Corinthians domina a Ponte e volta a vencer após 36 dias

26/05/2016 16:270 comments
Corinthians domina a Ponte e volta a vencer após 36 dias

corinthians2O Corinthians teve uma boa atuação na manhã desta quinta-feira, em Itaquera, e contou com uma grande atuação de Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Guilherme para dominar a Ponte Preta diante de 30 mil torcedores. O triunfo foi construído com um gol contra de Kadu, Bruno Henrique e Guilherme, cada um com um golaço para chamar de seu em belos chutes de fora da área.

O líder da atuação, no entanto, foi mesmo Marquinhos Gabriel. Impressionando a torcida pelos dribles rápidos e a personalidade demonstrada em tão pouco tempo de clube, ele foi a melhor alternativa de ataque desde o primeiro lance da partida, culminando com participações essenciais nos três tentos do Alvinegro. Além disso, sofreu um pênalti claro de Kadu na etapa inicial, ignorado pela arbitragem.

Com o resultado, que teve boa performance também do volante Cristian, o clube do Parque São Jorge chega a seu primeiro triunfo desde o 6 a 0 sobre o Cobresal, no dia 20 de abril, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Os alvinegros hegaram a quatro pontos conquistados, ultrapassando a própria Ponte por causa do melhor saldo de gols (2 a -2).

Na próxima rodada, os comandados do técnico Tite encaram novamente o horário das 11h, mas, dessa vez, no calor do Recife, onde encaram o Sport, no domingo, na Ilha do Retiro. Ao mesmo tempo, a Macaca tenta se aproveitar da crise do Flamengo, em duelo no Moisés Lucarelli.

Terra

http://esportes.terra.com.br/corinthians/meias-resolvem-timao-domina-a-ponte-e-volta-a-vencer-apos-36-dias,5ce491e773f5371f2885d3a2d014b106fnznxoaq.html

Coxa empata com o São Paulo no Couto Pereira

16:230 comments
Coxa empata com o São Paulo no Couto Pereira

002O Coritiba recebeu o São Paulo pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro de 2016 na noite desta quarta-feira (25). O Coxa saiu na frente com gol do meio campista Alan Santos, mas cedeu o empate ao tricolor paulista já na reta final da partida.

O próximo compromisso do Coxa no Brasileirão acontece neste domingo, data em que o Coxa visita a equipe do Grêmio, na capital gaúcha. A reapresentação do elenco acontece amanhã no CT da Graciosa.

Primeiro tempo fica sem gols

Em busca da segunda vitória no Brasileirão, o Coxa entrou em campo contando com os retornos do lateral direito Ceará e também do meio campista Juan. Ambos estavam fora da equipe desde a fase semifinal do Campeonato Paranaense.

A primeira finalização perigosa da partida foi do São Paulo, logo aos seis minutos. Lucas Fernandes soltou a bomba da intermediária e o goleiro Wilson espalmou. O Coxa respondeu dez minutos depois. Ceará cruzou da direita e Juan quase conseguiu complementar para o fundo das redes.

Pelo lado esquerdo, o argentino Centurión cruzou com perigo na área coxa-branca, Alan Kardec subiu alto na pequena área e tocou de cabeça, a bola passou sobre o gol. O São Paulo seguiu levando perigo nos arremates de longa distância.

A principal chance coxa-branca aconteceu aos 27 minutos. Gonzalez cobrou falta da intermediária, Lucão desviou para trás, a bola passou pelo goleiro Dênis e carimbou a trave são paulina. Um minuto depois, Juan levantou na área e Alan Santos quase abriu o marcador.

No último lance de perigo da primeira etapa, o são paulino Kelvin carregou pelo lado direito e invadiu área, soltando a bomba. A bola desviou em Juninho e, mesmo assim, Wilson desviou e mandou para escanteio.

Gols saem e duelo termina empatado

No segundo tempo, foi o São Paulo que voltou pressionando. Logo aos dois minutos, Lucas Fernandes invadiu a área e bateu, Wilson se esticou todo e fez grande defesa. Sete minutos depois, foi a vez de Alan Kardec tocar de cabeça e carimbar o travessão coxa-branca.

