascendeu o time, que abriu o placar dois minutos depois. Nikão inverteu uma ótima bola para Renan Lodi, que já chegou na área cruzando. Marco Ruben subiu bem e cabeceou, mas o goleiro pegou. Na sobra, Rony não perdoou e estufou as redes do Bahia. 1 a 0!

Aos 14’, Bruno Guimarães arriscou de fora da área e a bola passou perto, por cima do gol.

O Bahia assustou com Artur, aos 17 minutos. Ele fez a finta para cima da defesa rubro-negra, mas bateu em cima da marcação.

Fernandão recebeu cruzamento e bateu rasteiro, aos 21’, e o chute foi para fora, sem perigo.

Logo no lance seguinte, Rony balançou as redes novamente, mas Renan Lodi estava em posição de impedimento na origem da jogada.

Santos apareceu com destaque aos 29’. Após contra-ataque da equipe visitante, Fernandão ficou de frente para a meta e bateu forte, para defesa do camisa 1.

Nikão recebeu o lançamento, aos 33’, teve espaço e avançou. De fora da área, ele mandou a bomba, e Douglas espalmou.

Na cobrança de escanteio, Léo Pereira mandou para o gol. O goleiro tocou na bola, que bateu na trave e quicou em cima da linha antes de ser afastada por Nino Paraíba. A arbitragem de vídeo conferiu o lance.

Já nos acréscimos, Rogério cabeceou após cruzamento da esquerda. Bem posicionado, Santos fez a defesa sem dificuldades.

Time pressiona, mas não consegue o segundo gol

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, o Furacão quase ampliou o placar. A jogada começou com Renan Lodi, que fez a finta na marcação e rolou para Marco Ruben, que foi desarmado. Na sobra, Bruno Guimarães tentou o chute. A bola ficou viva na área e o camisa 9 travou a tentativa da defesa afastar e a bola foi espirrada em direção ao gol, passando raspando a trave.

Aos três minutos, Rony partiu em velocidade no contra-ataque e fez um passe espetacular para Nikão, que invadiu a área, driblou o goleiro e tentou o chute. Douglas se recuperou bem e defendeu a finalização do camisa 11.

E só dava Furacão! Aos sete minutos, Renan Lodi fez a finta no marcador, dentro da área, e tabelou com Rony. O cruzamento do lateral tinha como destino Marco Ruben, no meio da área, mas o zagueiro travou o chute do artilheiro.

Aos dez minutos, após cruzamento da esquerda, Rony dividiu e foi derrubado na área, após carrinho do adversário. A arbitragem nada marcou. Na sequência da jogada, Fernandão ganhou da defesa e ficou de frente com Santos, que espalmou. Na sobra, Léo Pereira tirou dos pés de Ramires o que poderia ser o empate.

O jogo ficou mais equilibrado e o Furacão chegou com perigo novamente apenas aos 27 minutos, com Nikão, em chute de fora da área. A bola ficou com o goleiro.

Aos 33’, Nikão inverteu para Lodi, que ajeitou de cabeça para Lucho. O camisa 3 pegou de primeira, mas o goleiro defendeu o chute.

Outra boa chance foi numa jogada envolvendo Marcelo e Marco Ruben. Santos lançou o camisa 10, que ganhou de Nino Paraíba e tentou o passe para Marco. O goleiro Douglas saiu rápido para evitar a finalização.

Sem mais chances para ambas as equipes, o jogo terminou com o placar de 1 a 0 para o Furacão!

