Ricardo Oliveira brilha e Santos alcança as oitavas da Copa do Brasil

28/07/2016 13:480 comments
Ricardo Oliveira brilha e Santos alcança as oitavas da Copa do Brasil

santosPoucos jogadores no país se sentem tão à vontade de jogar em casa como Ricardo Oliveira na Vila Belmiro. Desde que retornou ao Santos, no início do ano passado, o atacante tem se mostrado um autêntico matador no estádio santista. Nesta quarta-feira, o camisa 9 exibiu o seu arsenal como nunca e marcou os três gols da vitória do Peixe sobre o Gama, que garantiu a classificação do Alvinegro Praiano para as oitavas de final da Copa do Brasil.

Os números do nome do jogo são impressionantes na Vila Belmiro. Desde seu retorno ao clube, foram 37 jogos, com 28 vitórias, sete empates e somente uma derrota. Nesse período, balançou as redes em 27 ocasiões e deu nove assistências.

O inédito feito de marcar três gols em uma partida chega na hora certa para Ricardo Oliveira dar um recado para o técnico Tite de que está preparado para retornar à Seleção Brasileira, que volta a jogar pelas Eliminatórias da Copa do Mundo dia primeiro de setembro diante do Equador, fora de casa.

O Peixe agora concentra suas atenções para o duelo diante do Cruzeiro, domingo, às 18h30, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Gama começa a pensar na próxima temporada, já que a equipe só disputava a Copa do Brasil até o restante do ano.

Gazeta Esportiva

Atlético empata em Chapecó e garante classificação às oitavas de final da Copa do Brasil

13:120 comments
Atlético empata em Chapecó e garante classificação às oitavas de final da Copa do Brasil
41234_14696659580_thumb-5-3Atlético Paranaense e Chapecoense voltaram a se enfrentar na noite desta quarta-feira (27). Após o empate sem gols em Curitiba, pela terceira fase da Copa do Brasil, as equipes se encontraram novamente, desta vez em Chapecó. Com empate em 1 a 1, o Furacão garantiu a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, graças ao gol marcado fora de casa. O autor do gol atleticano foi o atacante Walter, aos 11 minutos do segundo tempo.
O jogo
Precisando marcar gols para continuar na competição, a Chapecoense iniciou a partida pressionando e saiu na frente, logo aos quatro minutos. Lucas Gomes recebeu passe de Gil e bateu de primeira. O chute saiu fraco e enganou o goleiro Weverton.
O Furacão seguiu bem no jogo e arriscou aos cinco minutos. Pablo chutou de fora da área, mas a bola saiu sem força. Aos 16 minutos, Weverton fez ótima defesa após chute de Bruno Rangel. Três minutos depois, Pablo tocou de peito para Vinicius, que arriscou na entrada da área, para fora do gol. O meia João Pedro, surpresa na equipe titular, arriscou chute aos 22 minutos e exigiu ótima defesa de Danilo.
Na segunda etapa, precisando de um gol para consegui a classificação, o Furacão voltou no ataque. A primeira chance veio aos dez minutos, em chute de longe de Otávio. Danilo fez a defesa. No minuto seguinte, o Rubro-Negro empatou. Sidcley cruzou da esquerda, Walter dominou e fuzilou para o gol. Tudo igual na Arena Condá.
O time da casa se lançou ao ataque de vez e chegou bem com Kempes e depois Bruno Rangel. O Atlético também chegava bem, principalmente nos contra-ataques que chegavam até o atacante Walter. Aos 33 minutos, Otávio aproveitou rebote da zaga e bateu muito perto do gol, assustando Danilo. A Chapecoense ainda pressionou, mas não conseguiu marcar.
Classificado, o Furacão volta a campo no sábado (30), mas desta vez pelo Campeonato Brasileiro. Às 18h30, o Atlético Paranaense enfrenta o Sport, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Recife.
Ficha técnica: Chapecoense 1×1 Atlético Paranaense
Copa do Brasil 2016: Terceira fase – Jogo de volta
Datas: 27/07/2016 [quarta-feira]
Horários: 19h30
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Diego Almeida Real (ASP FIFA, RS)
Auxiliares: José Eduardo Calza (CBF-1, RS) e Jorge Eduardo Bernardi (CBF-1, RS)
Público total: 5.297
Renda: R$ 60.500,00
Atlético Paranaense: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Hernani; Pablo, Vinícius (Juninho, aos 40’ do 2º T) e João Pedro (Marcos Guilherme, aos 12’ do 2º T); Walter (José Ivaldo, aos 48’ do 2º T).
Técnico: Paulo Autuori
Gol: Walter, aos 11’ do 2º tempo
Cartão amarelo: Paulo André
Chapecoense: Danilo; Gimenez (Martinuccio, aos 15’ do 2º T), Rafael Lima, Willian Thiego e Dener; Gil e Josimar (Matheus Biteco, aos 33’ do 2º T); Cléber Santana, Lucas Gomes e Hyoran (Kempes, aos 23’ do 2º T); Bruno Rangel.
Técnico: Caio Junior
Gol: Lucas Gomes, aos 4’ do 1º tempo
Cartão amarelo: Cléber Santana, Gil