Percebendo o crescimento do adversário, a comissão técnica coxa-branca mexeu no time. Entraram os atacantes Negueba e Leandro, nas vagas do meio campista Gonzalez e do atacante Vinicius.

O Coxa foi para cima e abriu o marcador. Aos 18 minutos, Juan cruzou escanteio na medida. Alan Santos desviou de cabeça e a bola morreu no fundo das redes da equipe do São Paulo, para alegria da nação coxa-braca.

O São Paulo buscou o gol e achou o empate aos 33 minutos. Rogério recebeu da intermediária e bateu rasteiro, a bola morreu no fundo das redes do Coxa.

No fim, o Coxa tenou buscar o segundo gol e foi ao ataque. Na principal chance de fazer o gol de desempate, Kleber ajeitou a bola e o atacante Negueba soltou a bomba, mas, o goleiro Dênis fez grande defesa.

Atlético Paranaense é superado pelo Botafogo em Juiz de Fora

16:220 comments
Atlético Paranaense é superado pelo Botafogo em Juiz de Fora

CapNesta quarta-feira (25), o Atlético Paranaense entrou em campo pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Em Juiz de Fora (MG), o Furacão foi superado pelo Botafogo por 2 a 1. O gol atleticano foi marcado pelo meia Vinícius.

 

O jogo

A primeira chance foi do Rubro-Negro, aos sete minutos de jogo. Nikão avançou pela lateral direita e tocou para Ewandro tocar de primeira para André Lima. O atacante fintou o zagueiro dentro da área e bateu para fora. Quatro minutos, depois o Furacão chegou com perigo novamente. Sidcley cruzou para dentro da área e Pablo desviou de cabeça por cima da meta adversária.

Aos 17 minutos, o Botafogo abriu o marcador com Ribamar. O atacante saiu em contra-ataque, driblou Weverton e marcou para os cariocas.

Após o gol, o Rubro-Negro manteve a posse de bola e quase igualou o marcador aos 38 minutos. Ewandro ficou de frente ao gol adversário, mas chutou para fora.

No final do primeiro tempo, o Atlético teve mais uma chance com Ewandro. O atacante avançou e experimentou de fora da área, mas a bola bateu na trave.

No segundo tempo, Vinícius teve a chance de empatar aos cinco minutos. Após chute de Otávio, o meia dominou, girou e bateu para a defesa do goleiro adversário. Quatro minutos, depois Sidcley fez boa jogada pela lateral esquerda e tocou para Ewandro, que chutou para a defesa do arqueiro botafoguense.

Com total controle do confronto, os atleticanos não demoraram para igualar o marcador. Aos 13 minutos, a zaga afastou mal e Vinícius, na grande área, bateu forte e empatou.

Mesmo com o controle do jogo, o Furacão sofreu o segundo gol. Aos 26 minutos, o Botafogo marcou com Neilton.

 

Ficha técnica: Botafogo 2×1 Atlético Paranaense

Campeonato Brasileiro: Terceira rodada

Data: 25/05/2016 [quarta-feira]

Horário: 19h30

Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA, FIFA)

Auxiliares: Marcio Gleidson Correia Dias (PA, ASP-FIFA) e Helcio Araújo Neves (PA, CBF-1)

Quarto árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG, CBF-2)

 

Atlético Paranaense: Weverton; Eduardo, Thiago Heleno, Cleberson e Sidcley; Otávio e Hernani; Pablo (Vinícius, intervalo), Nikão (Anderson Lopes, aos 29’ do 2ºT) e Ewandro; André Lima (Walter, aos 25’ do 2ºT).

Técnico: Paulo Autuori

Gol: Vinícius, aos 13′ do 2ºT

Cartões amarelos: Eduardo e Hernani.

