A 100 dias dos Jogos, prefeitura apresenta plano operacional para a competição

27/04/2016 19:000 comments
A 100 dias dos Jogos, prefeitura apresenta plano operacional para a competição

jogos-olimpicos-2016-830x553A 100 dias dos Jogos Olímpicos, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, apresentou hoje (27) o plano operacional da cidade para a competição.

O plano prevê a decretação de três feriados em agosto, um a mais do que tinha sido anunciado inicialmente, e um corredor BRT (bus rapid transit, transporte rápido por ônibus), ligando a Barra da Tijuca, na zona oeste, onde se localizam o complexo olímpico e a Vila dos Atletas, e o centro da cidade, com passagem pela zona sul.

Os feriados serão nos dias 5, data da solenidade de abertura da Olimpíada, 18, por causa da prova do tritlo, quando haverá restrição à circulação de veículos na cidade, e 22, um dia após o encerramento da competição.

Na solenidade desta quarta-feira, Paes anunciou a criação de uma malha viária de 260 quilômetros (km) específica para circulação de veículos credenciados, que será pintada de verde. Ele disse que quem não respeitar os limites dessa faixa será multado em R$ 1,5 mil.

O corredor BRT será exclusivo para a família olímpica, que, segundo a prefeitura, é formada por atletas e demais membros das delegações, profissionais e turistas relacionados aos Jogos, e funcionará entre os dias 6 e 20 de agosto, da meia-noite às 2h, com 12 paradas temporárias apenas para desembarque.

De acordo com o prefeito, os corredores de BRT para os jogos envolvem três vias expressas: Transoeste, Transcarioca e Transpolímpica, todas com conexões específicas com os polos de competições.

Paes destacou a capacidade de organização da cidade e falou da data de hoje, que considera emblemática. “Chegamos à marca de 100 dias para o início dos Jogos com tudo pronto, ou em estado avançado de execução. Isso mostra a nossa capacidade de realização e planejamento, o que muito nos orgulha. A marca dos 100 dias é importante e emblemática.”

Sobre a malha viária especial, o prefeito disse que o objetivo é permitir o deslocamento de veículos que transportam a “família olímpica” – atletas, dirigentes, voluntários e contratados e pessoas envolvidas com os jogos. Nas ruas e avenidas dessa malha só poderão circular veículos credenciados.

Eduardo Paes informou que seis das nove arenas já estão prontas, as obras do Parque Olímpico estão 98% concluídas e as do centro de tênis, com 92%, mas admitiu atraso na construção do velódromo. “Foi a obra em que tivemos mais problemas e que gerou mais dor de cabeça. Mas teremos aí pela frente de 30 a 40 dias de trabalho intenso, e o velódromo ficará pronto a tempo porque os problemas já foram equacionados.”

As provas dos Jogos Olímpicos serão disputadas em quatro “regiões olímpicas”: Barra da Tijuca e Deodoro, na zona oeste, Copacabana, na zona sul, e Maracanã, zona norte. Ao todo serão 32 áreas de competição. A expectativa da prefeitura é receber durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos cerca de 800 mil turistas.

Para facilitar a realização dos Jogos, a circulação das delegações e o acesso das pessoas às provas, as férias das redes pública e particular de ensino foram adiadas e alongadas e irão de 1º a 28 de agosto. Se for preciso, Paes disse que poderá decretar ouros feriados, mas não acredita que isso seja necessário. Segundo o prefeito, os feriados decretados são parciais, e o comércio vai  funcionar, como ocorreu na Copa e na Jornada Mundial da Juventude. “Queremos os cariocas na cidade, vivenciando a Olimpíada, uma experiência imperdível, embora seja preciso entender que a mobilidade será afetada nesses dias.”

Família olímpica

Os números que envolvem a chamada família olímpica são expressivos e dão a exata dimensão dos Jogos: 15 mil atletas de delegações de 206 países, que exigirão 3,2 mil árbitros. Já estão credenciados para o evento 30 mil jornalistas. Os Jogos terão ainda apoio de 50 mil voluntários.

Na segurança, trabalharão 7 mil agentes da Guarda Municipal, que cuidarão das áreas externas e darão assistência aos participantes, espectadores e aos cerca de 800 mil turistas esperados na cidade nesse período.

Paes anunciou ainda a contratação e treinamento de 300 agentes especiais, que farão parte de um grupamento especial de controle de multidão. “São agentes especialmente treinados para lidar com situações de emergência, tumulto e voltados especificamente para o controle de multidões. Ficarão aquartelados e em caso de deslocamento usarão motocicletas, o que facilitará sua locomoção.”

A prefeitura disponibilizará para os participantes dos Jogos cinco hospitais de referência: Miguel Couto, que atenderá principalmente os visitantes nos bairros da zona sul da cidade; Souza Aguiar, no centro; Salgado Filho, no Méier, zona Norte; Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste; e Alberto Schweitzer, em Realengo, na Baixada Fluminense.