Atlético Nacional vence Del Valle e é bicampeão da Libertadores

10:210 comments
Atlético Nacional vence Del Valle e é bicampeão da Libertadores

Atletico NacionalO Atlético Nacional é campeão da Copa Libertadores de 2016. Precisando apenas de uma vitória simples para faturar o bicampeonato do torneio continental, os colombianos fizeram o dever de casa contra o Independiente del Valle, nesta quarta-feira, no Estádio Atanasio Girardot, e venceram pelo placar de 1 a 0, coroando uma grande campanha na competição.

Os colombianos não tiveram muitas dificuldades para garantir a vitória. O gol do triunfo saiu logo aos oito minutos da primeira etapa, em finalização de Berrío. No restante da partida, o Atlético Nacional ainda teve algumas chances para ampliar o marcador, mas parou nos erros de finalização e no goleiro Azcona. O placar de 1 a 0, no entanto, foi suficiente para a equipe de Medellín garantir o bicampeonato do torneio continental, vencido pela primeira vez no ano de 1989.

Com o título da Copa Libertadores, o Atlético Nacional garante vaga para o Mundial de Clubes de 2016, que será realizado no Japão. O torneio já tem equipes como Real Madrid, da Espanha, América, do México, e Auckland City, da Nova Zelândia, entre as confirmadas.

Gazeta Esportiva

http://www.gazetaesportiva.com/campeonato-copa-libertadores/atletico-nacional-vence-del-valle-e-e-bicampeao-da-libertadores/

Atlético vence o Fluminense e chega aos 27 pontos no Brasileirão

25/07/2016 12:280 comments
Atlético vence o Fluminense e chega aos 27 pontos no Brasileirão

capNeste domingo (24), o Atlético Paranaense voltou aos gramados pelo Campeonato Brasileiro. No estádio atleticano, o Furacão enfrentou o Fluminense e venceu por 1 a 0. O gol do Furacão foi marcado por Hernani, aos 33 minutos do primeiro tempo.

Com a vitória, o Rubro-Negro chegou a 27 pontos. O próximo compromisso está marcado para a próxima quarta-feira (27). Pela Copa do Brasil, o Rubro-Negro enfrenta a Chapecoense, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó (SC). A partida vale vaga nas oitavas de final da competição.

 

O jogo

A partida começou movimentada para o Rubro-Negro. Logo aos seis minutos de jogo ,Yago ganhou disputa com o adversário e saiu em contra-ataque. Ele tocou para Vinícius, que chutou rasteiro e a zaga afastou o perigo. Um minuto depois, foi a vez de Pablo experimentar de fora da área e forçar Diego Cavalieri a fazer boa defesa.

Aos 33 minutos, o Furacão abriu o marcador. Walter recebeu cruzamento dentro da área e escorou a bola para Hernani chegar batendo rasteiro e marcar para o Rubro-Negro. 1 a 0!

Na segunda etapa, o Atlético quase ampliou aos oito minutos. Hernani bateu falta de fora da área e o goleiro carioca espalmou para escanteio.