Ficha técnica: Athletico Paranaense 1×0 Bahia
Campeonato Brasileiro: Quarta rodada
Data: 12/05/2019 [domingo]
Horário: 19h
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)

Athletico Paranaense: Santos; Erick, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi (Márcio Azevedo, aos 35’ do 2ºT); Wellington; Nikão, Bruno Guimarães, Léo Cittadini (Lucho González, aos 23’ do 2ºT) e Rony (Marcelo, aos 19’ do 2ºT); Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Rony, aos 10’ do 1º tempo;
Cartão amarelo: Erick, Renan Lodi

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Paulinho; Gregore, Douglas Augusto e Ramires (Shaylon, aos 17’ do 2ºT); Rogério (Élber, aos 17’ do 2ºT), Artur e Fernandão (Gilberto, aos 28’ do 2ºT).
Técnico: Roger Machado
Cartão amarelo: Paulinho, Nino Paraíba, Gregore

Em jogo de 9 gols, Fluminense vence Grêmio de virada

06/05/2019 10:230 comments
Em jogo de 9 gols, Fluminense vence Grêmio de virada

Grêmio e Fluminense protagonizaram, na noite deste domingo (5), um daqueles duelos que vai marcar a história do Brasileirão 2019. Em Porto Alegre, pela terceira rodada da competição, o embate entre tricolores teve nove bolas na rede e uma virada surpreendente. Jogando em casa, o Imortal colocou três gols de vantagem no marcador, mas viu a equipe carioca buscar a vitória por 5 a 4.

O jogo

Nem um, nem dois, nem três… foram cinco gols só no primeiro tempo do duelo tricolor. Jogando em casa, o Grêmio se lançou ao ataque e abriu o placar logo aos cinco minutos. Cortez cruzou para André estufar as redes e dar início a contagem na Arena. Os gaúchos não se comodaram com a vantagem e continuaram no ataque. O segundo gol veio aos 12. Everton mostrou, que além dos pés, sabe usar a cabeça e, após novo cruzamento na área, ampliou a vantagem gremista. O domínio dos mandantes seguiu até os 30 minutos e ainda deu tempo para Jean Pyerre fazer o terceiro depois de ótima troca de passe do Imortal. Do outro lado, o Fluminense deu início a uma reação espetacular aos 38 minutos com Yony González: 3 a 1. Dois minutos depois, Luciano aproveitou uma falha do goleiro Júlio César mandou para o gol.

Não teve intervalo que esfriasse a partida e o segundo tempo continuou a todo vapor. Com menos de dois minutos de bola rolando, os cariocas quase chegaram ao empate com Bruno Silva e Matheus Ferraz, mas Júlio César se redimiu do erro do final da primeira etapa e salvou o Grêmio. A insistência do Flu surtiu efeito na marca dos nove minutos. Depois de cobrança de falta na área, Luciano cabeceou, Júlio César defendeu mais uma, só que no rebote Matheus Ferraz não perdoou deixando tudo igual em Porto Alegre. Já aos 26, Pedro, de pênalti, colocou o Fluminense na frente pela primeira vez no jogo: 4 a 3. Mesmo com a surpreende virada carioca, o Imortal não desanimou e chegou ao empate com Kannemann, aos 38. E ainda teve tempo para mais. Nos acréscimos, Yony González aproveitou uma sobra na área para fazer o segundo dele e sacramentar uma vitória heroica do tricolor carioca.

No Morumbi, São Paulo e Flamengo ficaram no empate

10:210 comments
No Morumbi, São Paulo e Flamengo ficaram no empate

Tudo igual no duelo entre tricolores e rubro-negros. No Morumbi, São Paulo e Flamengo ficaram no empate em 1 a 1, na tarde deste domingo (5), pela terceira rodada do Brasileirão. Ainda no primeiro tempo, Berrío abriu o placar para os cariocas e, já na etapa complementar, Tchê Tchê empatou para os paulistas.

Enquanto o Tricolor segue invicto no campeonato, o Flamengo conquistou um ponto importante fora de casa. Confira a tabela do Brasileirão!

O jogo

Embalado pelo bom início de campeonato e motivado pelo torcedor que compareceu ao Morumbi, o São Paulo foi para cima logo nos primeiros minutos do confronto. Com menos de cinco minutos de bola rolando, o Tricolor chegou com perigo duas vezes. Aos dois, após boa troca de passes entre Pato e Reinaldo, Tchê Tchê finalizou em cima da marcação. Na sequência, foi a vez de Lizieiro arriscar para boa defesa de César.

