Operário empata com Coritiba fora de casa pela Série B

27/10/2019 13:400 comments
Operário empata com Coritiba fora de casa pela Série B

O Operário Ferroviário empatou sem gols com o Coritiba, na noite dessa quinta-feira (24), pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo aconteceu no Estádio Couto Pereira e foi válido pela 31ª rodada da competição. Com o resultado, o alvinegro chega a 44 pontos e está em oitavo na tabela.

O Fantasma pressionou o adversário e criou oportunidades nas duas etapas. Nas chances do time da casa, a defesa alvinegra tirou o perigo. O Operário iniciou a partida com Rodrigo Viana, Mailton, Alisson, Edson Borges, Peixoto, Jardel, Índio, Marcelo, Cléo Silva, Felipe Augusto e Lucas Batatinha. No segundo tempo, entraram Uilliam, Bruno Batata e Cleyton para saída de Felipe Augusto, Lucas Batatinha e Cléo Silva.

Em entrevista coletiva, o técnico Gerson Gusmão falou sobre o jogo. “Parabéns aos atletas que entenderam a proposta que montamos como estratégia e procuraram executar da melhor maneira possível. A gente fica feliz com a produção, com o posicionamento principalmente. Fizemos uma partida segura, boa tecnicamente, mas viemos para ganhar, para diminuir essa diferença contra um adversário que vai brigar para subir, que é equipe muito boa. Mas nós estamos vivos na competição. Somamos um ponto, não perdemos e agora temos duas partidas em casa para buscar esses pontos. Vamos brigar para no final estar entre os quatro.”

O alvinegro volta a jogar pela Série B no dia 1º de novembro contra o Atlético-GO, às 20h30, no Estádio Germano Krüger.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 0x0 Operário
Campeonato Brasileiro Série B – 31ª rodada
Estádio Couto Pereira – 24/10/19 – 21h30

Coritiba: Muralha, Diogo Matheus, Romércio, Sabino, William Matheus, Matheus Sales, Juan Alano, Thiago Lopes (Giovanni), Robson, Rafinha (Igor Jesus) e Rodrigão (Kelvin). Téc: Jorginho
Banco: Rafael Martins, Rafael Lima, Nathan Ribeiro, Felipe Mattioni, Patrick Brey, Serginho, Matheus Bueno e Igor Paixão.

Operário: Rodrigo Viana, Mailton, Alisson, Edson Borges, Peixoto, Jardel, Índio, Marcelo, Cléo Silva (Cleyton), Felipe Augusto (Uilliam) e Lucas Batatinha (Bruno Batata). Téc: Gerson Gusmão.
Banco: André Luiz, Rodrigo, Jonh Lennon, Chicão, Julinho, Revson, Rafael Chorão, Jean Carlo e Felipe Alves.

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima
Árbitro Assistente 1: Jefferson Cleiton Piva da Silva
Árbitro Assistente 2: Joao Fabio Machado Brischiliari
Quarto Árbitro: Cristian Eduardo Gorski da Luz

Assessoria de Imprensa – Operário Ferroviário
Fotos: José Tramontin/OFEC

Flamengo vence clássico contra Fluminense e dispara na liderança

21/10/2019 09:190 comments
Flamengo vence clássico contra Fluminense e dispara na liderança

Mais uma vitória na conta do Rubro-Negro carioca! Em domingo de clássico carioca no Maracanã, o Flamengo levou a melhor e venceu o Fluminense por 2 a 0, pela 27ª rodada do Brasileirão. Líder absoluto do campeonato, o Rubro-Negro chegou ao 14º jogo sem derrota e soma agora 64 pontos. Já o Tricolor tem 29 e caiu para a 15ª posição.