No lance seguinte, o Furacão travou na zaga adversária após chutes de Walter, Thiago Heleno e Hernani.

Aos 19 minutos, Juninho fez jogada pela esquerda, cortou para o meio e chutou na trave. Dois minutos depois, Yago avançou pela lateral direita e chutou no cantou para Diego Cavalieri espalmar. No rebote, Walter bateu em cima da zaga.

Nos minutos finais, o Rubro-Negro teve mais uma boa chance com Sidcley. O lateral avançou para o meio da área e chutou no ângulo, a bola passou com perigo pelo gol do goleiro carioca.

 

Ficha técnica: Atlético Paranaense 1×0 Fluminense

Campeonato Brasileiro: 16ª rodada

Data: 24/07/2016 [domingo]

Horário: 16h

Local: Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba (PR)

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (MAST, AL)

Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (FIFA, BA) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (ASP-FIFA, AL)

 

Atlético Paranaense: Weverton; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Hernani; Vinícius (Juninho, aos 14’ do 2ºT), Pablo e Yago (Giovanny, aos 38’ do 2ºT); Walter (Marcão, aos 45’ do 2ºT).

Técnico: Paulo Autuori

Gol: Hernani, aos 33’ do 1ºT.

Cartão amarelo: Léo, Vinícius, Walter.

 

Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas (Edson, aos 23’ do 2ºT), Cícero, Maranhão (Dudu, intervalo) e Marcos Júnior; Samuel e Richarlison (Magno Alves, aos 23’ do 2ºT).

Cartão amarelo: Samuel, William Matheus, Gum, Edson e Henrique.

Técnico: Levir Culpi

Atlético-MG vence o líder Palmeiras no Allianz Parque

24/07/2016 16:150 comments
Atlético-MG vence o líder Palmeiras no Allianz Parque

galoO reencontro dos técnicos com seus ex-times terminou com final feliz para Marcelo Oliveira. Na manhã deste domingo, o Atlético-MG conseguiu algo que não acontecia desde março: derrotar o Palmeiras em sua arena. O 1 a 0 determinou a primeira derrota do time de Cuca jogando em casa. O gol foi marcado pelo volante Leandro Donizeti

O curioso é que a última derrota tinha sido justamente a que causara saída do ex-treinador –para o Nacional, do Uruguai, pela Libertadores. O resultado mantém o Palmeiras na liderança do Campeonato Brasileiro após 16 jogos, com 32 pontos, dois à frente do Corinthians. O Atlético subiu para os 26 pontos.

Hamilton supera Rosberg, bate recorde e se torna líder do campeonato da F-1

16:080 comments
Hamilton supera Rosberg, bate recorde e se torna líder do campeonato da F-1

hamiltonApós 11 etapas, o campeonato da Fórmula 1 tem um novo líder depois que Lewis Hamilton dominou o GP da Hungria. O inglês, que chegou a ter 43 pontos de desvantagem em relação ao companheiro Nico Rosberg após as primeiras provas do ano, finalmente superou o alemão na tabela pela primeira vez no ano.

Hamilton ultrapassou Rosberg logo na largada e controlou o ritmo para vencer pela quinta vez no circuito de Hungaroring, tornando-se o maior ganhador do circuito. Com a vitória e o segundo lugar do alemão, o tricampeão lidera o campeonato com seis pontos de vantagem. O terceiro lugar ficou com Daniel Ricciardo, da Red Bull.

Os brasileiros andaram o tempo todo no final do pelotão. Felipe Nasr fez outra corrida consistente, largando em 16º e chegando em 17º, andando sempre bem à frente do companheiro Marcus Ericsson. Já Felipe Massa não teve um bom ritmo por toda a prova e errou ao apostar nos pneus médios, que não renderam bem, e terminou apenas em 18º.