Passada a pressão inicial dos mandantes, o Rubro-Negro foi ataque e precisou de apenas uma chance. Berrío deu belo passe para Hugo Moura, que devolveu para o camisa 28 abrir a contagem, aos sete minutos: 1 a 0. Querendo o empate, o São Paulo voltou a assustar aos 25. Antony, na tentativa de cruzar, mandou a bola no travessão. E já na marca dos 42, Tchê Tchê teve nova oportunidade, mas viu César aparecer para salvar o Fla.

Na volta do intervalo, o ritmo do jogo diminuiu e o Tricolor passou a comandar as ações ofensivas levando perigo principalmente nos chutes de fora da área. Depois de tanto insistir, a pressão são paulina se transformou em bola na rede já aos 37 minutos. Hernanes cabeceou e César fez grande defesa, mas no rebote Tchê Tchê limpou a marcação e deixou tudo igual: 1 a 1.

Furacão joga bem, mas fica no empate na Arena Condá

10:190 comments
Furacão joga bem, mas fica no empate na Arena Condá

O Athletico Paranaense jogou bem na Arena Condá, mas ficou no empate em 1 a 1 com a Chapecoense, neste domingo (5). Rony marcou o gol athleticano na partida, válida pela terceira rodada do Brasileirão 2019.

O próximo compromisso do Furacão será pela Conmebol Libertadores. Já classificado, o Rubro-Negro encara o Boca Juniors na quinta-feira (9). O duelo está marcado para as 21h30, na Bombonera.

O Jogo

A primeira boa chance da partida foi do Furacão, em cobrança de falta. Aos 14’, Léo Cittadini teve a oportunidade perto da área, mas a bola desviou na barreira e saiu.

Apesar da forte marcação, o Athletico criou mais oportunidades. Aos 24’, Márcio Azevedo cobrou falta da direita. Erick desviou e o goleiro defendeu.

No minuto seguinte, Marcelo avançou pela direita, trouxe para o meio e chutou. A bola explodiu na marcação.

Aos 31’, mais uma boa chegada athleticana. Vitinho bateu cruzado da direita. O Braian Romero apareceu em boas condições pra desviar para o gol, mas não conseguiu concluir.

Três minutos depois, Léo Pereira arriscou de longe. A bola passou à esquerda e assustou o goleiro da Chapecoense.

O Rubro-Negro foi melhor no primeiro tempo e terminou a primeira etapa assustando. Aos 45’, Léo Cittadini avançou do campo de defesa e finalizou pela linha de fundo.

O segundo tempo começou movimentado, com a Chapecoense no ataque. O Rubro-Negro aproveitava as jogadas em velocidade. Aos 5’, Léo Cittadini finalizou rasteiro da entrada da área, mas o goleiro fez uma boa defesa!

Aos 8’, mais uma grande oportunidade. Vitinho cruzou rasteiro da direita. Braian fez o corta-luz e o Marcelo encheu o pé, da marca do pênalti. A bola foi por cima do gol!

O time da casa respondeu aos 12’. Everaldo apareceu livre pela esquerda e bateu cruzado, com perigo, à esquerda.

No mesmo minuto, quem teve a chance foi o Marcelo, para o Rubro-Negro. A bola passou muito perto, à direita do gol.

O ritmo do jogo era forte na segunda etapa e os dois times encontravam espaços. O Athletico ainda era melhor na partida.

Aos 29’, a Chapecoense assustou. Everaldo apareceu livre pela direita e bateu cruzado. Santos fez uma grande defesa!

A resposta do Furacão foi com bola na rede! Aos 30’, Rony fintou o marcador na entrada da área e arriscou o chute. A bola desviou e enganou o goleiro! 1 a 0!

Mas o time da casa chegou ao empate. Aos 44’, Everaldo aproveitou rebote de Santos e deixou tudo igual. 1×1.