Pira

Uma novidade nos Jogos do Rio antecipada pelo prefeito Eduardo Paes diz respeito à pira olímpica. Geralmente colocada em lugar de destaque nos estádios onde se realizam os jogos, no Rio de Janeiro, pela primeira vez, a pira ficará ao ar livre.

Embora seja acesa no Estádio Mário Filho (Maracanã), palco da solenidade de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a pira ficará no live site do Porto Maravilha, no centro da cidade. “Será uma atitude bem democrática. Me passaram a ideia e aceitei prontamente, porque, lá, a pira poderá ser vista por todos: estejam ou não envolvidos com os Jogos’, disse Eduardo Paes.

CBF mantém jogos às 11h no Brasileiro e cria novo horário

26/04/2016 12:390 comments
CBF mantém jogos às 11h no Brasileiro e cria novo horário

565f284653be7A CBF desmembrou as primeiras 11 rodadas do Campeonato Brasileiro deste ano com datas e horários definidos. Os jogos de sábado às 21h e de domingo às 11h foram mantidos pela entidade, que colocou um novo horário no calendário: sábado às 16h. Os jogos mais tarde do meio de semana, da TV, não serão mais 22h, e sim 21h45. Palmeiras x Atlético-PR e Flamengo x Sport são os jogos que abrem o Brasileirão no sábado à tarde, dia 14 de maio. Confira:

1ª rodada
Sábado – 14/5
16h – Palmeiras x Atlético-PR – Allianz Parque
16h – Flamengo x Sport – A definir
18h30 – Atlético-MG x Santos – Independência
21h – Coritiba x Cruzeiro – Couto Pereira
Domingo – 15/5
11h – Botafogo x São Paulo – A definir
11h – Santa Cruz x Vitória – Arruda
16h – Corinthians x Grêmio – Arena Corinthians
16h – Figueirense x Ponte Preta – Orlando Scarpelli
16h – América-MG x Fluminense – Independência
18h30 – Internacional x Chapecoense – Beira-Rio

2ª rodada
Sábado – 21/5
16h – Vitória x Corinthians – Barradão
18h30 – Fluminense x Santa Cruz – A definir
21h – Cruzeiro x Figueirense – Mineirão
Domingo – 22/5
11h – Santos x Coritiba – Vila Belmiro
11h – Atlético-PR x Atlético-MG – Arena da Baixada
16h – Chapecoense x América-MG – Arena Condá
16h – São Paulo x Internacional – Morumbi
16h – Grêmio x Flamengo – Arena Grêmio
16h – Ponte Preta x Palmeiras – Moisés Lucarelli
18h30 – Sport x Botafogo – Ilha do Retiro

3ª rodada
Quarta-feira – 25/5
19h30 – Botafogo x Atlético-PR – A definir
21h – Flamengo x Chapecoense – A definir
21h – Figueirense x Santos – Orlando Scarpelli
21h – América-MG x Vitória – Independência
21h45 – Santa Cruz x Cruzeiro – Arruda
21h45 – Palmeiras x Fluminense – Allianz Parque
Quinta-feira – 26/5 (feriado)
16h – Internacional x Sport – Beira-Rio
16h – Coritiba x São Paulo – Couto Pereira
18h30 – Corinthians x Ponte Preta – Arena Corinthians
21h – Atlético-MG x Grêmio – Independência

4ª rodada
Sábado – 28/5
16h – Cruzeiro x América-MG – Mineirão
16h – Atlético-PR x Figueirense – Arena da Baixada
21h – Chapecoense x Santa Cruz – Arena Condá
Domingo – 29/5
11h – Ponte Preta x Flamengo – Moisés Lucarelli
11h – Sport x Corinthians – Ilha do Retiro
16h – Vitória x Atlético-MG – Barradão
16h – Fluminense x Botafogo – A definir
16h – São Paulo x Palmeiras – Morumbi
16h – Grêmio x Coritiba – Arena do Grêmio
18h30 – Santos x Internacional – Vila Belmiro

5ª rodada
Quarta-feira – 1/6
19h30 – Botafogo x Cruzeiro – A definir
19h30 – Internacional x Atlético-PR – A definir
21h – Coritiba x Chapecoense – Couto Pereira
21h – Figueirense x São Paulo – Orlando Scarpelli
21h – Santa Cruz x Sport – Arruda
21h45 – Corinthians x Santos – Arena Corinthians
21h45 – Atlético-MG x Fluminense – Independência
Quinta-feira – 2/6
19h30 – América-MG x Ponte Preta – Independência
21h – Flamengo x Vitória – A definir
21h – Palmeiras x Grêmio – Allianz Parque