Liderança de Rosberg dura pouco

Rosberg não largou bem e viu Hamilton passá-lo por dentro e Ricciardo ficar na frente dos dois, vindo por fora na primeira curva. O australiano, contudo, não conseguiu uma boa tração na segunda curva e voltou à terceira colocação. Com isso, o top 10 ficou com Hamilton, Rosberg, Ricciardo, Verstappen, Vettel, Alonso, Sainz, Button, Bottas e Hulkenberg. Felipe Nasr ganhou uma posição na primeira volta e subiu para 15º, enquanto Felipe Massa perdeu um lugar e caiu para 19º.

Nasr foi um dos primeiros a ir para os boxes, perdendo muitas posições. Entre os ponteiros, o primeiro a parar foi Vettel, na volta 15, quando trocou os supermacios pelos macios, sendo copiado por Ricciardo no giro seguinte. O líder Hamilton e Verstappen pararam na 17ª volta. O fato de ter parado antes fez Vettel ganhar a posição do holandês e subir para quarto.

Com 20 voltas completadas, a única surpresa no top 10 era Raikkonen, que largou com os pneus macios e conseguia manter um bom ritmo, en quinto lugar, mesmo sem ter parado. Assim, Hamilton liderava, com Rosberg a cerca de 1s, seguido por Ricciardo, Vettel, Raikkonen, Verstappen, Perez, Palmer, Magnussen e Alonso. A dupla da Renault e o mexicano também não tinham feito suas paradas.

A tática funcionou bem para Raikkonen, que voltou em sétimo após sua parada e, logo depois, ultrapassou Alonso para assumir o sexto posto, atrás das Mercedes, Red Bull e do companheiro Vettel. Já Perez conseguiu entrar no top 10, em décimo, superando seu companheiro Hulkenberg.

Na metade da corrida, após a Red Bull antecipar a segunda parada de Ricciardo, a Mercedes passou a pedir que Hamilton aumentasse o ritmo, dizendo que poderiam chamar Rosberg para os boxes primeiro para proteger a equipe da ameaça do australiano, o que seria prejudicial para o inglês, que poderia perder a liderança nos boxes. “Por que fariam isso? Não é que estou lento, estou tentando”, questionou o tricampeão. “O risco é perdermos a vitória”, respondeu o engenheiro.

Porém, como o ritmo de Ricciardo não era bom após a parada, a Red Bull deixou de ser uma ameaça e as Mercedes continuaram na pista. Hamilton só pararia na volta 42, uma antes de seu companheiro, voltando tranquilamente na frente de Rosberg, com Ricciardo em segundo, Raikkonen em quarto e Vettel em quinto. Verstappen, Alonso, Sainz, Bottas e Kvyat completavam o top 10 com 25 voltas para o fim.

Depois de fazer sua parada, o finlandês colocou pneus supermacios e foi à caça de Verstappen, chegando a tocar na traseira do holandês e quebrar parte de sua asa traseira.

A próxima parada da Fórmula 1 será na Alemanha, quando os pilotos percorrerão o circuito de Hockenheim, às 9h (de Brasília).

Classificação final

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 70 laps
2. Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes +1.9s
3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer +27.5s
4. Sebastian Vettel GER Ferrari-Ferrari +28.2s
5. Max Verstappen NED Red Bull-TAG Heuer +48.6s
6. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +49.0s
7. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1 volta
8. Carlos Sainz ESP Toro Rosso-Ferrari +1 volta
9. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta
10. Nico Hulkenberg GER Force India-Mercedes +1 volta

Uol Esporte

http://esporte.uol.com.br/f1/ultimas-noticias/2016/07/24/hamilton-supera-rosberg-bate-recorde-e-se-torna-lider-do-campeonato-da-f-1.htm

Comitê Rio 2016 coloca mais 100 mil ingressos à venda nesta quinta

21/07/2016 12:410 comments
Comitê Rio 2016 coloca mais 100 mil ingressos à venda nesta quinta

IngressosEstará disponível, a partir do meio-dia desta quinta-feira (21), o último grande lote de ingressos para os Jogos Olímpicos Rio 2016. No novo lote, o Comitê Rio 2016 liberou ingressos de todas as modalidades. São 100 mil ingressos, com variação de preços entre R$ 40 e R$ 1,2 mil. O grande número de entradas disponíveis fez o comitê chamar o dia de hoje de “Super Quinta”.