O jogo

O clássico começou agitado no Maracanã. Querendo acumular mais uma vitória na busca pelo título da Série A, o Flamengo foi logo mostrando as credenciais de líder absoluto do campeonato. Aos três, Gabriel aproveitou uma falha da defesa tricolor, bateu rasteiro e viu Muriel afastar o perigo pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Everton Ribeiro tocou para Rodinei, que cruzou na medida para Bruno Henrique abrir o placar: 1 a 0. Tentando a resposta imediata, o Fluminense chegou com perigo pelos pés de Wellington Nem, aos seis, mas Diego Alves salvou o Rubro-Negro. Em nova chegada no ataque, Gabriel apareceu de novo para o Fla e mais uma vez Muriel evitou o gol do artilheiro. Tomando conta das ações ofensivas, o Flamengo assustou com Vitinho, Everton Ribeiro e Rodrigo Caio. Do outro lado, o Tricolor teve chances com Wellington Nem, aos 24, e Yony González, aos 44, mas não conseguiu colocar a bola na rede.

Assim como na etapa inicial, o Flamengo partiu para cima logo no primeiro minuto do segundo tempo. Gabriel aproveitou um vacilo da zaga do Flu, tentou driblar Muriel, só que de novo o arqueiro levou a melhor. As emoções dos primeiros minutos param por aí. O Fluminense teve uma boa chance, aos 11, com Nenê. Mas foi só. A partir daí o duelo perdeu em intensidade até que, aos 21, Reinier tocou para Gerson na entrada da área. O camisa 8 fez o corte seco, Gilberto ainda desviou no meio do caminho e a Lei do Ex se fez presente no FlaFlu: 2 a 0.

Furacão é superior, mas empata com o Palmeiras no Caldeirão

09:170 comments
Furacão é superior, mas empata com o Palmeiras no Caldeirão
O Furacão foi melhor que o Palmeiras na noite deste domingo (20), no Estádio Joaquim Américo. Mas mesmo dominando a partida contra o vice-líder do Brasileirão, não passou de um empate em 1 a 1, pela 27ª rodada.

O Athletico saiu na frente com um gol de Marcelo, logo aos 6’ do primeiro tempo, em um cruzamento perfeito de Adriano. Mas sofreu o empate aos 40’ da primeira etapa.

Com o resultado, o Rubro-Negro segue na 9º posição, agora com 39 pontos. O próximo compromisso do Furacão está marcado para as 16h do próximo domingo (27), contra o Goiás, novamente no Caldeirão.

O Jogo

O Furacão começou o jogo forte no campo de ataque, com Rony se movimentando bem e dando trabalho à defesa palmeirense.

Mas aos seis minutos, foi Adriano quem recebeu na ponta esquerda, escapou da marcação de Felipe Melo e acertou um cruzamento perfeito para Marcelo. Livre de marcação, o camisa 10 mandou de cabeça para rede: 1 a 0!

Na frente no placar, o Athletico continuou melhor em campo. Aos 19’, Rony arriscou de longe e mandou por cima do gol. Aos 21’, Rony foi novamente acionado e tentou o cruzamento, mas ninguém apareceu para finalizar e a defesa afastou.

O Rubro-Negro criou outra grande chance aos 30’. Madson recebeu na ponta de direita e cruzou na cabeça de Marco Ruben, que testou forte, por cima do gol.

Mas em uma de suas poucas oportunidades na primeira etapa, o Palmeiras conseguiu o empate. Aos 40’, Willian cruzou rasteiro e Deyverson conseguiu tocar para o gol.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o Athletico voltou no mesmo ritmo. Aos 5’, após cobrança de escanteio, Thiago Heleno chutou e Weverton segurou firme. Aos 10’, foi a vez de Rony arriscar de fora da área, exigindo boa defesa do goleiro.

A partir daí, o jogo ficou truncado, com muitas faltas e poucas oportunidades para ambos os lados. O Rubro-Negro voltou a chegar com perigo aos 29’, em um chute de Léo Cittadini, que Weverton segurou firme.

