Coxa empata com Corinthians no Couto

15/09/2016 11:570 comments
Coxa empata com Corinthians no Couto

Com raça e muita vontade, o Coritiba empatou com o Corinthians no Couto Pereira na noite desta quarta-feira (14). O jogo foi muito movimentado e com a torcida protestando contra a arbitragem que foi duvidosa no Alto da Glória. O Verdão terminou com um a menos em campo, já que João Paulo foi expulso do jogo após receber o segundo cartão amarelo.

O Coxa começou fazendo um bom jogo, com oportunidades claras de gol. No entanto, quem abriu o placar foi o time visitante, com Marlone. Aí, o Verdão chegou ao empate com gol marcado na cobrança de pênalti de Leandro.

Leandro marca o gol de empate

O Coritiba foi a campo com algumas alterações promovidas pela comissão técnica coxa-branca. Na defesa, Dodô voltou pelo lado direito, enquanto Nery foi a novidade no miolo de zaga ao lado de Luccas Claro. Com isso, Juninho foi deslocado pelo lado esquerdo. No setor ofensivo, Kazim e Evandro foram novidades e formaram o trio ofensivo ao lado de Leandro.

Com a bola rolando, o que se viu no gramado do Couto Pereira foi um jogo movimentado, com o time coxa-branca tomando iniciativa da partida. A primeira chance de gol foi do Coxa. Juninho fez jogada individual pelo lado esquerdo e cruzou, Raphael Veiga quase conseguiu completar para o gol.

Apesar de superior no jogo, o Coxa saiu atrás no placar. Aos 14’, a zaga alviverde parou pedindo falta em Dodô, a arbitragem mandou seguir, Gustavo bateu cruzado e Marlone entrou livre na pequena área para abrir o marcador.

O gol não abalou o Coritiba, que respondeu com Kazim. Aos 23’, o turco até balançou as redes, mas a arbitragem pegou impedimento. Dois minutos depois, Kazim acertou a trave de Cássio, após cobrança de falta de Veiga.

O empate do Coxa saiu em cobrança de pênalti. Aos 26’, Kazim invadiu a área pelo lado esquerdo e foi derrubado por um carrinho de Fagner. A arbitragem confirmou a penalidade, cobrada por Leandro, com muita personalidade e categoria.

Após o empate, o Coxa seguiu melhor no jogo. Destaque para a grande movimentação e participação de Leandro, que levava perigo à meta corinthiana. Os paulistas respondiam em jogadas de bola parada, com uma sequência de escanteios.

Torcida protesta contra arbitragem e jogo termina igual no Couto

No segundo tempo, o Coxa voltou com uma alteração. O atacante Iago entrou na vaga de Evandro para que o Coritiba conseguisse ter uma maior mobilidade pelo lado direito do ataque.

Diferentemente do primeiro tempo, na segunda etapa o time do Corinthians procurou subir mais ao ataque, principalmente nos minutos iniciais. Primeiro, Camacho se atrapalhou na hora de finalizar, após passe de Arana. Na sequência, Rodriguinho teve a bola do gol, mas na hora da conclusão, Dodô apareceu e salvou o Coxa.

Após uma pequena pressão inicial do Corinthians, o Coritiba voltou a equilibrar as ações na etapa complementar. Pelo lado direito, Iago tentava na velocidade com o auxílio do prata da casa Dodô.

O Coxa seguiu bem no jogo, novamente com destaque para Leandro que crivava as principais jogadas de ataque do Coritiba. Aos 31, ele carregou pelo lado esquerdo, passou pela marcação e bateu rasteiro, Cassio salvou o Corinthians.

Aos 35’, João Paulo dividiu bola na entrada da área com o atacante Gustavo. Os dois atletas tocaram com a bola na mão. O árbitro preferiu marcar a falta de João Paulo e distorcer o texto da regra, que prevê aplicação de cartão amarelo apenas em jogadas de deliberadas de toque de mão. Como João Paulo já tinha cartão amarelo, o meio campista coxa-branca acabou expulso.

Após ficar com um a menos em campo, Carpegiani promoveu a entrada de Edinho no lugar de Raphael Veiga. Mas o jogo não permitiu mais nenhuma jogada ofensiva. O resultado foi mesmo o empate com um gol para cada lado.