Ficha técnica: Chapecoense 1×1 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro: 3ª rodada
Data: 05/05/2019 [domingo]
Horário: 11h
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Renato (Bruno Silva, aos 19’ do 2º tempo), Campanharo (Augusto, aos 39’ do 1º tempo), Márcio Araújo e Diego Torres; Everaldo e Régis (Alan, aos 39’ do 1º tempo).
Técnico: Ney Franco
Gol: Everaldo, aos 44’ do 2º tempo
Cartões amarelos: Douglas, aos 37’ do 2º tempo

Athletico Paranaense: Santos; Robson Bambu, Paulo André, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Léo Cittadini (Lucho, aos 28’ do 2º tempo), Erick e Vitinho; Braian Romero (Rony, aos 21’ do 2º tempo) e Marcelo (Nikão, aos 47′ do 2º tempo).
Técnico: Tiago Nunes
Gol: Rony, aos 30’ do 2º tempo
Cartões amarelos: Braian Romero, aos 48’ do 1º tempo; Paulo André, aos 2’ do 2º tempo; Rony, aos 42’ do 2º tempo

Coritiba empata com Atlético-GO fora de casa na série B

04/05/2019 09:430 comments
Coritiba empata com Atlético-GO fora de casa na série B

Nesta noite de sexta-feira (03), teve Coritiba em campo pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi contra o Atlético-GO, no Antônio Accioly, e terminou em 1×1. O gol do Coxa foi marcado por Rodrigão, aos 16′. É o 11º dele em 11 jogos.

Entraram em campo com a camisa coxa-branca os seguintes jogadores: Wilson, Diogo Mateus, Alan Costa, Romércio, Fabiano, Vitor Carvalho, Thiago Lopes (Elyeser)(Giovanni), Luiz Henrique, Patrick Brey, Welinton Júnior (Fabricio Arancibia) e Rodrigão.

O próximo compromisso do Coritiba é em casa, quinta-feira (09), contra o Londrina. Por apenas R$15, a torcida poderá assistir a esta partida e mais duas (Coxa x Cuiabá e Coxa x Paraná) nos setores Arquibancada e Mauá do Couto Pereira. Saiba mais aqui.

Gol de Rodrigão

A grande expectativa do torcedor coxa-branca, que assistiu aos dois gols do artilheiro da equipe, Rodrigão, na estreia do Coritiba no Brasileiro, na última segunda-feira, não foi frustrada. Aos 16’ do primeiro tempo, ele mandou uma bomba, de cabeça, depois de

cobrança de escanteio de Welinton Júnior.

Antes disso, quase que Alan Costa fez o dele, depois de cruzamento do mesmo Rodrigão. Mas o goleiro, Kozlinski, protagonizou importante defesa.

E, falando em defesa, depois do gol do Coxa, o Atlético-GO começou a pressionar bastante o time Alviverde. Aí, foi Wilson quem salvou o time. Primeiro, na chegada de Mike. Em seguida, de André Luis.

Aos 45’, entretanto, a bola dos adversários entrou. Foi Jonathan quem marcou, mandando de fora da área, sem chances para o goleiro e capitão coxa-branca.

Ainda nesta etapa, o meio-campista Thiago Lopes sentiu e precisou ser substituído. A opção escolhida pelo técnico Umberto Louzer foi Elyeser.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Coxa teve sua primeira chance com Patrick Brey. Ele chutou, de dentro da área, mas a bola acabou saindo por cima da trave. Depois, foi a vez de Rodrigão tentar mais um. Ele tentou aproveitar o cruzamento de Luiz Henrique, de cabeça, mas foi pra fora.

A equipe adversária pressionava, exigindo da zaga coxa-branca. O goleiro Wilson protagonizou importantes defesas seguidas. Ele salvava a equipe em todas as tentativas do time da casa. Matheuzinho, por exemplo, chutou de dentro da área e o camisa 1 tirou com a perna. Depois, o Atlético-GO mandou mais perigo, em cobrança de falta, e Wilson espalmou.

Na tentativa de deixar a equipe mais ofensiva, o técnico Umberto Louzer promoveu a entrada de Giovanni, recuperado de lesão, no lugar de Elyeser. Imediatamente, o camisa 10 recebeu de Rodrigão, de dentro da área, e arriscou. Mas a bola acabou passando por cima do gol. Depois, mais uma chance dele! Ele arriscou de fora da área e quase desempatou o jogo pro Coxa.