Na defesa, o Rubro-Negro não correu riscos, mas também não criou oportunidades para um segundo gol. Final de jogo, 1 a 1 e pontos divididos no Joaquim Américo.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 1×1 Palmeiras
Campeonato Brasileiro – 27ª rodada
Data: 20/10/2019
Horário: 19h
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)

Athletico Paranaense: Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano; Wellington; Marcelo (Pedrinho, aos 38’ do 2º tempo), Bruno Guimarães, Bruno Nazário (Léo Cittadini, aos 16’ do 2º tempo) e Rony; Marco Ruben (Thonny Anderson, aos 31’ do 2º tempo)
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Marcelo, aos 6’ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Thiago Heleno

Palmeiras: Weverton; Jean (Luan, aos 21’ do 2º tempo), Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Zé Rafael (Lucas Lima, aos 11’ do 2º tempo); Willian (Raphael Veiga, aos 37’ do 2º tempo), Deyverson e Dudu
Técnico: Mano Menezes
Gol: Deyverson, aos 40’ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Gustavo Gómez, Bruno Henrique

 

São Paulo vence o Avaí e entra no G4

09:000 comments
São Paulo vence o Avaí e entra no G4

Tricolor no G-4! No Morumbi, o São Paulo recebeu o Avaí, pela 27ª rodada do Brasileirão, e fez valer o mando de campo para conquistar uma vitória por 1 a 0. Com o triunfo deste domingo (20), a equipe paulista chegou aos 46 pontos e pulou para a quarta posição na tabela de classificação da Série A. Já o Avaí é o 19º, com 17 pontos.

O jogo

Jogando em casa, o São Paulo tomou conta das ações no primeiro tempo chegando a bater mais de 80% de posse de bola. A primeira chance do Tricolor saiu aos 17 minutos em finalização de Luan. A partir dos 22 o domínio são-paulino ganhou um reforço com a expulsão de Brenner. Com um a mais, o time da casa montou uma blitz no campo ofensivo. Aos 28, Antony arriscou o chute e Vladimir salvou o Leão. Sem conseguir furar a defesa do Avaí, o São Paulo insistiu nas jogadas pelo alto. Na marca dos 35, após bola alçada na área, Vitor Bueno testou firme e novamente o arqueiro avaiano evitou o gol. No minuto seguinte, em novo cruzamento, o atacante escorou para Alexandre Pato e Vladimir afastou o perigo. Minutos antes do intervalo, após cobrança de escanteio, Liziero pegou a sobra e bateu de primeira exigindo mais uma boa defesa do arqueiro do Avaí.

O Tricolor voltou do intervalo disposto a transformar o domínio em bola na rede. Aos três, Pato recebeu ótimo passe de Antony e livre dentro da área mandou para fora. Dois minutos depois, Arboleda teve a chance após cobrança de escanteio e não desperdiçou: 1 a 0. Na sequência, Pato apareceu de novo e dessa vez parou em mais uma defesa de Vladimir. Querendo mais, o São Paulo continuou pressionando e quase ampliou a contagem nas finalizações de Daniel Alves e Pato. Do outro lado o Avaí tentou responder com Julinho e Richard Franco.

Madson marca duas vezes e Furacão vira para cima do Fluminense no Maracanã

18/10/2019 09:120 comments
Madson marca duas vezes e Furacão vira para cima do Fluminense no Maracanã

Um Furacão passou no Maracanã na noite desta quinta-feira (17). No jogo de número 100 sob o comando de Tiago Nunes, o Athletico Paranaense venceu o Fluminense de virada, por 2 a 1, com dois gols de Madson, e chegou aos 38 pontos no Campeonato Brasileiro.

O próximo desafio da equipe de Tiago Nunes será no domingo (20), às 19h, contra o Palmeiras, no Estádio Joaquim Américo.

O Jogo

Logo aos três minutos de jogo saiu o primeiro gol da partida. Após uma cobrança de escanteio, a bola sobrou no meio da área para Frazan, que abriu o placar para o time da casa.

Depois de levar o gol, o Furacão passou a ocupar mais o campo de ataque adversário. Aos nove minutos, uma boa trama no ataque. Léo Cittadini não conseguiu a finalização, mas a bola sobrou para Wellington, que bateu por cima.