Próximo jogo

O Coritiba enfrenta o Sport na próxima rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo que estava marcado para às 18h30 de domingo (18), foi alterado para às 16h do mesmo dia. Depois disso, o Alviverde deve voltar suas atenções para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, já que o jogo no Couto Pereira, contra Estudiantes ou Belgrano, deve acontecer dia 21.

Fora de casa e com golaço de Zeca, Santos FC bate Botafogo

11:550 comments
Fora de casa e com golaço de Zeca, Santos FC bate Botafogo

O objetivo santista foi alcançado nesta quarta-feira (14) no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro. O time santista bateu o Botafogo por 1 a 0 mantendo reais chances de figurar entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Em jogo válido pela 25ª rodada da competição nacional, o lateral-esquerdo Zeca fez o gol da vitória santista. Com este resultado, o time chegou aos 42 pontos, e conseguiu mais uma vitória fora de casa no Brasileirão. O time contou com os retornos de Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Victor Ferraz (voltando de suspensão), mas não pode contar com Copete (suspenso) e Luiz Felipe (lesionado)

A primeira etapa começou boa para o Alvinegro Praiano. Logo aos 3 minutos, o lateral-esquerdo Zeca roubou a bola do atacante Neilton, do Botafogo, e acertou um belo chute de fora da área, sem nenhuma chance de defesa para o goleiro Sidão. Este foi o terceiro tento marcado pelo jogador santista no Campeonato Brasileiro. O gol despertou o adversário, mas o time santista soube se segurar bem, evitando a possibilidade de empate do time carioca.

O início do segundo tempo demonstrou um Santos mais ativo, sentindo menos a força do adversário, que atuou com o apoio de sua torcida. A partir dos 8 minutos, o Bota equilibrou o jogo. As duas equipes tiveram chances de balançar as redes, porém, o gol não saia. Aos 26 minutos, o lateral-direito Victor Ferraz saiu após se sentir mal em campo, dando lugar ao jovem Caju. O Peixe impôs intensa marcação após a entrada do volante Yuri dificultando as saídas de bola da equipe do Rio, o que prevaleceu até o apito final.

O Santos volta a campo contra o Santa Cruz, neste domingo (18), às 18h30, no estádio do Pacaembu, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Santos FC 1 x 0 Botafogo

Estádio: Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, às 19h30
Público: 11.422
Renda: R$ 185.240,00
Árbitro: Paulo H Schleich Vollkopf – MS (CBF-1)
Auxiliares: Cicero Alessandro de Souza – MS (CBF-1) e Marcos dos Santos Brito – MS (CBF-2)
Cartões amarelos: Jean Mota (San); Bruno Silva (Bota)
Gols: Zeca, aos três minutos do primeiro tempo.

Santos FC: Vanderlei; Victor Ferraz (Caju), David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Renato, Jean Mota e Vitor Bueno (Yuri) , Lucas Lima (Lucas Veríssimo) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

Botafogo: Sidão; Emerson (Rodrigo Pimpão), Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Victor Luis, Bruno Silva, Dudu Cearense (Leandrinho) e Camilo; Neilton e Canales (Vinicius Tanque). Técnico: Jair Ventura

De virada, Atlético vence o Inter e chega aos 36 pontos no Brasileirão

11/09/2016 22:020 comments
De virada, Atlético vence o Inter e chega aos 36 pontos no Brasileirão

pabloNa tarde deste domingo (11), o Atlético Paranaense voltou aos gramados pelo Campeonato Brasileiro. No estádio atleticano, o Rubro-Negro venceu o Internacional, por 2 a 1. A partida foi válida pela 24ª rodada da competição. Os gols atleticanos foram marcados por Pablo.

Com a vitória, o Furacão chegou aos 36 pontos na competição nacional. O próximo compromisso está marcado para quarta-feira (14), contra o Santa Cruz, às 21h, no Estádio do Arruda.

 

O jogo

No primeiro minuto de jogo, o Internacional abriu o marcador com um gol de cabeça de Valdívia.