6ª rodada
Sábado – 4/6
16h – Atlético-PR x Santa Cruz – Arena da Baixada
18h30 – Cruzeiro x São Paulo – Mineirão
20h30 – Chapecoense x Fluminense – Arena Condá
20h30 – Corinthians x Coritiba – Arena Corinthians
Domingo – 5/6
11h – América-MG x Figueirense – Independência
11h – Santos x Botafogo – Vila Belmiro
16h – Flamengo x Palmeiras – A definir
16h – Vitória x Internacional – Barradão
16h – Sport x Atlético-MG – Ilha do Retiro
18h30 – Grêmio x Ponte Preta – Arena do Grêmio

7ª rodada
Sábado – 11/6
16h – Ponte Preta x Chapecoense – Moisés Lucarelli
18h30 – Internacional x América-MG – Beira-Rio
21h – São Paulo x Atlético-PR – Morumbi
Domingo – 12/6
11h – Santa Cruz x Santos – Arruda
11h – Figueirense x Flamengo – Orlando Scarpelli
16h – Fluminense x Grêmio – A definir
16h – Atlético-MG x Cruzeiro – Independência
16h – Palmeiras x Corinthians – Allianz Parque
16h – Coritiba x Sport – Couto Pereira
19h – Botafogo x Vitória – A definir

8ª rodada
Quarta-feira – 15/6
19h30 – Coritiba x Palmeiras – Couto Pereira
19h30 – Ponte Preta x Atlético-PR – Moisés Lucarelli
21h – Botafogo x América-MG – A definir
21h – Santos x Sport – Vila Belmiro
21h – Santa Cruz x Figueirense – Arruda
21h45 – São Paulo x Vitória – Morumbi
21h45 – Cruzeiro x Flamengo – Mineirão

Quinta-feira – 16/6
19h30 – Internacional x Atlético-MG – Beira-Rio
20h – Fluminense x Corinthians – A definir
20h – Chapecoense x Grêmio – Arenda Condá

9ª rodada
Sábado – 18/6
16h – Atlético-PR x Santos – Arena da Baixada
18h – Palmeiras x Santa Cruz – Allianz Parque
21h – América-MG x Coritiba – Independência
Domingo – 19/6
11h – Corinthians x Botafogo – Arena Corinthians
11h – Atlético-MG x Ponte Preta – Independência
16h – Vitória x Chapecoense – Barradão
16h – Flamengo x São Paulo – A definir
16h – Figueirense x Internacional – Orlando Scarpelli
16h – Sport x Fluminense – Ilha do Retiro
19h – Grêmio x Cruzeiro – Arena do Grêmio

10ª rodada
Quarta-feira – 22/6
19h30 – Chapecoense x Atlético-PR – Arena Condá
19h30 – Ponte Preta x Cruzeiro – Moisés Lucarelli
21h – Botafogo x Figueirense – A definir
21h – Palmeiras x América-MG – Allianz Parque
21h – Santa Cruz x Flamengo – Arruda
21h45 – Fluminense x Santos – A definir
21h45 – Atlético-MG x Corinthians – Independência
Quinta-feira – 23/6
19h15 – Grêmio x Vitória – Arena do Grêmio
21h – São Paulo x Sport – Morumbi
21h30 – Coritiba x Internacional – Couto Pereira

11ª rodada
Sábado – 25/6
19h – Corinthians x Santa Cruz – Arena Corinthians
21h – Cruzeiro x Palmeiras – Mineirão
Domingo – 26/6
11h – Vitória x Ponte Preta – Barradão
11h – Flamengo x Fluminense – A definir
16h – Santos x São Paulo – Vila Belmiro
16h – Internacional x Botafogo – Beira-Rio
16h – Atlético-PR x Grêmio – Arena da Baixada
16h – América-MG x Atlético-MG – Independência
18h30 – Figueirense x Coritiba – Orlando Scarpelli
18h30 – Sport x Chapecoense – Ilha do Retiro

Lucas Lima assume responsabilidade antes de final: “Santos precisa de mim”

12:300 comments
Lucas Lima assume responsabilidade antes de final: “Santos precisa de mim”

lucas limaUm dos destaques do Santos na vitória nos pênaltis sobre o Palmeiras, no último domingo, que rendeu a classificação para a final do Campeonato Paulista, Lucas Lima espera muitas dificuldades contra o Audax.

Se, para alguns torcedores, a eliminação do Corinthians foi motivo de comemoração, para o meia, o Peixe precisa fazer dois grandes jogos se quiser levantar mais uma vez a taça.

O estilo de jogo da equipe de Osasco é diferente do que habitualmente é praticado no futebol brasileiro. Dirigido pelo técnico Fernando Diniz, o time privilegia o ataque, não dá “chutões” e os atletas não guardam posição em campo. Diante dessa movimentação e compactação do rival, o camisa 20 pode ser a “válvula de escape” alvinegra.