Aos 12’, o Furacão chegou a marcar, com Rony – um belo gol, por sinal. Entretanto, o VAR flagrou impedimento de Márcio Azevedo no início da jogada.

Depois, aos 24’, foi a vez de João Pedro, do Fluminense, ser pego em posição de impedimento após balançar as redes.

A melhor chance do primeiro tempo foi do Rubro-Negro, aos 36’. Guimarães interceptou um passe na área adversária, a bola sobrou para Thonny, que acionou Cittadini. O camisa 18 não conseguiu ângulo para finalizar.

Caio Henrique, do Fluminense, bateu colocado, de fora da área, e assustou Santos, aos 42’.

Outra grande oportunidade aos 43’. Guimarães achou um ótimo passe para Cirino, dentro da área. O camisa 10 tocou para o meio, mas a defesa afastou.

No minuto seguinte, Wellington ajeitou de cabeça, Madson dominou e bateu. A bola saiu por cima.

Mas a dobradinha Wellington/Madson funcionou aos 46 minutos. O camisa 5 viu a subida do lateral-direito e fez um ótimo lançamento. Melhor que o lançamento foi o domínio de Madson, no peito. Depois, bateu rasteiro, com categoria, para empatar a partida. 1 a 1!

Madson marca de cabeça e define o jogo

Na segunda etapa, a primeira chegada foi do time mandante. Após uma rápida troca de passes, Bruno Guimarães apareceu para fazer ótimo desarme antes da finalização de Yoni. Na sequência do lance, Santos fez ótima defesa em chute da entrada da área.

Aos 24’, Bruno Nazário, que tinha acabado de entrar, fez um belo lançamento para Cirino. O camisa 10 avançou, driblou e tentou o toque para Thonny. A defesa cortou para escanteio.

Na cobrança de Rony, Madson subiu bem na primeira trave e tocou com muito estilo, de cabeça, para virar a partida no Maracanã. 2 a 1!

Boa chance também aos 34’, quando Thonny bateu da entrada da área, mas Muriel estava em cima para defender.

Muriel defendeu também um chute de Rony, aos 43’. A batida foi de fora da área, rasteira, e o goleiro adversário caiu no canto esquerdo para pegar.

Administrando bem o resultado, o Furacão não sofreu nos minutos finais e conquistou os três pontos disputados no Maracanã.

Ficha técnica: Fluminense 1×2 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro: 26ª rodada
Data: 17/10/2019 [quinta-feira]
Horário: 21h
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes de árbitro de vídeo: Lucas Canetto Bellote (SP) e Francisco Chavez Bezerra Junior (PE)

Fluminense: Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel (Orinho, aos 14’ do 2ºT), Ganso e Nenê (Wellington Nem, aos 14’ do 2ºT); Yoni González e João Pedro (Lucão, aos (Lucão, aos 7’ do 2ºT).
Técnico: Marcão
Gol: Frazan, aos 3’ do 1º tempo.

Athletico Paranaense: Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington; Marcelo (Pedrinho, aos 34’ do 2ºT), Bruno Guimarães, Léo Cittadini (Bruno Nazário, aos 22’ do 2ºT) e Rony (Lucho González, aos 44’ do 2ºT); Thonny Anderson.
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Madson, aos 46’ do 1º tempo e aos 25’ do 2º tempo;
Cartão amarelo: Márcio Azevedo

Coritiba vence São Bento fora e segue no G4 da Série B

16/10/2019 09:150 comments
Coritiba vence São Bento fora e segue no G4 da Série B

Brasileiro Série B – 2019 – 29ª rodada

São Bento 1 X 2 Coritiba
Local: Walter Ribeiro – Sorocaba – SP
Data: 15/10/2019
Horário: 21:30hÁrbitro: Wanderson Alves de Sousa/MG
Assistentes: Frederico Soares Vilarinho/MG e Leonardo Henrique Pereira/MG
Quarto Árbitro: Thiago Luis Scarascati/SP