 

Botafogo: Helton Leite; Emerson Silva, Emerson, Luis Ricardo e Victor Luis; Rodrigo Lindoso (Marquinho, aos 39’ do 2ºT), Gegê (Neilton, aos 12’ do 2ºT), Bruno Silva e Juan Salgueiro (Gervasio Núñez, aos 39’ do 2ºT); Ribamar e Fernandes.

Técnico: Ricardo Gomes

Gols: Ribamar, aos 17’ do 1ºT, e Neilton, aos 27’ do 2ºT

Cartão amarelo: Salgueiro e Ribamar.

 

Público total: 4.384 pessoas

Renda: R$ 115.520,00

Jaguariaíva recebe fase regional dos Jogos Escolares do Paraná

24/05/2016 13:360 comments
Jaguariaíva recebe fase regional dos Jogos Escolares do Paraná

REGIONALJaguariaíva – Pelo segundo ano consecutivo, a cidade sediará a fase regional dos 63º JEP’s – Jogos Escolares do Paraná. A cerimônia de abertura acontece nesta sexta-feira, 27, às 19h, no Ginásio de Esportes Tubunão, na Cidade Alta. A concentração dos atletas para o desfile das delegações ocorre a partir das 18h30.

Durante os JEP’S, que ocorrem até 1º de junho, Jaguariaíva receberá por volta de 1.100 atletas dos municípios de Arapoti, Wenceslau Braz, São José da Boa Vista, Salto do Itararé, Santana do Itararé e Sengés, além de seus competidores.

Os jogos de futsal, handebol, voleibol e basquetebol ocorrerão nos Ginásios Tubunão (Cidade Alta) e Antônio Alves Filho (Bairro Remonta). O xadrez e o tênis de mesa terão partidas no Clube Recreativo Municipal. Já o atletismo será desenvolvido no Parque Euzébio Delgado, mais conhecido como Beira-Rio.

Nas modalidades coletivas Jaguariaíva estará representada pelos colégios Dom Bosco, Rodrigues Alves, Sesi, Nilo Peçanha, IFPR (Instituto Federal do Paraná) – Câmpus Jaguariaíva e Escola de Educação Especial São Judas Tadeu (APAE). Todos os jogos das equipes de Jaguariaíva serão realizados no Ginásio Tubunão.

Os 63º JEP’s é uma realização do Governo do Estado através das Secretarias de Estado da Educação e do Esporte e Turismo, com a coordenação do Núcleo Regional de Educação de Wenceslau Braz em parceria com a Prefeitura Municipal de Jaguariaíva, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece), via Departamento de Esportes e Recreação.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Jaguariaíva

e-max.it: your social media marketing partner

Corinthians perde de virada para o Vitória no Barradão

22/05/2016 21:380 comments
Corinthians perde de virada para o Vitória no Barradão

20160522170727061_0Era para rolar a festa, com Guilherme em nova posição, time mais ofensivo, dois gols no primeiro tempo em jogo fora de casa… Mas quem levantou poeira neste domingo, no Barradão, foi o Vitória, que superou o Corinthians por 3 a 2, alcançou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro e ainda jogou o time paulista ladeira abaixo: agora são cinco partidas consecutivas sem vencer, incluídas as eliminações no Paulistão e na Libertadores.

E olha que quem chegou no espaço mandando no pedaço tinha sido o Corinthians, desde o comecinho da partida no Barradão. Marquinhos Gabriel perdeu uma chance claríssima após tabela de Guilherme e Elias, quando tentou dar por cobertura, mas viu Fernando Miguel fazer boa defesa. O capitão do Vitória ainda fez bonito em chute cruzado de André e cabeceio de Felipe. Depois das três defesas, o natural era o Vitória acordar. Mas não foi bem assim…

Logo aos 25 minutos do primeiro tempo, um gol de treino em Salvador. O Timão deu um laço e botou o Leão para dançar no compasso: de Giovanni Augusto para Guilherme, de Guilherme para Uendel e o gol da abertura do placar. A festa rolou por só quatro minutos, até Leandro Domingues fazer de tudo para perder a bola, mas conseguir manter ela no pé até limpar a marcação e bater no cantinho de Walter, o novo titular da meta corintiana. Tudo igual.