– É preciso respeitar o Audax. Sabemos que a final será muito difícil e diferente do jogo da primeira fase (em que o Santos venceu por 2 a 1, de virada). Temos que fazer dois grandes jogos se quisermos ser campeões. Vamos estudar bem a equipe deles e nos preparar para merecer o título – disse o armador.

– Primeiramente, temos que tentar marcar o Audax, porque é uma equipe que gosta de ficar com a bola. Depois, achar uma brecha e encontrar um passe para os atacantes. Sei da minha importância. A comissão técnica conversa comigo e o Santos precisa mais ainda de mim na final. Geralmente, eu recebo marcação individual, mas acho que não será assim contra eles. Não gosto quando me marcam assim, confesso, então procuro ser bem rápido nas decisões, para encontrar as assistências – completou.

Na primeira fase do Paulista, o Santos, com time misto, venceu o Audax por 2 a 1, de virada, na Vila Belmiro. Lucas Lima, poupado, entrou no intervalo e conduziu o Peixe à vitória.

– Eles dominaram a maior parte do jogo. Foi muito difícil. Eles gostam de ficar com a bola, arriscam e não mudam a maneira de jogar. Temos que aproveitar isso. O Audax tem todo o nosso respeito, mesmo sendo considerado um time pequeno. Vai ser muito bonito de se ver. Para mim, são os dois times que jogam o melhor futebol – opinou.

O Santos enfrenta o Audax neste domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio José Liberatti, em Osasco, pelo jogo de ida da final do Campeonato Paulista. Uma semana depois, a decisão será na Vila Belmiro. Antes, porém, o Peixe pega seu “xará” do Amapá, nesta quinta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil. O Alvinegro pode entrar em campo com reservas mais uma vez.

Com emoção até o fim, Tricolor arranca empate e avança para as oitavas da Libertadores

22/04/2016 12:110 comments
Com emoção até o fim, Tricolor arranca empate e avança para as oitavas da Libertadores

sao pauloFoi com emoção até o final, clima de Libertadores e até zagueiro no gol que o Tricolor conseguiu avançar para as oitavas de final da Libertadores da América. Contra a altitude, um adversário direto na briga pela classificação e confusão no final da partida, o São Paulo mostrou a sua tradição na competição continental e garantiu a permanência no campeonato! Na noite desta quinta-feira (21), em La Paz, o time são-paulino arrancou o empate com o The Strongest-BOL por 1 a 1 e se manteve firme na disputa pelo tetracampeonato.

O argentino Jonathan Calleri, artilheiro isolado da Libertadores agora com oito gols, anotou o tento que arrancou o importante resultado no estádio Hernando Siles. O zagueiro Maicon também teve atuação destacada: com a expulsão de Denis já nos instantes finais, o xerifão foi para o gol e fez bonito. Seguro nas bolas alçadas na área, o camisa 27 deu conta do recado e conteve as investidas dos rivais, que após o término da partida partiram para a confusão. No entanto, apesar do incidente, nada pôde apagar a heroica atuação dos guerreiros são-paulinos, que lutaram pela classificação mesmo diante de tantas adversidades!

Para encarar os bolivianos, Patón teve alguns desfalques: Renan Ribeiro (apendicite), Breno (tendinite no joelho direito), Carlinhos (estiramento no posterior da coxa esquerda), Daniel (trauma no joelho direito), João Schmidt (entorse no joelho direito) e Lugano (estiramento no posterior da coxa esquerda). Para dar mais segurança ao setor de meio de campo e reforçar a marcação, o experiente treinador argentino apostou na entrada de Wesley, que herdou a vaga do Maestro Paulo Henrique Ganso.

Dessa forma, o time são-paulino começou o confronto com Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Maicon e Mena; Hudson, Thiago Mendes e Wesley; Kelvin, Michel Bastos e Calleri. Já os bolivianos foram escalados com Vaca; Diego Bejarano, Marteli, Luis Maldonado e Ernesto Cristaldo; Veizaga, Castro, Chumacero e Diego Wayar; Pablo Escobar; Matías Alonso. Quando a bola rolou, com uma postura bem compacta, o Tricolor tratou de evitar as investidas do rival e ‘povoou’ bem o meio de campo para neutralizar as jogadas.

Ainda assim, a primeira oportunidade de perigo foi dos brasileiros aos dez minutos: Wesley carregou pelo meio e arriscou a finalização da intermediária. A bola passou rente ao travessão, com força, e levou perigo ao arqueiro adversário. Chutes de longa distância também eram as alternativas dos donos da casa, que tentavam surpreender Denis. Porém, com a defesa segura, o São Paulo não deixava os anfitriões avançarem. E foi justamente quando o duelo parecia controlado, que o The Strongest abriu o placar aos 28 minutos: Pablo Escobar cobra falta da meia direita. A bola resvala no corpo de Denis e sobrou livre para Cristaldo apenas empurrar de cabeça: 1 a 0.