Coritiba: Alex Muralha, Diogo Mateus, Romércio, Sabino, William Matheus, Thiago Lopes, Matheus Sales, Vitor Carvalho, Juan Alano (Igor Jesus), Rafinha (Fabiano) e Rodrigão (Julio Rusch)
Técnico: Jorginho
Banco: Rafael Martins, Rafael Lima, Nathan Ribeiro, Fabiano, Felipe Mattioni, Serginho , Julio Rusch, Léo Cereja , Nathan, Kelvin e Igor Jesus

São Bento: Renan Rocha, Marcos Martins, Gerson, Joílson, Mansur, Fábio Bahia, Minho, Doriva (Caio Rangel), Rodolfo, Paulinho Bóia (Fernandes) e Zé Robertp
Técnico: Milton Mendes
Banco: Gabriel Felix, Eduardo, Guilherme Mattis, Dudu Vieira, Fernandes, Joãozinho, Fabrício Oya, Caio Rangel, Matheus Guarajá, Juliano e Raphael Martinho

GOLS DO JOGO Gols:
William Matheus (Coritiba) – aos 2 minuto(s) do 1º Tempo
Juan Alano (Coritiba) – aos 40 minuto(s) do 1º Tempo
Mansur (São Bento) – aos 24 minuto(s) do 2º Tempo

Cartões DO JOGOCartões:
Amarelos: Nathan (Coritiba), Rafinha (Coritiba), Guilherme Mattis (São Bento), Minho (São Bento), Vitor Carvalho (Coritiba), Vitor Carvalho (Coritiba), Rodrigão (Coritiba), Alex Muralha (Coritiba), Thiago Lopes (Coritiba), Diogo Mateus (Coritiba)
Vermelhos: Não houve

Público Pagante e Total
Público Pagante: –
Público Total: 1.697

Público Pagante e Total
Renda: R$ 14.065,00

Operário empata com CRB fora de casa pela Série B

09:130 comments
Operário empata com CRB fora de casa pela Série B

O Operário Ferroviário empatou sem gols com o CRB, na noite desta terça-feira (15), pelo Campeonato Brasileiro da Série B. A partida aconteceu no Estádio Rei Pelé e foi válida pela 29ª rodada da competição. Com o resultado, o alvinegro chega a 40 pontos e ocupa a nona colocação na tabela.

O Fantasma buscou o gol e criou oportunidades, principalmente no segundo tempo, mas não balançou as redes. Nas chances do adversário, a defesa tirou o perigo. O Operário iniciou o jogo com Rodrigo Viana, Jonh Lennon, Alisson, Edson Borges, Julinho, Jardel, Índio, Marcelo, Cleyton, Felipe Augusto e Uilliam. No segundo tempo, entraram Felipe Alves, Chicão e Cléo Silva para saída de Felipe Augusto, Índio e Marcelo.

Em entrevista coletiva, o técnico Gerson Gusmão falou sobre a logística da viagem até Maceió e o jogo. “A logística nos atrapalhou e muito. Os atletas hoje foram sensacionais, por terem dado o seu melhor dentro do campo, mesmo com o cansaço e o desgaste. A gente sabe que algumas coisas fogem da nossa alçada. A direção não tem culpa, fez o possível. Infelizmente, a logística nos prejudicou. Mas a gente sabe que a competição não terminou, somamos um ponto. Agora temos um jogo difícil em casa, mas que precisamos vencer. A partir de agora, a gente vai para a reta final da competição, para buscar objetivos maiores e que passam por esse próximo jogo. Temos que pensar jogo a jogo, porque todos são importantes e decisivos.”

O alvinegro volta a jogar pela Série B no próximo sábado (19) contra o São Bento-SP, às 19h, no Estádio Germano Krüger. Os ingressos estão disponíveis nos pontos de venda: Loja do Fantasma (Rua Padre Nóbrega, 265 – Oficinas), Keima Um Lojão (Rua Coronel Cláudio, 59 – Centro) e Supermercado Vitor (Rua Laudelino Gonçalves, 332 – Chapada). Na arquibancada geral, os ingressos custam R$ 150 a entrada inteira e R$ 75 a meia-entrada. Para o setor coberto, o valor é de R$ 180 a inteira e R$ 90 a meia.