Aos 11 minutos, o Rubro-Negro respondeu com Hernani. O volante aproveitou passe de Matheus Rossetto dentro da área e bateu de primeira. A bola desviou na zaga e foi para escanteio.

Com poucas chances, o Atlético chegou com perigo novamente aos 32 minutos. Otávio experimentou de fora da área e a bola bateu na zaga adversária.

Aos 40 minutos, o Rubro-Negro empatou. Hernani bateu forte de dentro da área e o goleiro gaúcho espalmou. Pablo dominou e bateu no canto. 1 a 1!

Na segunda etapa, o Atlético Paranaense começou melhor e conseguiu virar o placar. Logo no primeiro minuto, Pablo aproveitou cruzamento e concluiu de cabeça. 2 a 1!

No lance seguinte, Hernani bateu de fora da área e Danilo defendeu no canto. Aos 10 minutos, Nico López chutou na trave atleticana.

Oito minutos depois, Lucas Fernandes cruzou para André Lima, que dominou na pequena área e teve o chute prensado com o goleiro gaúcho.

 

Ficha técnica: Atlético Paranaense 2×1 Internacional

Campeonato Brasileiro 2016: 24ª rodada

Data: 11/09/2016 [domingo]

Horário: 16h

Local: Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba (PR)

Árbitro: Paulo H Schleich Vollkopf – (MS, CBF-1)

Auxiliares: Leandro dos Santos Ruberdo – (MS, ASP-FIFA) e Cicero Alessandro de Souza (MS, CBF-1)

Público pagante: 12.756 pessoas

Público total: 14.498 pessoas

Renda: R$ 298.250,00

 

Atlético Paranaense: Weverton; Sidcley (Nicolas, aos 6’ do 1ºT), Wanderson, Thiago Heleno e Léo; Otávio, Hernani e Matheus Rossetto (Marcão, aos 41’ do 2ºT); Yago (Lucas Fernandes, aos 13’ do 2ºT) e Pablo; André Lima.

Técnico: Paulo Autuori

Gol: Pablo, aos 40’ do 1º tempo e ao 1’ do 2ºT
Internacional: Danilo; William, Eduardo, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Eduardo Henrique (Ceará, aos 17’ do 2ºT), Seijas (Vitinho, aos 17’ do 2ºT) e Valdívia (Anderson, aos 27’ do 2ºT); Nico López e Aylon.

Técnico: Celso Roth

Gol: Valdívia, 1’ minuto do 1ºT

Cartões amarelos: Aylon e Artur.

De virada, Santos bate o Corinthians na Vila Belmiro

22:000 comments
De virada, Santos bate o Corinthians na Vila Belmiro

renato-comemoracaoSem três jogadores titulares (Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Victor Ferraz cumpriram suspensão), o Santos mostrou muita garra e determinação para vencer, de virada,  o clássico contra o Corinthians neste domingo (11), na Vila Belmiro, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe bateu o adversário por 2 a 1, gols marcados por Vitor Bueno e Renato. Com o resultado, o Alvinegro Praiano voltou a encostar no G-4, com 39 pontos.

O Santos FC começou bem a partida e teve oportunidades para abrir o placar, mas o Corinthians fez 1 a 0 com Marlone, aos 36 minutos do primeiro tempo. O Peixe voltou para o segundo tempo e continuou mandando na partida. O empate veio aos 25 minutos. O zagueiro Luiz Felipe foi derrubado na área. Vitor Bueno bateu e deixou tudo igual. A virada santista aconteceu aos 40 minutos. Jean Mota bateu escanteio e Renato desviou de cabeça, acertando o canto do goleiro Cássio. Final de jogo 2 a 1, na Vila mais famosa do mundo.

Agora o Peixe tem pela frente o Botafogo na quarta-feira (14), às 19h30, no estádio Luso Brasileiro, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Santos FC 2 x 1 Corinthians

Estádio: Vila Belmiro, às 16 horas
Público: 8.610
Renda: R$ 434.160,00
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Auxiliares: Marcelo Van Gasse (SP) e Danilo Simon Manis (SP)
Cartões amarelos: Fagner (COR), Copete (SFC) e Vecchio (SFC)
Gols: Marlone, aos 36 min 1ºT (COR); Vitor Bueno, aos 25 min do 2ºT (SFC) e Renato, aos 40 min do 2ºT (SFC)

Santos FC: Vanderlei; Daniel Guedes (Caju), Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia (Vecchio) e Jean Mota; Vitor Bueno (Walterson) , Copete e Rodrigão. Técnico: Dorival Júnior.