Os ingressos mais caros são, por exemplo, para as finais do vôlei, basquete, futebol e atletismo, este último com a possibilidade de participação do campeão mundial, o jamaicano Usain Bolt. O novo lote também inclui entradas para as cerimônias de abertura e encerramento dos jogos.

Segundo o comitê, a liberação de novos assentos para algumas modalidades já esgotadas foi possível após a conclusão das arenas. Assim, foi definido o espaço destinado aos equipamentos de transmissão televisiva e novos assentos foram liberados.

Os ingressos podem ser comprados pelo site www.rio2016.com/ingressos ou nas bilheterias oficiais.

Existem bilheterias no Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Manaus, Salvador e São Paulo. O valor dos ingressos pode ser parcelado em até três vezes sem juros no cartão de crédito bandeira Visa, nas compras pelo site. Os tíquetes podem também ser pagos à vista em dinheiro ou pelo cartão Visa débito ou crédito, nas bilheterias.

“A gente vai ter de volta ingressos para todas as seções. É uma grande chance para que as pessoas consigam um ingresso para um dos eventos mais concorridos dos jogos”, disse o diretor de ingressos do Comitê Rio 2016, Donovan Ferreti. Até agora, foram disponibilizados 6,1 milhões de ingressos para venda. Destes, 72% foram vendidos. Segundo Ferreti, ainda há 1,6 milhão de entradas.

Os ingressos mais procurados são para competições de natação, tênis e as grandes finais de vôlei, vôlei de praia, basquete, futebol.

Coxa perde para o Galo no fim e segue na Zona de Rebaixamento

19/07/2016 13:060 comments
Coxa perde para o Galo no fim e segue na Zona de Rebaixamento

O Coritiba foi a Minas Gerais na noite desta segunda-feira (18), enfrentar o Atlético-MG no estádio Independência. Sabendo que teria um desafio nesta 15ª rodada do Brasileirão, o Coxa jogou de forma equilibrada contra seu adversário, saiu atrás, conquistou o empate com gol de Carlinhos, mas cedeu o resultado já no fim do segundo tempo.

O jogo começou com um equilíbrio e uma certa vantagem do Coritiba. O Verdão se movimentava bem e marcava a saída de bola do adversário. No entanto, com o passar do tempo, os donos da casa acabaram tomando a frente do placar com gol de Robinho. No segundo tempo, veio o empate alviverde depois de um passe de calcanhar de Kleber e o gol de Carlinhos. O Atlético-MG voltou a frente no placar aos 38 minutos, novamente com Robinho, dando números finais à partida que aconteceu no horário novo do Brasileirão.

O Coritiba tinha uma difícil missão na noite desta segunda-feira: passar pelo Galo com o Estádio Independência cheio. Com o retorno de Carlinhos à equipe e atento à formação do adversário, o treinador Pachequinho optou por escalar a equipe com três volantes. O Coxa foi a campo com Wilson, Ceará, Luccas Claro, Juninho, Carlinhos, Edinho, Alan Santos, João Paulo, Juan, Kleber e Kazim.

Apostando em uma marcação mais para cima, o time alviverde aproveitou a movimentação dos seus homens em campo para buscar ofensividade desde o início da partida.

002

Já no primeiro minuto de jogo, Kléber tentou a finalização e Victor defendeu. Mesmo jogando fora de casa, o Verdão buscou ficar mais com a bola nos pés. Aos 13’, Kazim recebeu a bola e tentou o passe rasteiro para achar Kléber, mas a bola foi muito forte e o goleiro do Galo ficou com a fácil defesa.

Na sequência, mais uma possibilidade do Verdão. Kleber achou Carlinhos entrando pela esquerda e ajeitou a bola. O lateral coxa-branca acabou pegando fraco na finalização. Pouco depois, o árbitro marcou a falta frontal a favor do Coritiba. João Paulo fez a cobrança com estilo e a bola passou muito perto do travessão, em uma boa chance do time paranaense. O próprio camisa 31 aproveitou o espaço aberto e emendou um chute de fora da área aos 18’.