Os adversários pressionaram até o minuto final, mas o Coxa soube se defender, segurando o  placar em 1×1. A equipe volta para casa com mais um ponto, totalizando quatro na competição.

CBF divulga tabela detalhada dos confrontos das oitavas da Copa do Brasil

09:410 comments
CBF divulga tabela detalhada dos confrontos das oitavas da Copa do Brasil

A Diretoria de Competições da CBF divulgou, nesta sexta-feira (03), a tabela detalhada das oitavas de final da Copa do Brasil 2019, com datas, locais e horários dos confrontos definidos por sorteio ontem: Athletico Paranaense x Fortaleza, Atlético-MG x Santos, Cruzeiro x Fluminense, Flamengo x Corinthians, Grêmio x Juventude/Vila Nova, Internacional x Paysandu, Palmeiras x Sampaio Corrêa e São Paulo x Bahia.

Oito clubes são incorporados à disputa da Copa do Brasil a partir desta fase: os times classificados para a Libertadores 2019 e os campeões da Série B, Copa do Nordeste e Copa Verde. Após um empate por 0 a 0 no jogo de ida, Vila Nova e Juventude definem o último classificado às oitavas na terça-feira (7), às 21h30, no Serra Dourada (Goiânia, GO).

Confira os detalhes dos jogos abaixo e no documento em anexo:

Jogos de ida:

15/05 – 19h15: Atlético-MG x Santos , Independência
15/05 – 21h30: Corinthians x Flamengo, Arena Corinthians
15/05 – 21h30: Fluminense x Cruzeiro, Maracanã

16/05 – 19h15: Fortaleza x Athletico-PR, Castelão
16/05 – 21h30: Juventude ou Vila Nova x Grêmio, A definir

22/05 – 19h15: Sampaio Corrêa x Palmeiras, Castelão/MA
22/05 – 21h30: São Paulo x Bahia, A definir

23/05 – 20h: Internacional x Paysandu, Estádio Beira Rio

Jogos da volta:

29/05 – 19h15: Paysandu x Internacional, Mangueirão
29/05 – 21h30: Bahia x São Paulo, A definir
30/05 – 20h: Palmeiras x Sampaio Corrêa, Allianz Parque

04/06 – 19h15: Grêmio x Juventude/Vila Nova, A definir
04/06 – 21h30: Flamengo x Corinthians, A definir

05/06 – 19h15: Athletico-PR x Fortaleza, Arena da Baixada
05/06 – 19h15: Cruzeiro x Fluminense, A definir

06/06 – 20h: Santos x Atlético-MG, Vila Belmiro

Atlético-MG, Santos e São Paulo dividem liderança do Brasileirão

03/05/2019 10:310 comments
Atlético-MG, Santos e São Paulo dividem liderança do Brasileirão

Com a segunda rodada completa, a classificação do Campeonato Brasileiro começa a tomar forma. Ainda 100% na competição, três clubes dividem a liderança do Brasileirão. Atlético-MG, Santos e São Paulo venceram seus dois jogos até aqui, e estão no topo da tabela, com seis pontos cada.

Nos critérios de desempate, o Tricolor Paulista se destaca. Isso porque, com três gols de saldo, supera os dois rivais. Na primeira rodada, o São Paulo bateu o Botafogo por 2 a 0. Na sequência, jogando fora de casa, derrotou o Goiás por 2 a 1. Este placar, aliás, se repetiu para Santos e Atlético-MG.

O Peixe venceu o Grêmio em Porto Alegre por 2 a 1, e voltou a ganhar por essa vantagem diante do Fluminense, na Vila Belmiro. Com duas vitórias por 2 a 1 também, o Atlético-MG somou seis pontos contra Avaí e Vasco, dentro e fora de casa, respectivamente.