Corinthians: Cássio; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Camacho; Lucca (Romero), Rodriguinho, Giovanni Augusto (Willians) e Marlone; Gustavo (Marquinhos Gabriel). Técnico: Cristovão Borges.

No Allianz Parque lotado, zagueiros brilham e Palmeiras vence São Paulo de virada

08/09/2016 13:310 comments
No Allianz Parque lotado, zagueiros brilham e Palmeiras vence São Paulo de virada

zagueirosLíder do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebeu o São Paulo no Allianz Parque nesta quarta-feira (07), em partida válida pela 23ª rodada da competição. O Verdão saiu atrás no placar, mas mostrou poder de reação, conseguiu a virada e venceu o clássico pelo placar de 2 a 1. Os zagueiros Mina e Vitor Hugo marcaram os gols da vitória alviverde.

Com o resultado, a equipe segue no topo da tabela, com 46 pontos, três a mais do que o Flamengo, segundo colocado. Na próxima rodada, o Verdão vai até Porto Alegre-RS enfrentar o Grêmio, às 18h30 de domingo (11).

O jogo

O clássico começou bastante disputado no meio de campo. Quando tinham a posse de bola, os dois times trocavam passes no campo de defesa e não conseguiam encontrar espaços para atacar. O Palmeiras, porém, tinha leve vantagem e conseguia chegar próximo ao gol de Denis em lances de bola parada.

O Verdão também apostava nas bolas alçadas na área para tentar sair na frente. Aos 14 minutos, belo lance de Dudu: o atacante recebeu lançamento de Jean dentro da área, dominou no peito e mandou de bicicleta para o gol. O chute saiu sem muita força e o goleiro fez a defesa. Em seguida, foi a vez de Moisés fazer bom lançamento e deixar Rafael Marques livre frente ao arqueiro tricolor. O atacante finalizou, mas Denis foi bem no lance e ficou com a bola.

O São Paulo chegou pela primeira vez aos 31 minutos, com Chávez. O atacante ficou com rebote na entrada da área e tentou o arremate de primeira. A bola subiu demais e passou por cima do gol de Jailson.

No fim da primeira etapa, o Palmeiras tinha mais posse de bola e dominava as ações do jogo. Aos 38, Gabriel fez o desarme, Dudu arrancou em direção à área e passou para Allione completar. Denis saiu bem e conseguiu fazer a defesa.

Antes do fim do primeiro tempo, a equipe alviverde teve mais uma chance de abrir o placar, depois de bom cruzamento rasteiro de Tchê Tchê. Rafael Marques não conseguiu alcançar, mas a bola passou por todo mundo e chegou em Allione, que tentou empurrar para o gol de carrinho e acabou mandando para fora.

O São Paulo voltou para a segunda etapa fazendo pressão no ataque. Logo aos dois minutos, Kelvin passou pela marcação e cruzou rente à linha de fundo para Chávez cabecear e dar a vantagem ao tricolor. (Palmeiras 0 x 1 São Paulo)

Aos oito, Allione foi substituído por Gabriel Jesus, que jogou pela Seleção Brasileira na terça-feira (06) e começou o jogo no banco. Dois minutos depois, Jean cobrou falta com perfeição e o gigante Mina subiu para cabecear e deixar tudo igual no Allianz Parque. (Palmeiras 1 x 1 São Paulo)

A entrada de Gabriel Jesus incendiou a partida, deu mais velocidade e movimentação ao ataque do Verdão. Aos 13, Dudu fez lindo passe para o camisa 33 pela direita, que correu para alcançar a bola e cruzou para o meio da área. Zé Roberto, livre, finalizou para fora. Aos 20, depois de rápida troca de passes do ataque alviverde, Jesus recebeu de Rafael Marques e chutou colocado, mas Denis estava bem posicionado e segurou.