Sem acusar o golpe, o time são-paulino se mandou para o campo de ataque e incomodou o rival. Aos 32 minutos, Bruno cobrou lateral para o meio da área boliviana. A zaga do The Strongest não conseguiu afastá-la, e Mena chutou forte em cima da marcação, que salvou o goleiro Vaca. O primeiro tempo caminhava para o triunfo dos mandantes, quando Calleri apareceu para recolocar o São Paulo na briga por uma vaga nas oitavas de final! Aos 43, após cobrança de escanteio pela direita, o camisa 12 cabeceou. Vaca não foi na bola, Veizaga saltou, mas também não a alcançou: 1 a 1!

Ainda antes do intervalo, melhor no jogo e mais confiante com o tento do argentino, o Tricolor quase conquistou a virada antes mesmo do intervalo aos 45 minutos: Kelvin fez uma fila na defesa do The Strongest, deixou os marcadores para trás em uma linda jogada individual já dentro da área, e bateu firme de perna esquerda. A bola, no entanto, passou por cima da meta e assustou o arqueiro adversário. Grande lance do camisa 30, que recebeu aplausos dos companheiros e animou a torcida são-paulina nas arquibancadas.

Na volta para a segunda etapa, os bolivianos partiram em busca do gol atrás da permanência no torneio e ficou mais tempo no campo de ataque. Os mandantes rondaram a grande área tricolor e tentaram acionar os homens de frente. Mas, assim como no primeiro tempo, o São Paulo conseguiu segurar o ímpeto do The Strongest e fez o tempo passar com trocas de passes no sistema defensivo e pelas pontas. A altitude ainda forçou a substituição de Bruno, que sentiu o desgaste e deu lugar ao companheiro Mateus Caramelo. Depois, Paulo Henrique Ganso e Alan Kardec ocuparam os lugares de Michel Bastos e Calleri, respectivamente.

Nos instantes finais, os donos da casa deixaram espaços na defesa e assim permitiram que os visitantes explorassem os contragolpes. Dessa forma, o São Paulo conseguiu descer com perigo algumas vezes e por pouco não deixou La Paz com um triunfo. Já perto do apito final, o goleiro Denis foi expulso após receber o segundo cartão amarelo, e o zagueiro Maicon foi improvisado no gol. Seguro nas saídas de bola, o xerifão deu conta do recado, e o Tricolor avançou para as oitavas de final.

Corinthians goleia Cobresal no encerramento da fase de grupos da Libertadores

21/04/2016 14:530 comments
Corinthians goleia Cobresal no encerramento da fase de grupos da Libertadores

corinthiansNa noite desta quarta-feira (20), o Corinthians deu show na Arena Corinthians ao golear o Cobresal (CHI) por 6 a 0 no encerramento da fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores. Com a vitória, o Alvinegro garantiu o primeiro lugar na chave e a terceira melhor campanha na fase de grupos da competição continental.

Os primeiros minutos de jogo foram de pressão avassaladora do Timão. Com 12 do primeiro tempo o placar já indicava 2 a 0 para o Corinthians. E poderia ter sido mais. Recuperado de lesão, o meia Marlone aproveitou bola na área e abriu o placar para o Alvinegro, marcando de cabeça o primeiro gol pelo Corinthians.

Poucos minutos depois, um lindo gol para delírio da Fiel, que compareceu em excelente número mais uma vez à Arena Corinthians. O meia Rodriguinho deu lançamento primoroso para Romero, que recebeu, aplicou um drible espetacular no marcador e tocou com estilo para ampliar para a equipe do técnico Tite.

O Timão não parou de pressionar. Aos 38, Luciano deu ótimo passe de calcanhar para Edilson disparar até a linha de fundo e cruzar. Marlone apareceu na entrada da área, dominou no peito e soltou um voleio certeiro, sem qualquer chance de defesa para o goleiro Cuerdo.

Quando o primeiro tempo estava quase no fim, o lateral Guilherme Arana ainda ampliou, com outro belo gol. Aos 44 minutos, o jovem arriscou de muito longe e acertou belo chute sem chances de defesa. A primeira etapa terminou 4 a 0 para o Timão.

No segundo tempo, o Corinthians seguiu dando show para os mais de 40 mil torcedores. Elias, que tinha acabado de entrar, tabelou com Romero e marcou um lindo gol, o quinto do Timão.

Pouco depois, aos 31 minutos, o Timão fez o sexto, novamente com Romero. Edilson arrancou pela direita, cruzou rasteiro e achou o atacante paraguaio livre para dar números finais à partida.

6 a 0 no encerramento da fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores. Com a vitória o Alvinegro garantiu o primeiro lugar no grupo 8 da competição continental.