No extremo oposto da tabela, dois times ainda não pontuaram. Fluminense e Vasco perderam os dois jogos até aqui, e ainda não somaram um ponto sequer, Na estreia, o Tricolor Carioca caiu diante do Goiás no Maracanã, por 1 a 0, antes de ser derrotado pelo Santos. Já o Cruzmaltino perdeu para Athletico-PR e Atlético-MG.

Na próxima rodada, o Flu visita o Grêmio, na Arena do Grêmio, enquanto o Vasco tem um confronto com o Corinthians, na Arena da Amazônia.

No Allianz Parque, Palmeiras estreia no Brasileirão 2019 com goleada sobre o Fortaleza

29/04/2019 09:490 comments
No Allianz Parque, Palmeiras estreia no Brasileirão 2019 com goleada sobre o Fortaleza

Em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2019, o Palmeiras, atual campeão do torneio nacional, recebeu o Fortaleza, no Allianz Parque, e iniciou a defesa do título com uma goleada pelo placar de 4 a 0. Os artilheiros da vitória alviverde deste domingo (28) foram Zé Rafael (duas vezes), Marcos Rocha e Bruno Henrique.

Destaque da partida, Zé Rafael balançou as redes duas vezes e ainda concedeu a assistência para o gol de Marcos Rocha. O capitão Bruno Henrique, por sua vez, fechou a goleada e anotou o tento de número 250 do Verdão em sua casa desde a reinauguração do estádio, em 2014.

Invencibilidade em estreias

O Palmeiras não perde em uma estreia de Brasileirão desde 2009. Já são dez jogos de invencibilidade: foram sete vitórias e três empates no período. O Maior Campeão do Brasil também nunca foi derrotado em estreias pelo torneio nacional jogando no Allianz Parque. O estádio já recebeu quatro debutes do Verdão, sendo três triunfos e um empate. As vitórias aconteceram em 2016, 2017 e 2019, as três por 4 a 0 (frente Atlético-PR, Vasco da Gama e Fortaleza, respectivamente), enquanto o empate ocorreu em 2015, por 2 a 2 (diante do Atlético-MG).

Abertura do Brasileirão

Antes do apito inicial, o Allianz Parque recebeu a cerimônia de abertura do Campeonato Brasileiro. O músico e palmeirense Di Ferrero cantou três música de seu repertório e o Hino Nacional no palco montado atrás do Gol Norte para inaugurar a edição de 2019 do torneio. Além disso, os ídolos palestrinos Ademir da Guia e Dudu entraram em campo com a taça da competição e apresentaram o trofeu para os 26.701 torcedores presentes no estádio. Os dois são recordistas de títulos brasileiros pelo Verdão: a dupla foi campeã em cinco ocasiões, nos anos de 1967, duas vezes (Roberto Gomes Pedrosa e Taça Brasil), 1969, 1972 e 1973.

O jogo

Apostando em velocidade no ataque, o Palmeiras envolveu o Fortaleza desde o início do jogo. Ainda aos três minutos de bola rolando, Ricardo Goulart sentiu a perna direita e começou a mancar. O incômodo persistiu e, aos sete, o atacante foi substituído por Zé Rafael.

Aos oito, depois de jogada de Diogo Barbosa pela esquerda, Dudu balançou as redes. O camisa 7, porém, estava em posição de impedimento e o lance foi invalidado pela arbitragem – decisão revisada e mantida pelo árbitro assistente de vídeo.

O lateral-esquerdo do Verdão tinha espaço e, aos 16, arrancou pelo lado do campo mais uma vez e cruzou rasteiro para a área. O meia Zé Rafael dominou com categoria e bateu de esquerda para marcar seu primeiro gol com a camisa alviverde, inaugurando o placar no Allianz Parque. (Palmeiras 1 x 0 Fortaleza)

Aos 27, em mais um lance que nasceu do lado esquerdo do campo, Zé Rafael carregou a bola para o meio e tocou para Dudu, que aparecia sem marcação pela direita. O atacante finalizou para boa defesa do goleiro Felipe Alves.