O Vitória sofreu. Sua marcação pelas laterais era tipo uma festa no gueto, no maior estilo “pode vir, pode chegar”. E pela esquerda, o Corinthians chegou. Em jogada criada por André, Guilherme tocou curto para Giovanni Augusto cruzar na área. Enquanto André falhou, Fagner chegou como elemento surpresa e recolocou o Corinthians em vantagem. De pé em pé, parecia simples. Sorte grande!

Só que tinha o segundo tempo, e o Corinthians voltou meio dormindo. Especialmente a defesa… Aos 11 minutos, Vander venceu Felipe na correria e cruzou na área. Uendel falhou na cobertura e Marinho dominou e concluiu na saída de Walter. Apesar das reclamações corintianas de bola no braço, o árbitro Heber Roberto Lopes não viu irregularidade. Mas o empate nem durou muito tempo no placar… porque o Vitória virou! Só oito minutos depois, o Corinthians falhou feio na linha de impedimento e Kieza teve liberdade total para marcar o terceiro do Vitória no Barradão. Avisou, avisou, avisou… e a festa rolou.

Tite bem que tentou mudar a história do jogo com as entradas de Marlone, Romero e Luciano e mexidas táticas para fortalecer a construção ofensiva. Não deu. Depois de empatar sem gols com o Grêmio na primeira rodada, o Corinthians é derrotado no jogo seguinte e segue sem vencer no Brasileirão em que defende seu título. O próximo compromisso será na quinta-feira, às 11h, contra a Ponte Preta, em Itaquera.

Já o Vitória, reabilitado na goleada sofrida para o Santa Cruz na primeira rodada, visita o América-MG na próxima quarta, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 3 X 2 CORINTHIANS

Data e hora: 22/5, às 16h.

Local: Barradão, em Salvador (BA).

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Bruno Boschilia (Fifa-PR).

Cartões amarelos: José Welison, Diego Renan, Vander, Norberto (Vitória), Balbuena, Elias, André, Bruno Henrique (Corinthians)

Cartão vermelho: Vander (Vitória)

Público/renda: 12.417/R$ 314.847,00

GOLS: Uendel, aos 25/1º T (0-1), Leandro Domingues, aos 29/1º T (1-1), Fagner, aos 38/1ºT (1-2), Marinho, aos 11/2ºT (2-2) e Kieza, aos 19/2ºT (3-2).

VITÓRIA: Fernando Miguel; José Welison (Norberto, aos 9/2ºT), Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Marcelo, Leandro Domingues (Tiago Real, aos 29/2ºT) e Marinho; Vander e Kieza (Dagoberto, aos 37/2ºT). Técnico: Vagner Mancini.

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel (Marlone, aos 25/2ºT), Elias (Luciano, aos 34/2ºT), Guilherme e Giovanni Augusto (Romero, aos 30/2ºT); André. Técnico: Tite

Técnico Paulo Autuori analisou empate do Furacão contra o Galo

21:330 comments
Técnico Paulo Autuori analisou empate do Furacão contra o Galo

40640_14639349310_thumb-5-3O técnico Paulo Autuori concedeu entrevista coletiva neste domingo (22), após o empate em 1 a 1 com o Atlético Mineiro, e avaliou a partida diante do clube de Minas Gerais. André Lima marcou o gol do Rubro-Negro no estádio atleticano.

“Fizemos uma partida contra um adversário muito difícil. Tentamos jogar”, analisou o treinador. “Erramos, de novo, na última fase, na transição. Poderíamos ter sido mais agudos. Gostei da equipe em termos competitivos”, complementou.

Autuori, que foi excluído de campo pela arbitragem na primeira etapa, comentou sobre a situação. “Ele [quarto árbitro] disse que eu xinguei a equipe de arbitragem. Mentira. Com todas as letras: mentira”, destacou o técnico atleticano, que também falou sobre o pênalti que originou o empate dos visitantes.

“Ele [Cleberson] estava marcando o Edcarlos, junto com ele. São interpretações”, complementou, lembrando de lance semelhante em jogada de Nikão.