Com a vitória, o Corinthians chegou a 13 pontos na fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores e agora aguarda o fim da rodada para saber o adversário nas oitavas de final da competição. Antes disso, o Timão tem a semifinal do Paulistão Itaipava, contra o Osasco Audax, às 18h30, neste sábado (23), novamente na Arena Corinthians.

Com show de Cirino, Flamengo passa fácil pelo Confiança-SE na Copa do Brasil

14:450 comments
Com show de Cirino, Flamengo passa fácil pelo Confiança-SE na Copa do Brasil

cirinoooO plano era vencer e se classificar sem desespero. E o Flamengo demonstrou maturidade ao bater o Confiança-SE com tranquilidade, por 3 a 0, e recuperar-se do tropeço da partida de ida, na estreia da Copa do Brasil, quando perdeu por 1 a 0 fora de casa. Com atuação destacada da dupla Mancuello e Marcelo Cirino — com um e dois gols, respectivamente —, o Rubro-negro avançou à segunda fase sem sustos e, agora, volta as atenções para a semifinal do Estadual contra o Vasco, no domingo, em Manaus.

O primeiro gol saiu cedo. O time conseguiu pressionar desde o início e abriu o placar com Mancuello, aos 25 minutos. O estreante Fernandinho iniciou a jogada e cruzou para Arão escorar. O argentino só chegou para tocar na saída do goleiro. O placar era insuficiente. O Flamengo manteve a pressão e conseguiu evitar os contra-ataques do Confiança-SE.

Logo no retorno para a etapa final, Mancuello colocou a bola no travessão em bela cobrança de falta. Marcelo Cirino, que vinha bem, deu passe para o argentino na jogada seguinte, mas o goleiro pegou bem na saída do gol. A pressão para marcar o gol que garantiria a classificação do Flamengo só aumentava, enquanto o Confiança-SE resistia sem responder.

De tanto insistir, o Rubro-negro marcou o segundo com Cirino, aos nove minutos da etapa final — foi o quinto dele nos últimos cinco jogos. Com o adversário aberto, Mancuello teve nova oportunidade, mas isolou.

Quem confirmou a noite de gala foi Cirino. O atacante marcou o terceiro gol, segundo dele no jogo, e deu tranquilidade ao Flamengo. O jogador recebeu passe magistral de Arão, driblou o goleiro e empurrou para o gol. O técnico Muricy Ramalho lançou Gabriel, Alan Patrick e Ederson para manter o nível.

Com a vitória e a classificação garantidas, a equipe se poupou para o clássico de domingo, quando também tem que vencer.

Flu bate Atlético-PR e volta a ser campeão após quase 4 anos

14:420 comments
Flu bate Atlético-PR e volta a ser campeão após quase 4 anos

FluminenseO Fluminense é o primeiro campeão da história da Primeira Liga. Na final da edição inaugural da competição organizada pelos clubes da antiga Liga Sul-Minas com a adesão de duas equipes do Rio de Janeiro, o clube tricolor das Laranjeiras encerrou um jejum de títulos de quase quatro anos (o último foi o Brasileiro de 2012) ao bater o Atlético-PR por 1 a 0 na final disputada no estádio Radialista Mario Helênio, em Juiz de Fora, e levantou a taça inédita. O gol do título foi anotado por Marcos Júnior, que entrou no segundo tempo para decidir.

Para quem podia imaginar ainda um campo neutro, a presença a maciça de torcedores do Fluminense, que ainda entravam no estádio com a bola rolando, derrubava qualquer dúvida sobre quem era o mandante. Mas, quem mostrou o cartão de visitas primeiro foi o Furacão, com Walter, que aos dois minutos experimentou o chute de longe, nas mãos de Diego Cavalieri. Os cariocas, entretanto, logo acordaram. Aos oito minutos, Osvaldo apareceu em velocidade, foi travado e ficou no chão pedindo penalidade, não marcada.

A primeira chance real mesmo veio aos nove minutos, com Cícero cabeceando na área e Gérson desviando para grande defesa de Weverton. Walter tentava se movimentar e abrir espaço para quem vinha de trás no lado rubro-negro e, aso 12 minutos, tabelou com Marcos Guilherme, que na sequência arrematou por cima da meta. Pressão tricolor aos 17 minutos, com bate-rebate na área atleticana e Paulo André afastando para salvar.

O Fluminense tinha mais volume de jogo e, aos 25 minutos, Osvaldo entrou pela direita e cruzou para Wellington Silva, que se esticou todo e não conseguiu completar para as redes. Um minuto depois, o próprio Osvaldo tentou a finalização, com uma bicicleta desequilibrada que Weverton afastou da área rapidamente. O troco veio aos 31 minutos, em chute rasteiro de Eduardo que chegou a tirar uma casquinha do poste.