A melhor chance do time da casa veio no minuto seguinte, no cabeceio de Carlos que foi por cima do travessão do Coxa. Aos 22’, Robinho recebeu na direita e mandou uma paulada em direção ao gol de Wilson, mas a bola balançou as redes pelo lado de fora.

O Coxa teve mais uma chance com Juan e o jogo parou para atendimento a Carlos. O atleta do Atlético-MG precisou ser substituído e quem entrou em seu lugar foi Lucas Pratto. Pouco depois da substituição, o Coxa acabou se desorganizando em campo. Aos 40’, veio o castigo do Coxa. Robinho apareceu livre na área e subiu para cabecear e abrir o placar no Horto.

Verdão consegue o empate, mas cede o resultado

O Coritiba voltou para a etapa complementar sem alterações. O jogo recomeçou bastante movimentado como no primeiro tempo. Aos cinco minutos, Wilson fez uma boa defesa e interceptou a jogada do Galo. Aos 12’, Fred recebeu já na pequena área e finalizou para fora.

Pouco depois, Kléber limpou a jogada e arriscou o chute, mas pegou fraco na bola. O jogo ficou muito truncado, com muitas faltas para os dois lados, até os 30 minutos. O time da casa segurava o placar, enquanto o Coxa buscava se reorganizar em campo.

Aí, veio o empate. Kleber recebeu a bola na entrada da área e deu um lindo passe de calcanhar para Carlinhos, que vinha entrando na área com velocidade e não desperdiçou a chance, para alegria da torcida coxa-branca.

A primeira substituição do Coxa foi a entrada de Bernardo no lugar de Juan. O Atlético-MG fez a segunda substituição com a entrada de Clayton no lugar de Maicosuel. O atleta que tinha acabado de entrar em campo fez o passe para colocar o Galo novamente à frente no placar e de novo com Robinho.

O Coritiba fez duas substituições de uma vez só, com a entrada de Felipe Amorim e Leandro, no lugar de Edinho e Alan Santos. O Coxa ainda teve uma bola levantada na área na última jogada da partida, mas sem sucesso. Felipe Amorim subiu para cabecear e a bola foi por cima do gol.

Próximo jogo

O Coritiba volta para a capital paranaense e treinará na quarta e na quinta-feira antes da viagem a Recife. No sábado, dia 23, a partir das 18h30, o Coxa enfrenta o Santa Cruz, na 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com gol de Erik, Palmeiras vence Inter no Beira-Rio e segue na ponta do Brasileirão

18/07/2016 12:530 comments
Com gol de Erik, Palmeiras vence Inter no Beira-Rio e segue na ponta do Brasileirão

imagem_2299_originalLíder do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras conquistou mais três pontos fundamentais na briga pelo título nacional neste domingo (17). Com gol de Erik, o Verdão venceu o Internacional em Porto Alegre e segue na ponta da tabela, agora com 32 pontos, três a mais que o vice-líder Corinthians.

O próximo compromisso da equipe alviverde é diante do Atlético-MG, no próximo domingo (24), às 11h, no Allianz Parque.

O jogo

Apesar de jogar na casa colorada, o Palmeiras esteve confortável na partida desde o início e teve grande chance de abrir o placar logo aos três minutos, quando Cleiton Xavier encontrou Gabriel Jesus entre os zagueiros do Inter, mas o atacante alviverde tocou por cobertura pela linha de fundo.

Aos dez, Xavier apareceu pela esquerda e cruzou na área, Jesus fez o primeiro desvio e Erik se antecipou ao lateral William para mandar no canto e balançar as redes no Beira-Rio. (Internacional 0 x 1 Palmeiras)

Mesmo com a vantagem no marcador, o Verdão seguia superior e teve nova oportunidade aos 25. Jean recebeu pela direita e cruzou rasteiro para Gabriel Jesus, que se antecipou e completou, mas bola saiu à direita da meta gaúcha.

Ainda na primeira etapa, aos 46, Jesus arrancou em contra-ataque e tocou para Róger Guedes. De frente para o gol, o camisa 23 bateu cruzado, mas Marcelo Lomba fez a defesa.

