Arapoti: Terra que mana Leite e……MEL

03/06/2017 09:520 comments
Arapoti maior produtor de mel do Estado. Foto: Arquivo Pessoal/Daunei Luiz

Arapoti – Na tradição bíblica, após 400 anos de escravidão no Egito, Deus prometeu que livraria o povo hebreu da mão dos egípcios e os levaria até uma terra em que “mana leite e mel”, a prometida Canaã. Trazendo para a realidade atual, Arapoti hoje também pode ser considerada uma terra abençoada e que mana leite e mel.

Arapoti maior produtor de mel do Estado. Foto: Arquivo Pessoal/Daunei Luiz

Além da fama da alta produtividade de sua bacia leiteira, liderada especialmente pelo gado holandês, Arapoti é conhecida pela alta produção de mel. Segundo dados da Associação dos Apicultores dos Campos Floridos (AAPICAF), baseado em estatísticas do Deral (Secretaria de Agricultura e Abastecimento), a produção de mel deste ano ultrapassará a marca de mil toneladas, fazendo de Arapoti o maior produtor do estado e um dos maiores do país.

Segundo o presidente da AAPICAF, Daunei Luiz de Oliveira, aproximadamente 150 famílias arapotienses sobrevivem da cultura, o que gera uma injeção, segundo ele, de aproximadamente R$ 15 milhões na economia do município. “Esse é um dinheiro que fica aqui no comércio de Arapoti” explica. Até por isso, ele acredita que a atividade deveria ser melhor valorizada, principalmente pelo poder público.

Hoje os apicultores arapotienses tocam suas produções praticamente independentes. “Os custos são muito altos. O Município em vez de tentar trazer empresas de fora, poderia investir no que os seus cidadãos produzem aqui, gerando mais emprego e renda para a cidade” explica. Daunei explica que os produtores reivindicam principalmente a construção de uma Usina do Mel, onde os produtores poderiam reunir toda a sua produção e vender por melhores preços.

Campos Floridos de Arapoti propício para a Apicultura. Foto: Arquivo Pessoal/Daunei Luiz

Outra reivindicação é o apoio do poder público junto à empresas que atuam em áreas do município. “Hoje muitos apicultores estão impedidos de entrar em áreas privadas, especialmente por falta de um dialogo e intervenção dos nossos representantes, buscando viabilizar a colocação das caixas em florestas de eucaliptos, por exemplo, onde a abelha produzirá o mel” disse o presidente.

Os benefícios que a atividade proporciona, especialmente na importância da polinização que as abelhas promovem, são vistos como trunfo. “A apicultura é uma das atividades que mais convive pacificamente com a natureza, exercendo papel fundamental no desenvolvimento sustentável” falou Dauinei.

Na última sexta-feira, 26, os apicultores estiveram reunidos na Câmara Municipal com vereadores e representante do Executivo, apresentando suas principais demandas. “Esperamos que a partir desta reunião, possamos contar com melhor apoio do Poder Público” concluiu o apicultor.

Matéria Publicada na edição impressa da Folha Paranaense em 31/05/2017

Segundo dados da AAPICAF são produzidos mais de mil toneladas de mel na cidade. Foto: Arquivo Pessoal/ Daunei Luiz

Jaguariaíva cancela festa de aniversário devido a crise do país

09:160 comments
Jaguariaíva cancela festa de aniversário devido a crise do país

Jaguariaíva – A Prefeitura Municipal comunicou nesta sexta-feira, 02, que cancelou as festividades do aniversário do município. Segundo o comunicado, tendo em vista a crise econômica e política pela qual o país atravessa e o momento de grandes incertezas da condução do nosso país, e considerando a possível queda significativa na receita do município nos próximos meses de 2017 e as demandas de investimentos urgentes em áreas essenciais como a saúde, a educação e a infraestrutura, a Prefeitura Municipal de Jaguariaíva não vai realizar, neste ano, O Festival Cultural, que ocorre no mês de setembro, celebrando o aniversário do município.

A decisão foi tomada em conjunto com a Comissão do Festival, após minuciosa análise dos últimos acontecimentos nacionais e suas consequências para os estados e municípios brasileiros. A prefeitura informou que “é importante destacar que a implementação de políticas públicas de lazer e cultura também são prioridades da atual administração municipal. Entretanto, assumir o ônus da realização de um evento de grande porte e alto custo, como tem sido o Festival Cultural, que neste ano teria sua V edição, seria uma irresponsabilidade em um momento de crise como o que estamos vivenciando. Num momento de crise e de incertezas, necessário elencar prioridades que atendam as demandas de uma administração, bem como de sua população”.

A nota ainda esclarece também que não há verbas externas para a realização da festa. O evento é custeado com recursos próprios, hoje incertos, em momento de crise econômica como o atual. Arcar com os altos custos para a realização de um Festival Cultural de qualidade é, no mínimo, inconsequente, uma vez que as expectativas a curto e médio prazo não são boas no que tange à economia do país. “O cancelamento da festa é, então, parte de um conjunto de medidas que visam equilibrar as finanças do município, precavendo-se de possíveis crises mais intensas, previstas para os próximos meses.”

O comunicado encerra afirmando que, “sendo assim, e esperando que a crise seja passageira, colocando o bem do município acima de tudo, é que fazemos a nossa parte, cancelando o Festival 2017, objetivando que num futuro próximo possamos resgatar essa grande e importante festa, oferecendo mais esta opção de lazer e de cultura à nossa população, mas sempre de forma pensada e planejada, como tem sido até então.”