O jogo era mais aberto do que no primeiro tempo e os dois times encontravam mais espaços para jogar. O Palmeiras, porém, tinha um recurso a mais. Aos 25, Dudu cobrou escanteio e desta vez foi Vitor Hugo que subiu mais alto do que a marcação para virar a partida. (Palmeiras 2 x 1 São Paulo)

Gabriel Jesus entrou com vontade de marcar seu primeiro gol em clássicos e, aos 33, recebeu lindo passe de Dudu, matou no peito, ganhou a dividida dos zagueiros dentro da área e bateu bem, no canto esquerdo. Denis fez grande defesa para salvar o São Paulo.

Logo  depois, Thiago Santos entrou no lugar de Moisés. Aos 44, o técnico Cuca fez sua última alteração e colocou Cleiton Xavier no lugar do volante Gabriel. A equipe tricolor partiu para o ataque nos minutos finais da partida, buscando o empate. Mas o Palmeiras conseguiu segurar a pressão do adversário e conquistou mais uma importante vitória.

Escalação: Jailson; Jean, Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel (Cleiton Xavier), Tchê Tchê, Moisés (Thiago Santos) e Allione (Gabriel Jesus); Dudu e Rafael Marques.

Cartões amarelos: Mina, Jean e Gabriel.

Gols

Palmeiras: Mina (10’ – 2º Tempo) e Vitor Hugo (25’ – 2º Tempo)

São Paulo: Chávez (02’ – 2º Tempo)

Clodoaldo Silva acende pira em cerimônia com lendas do paradesporto brasileiro

12:470 comments
Clodoaldo Silva acende pira em cerimônia com lendas do paradesporto brasileiro

pira_e_acesa_na_paralimpiadaAlguns dos maiores nomes do esporte paralímpico nacional estiveram presentes na cerimônia de abertura na noite de hoje (7), no Maracanã. O nadador brasileiro Daniel Dias surgiu em um vídeo, atravessando uma piscina projetada no centro do estádio. No entanto, a maior honraria coube a outro nadador. Clodoaldo Silva foi o responsável por acender a pira.

Um dos grandes nomes do esporte paralímpico brasileiro na atualidade, Daniel Dias já compete amanhã (8). Outra presença da delegação brasileira prevista era a velocista Terezinha Guilhermina. Muito celebrada pelo público presente, Terezinha seria responsável pelo juramento dos atletas, mas essa parte do protocolo foi feita pelo nadador Felipe Rodrigues. Junto com Felipe, estava Amaury Veríssimo, treinador da equipe brasileira de atletismo, e a árbitra de bocha, a brasileira Raquel Daffre de Arroxellas. Além de árbitra, ela é mestre em distúrbios do desenvolvimento.

Uma das grandes perguntas da cerimônia de abertura estava na identidade de quem acenderia a pira paralímpica. Clodoaldo Silva foi o escolhido. O nadador brasileiro, que faz sua última Paralimpíada no Rio de Janeiro, coleciona 13 treze medalhas em quatro edições dos jogos. Clodoaldo recebeu a chama de Ádria Santos, velocista recém-aposentada e atualmente subprefeita da Vila Paralímpica.

Com a tocha em mãos, o nadador aproximou-se da escadaria que dava acesso à pira e olhou para o público, como se perguntasse como subiria com sua cadeira de rodas. Então, a escadaria se abriu e transformou-se em uma rampa e Clodoaldo pode chegar à pira, igual à usada nos Jogos Olímpicos.

Em conversa com a Agência Brasil no dia anterior, na Vila Paralímpica, Clodoaldo mostrava-se muito confortável com a ideia de parar aos 37 anos. “Esta vai ser minha quinta participação paralímpica. É aqui em casa que eu quero pendurar minha sunga, né? Se os jogadores de futebol penduram a chuteira eu quero pendurar a minha sunga, se bem se eu fizer isso eu posso ser preso, né?”, concluiu o nadador em meio a risos.

Os Jogos Paralímpicos 2016 estão sendo transmitidos pela TV Brasil, em parceria com emissoras da Rede Pública de Televisão dos estados. O evento, que ocorre de 7 a 18 de setembro, tem a presença de 4.350 atletas de 178 países, competindo em 22 modalidades.