Depois de equilibrar as ações foi a vez do Atlético passar a pressionar. Aos 36 minutos, Walter recebeu de frente para a área, abriu espaço e soltou o pé por cima do gol. Mais próximo chegou Vinícius, aos 38 minutos, pegando sobra de bola e mandando o petardo no travessão. Desorganizados, os cariocas seguraram o empate até o intervalo para tentar modificar o panorama.

Para a etapa final, nenhuma mudança em campo e, do lado de fora, a torcida do Fluminense ainda chegando. Aos seis minutos, Scarpa lançou para Magno Alves, que invadiu a área, passou pelo goleiro, mas errou no momento de dar o último passe, facilitando a recuperação da defesa atleticana. Saída errada do Rubro-Negro, aos oito minutos, a bola sobrou para Scarpa, mas Weverton deixou a meta para fazer a defesa.

Como a conversa no intervalo não surtiu efeito, o técnico Levir Culpi promoveu duas mudanças de uma só vez, com as entradas de Edson e Marcos Junior nos lugares de Gerson e Osvaldo. Aos 23 minutos, Marcos Junior recebeu seu primeiro lançamento, mas a bola fugiu de seus pés. Sem brilha esta vez, Vinicius foi substituído aos 29 minutos para a entrada de Pablo no Atlético.

O ritmo não era o mesmo na etapa final e passado os 30 minutos as equipes já se preocupavam em não tomar gols, já que o empate pelo menos levava a partida para a cobrança das penalidades. Mas, aos 35 minutos, em contra-ataque mortal, Marcos Junior colocou velocidade, saiu da marcação e tocou na saída do goleio para abrir o placar. O Furacão partiu para o desespero com a entrada do atacante André Lima no lugar do volante Jadson, mas não foi possível reverter. Flu primeiro campeão e Furacão amargando um jejum iniciado em 2009.

Terra

http://esportes.terra.com.br/atletico-pr/fluminense-bate-o-furacao-e-conquista-a-inedita-primeira-liga,ff20845ec84cb4b6181e93fb8065bbf724h5lxod.html

Nadador César Cielo está fora dos Jogos Olímpicos

01:460 comments
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 20:  Cesar Cielo of  Brazil swims the Men's 50m Freestyle heats during the Maria Lenk Trophy competition at the Aquece Rio Test Event for the Rio 2016 Olympics at the Olympic Park on April 20, 2016 in Rio de Janeiro, Brazil.  (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 20: Cesar Cielo of Brazil swims the Men's 50m Freestyle heats during the Maria Lenk Trophy competition at the Aquece Rio Test Event for the Rio 2016 Olympics at the Olympic Park on April 20, 2016 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)O nadador César Cielo, campeão olímpico dos 50 metros nado livre em Pequim em 2008, está fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Sua última chance de garantir a vaga foi no Troféu Maria Lenk, que está sendo disputado também no Rio, mas o tempo de 21,91 segundos não foi suficiente. Mesmo já tendo índice para a prova, Cielo foi superado por Bruno Fratus e Ítalo Manzine, que serão os dois representantes do Brasil na disputa dos 50m. Cielo não participará de nenhuma prova nos Jogos, nem mesmo do revezamento.

O nadador não escondeu sua tristeza ao deixar a piscina. “Eu, de minha parte, vou pedir desculpa para vocês, realmente fiquei muito aquém do que sei fazer. Tive um ano difícil no ano passado, não nadei bem hoje. Bola para a frente, o Brasil vai bem, gente”, disse, emocionado, o atleta, em entrevista ao canal SporTV.

A frustração do campeão olímpico tem motivo. Ele treinava, desde o início de janeiro, na cidade de Phoenix, nos Estados Unidos. Cielo preferiu ficar isolado, sem contato com a imprensa e concentrado apenas em conseguir a vaga para os jogos do Rio. O tropeço de hoje, no entanto, não apaga sua trajetória vitoriosa.

Além do ouro em 2008, Cielo conquistou o bronze nos 100m nado livre nos Jogos de Pequim. Na Olimpíada de Londres, em 2012, ele faturou o bronze nos 50m livre. Além disso, Cielo já conquistou 16 medalhas em mundiais, sendo seis de ouro, e é o recordista mundial dos 50m livre, com o tempo de 20,91 segundos, e dos 100 m livre, com 46,91 segundos.

Palmeiras vence São Bernardo no Allianz Parque e enfrenta Santos na semifinal

19/04/2016 11:290 comments
Palmeiras vence São Bernardo no Allianz Parque e enfrenta Santos na semifinal

alecssandroO Palmeiras garantiu na noite desta segunda-feira (18) vaga para a semifinal do Campeonato Paulista 2016. Com gols marcados por Alecsandro e Gabriel Jesus, o Verdão bateu o São Bernardo por 2 a 0 no Allianz Parque e assegurou a classificação à próxima fase.