FICHA TÉCNICA

CRB 0x0 Operário
Campeonato Brasileiro Série B – 29ª rodada
Estádio Rei Pelé – 15/10/19 – 20h30

CRB: Andrey, Israel, Wellington Carvalho, Victor Ramos, Bryan, Marcos Serrato (Elton Arábia), Claudinei, Lucas Siqueira, William Barbio (Edson Carius), Alisson Farias e Léo Ceará (Willie). Téc: Marcelo Cabo
Banco: Cris, Daniel Borges, Ewerton Páscoa, Edson Henrique, Wesley Dias, Hugo Sanches, Iago e Daniel Penha.

Operário: Rodrigo Viana, Jonh Lennon, Alisson, Edson Borges, Julinho, Jardel, Índio (Chicão), Marcelo (Cléo Silva), Cleyton, Felipe Augusto (Felipe Alves) e Uilliam. Téc: Gerson Gusmão.
Banco: Matheus, Lázaro, Danilo Báia, Peixoto, Revson, Rafael Chorão, Schumacher e Jean Carlo.

Árbitro: Andrey da Silva e Silva
Árbitro Assistente 1: Marcio Gleidson Correia Dias
Árbitro Assistente 2: Helcio Araujo Neves
Quarto Árbitro: Helder Brasileiro de Aquino
Analista de Campo: Charles Hebert Cavalcante Ferreira

Assessoria de Imprensa Operário Ferroviário
Foto: Gustavo Henrique/CRB

Paraná Clube vence Brasil e segue na briga pelo acesso à Série A

09:120 comments
Paraná Clube vence Brasil e segue na briga pelo acesso à Série A

O Paraná Clube fez a lição de casa e – com um gol logo no primeiro minuto de jogo – derrotou o Brasil de Pelotas por 1×0. Com o resultado, o Tricolor segue na cola do G4, dois pontos atrás do 4º colocado deste Campeonato Brasileiro da Série B. “Seguimos na briga. É o mais importante. Restam nove rodadas e vamos lutar até o final”, disse o técnico Matheus Costa, que surpreendeu ao escalar Jhemerson e Alesson para o duelo contra os gaúchos.

Sem Vitinho, lesionado, e Jenison, suspenso, o treinador ainda perdeu o goleiro Thiago Rodrigues, devido a um desconforto. Optou pelo deslocamento de Judivan para a função de centroavante e escalou um trio de muita mobilidade, formado por Jhemerson, Alesson e Bruno Brodrigues. Alisson entrou na meta. Com muita intensidade no ataque, o Paraná foi fulminante e abriu o placar logo na primeira jogada. No cruzamento da direita de Jhemerson, Judivan mergulhou para desviar de cabeça e marcar seu primeiro gol com a camisa tricolor com menos de 1 minuto de jogo.

Sobrando em campo, o Tricolor teve pelo menos duas grandes chances para ampliar ainda no primeiro tempo. No cruzamento de Guilherme Santos, Jhemerson cabeceou por cima do travessão. Aos 29 minutos, Bruno Rodrigues fez ótimo lançamento para Alesson, que bateu no canto, mas o goleiro Carlos Eduardo defendeu com o pé direito. No final, o Paraná ainda reclamou de uma penalidade máxima de Willian Formiga, não assinalada.

Sem reduzir o ritmo, o time de Matheus Costa veio para o segundo tempo disposto a definir o placar. No cruzamento de Guilherme, aos 9 minutos, Ednei tentou cortar e quase fez contra. Aos 12, Judivan deu uma bicicleta, a zaga cortou e na sobra Fernando Neto encheu o pé, mas a bola parou em Bruno Aguiar. A partir daí, os treinadores foram mexendo nos times. Sem correr riscos, o Paraná ainda teve uma grande chance com Rafael Furtado, aos 48 minutos. Após arrancada de Bruno Rodrigues, o atacante recebeu na área, mas bateu por cima do travessão. Fim de jogo e vitória paranista: 1×0.