Brasil vence a Colômbia na Arena da Amazônia

07/09/2016 14:320 comments
Brasil vence a Colômbia na Arena da Amazônia

brasil-colombiaQuem acompanhou o duelo desta noite de terça-feira (6), entre Brasil e Colômbia, pela oitava rodada das Eliminatórias Copa do Mundo Rússia 2018, notou um som peculiar vindo da arquibancada da Arena da Amazônia. Bateria completa e muita empolgação ditaram o ritmo. Com muita harmonia, a Seleção Brasileira não atravessou o samba e venceu o confronto pelo placar de 2 a 1.

O Brasil chegou a 15 pontos com a vitória e subiu para a segunda colocação da tabela de classificação das Eliminatórias. A Seleção Brasileira volta a campo pela competição no dia 7 de outubro, diante da Bolívia, na Arena das Dunas, em Natal (RN).

O jogo

Com o apoio de milhares de torcedores presentes na Arena da Amazônia, o Brasil entrou em campo ligado. E como a inspiração vinha do carnaval, o time mostrou que estava com o ensaio em dia e marcou logo no primeiro minuto de jogo, em jogada muito trabalhada pelo técnico Tite nos últimos treinamentos.Neymar cobrou escanteio da esquerda e Miranda se antecipou aos marcadores para balançar a rede com uma bela cabeçada.

Explorando bem as laterais, o time Canarinho seguiu pressionando em busca do segundo gol. Aos 21, Marcelo recebeu na esquerda, driblou dois marcadores e arriscou o chute. A bola saiu pela linha de fundo, assustando o goleiro Ospina.

Nove minutos depois, Renato Augusto aproveitou a sobra, bateu colocado no canto esquerdo e obrigou o arqueiro colombiano a fazer grande defesa.

Já no fim da etapa inicial, aos 35, James Rodríguez levantou a bola na área em cobrança de falta, Marquinhos tentou cortar e acabou marcando contra.

No segundo tempo, o Brasil manteve o domínio dos 45 minutos iniciais, quando teve 61% de posse de bola. Aos três minutos, Neymar achou Paulinho na área, o meia limpou da marcação, mas acabou tendo o chute travado por Sánchez.

Quinze minutos mais tarde, Daniel Alves recebeu na intermediária e cruzou. Gabriel Jesus subiu bem de cabeça e quase deixou o time em vantagem novamente.

A pressão brasileira continuou e, aos 28, Philippe Coutinho, que entrara muito bem na partida, achou Neymar na esquerda com um passe de primeira. O atacante dominou e bateu cruzado para garantir a vitória da Seleção Brasileira por 2 a 1.

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo; Casemiro, Paulinho (Giuliano), Renato Augusto e Willian (Philippe Coutinho); Neymar e Gabriel Jesus (Taison).

Rosberg engole Hamilton na largada, fatura o GP da Itália e cola no Mundial

04/09/2016 16:390 comments
Rosberg engole Hamilton na largada, fatura o GP da Itália e cola no Mundial

F1-MonzaLíder do campeonato, Lewis Hamilton sobrara nos dias anteriores nos treinos para o GP da Itália, palco da 14ª etapa da temporada 2016 da Fórmula 1. Mas quando as luzes vermelhas se apagaram para a largada deste domingo, toda a soberania do inglês no clássico circuito de Monza foi por água abaixo. Sem arrancar bem, o britânico da Mercedes despencou da pole para o sexto lugar.

Quem agradeceu foi seu companheiro Nico Rosberg. Sem concorrência, o alemão venceu a corrida com facilidade e somou mais 25 pontos no campeonato, chegando aos 248. Hamilton ainda conseguiu recuperar parte do prejuízo e cruzou em segundo, o suficiente para se manter na ponta do Mundial de Pilotos, com 250 pontos.