O Verdão diminuiu o ritmo no final do primeiro tempo, mas, mesmo assim, continuou tendo o domínio da partida. O início da segunda etapa foi de muita pressão palmeirense. Logo no primeiro minuto, Deyverson cabeceou forte e obrigou Felipe Alves a fazer grande defesa. Pouco depois, foi a vez de Quintero quase marcar contra a própria meta após cruzamento de Deyverson. Além disso, Bruno Henrique e Dudu também tiveram chances de ampliar antes do cronômetro chegar aos 10 minutos.

Diante de tanto volume no ataque, o segundo gol alviverde não demorou para sair. Aos 13, Bruno Henrique recebeu pela direita e inverteu para Zé Rafael com precisão. O meio-campista cruzou rasteiro para Marcos Rocha, que completou para o fundo das redes. (Palmeiras 2 x 0 Fortaleza)

Sem diminuir a intensidade, o Palmeiras continuou criando mais oportunidades de gol. Aos 19, Felipe Alves impediu um golaço de Dudu. Pouco depois, o Fortaleza respondeu e obrigou Weverton a realizar duas defesas espetaculares seguidas.

O destaque da noite, no entanto, era mesmo Zé Rafael. Aos 25, Marcos Rocha cobrou lateral na área, Dudu desviou e o camisa 8 palestrino marcou o seu segundo gol no jogo e terceiro do Verdão, desta vez de cabeça. (Palmeiras 3 x 0 Fortaleza)

Aos 32, o Luiz Felipe Scolari fez sua segunda alteração e colocou Lucas Lima no lugar de Gustavo Scarpa. Aos 36, foi a vez de Hyoran entrar na vaga de Dudu.

Já nos últimos minutos do jogo, Bruno Henrique recebeu cruzamento de Marcos Rocha e decretou a goleada. O capitão alviverde marcou seu primeiro gol em 2019 e o tento de número 250 do time no Allianz Parque. (Palmeiras 4 x 0 Fortaleza)

Escalação: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Bruno Henrique e Felipe Melo; Gustavo Scarpa (Lucas Lima), Ricardo Goulart (Zé Rafael) e Dudu (Hyoran); Deyverson.

Cartão amarelo: Deyverson.

Gols

Palmeiras: Zé Rafael (16’ – 1º Tempo), Marcos Rocha (13’ – 2º Tempo), Zé Rafael (25’ – 2º Tempo) e Bruno Henrique (45’ – 2º Tempo).

Sem sustos, Furacão estreia no Brasileirão com goleada sobre o Vasco

09:440 comments
Sem sustos, Furacão estreia no Brasileirão com goleada sobre o Vasco
O Athletico Paranaense iniciou a campanha no Campeonato Brasileiro com uma goleada, na tarde deste domingo (28). No Estádio Joaquim Américo, o Furacão não tomou conhecimento do Vasco e aplicou um placar de 4 a 1, com dois gols em cada etapa.

O próximo confronto do Rubro-Negro será na quarta-feira (1º), contra o Fortaleza, na Arena Castelão. O duelo da segunda rodada será às 21h30.

O Jogo

O Furacão já mostrou logo no início do jogo que não estava para brincadeira. Logo aos dois minutos, Tomás Andrade fez belo passe para Bruno Guimarães, que tocou para Marco Ruben. O camisa 9 finalizou bem e o goleiro fez grande defesa. Na sobra, Guimarães colocou no fundo das redes. 1 a 0! O primeiro gol do Athletico no Campeonato Brasileiro 2019!

Aos 18 minutos, Tomás Andrade recebeu de Camacho e bateu colocado. A bola desviou em Marco Ruben e saiu rente à trave.

Dez minutos depois, Marrony recebeu próximo à área e arriscou. O chute saiu por cima.

O segundo gol quase saiu com Jonathan. Ele tabelou com Rony e bateu rasteiro. O goleiro praticou grande defesa, colocando para escanteio.

Outras grandes chances aos 40 e aos 41’. Primeiro, Nikão recebeu na esquerda e cruzou com perigo. Ninguém conseguiu desviar. Em seguida, o próprio Nikão tentou a finalização após lançamento de Guimarães. A bola saiu pela linha de fundo.