O Atlético Paranaense volta aos gramados pelo Brasileirão 2016 na próxima quarta-feira (25). Em Juiz de Fora (MG), o Furacão encara o Botafogo, às 19h30. “Nos preparamos nas semanas que tivemos a oportunidade para trabalhar”, concluiu Paulo Autuori.

Com gol polêmico, golaço e expulsão, Goiás e Londrina empatam pela Série B

21/05/2016 12:270 comments
Com gol polêmico, golaço e expulsão, Goiás e Londrina empatam pela Série B

londrinaGoiás e Londrina fizeram dois tempos muito distintos no estádio JK, em Itumbiara.  Após 45 minutos iniciais de dar sono, com raras oportunidades de gol, os dois times voltaram do intervalo com outra atitude. Logo aos nove minutos, Igor Bosel, em posição duvidosa, abriu o placar ao escorar para o gol dentro da pequena área.

Principal nome do Tubarão, Keirrison também teve duas excelentes oportunidades, mas pecou na finalização. O troco veio em seguida. De fora da área, Wendel acertou o ângulo em belo chute de fora da área para empatar e dar números finais a partida. Dois minutos depois, o volante ainda foi expulso por entrada violenta em Sílvio. No fim, tudo igual em Itumbiara. Goiás segue invicto, Londrina soma primeiro ponto.

Os dois times voltam a jogar na terça-feira, pela terceira rodada da Série B do Brasileiro. O Londrina recebe o Náutico, às 19h15 (de Brasília), no Estádio do Café. O Goiás enfrenta o Criciúma, às 21h30 (de Brasília), no estádio Heriberto Hülse.

Com o empate, o Goiás assume provisoriamente a segunda posição, com quatro pontos ganhos, dois a menos que o líder Atlético-GO. O Londrina soma seu primeiro ponto e fica na 14ª colocação.

Globoesporte.com

São Paulo enterra tabu brasileiro e volta à semi após 6 anos

19/05/2016 13:180 comments
São Paulo enterra tabu brasileiro e volta à semi após 6 anos

sao paulo“Caiu no Horto, tá morto”? Não para o São Paulo. O Tricolor segue mais vivo do que nunca na Libertadores. Nesta quarta-feira, os comandados de Bauza mostraram valentia para segurar o Galo no Independência e, mesmo com a derrota por 2 a 1, garantir vaga nas semifinais, que encerra o tabu de sete eliminações consecutivas da equipe paulista para clubes brasileiros na competição continental.

A classificação são-paulina na próxima fase da Libertadores, contudo, pareceu distante no começo da partida. Com dois gols sofridos em 11 minutos de jogo, o São Paulo parecia estar fadado à eliminação no Horto. Porém, assim como na primeira partida, o Tricolor fez a diferença no duelo com um gol em um lance de bola parada, desta vez com Maicon, três minutos depois. Na sequência da partida, o confronto ficou imprevisível, no entanto, a boa disposição defensiva e certa dose de sorte permitiram à equipe paulista segurar o ímpeto do Atlético-MG, mantendo o resultado até o apito final.

Terra

http://esportes.terra.com.br/sao-paulo/sao-paulo-segura-atletico-mg-quebra-tabu-e-avanca-na-libertadores,40ddf979cf4668a9411b795cf26bae850anwsu7k.html

 

Flamengo perde do Fortaleza e dá vexame histórico

13:080 comments
Flamengo perde do Fortaleza e dá vexame histórico

flamengoO Flamengo decepcionou mais uma vez sua torcida e foi derrotado por 2 a 1 pelo Fortaleza, nesta quarta-feira, no Raulino de Oliveira. Com o resultado, os rubro-negros foram eliminados na segunda fase da Copa do Brasil, tendo feito sua pior participação na história da competição.