Em alta voltagem, Furacão joga melhor, mas empata em 2 a 2 com o Corinthians

11/10/2019 09:390 comments
Erick faz o segundo gol para o Furacão. Foto: Divulgação/Athletico Paranaense

O Athletico teve mais uma boa atuação e foi melhor na casa do adversário, mas somou apenas um ponto na noite desta quinta-feira (10). Em São Paulo (SP), o Furacão fez um jogo em alta voltagem e empatou em 2 a 2 com o Corinthians.

Todos os gols saíram no primeiro tempo. Mesmo superior em campo, o Rubro-Negro saiu atrás no placar. Não se abalou e chegou à virada com gols de Léo Cittadini e Erick, mas sofreu o empate no último lance da primeira etapa.

Com o resultado, o Athletico chega a 35 pontos e permanece na nona posição do Brasileirão. O próximo desafio é contra o Flamengo, no próximo domingo (13), no Caldeirão.

Erick faz o segundo gol para o Furacão. Foto: Divulgação/Athletico Paranaense

O Jogo

Desde o apito inicial, o Furacão pressionou em busca do gol. Logo aos 3’, foram duas chances incríveis no mesmo lance! Thonny Anderson aproveitou uma bobeira do goleiro Cássio e ajeitou para Léo Cittadini. Ele não conseguiu finalizar, mas rolou para Marcelo, que chutou por cima!

Aos 10’, mais uma vez o Athletico esteve muito perto do gol. Madson cruzou da direita, Léo Pereira bateu de primeira e a defesa corintiana tirou em cima da linha!

O Rubro-Negro dominava o jogo, mas o adversário conseguiu marcar logo em sua primeira oportunidade. Aos 15’, em cobrança de escanteio, Gil subiu e tocou de cabeça, abrindo o placar.

O placar era injusto, mas o Athletico não se abalou. Pelo contrário, mandando na partida e chegando sempre com perigo ao ataque.

Aos 18’, Rony bateu na rede pelo lado de fora. Aos 21’, Cittadini tocou para Marcelo, que tentou encobrir Cássio, mas mandou para fora. Aos 22’, Rony arriscou de longe, mas a bola saiu à esquerda do gol.

O Furacão merecia um resultado melhor. E, aos 23’, finalmente chegou ao empate. Thonny Anderson recebeu na entrada da área e acertou um ótimo passe para Léo Cittadini, que tocou no cantinho: 1 a 1!

Aos 27’, Rony foi derrubado por Fagner e o árbitro marcou pênalti! Depois, reviu o lance no VAR e anotou a falta fora da área.

E a virada veio logo depois. Aos 32’, Erick pegou uma bola mal cortada pela defesa adversária, tirou do zagueiro e mandou para a rede! 2 a 1 Furacão!

O Corinthians tentou reagir e aos 34’, Léo evitou o empate com duas defesas espetaculares e finalizações de Clayson e, no rebote, Vagner Love.

E já aos 47’, em cobrança de falta pelo lado direito, Boselli marcou de cabeça: 2 a 2.

Segundo tempo

A segunda etapa começou no mesmo ritmo e logo aos 2’ o Furacão teve sua primeira chance. Rony recebeu na esquerda, puxou para o meio e bateu. Cássio segurou. Aos 10’, Thonny Anderson e Léo Cittadini fizeram boa tabela, mas a zaga afastou.

Quando o Corinthians chegava com perigo, Léo aparecia para salvar o Furacão. Aos 11’, ele defendeu cara a cara com Vagner Love, que avançava livre!

Aos 12’, quase um golaço rubro-negro! Thonny Anderson fez uma linda jogada, deixou toda a defesa corintiana para trás e bateu, mas Cássio fez a defesa.

Outra boa jogada do Furacão aconteceu aos 28’. Vitinho lançou para Madson, que tocou de cabeça para o meio da área. Erick não conseguiu chegar nela.