Mas a resposta do Vasco também foi perigosa. Após cruzamento na área, a bola ficou viva e Léo Pereira tirou dos pés de Maxi López.

A chegada do time visitante serviu para deixar o Rubro-Negro mais esperto. Na jogada seguinte, ampliou o placar. Tomás Andrade cruzou para Renan Lodi, que tentou de peixinho, na trave. No rebote, Marco Ruben se antecipou à marcação e mandou para o gol. 2 a 0!

Aos 46’, Rony recebeu na intermediária, viu espaço e arriscou de longe. A bola passou com perigo, pelo lado direito.

Furacão completa a goleada na segunda etapa

O time athleticano manteve o ímpeto. Aos três minutos, Renan Lodi saiu cara a cara com o goleiro e foi derrubado. Luiz Flávio de Oliveira marcou a penalidade, mas, após consulta ao VAR, voltou atrás.

Aos seis minutos, Lodi recebeu na esquerda, fez a finta e bateu rasteiro. Alexander fez a defesa.

Cinco minutos depois, duas boas chances de ampliar o marcador. Nikão cobrou falta da esquerda e Marco Ruben cabeceou. Alexander fez grande defesa. Na sequência da jogada, a bola voltou para Nikão, que novamente cruzou para Marco Ruben. Desta vez, a posição era melhor, mas a cabeçada do camisa 9 foi por cima do gol.

De pé em pé o Furacão chegou perto do terceiro gol, aos 18 minutos. Tomás tocou para Marco, que ajeitou para Nikão. O camisa 11 bateu rasteiro, mas o chute saiu fraco e facilitou para o goleiro.

Se não saiu dos pés de um jogador do Furacão, saiu dos pés de um defensor do Vasco, contra. Bruno Guimarães cobrou falta na segunda trave, Rony cabeceou para o meio e Werley colocou para dentro do próprio gol, aos 20’. 3 a 0!

Aos 25’, Marrony subiu mais alto e fez o cabeceio, mas Santos defendeu com segurança.

O Athletico teve grande chance aos 32’. Nikão roubou a bola no meio campo e Tomás Andrade ficou com a posse no contra-ataque. Já dentro da área, o argentino tentou o chute, mas o goleiro espalmou.

Dois minutos depois, Marcelo foi lançado, partiu em velocidade e abriu para Nikão, que devolveu para o camisa 10. Ele ajeitou e bateu de perna esquerda, por cima do gol.

Não demorou e o quarto gol saiu, aos 40’. Cirino dominou, girou no meio-campo e lançou na velocidade de Rony. O camisa 7 cruzou para Nikão, na segunda trave, que só teve o trabalho de completar para o fundo das redes. 4 a 0!

O time visitante diminuiu três minutos depois, com Bruno César, em chute de fora da área.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 4×1 Vasco da Gama
Campeonato Brasileiro: 1ª rodada
Data: 28/04/2019 [domingo]
Horário: 16h
Local: Estádio Joaquim Américo

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira, Renan Lodi; Camacho (Wellington, aos 33’ do 2ºT); Nikão, Tómas Andrade, Bruno Guimarães (Marcio Azevedo, aos 31’ do 2ºT), Rony; Marco Ruben (Marcelo, aos 23’ do 2ºT).
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Bruno Guimarães, aos 2′ do 1º tempo; Marco Ruben, aos 43’ do 1º tempo; Werley (contra), aos 20’ do 2º tempo; Nikão, aos 40’ do 2º tempo.
Cartão amarelo: Thiago Heleno

Vasco da Gama: Alexander; Werley, Miranda (Bruno César, aos 22’ do 2ºT), Ricardo; Cáceres, Raul, Lucas Mineiro, Danilo Barcelos; Pikachu (Yan Sasse, aos 12’ do 2ºT); Marrony, Maxi López (Ribamar, aos 12’ do 2ºT).
Técnico: Marcos Valadares
Gol: Bruno César, aos 43’ do 2º tempo.
Cartão amarelo: Raul