Sem poder contar com o técnico Muricy Ramalho, que sofreu um problema no coração, a equipe foi comandada por Jayme de Almeida. Os rubro-negros sofreram com a marcação do Fortaleza durante os 90 minutos. Para piorar, viram os cearenses abrirem o placar no início do jogo. No segundo tempo, os visitantes ampliaram a vantagem. Os flamenguistas só marcaram no fim, com Alan Patrick.

Na próxima fase, o Fortaleza vai encarar o América-MG. Já o Flamengo vai se concentrar somente no Campeonato Brasileiro no restante da temporada.

O jogo – O Flamengo começou a partida com a intenção de pressionar o Fortaleza em busca do gol. No entanto, logo aos três minutos, os cearenses abriram o placar após contra-ataque rápido. Após cruzamento de Everton, a bola passou por Anselmo e chegou para Pio finalizar para a rede.

O revés não desanimou os rubro-negros, que passaram a pressionar os visitantes em seu campo de defesa. Tanto que aos 13 minutos, o Flamengo quase empatou em Volta Redonda. Após cruzamento de Rodinei, Ederson escorou para Emerson chutar, mas a finalização foi em cima da zaga. Depois, foi a vez de Jorge arriscar de fora da área e obrigar Ricardo Berna a fazer boa defesa.

No entanto, aos poucos, o Fortaleza melhorou a marcação e impediu as boas jogadas do Flamengo. A torcida começou a se irritar e deixou os jogadores rubro-negros nervosos em campo. Com isso, os erros aumentaram e os lances de perigo desapareceram. Somente nos minutos finais, os donos da casa pressionaram em busca da igualdade, mas sem sucesso. Assim, os cearenses foram para o intervalo com a vantagem no placar.

No segundo tempo, o Flamengo pressionou o Fortaleza desde os primeiros minutos. No entanto, os rubro-negros tinham dificuldade em passar pela forte marcação adversária. Os cariocas chegavam com mais facilidade pela direita, com Rodinei, mas em nenhum momento levou real perigo ao gol de Ricardo Berna.

Com o passar do tempo, os flamenguistas foram ficando mais nervosos e passaram a dar espaços ao Fortaleza. Os cearenses acabaram com as chances dos rubro-negros aos 19 minutos. Em contra-ataque rápido, Felipe levou a melhor sobre a marcação e tocou para Pio finalizar para a rede e fazer seu segundo gol na partida.

O Flamengo só conseguiu criar sua primeira chance na etapa final aos 22 minutos. Marcelo Cirino chutou cruzado e a bola sobrou para Ederson na pequena área. No entanto, o meia conseguiu finalizar por cima do travessão.

A chance desperdiçada acabou com o ânimo dos rubro-negros, que perderam força e, mesmo ainda tendo mais posse de bola, não levaram mais perigo ao gol de Ricardo Berna. O Fortaleza passou a administrar o resultado.

Somente aos 43 minutos, o Flamengo conseguiu marcar seu gol, com Alan Patrick, de falta. Só que não havia tempo para os cariocas buscarem uma reação e tiveram que sair de campo sob as vaias da torcida em Volta Redonda após mais uma eliminação.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 1 X 2 FORTALEZA

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 18 de maio de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Diego Almeida Real (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Renda: R$ 77.550,00
Público: 4.390 pagantes
Cartões amarelos: Ederson e Everton (Flamengo); Anselmo (Fortaleza)

GOLS
FLAMENGO:
Alan Patrick, aos 43min do segundo tempo
FORTALEZA: Pio, aos 3min do primeiro tempo e 19min do segundo tempo

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Léo Duarte, Juan e Jorge; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Federico Mancuello (Alan Patrick) e Everton (Marcelo Cirino); Ederson e Emerson Sheik (Fernandinho)
Técnico: Jayme de Almeida (interino)

FORTALEZA: Ricardo Berna, Felipe (Elivelton), Edimar, Lima, William Simões; Dudu Cearense, Juliano, Pio, Jean Mota e Everton (Juninho); Anselmo (Corrêa)
Técnico: Marquinhos Santos

Terra

http://esportes.terra.com.br/flamengo/copa-do-brasil-flamengo-1-x-2-forteleza,1e2f506f028f5b1c660bdd49ae025743mqabir2s.html