Na semi, o time alviverde encara o Santos, fora de casa, em jogo com data e horário a definir. Na outra chave, Corinthians e Audax se enfrentam.

O jogo

Repetindo estratégia que deu certo nas últimas partidas, o Palmeiras começou pressionando no campo ofensivo do adversário. Logo nos primeiros segundos, Gabriel Jesus recebeu cruzamento na grande área, cabeceou e exigiu boa defesa de Daniel.

Apostando em uma forte marcação e em contragolpes rápidos, os visitantes responderam aos 18. Alyson apareceu entre os defensores alviverdes e bateu rasteiro, mas Fernando Prass salvou o Verdão com o pé direito.

O arqueiro alviverde foi novamente exigido aos 24, quando Lucas Newiton arrancou pelo lado direito do ataque e ficou de frente para a meta, mas parou na defesa de Prass.

Dez minutos depois, Newiton fez falta em Egídio pela esquerda do ataque palmeirense. Na cobrança, o próprio camisa 6 caprichou no cruzamento e Alecsandro se antecipou à zaga do São Bernardo para tocar de cabeça e abrir o placar. (Palmeiras 1×0 São Bernardo)

Aos 44, o Verdão assustou novamente na bola parada. Jean cobrou infração direto para o gol, e obrigou Daniel a espalmar pela linha de fundo.

A segunda etapa começou com o Verdão apertando os aurinegros. Aos oito, Allione desceu pela direita com espaço e chutou de fora da área por cima do travessão.

No minuto seguinte, Gabriel Jesus fez bela jogada e encontrou Robinho livre dentro da área, mas o meia não conseguiu dominar a bola e perdeu a chance de ampliar o placar. Aos 15, o camisa 27 deixou a partida para a entrada de Dudu.

Aos 19, Tatá invadiu a área e tocou na saída de Prass, que fez ótima defesa. No rebote, o atacante tentou marcar, mas parou novamente no goleiro palestrino.

A segunda mudança de Cuca veio aos 25: Gabriel entrou na vaga de Arouca. Sete minutos depois, o treinador promoveu a estreia do atacante Róger Guedes, que ingressou no lugar de Alecsandro.

Aos 33, Allione recebeu passe na direita e bateu cruzado. Gabriel Jesus se esticou, mas não conseguiu colocar nas redes.

O placar magro ainda deixava o torcedor do Palmeiras ansioso pelo fim da partida. Aos 41, no entanto, a expectativa se transformou em comemoração total. Em contra-ataque perfeito, Dudu abriu na direita, Roger Guedes rolou na medida, e Gabriel Jesus apareceu na pequena área para finalizar em gol. (Palmeiras 2×0 São Bernardo)

O São Bernardo ainda tentou diminuir a diferença aos 44, quando Cañete arriscou chute de média distância, a bola desviou na zaga e foi pela linha de fundo, consumando o placar, sob gritos de olé e muitos aplausos da torcida presente no Allianz Parque.

Escalação: Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Matheus Sales, Arouca (Gabriel), Robinho (Dudu) e Allione; Gabriel Jesus e Alecsandro (Róger Guedes).

Cartão amarelo: Gabriel Jesus

Gols

Palmeiras: Alecsandro (34’ – 1º tempo) e Gabriel Jesus (41’ – 2º tempo)

Audax humilha São Paulo, avança à semi e põe pressão em time de Bauza

18/04/2016 03:250 comments
Audax humilha São Paulo, avança à semi e põe pressão em time de Bauza
Foto: Lance

Foto: Lance

O Osasco Audax contrariou o favoritismo adversário e aplicou 4 a 1 no São Paulo neste domingo, 17, no estádio José Liberatti, pelas quartas de final do Paulistão. O resultado reservou ao time comandado por Fernando Diniz uma vaga na semifinal do estadual.

Apesar de um bom início do São Paulo, a goleada do Audax se construiu a partir de falhas defensivas do São Paulo, protagonizadas principalmente por Diego Lugano e Rodrigo Caio.

Agora derrotado, o São Paulo viaja à Bolívia para disputar na quinta-feira a última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, e precisa apenas do empate na altitude para chegar às oitavas de final. Depois da queda no Paulistão, o Tricolor precisará do resultado para não perder o primeiro semestre de 2016.

Com a vitória, o Audax agora aguarda o jogo entre Palmeiras e São Bernardo para conhecer seu adversário na semifinal. O Audax só não enfrentará o Corinthians caso o São Bernardo vença a partida ou caso o Palmeiras se classifique a partir da vitória nos pênaltis. Uma vitória do Palmeiras no tempo normal confirma o confronto entre Audax e Corinthians.

Uol Esporte

http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/paulista/ultimas-noticias/2016/04/17/audax-humilha-sao-paulo-avanca-a-semi-e-poe-pressao-em-time-de-bauza.htm