Globoesporte.com

http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/2016/09/rosberg-se-aproveita-de-ma-largada-de-hamilton-e-vence-gp-da-italia.html

Na estreia de Tite, Brasil faz 3 a 0 no Equador

02/09/2016 12:430 comments
Na estreia de Tite, Brasil faz 3 a 0 no Equador

gabriel JesusCom o pé direito. Assim o técnico Tite iniciou a trajetória na Seleção Brasileira. Em sua primeira partida no comando da equipe, a Canarinho venceu o Equador, no Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, por 3 a 0. Os gols do triunfo, válido pela sétima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo Rússia 2018, foram marcados por Neymar e Gabriel Jesus (2). Com fôlego até o apito final do árbitro, o time mostrou que a estratégia da comissão técnica de iniciar os treinos no local da partida três dias antes do jogo, buscando uma boa adaptação aos mais de 2.800m de altitude, deu certo.

Com o resultado, o Brasil, que não vencia em Quito desde 1983, chegou a 12 pontos na tabela de classificação e ganhou duas posições, subindo para o quarto lugar. A Seleção Brasileira volta a campo na próxima terça-feira (6), contra a Colômbia, na Arena da Amazônia, em Manaus (AM), às 21h45 (de Brasília).

O JOGO

Explorando o fator casa, o Equador teve a primeira boa chegada da partida. Ainda aos dois minutos, Miranda subiu e se esticou todo para cortar cruzamento perigoso na área brasileira. A Seleção respondeu no minuto seguinte, com chute de Gabriel Jesus que assustou o goleiro Domínguez. Dois minutos depois, foi a vez de Willian, com uma finalização de longe, oferecer perigo ao arqueiro adversário. Aos 15, Jesus tentou de longe e obrigou Domínguez a defender em dois tempos. Apesar de ter mais posse de bola e finalizar mais vezes, o Brasil não conseguiu abrir o placar.

Na etapa final, a Seleção voltou ainda melhor. Logo no primeiro minuto, Neymar recebeu pela esquerda, cortou para o meio e bateu com muita força, tirando tinta da trave. Aos 19, Marcelo aproveitou a sobra e bateu com muita força, mas a bola saiu pela linha de fundo. Cinco minutos depois, Gabriel Jesus arrancou em muita velocidade, ganhou de Mina na corrida e foi derrubado pelo goleiro Domínguez: pênalti. Neymar bateu no cantinho e abriu o placar. O Brasil queria mais. Já aos 41, Marcelo fez ótima jogada pela esquerda e cruzou para a área. Gabriel Jesus, com um lindo toque de calcanhar, ampliou. Cinco minutos mais tarde, Jesus recebeu de Neymar, girou para cima da defesa e bateu no ângulo para marcar o segundo dele em sua estreia na equipe principal e dar números finais ao confronto.

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Paulinho, Casemiro, Renato Augusto e Willian (Philippe Coutinho); Neymar e Gabriel Jesus.

Atlético-PR 1×0 Botafogo: após quatro derrotas, paranaenses brecam escalada alvinegra

30/08/2016 12:440 comments
Atlético-PR 1×0 Botafogo: após quatro derrotas, paranaenses brecam escalada alvinegra

furacaoO Atlético-PR venceu o Botafogo na conclusão da 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Hernani fez o único gol do confronto, realizado na Arena da Baixada. Com o resultado, o Furacão encerra a sequência negativa de quatro derrotas seguidas (uma delas pela Copa do Brasil) e chega a 33 pontos. Os paranaenses ultrapassaram o Fluminense e estão na oitava posição.

Já o Botafogo reencontrou a derrota após dois triunfos seguidos. O Glorioso segue com 26 pontos somados e permanece na 13ª posição.

O jogo

O resultado da partida foi construído com menos de dez minutos. Aos 7’, Hernani subiu para cabecear e estufou as redes de Sidão. Atrás no placar, a equipe carioca levou perigo no primeiro tempo. Só que não encontrou o gol.

A etapa derradeira teve mais equilíbrio, com os donos da casa se aproximando mais do ataque. Só que as conclusões não foram proveitosas. Do outro lado, o Alvinegro cresceu na parte final e muitas vezes flertou com o empate. Mas o resultado não sofreu mudanças. O próximo desafio do Atlético será contra o Figueirense, no próximo dia 7. Já o Botafogo recebe o Grêmio no próximo domingo (4) pelo Brasileirão. Antes, o Glorioso enfrenta o Cruzeiro (quinta-feira) pela Copa do Brasil.