 

Furacão goleia o Dom Bosco e garante vaga na próxima fase da Copa do Brasil

00:310 comments
Furacão goleia o Dom Bosco e garante vaga na próxima fase da Copa do Brasil
Cap-copaO empate em 2 a 2, na partida realizada no Mato Grosso, forçou o segundo confronto entre Atlético Paranaense e Dom Bosco. Nesta quarta-feira (18), jogando em casa, o Furacão foi superior durante todo o jogo, fez 5 a 0 e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Os gols foram marcados por André Lima (2), Pablo, Hernani e Anderson Lopes. Na próxima fase do torneio, o Rubro-Negro enfrenta a Chapecoense, que eliminou o Paraná Clube.
O jogo
O primeiro tempo foi todo do Furacão. A equipe atleticana comandou as ações e o goleiro Weverton não fez nenhuma defesa. O Rubro-Negro chegou pela primeira vez ao gol adversário aos sete minutos, com Sidcley. Aos 12, o Atlético abriu o placar. Hernani deu lindo passe para André Lima. O atacante invadiu a área e soltou a bomba de perna esquerda. 1 a 0.
Aos 28 minutos, mais uma boa jogada atleticana. Eduardo tabelou com Pablo, chegou na linha de fundo e tocou para trás. Marcos Guilherme desviou e o goleiro Jefferson fez a defesa. Dois minutos depois, o Furacão ampliou. Sidcley cruzou da esquerda na medida para Pablo.O camisa 92 do Rubro-Negro subiu bem e fez de cabeça. 2 a 0.
Foi de cabeça também o terceiro gol atleticano, aos 34 minutos. Eduardo ganhou na velocidade e cruzou no alto. André Lima passou entre os zagueiros do Dom Bosco e mandou, de cabeça, para o fundo das redes. 3 a 0. Foi o segundo dele no jogo e o oitavo na temporada.
Na segunda etapa, o panorama do jogo não mudou. Mesmo com a vantagem no placar, foi o Furacão quem teve as principais jogadas ofensivas. Aos 14 minutos, o Atlético fez o quarto gol. Hernani tabelou com André Lima, entrou na área e bateu cruzado. 4 a 0. Dois minutos depois, Pablo recebeu na direita e bateu cruzado, na trave esquerda de Jefferson.
Aos 31 minutos, saiu o quinto gol rubro-negro. Anderson Lopes foi derrubado dentro da área. Ele mesmo foi para a cobrança do pênalti, bateu no canto do goleiro e ampliou. 5 a 0. Na falta cometida, Jean recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o Dom Bosco com um jogador a menos. No minuto seguinte, Crysan teve um gol anulado e o jogo terminou 5 a 0.
Ficha técnica: Atlético Paranaense 5×0 Dom Bosco (MT)
Copa do Brasil 2016: Segunda fase – Jogo de volta
Data: 18/05/2016 [quarta-feira]
Horário: 19h30
Local: Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG, CBF-1)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva (MG, CBF-1) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG, CBF-2)
Atlético Paranaense: Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Thiago Heleno (Cleberson, aos 35’ do 2º T) e Sidcley; Otávio e Hernani; Marcos Guilherme, Pablo e Nikão (Anderson Lopes, intervalo); André Lima (Crysan, aos 32’ do 2º T).
Técnico: Paulo Autuori
Gols: André Lima, aos 12′ e aos 34’ do 1º tempo; Pablo, aos 30’ do 1º tempo; Hernani, aos 14’ do 2º tempo; Anderson Lopes, aos 31’ do 2º tempo
Cartão amarelo: André Lima
Dom Bosco: Jefferson; João Lennon, Jean, Amarildo e Wilson; Natan, Kiko, Profeta (Valderrama, intervalo) e Robinho (Felipe Borges, aos 15’ do 2º T); Pretinho (Naian, intervalo) e Fernandinho.
Técnico: Giani de Freitas
Cartão amarelo: Jean
Cartão vermelho: Jean