Aos sete minutos da etapa final, Gabriel Jesus ganhou de Paulão na velocidade, invadiu a área pela direita e finalizou pela linha de fundo, levando perigo ao gol colorado.

A primeira oportunidade real do Inter veio apenas aos dez com Rodrigo Dourado, que recebeu cruzamento de Vitinho, dominou e girou para finalizar na rede pelo lado de fora.

Sentindo dores no joelho direito, Cleiton Xavier deixou o jogo para dar lugar a Dudu. A segunda substituição do técnico Cuca veio na sequência, quando Rafael Marques entrou na vaga de Erik.

Aos 14, Valdívia dominou pela esquerda, puxou para o meio e tentou o chute, mas a bola saiu à direita da meta de Fernando Prass.

Com mais posse de bola no segundo tempo, o Inter atacava o Palmeiras, mas sofria para passar pela forte marcação do time alviverde, que apostava na velocidade de Róger Guedes e Dudu para puxar contragolpes.

Aos 33, Róger Guedes acionou Tchê Tchê pela direita, recebeu de volta dentro da área, mas foi bloqueado na hora da finalização. Oito minutos depois, o atacante foi substituído por Leandro Pereira.

O Verdão ainda teve a última chance da partida aos 47, quando Jean chutou rasteiro da intermediária e Rafael Marques desviou na pequena área, mas a bola sobrou nas mãos de Marcelo Lomba, evitando uma vantagem ainda maior do time palmeirense.

Escalação: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê e Cleiton Xavier (Dudu); Róger Guedes (Leandro Pereira), Erik (Rafael Marques) e Gabriel Jesus.

Cartões amarelos: Gabriel Jesus e Thiago Santos

Gol

Palmeiras: Erik (10’ – 1º tempo)

Corinthians empata com São Paulo pelo Brasileirão 2016

12:510 comments
Corinthians empata com São Paulo pelo Brasileirão 2016

Na tarde deste domingo (17), o Corinthians empatou por 1 a 1 com o São Paulo, na Arena Corinthians, pela 15ª rodada do campeonato Brasileiro 2016. O gol do Alvinegro foi marcado por Bruno Henrique. Com o resultado o Timão soma agora 29 pontos e se mantém na vice-liderança da competição.

A partida começou bastante movimentada dos dois lados, mas com poucas chances claras de gol. Aos 15 minutos do primeiro tempo o peruano Cueva sofreu e converteu o pênalti cometido pelo zagueiro Yago, mas o Timão não se abalou e foi para cima.

Cinco minutos depois, Bruno Henrique aproveitou rebote dentro da área e deixou tudo igual. Marquinhos Gabriel chutou forte da cabeça da área, a defesa do São Paulo cortou, o camisa 25 do Alvinegro cabeceou de primeira e soltou o grito da Fiel em Itaquera.

Aos 28 minutos Rodriguinho quase marcou o segundo do Corinthians. Marquinhos Gabriel recebeu na esquerda e cruzou para o meio da área. A defesa são-paulina tirou, o camisa 26 pegou a sobra na meia lua e mandou por baixo, colocado. Denis, atento, pulou para defender e mandou a bola para escanteio.

A etapa complementar começou quente e com boas chances para ambas as equipes. Logo aos quatro minutos Cássio fez ótima defesa. Após vacilo da zaga, Hudson saiu cara a cara com o goleiro Alvinegro, que se esticou todo para tirar a bola do adversário. Aos oito, Uendel recebeu em velocidade pelo meio e tentou da entrada da área. A bola passou perto do ângulo direito de Denis.

Dois minutos depois, em ótima tabela de Fagner e Giovanni Augusto pela direita, o camisa 17 cruzou com precisão e Romero, bem postado, cabeceou forte para grande defesa de Denis. Apesar das oportunidades o jogo terminou com o placar que ficou definido no primeiro tempo.

O Corinthians volta a atuar neste sábado (23), às 16h, novamente na Arena Corinthians, contra o Figueirense, pela 16ª rodada do campeonato Brasileiro.