Ficha técnica: Corinthians 2×2 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro: 24ª rodada
Data: 10/10/2019
Horário: 19h
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro (Renê Júnior, aos 16’ do 2º tempo) e Mateus Vital; Vagner Love, Clayson (Régis, aos 37’ do 2º tempo) e Boselli (Gustavo, aos 32’ do 2º tempo)
Técnico: Fábio Carille
Gols: Gil, aos 15’; e Boselli, aos 47’ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Fagner, Danilo Avelar

Athletico Paranaense: Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington; Marcelo, Erick (Lucho González, aos 35’ do 2º tempo), Léo Cittadini e Rony (Vitinho, aos 27’ do 2º tempo); Thonny Anderson (Braian Romero, aos 41’ do 2º tempo)
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Léo Cittadini, aos 23’; e Erick, aos 32’ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Rony

Athletico.com.br

Paraná Clube derrota Operário, em Ponta Grossa, e cola de vez no G4

09/10/2019 09:440 comments
Paraná Clube derrota Operário, em Ponta Grossa, e cola de vez no G4

O Paraná Clube venceu mais uma – agora fora de casa – e segue firme na sua caminhada pelo acesso à primeira divisão nacional. O Tricolor derrotou o Operário, no Germano Kruger, e segue como o melhor paranaense desta Série B. Em 15 pontos disputados, foram 12 pontos somados. “É um fator importante em uma competição tão equilibrada e que envolve esses duelos estaduais, onde a rivalidade pesa bastante”, destacou o técnico Matheus Costa.

Com a mesma formação das últimas três partidas, o Paraná Clube começou o jogo levando perigo ao Operário. Aos 8 minutos, Bruno Rodrigues arrancou pela direita, mas cruzou entre Jenison e Judivan. O Operário respondeu numa jogada de Felipe Augusto, que bateu com perigo, na saída de Thiago Rodrigues. O jogo seguiu equilibrado, com boas oportunidades para os dois times. No final do primeiro tempo, Vitinho ainda precisou ser substituído, após levar uma entrada dura de Revson.

Logo após a entrada de Itaqui, o Paraná abriu o placar. Na arrancada de Bruno Rodrigues, ele deixou o zagueiro do Operário no chão e bateu cruzado. Golaço e Tricolor 1×0. Com a vantagem no marcador, o técnico Matheus Costa procurou ajustar o time para anular os espaços do adversário e explorar a velocidade para “matar” o jogo. O cenário ficou ainda melhor quando, aos 10 minutos, o zagueiro Rodrigo foi expulso de campo.

O atacante Raphael Alemão entrou no time e o Paraná foi criando boas oportunidades ofensivas. Aos 19 minutos, a bola sobrou para Jenison, que encheu o pé, mas a bola explodiu em Revson. O Operário tentava as bolas alçadas para Schumacher para chegar ao empate. Matheus Costa fechou a área com a entrada de Eduardo Bauermann e deixou o tempo passar, até o apito final de Leandro Bizzio Marinho. Foi a 10ª vitória do Tricolor nesta Série B.

 

Operário 0x1 Paraná Clube

Operário: Rodrigo Viana; Mailton, Alisson, Rodrigo e Julinho (Uilliam); Revson (Schumacher), Índio e Marcelo; Cleyton, Lucas Batatinha e Felipe Augusto (Jonh Lennon). Técnico: Gérson Gusmão

Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Leandro Almeida, Rodolfo e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Fernando Neto e Vitinho (Itaqui); Bruno Rodrigues (Eduardo Bauermann), Jenison e Judivan (Raphael Alemão). Técnico: Matheus Costa

Local: Germano Kruger (Ponta Grossa-PR)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Assistentes: Daniel Luís Marques (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Renda; R$ 56.545,00

Público pagante: 4.467

Público total: 5.171

Gol: Bruno Rodrigues aos 49’ do 1º tempo

Cartões amarelos: Marcelo e Mailton (Operário). Judivan, Fernando Neto, Raphael Alemão e Itaqui (Paraná)

Expulsão: Rodrigo aos 10’ do 2º

Departamento de Comunicação – PRC