Projeto polêmico quer impedir “foguetes” em Jaguariaíva

01/06/2017 16:030 comments
Projeto polêmico quer impedir “foguetes” em Jaguariaíva

Jaguariaíva – Foi aprovado em 1º turno na Câmara Municipal um projeto de Lei, de autoria do vereador Rafael de Souza (PR), que está dando o que falar. O texto prevê a proibição do comércio e uso de fogos de artifício que produzam estampidos no município de Jaguariaíva. A polêmica surge porque diversas festividades municipais, principalmente as religiosas, costumam fazer o uso de fogos de artifício.

Em sua justificativa, o vereador aponta que os fogos de artifício, rojões, bombas e foguetes trazem sérios danos a saúde humana, ao meio ambiente e aos animais. “Qualquer pessoa pode ser vítima de um acidente causado pelos fogos ou bombas, e quem mais sofre com os fogos ruidosos são pessoas idosas, crianças especiais e também os bebês, os quais possuem o canal auditivo de tamanho reduzido” defende Rafael.

Ele ainda ressalta o prejuízo para os animais. “Os pássaros que abandonam seus ninhos e acabam voando desorientados, fato que contribui para a extinção de espécies essenciais no controle de pragas como a Dengue. E também os cães e gatos que em pânico podem até se enforcar em suas coleiras ou até mesmo serem atropelados na correria” explicou.

Rafa, porém, defende o uso de fogos sem estampidos. “Os fogos que não produzem estampidos, além de mais baratos, são lindos e enfeitam qualquer comemoração.Grandes capitais e algumas cidades do nosso País já sancionaram esta importante lei” justifica. Ele rebate os que são contra a lei afirmando que diariamente ocorrem acidentes com fogos. “Você ou um filho seu poderá ser uma vítima dessa prática que causa pânico, desespero e sofrimento” concluiu.

O projeto prevê multa de R$ 2 mil para quem for pego descumprindo a lei vendendo os artefatos. Já para quem for flagrado fazendo uso dos foguetes a multa pode chegar até a R$ 10 mil, no caso de pessoa jurídica. A matéria deverá ser aprovada em 2º turno e terá que ser sancionada pelo prefeito José “Juca Sloboda (PHS) para ser posta em prática.

O tema gerou enorme repercussão nas redes sociais. Em uma das postagens de um colaborador da Folha Paranaense, o historiador Rafael Pomin, vários comentários foram escritos, principalmente com muitas críticas. O Secretário de Comunicação, José Amilton Romão, se manifestou contra. “Temos que analisar melhor este projeto” escreveu.

A internauta Jocielene Silva afirmou que existem outras coisas mais importantes para os vereadores se preocuparem. “Como, por exemplo, esses ……. que ficam deitados nas praças e em outros lugares da cidade causando medo na população” escreveu. “Na minha opinião existem projetos mais interessantes e que possam ser acrescentados na formação do cidadão e no bem estar da população” disse a internauta Taciana Silva Carneiro.

Há também quem defenda o projeto. “Super a favor. Será uma bênção. Isso é um incômodo desnecessário para todos, principalmente aos animais, doentes e idosos” escreveu a internauta Keila Huergo Pitt. A polêmica continua. E você é contra ou a favor?

Pedido de Vistas

Na sessão ordinária desta terça-feira, 31, o projeto seria votado em 2º Turno, mas um pedido de vistas da vereadora Juliana Langner (PP), aprovado em plenário, adiou a votação. Ficou definido que uma Audiência Pública seria agendada para esta segunda-feira, 04, antes do projeto voltar a pauta da sessão.

Matéria Publicada na Edição Impressa da Folha Paranaense de 31/05/2017

Cidades com menos de 20 mil eleitores terão Zonas Eleitorais extintas

31/05/2017 16:570 comments
Cidades com menos de 20 mil eleitores terão Zonas Eleitorais extintas

Arapoti – Hoje a cidade de Arapoti conta com 19.322 mil eleitores segundo dados atualizados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O eleitor tem a facilidade de poder contar com a estrutura do Fórum Eleitoral toda vez que precisa resolver problemas envolvendo seu título ou até mesmo uma candidatura em épocas de campanha.

Porém, essa facilidade pode estar com os dias contados. Isto porque o ministro e presidente do TSE, Gilmar Mendes, editou uma portaria (Portaria 372/TSE) em maio deste ano prevendo a extinção das zonas eleitorais em municípios com densidade demográfica entre 15 e 30 habitantes/KM² e que possuam até 20 mil eleitores.

É o caso de Arapoti e outras cidades da região como Piraí do Sul, Sengés e Wenceslau Braz, por exemplo. Hoje, Arapoti é sede da 164ª Zona Eleitoral e como não preenche os requisitos determinados pela portaria , teria a zona extinta, voltando a integrar a 18º Zona Eleitoral em Jaguariaíva.

Segundo o Ministro Gilmar Mendes essa medida vem adequar as zonas eleitorais localizadas nos interiores dos estados, observando-se os príncipios da economicidade, eficiência e efetivdade. Conforme a portaria, caberá aos tribunais regionais de cada estado estabelecer a extinção dos devidos fóruns que não preencham os requisitos estipulados pela lei.

Campanha

A Câmara Municipal, principalmente através do vereador Divair da Silva (PV), tem buscado elaborar campanhas para incentivar moradores do município a transferirem seus títulos para Arapoti e também orientando os jovens a partir de 16 anos que façam sua inscrição eleitoral. “Não podemos deixar que por menos de mil eleitores fechem o fórum eleitoral de Arapoti” disse o parlamentar.

Ele comentou que hoje as pessoas não estão se preocupando muito com a situação, pois ainda podem usufruir das comodidades e facilidades de ter o fórum eleitoral no município. “Mas a partir do momento que efetivamente se entinguir a Zona Eleitoral, todos os processos terão que ser realizados em Jaguariaíva, como, requisição de título eleitoral e outras serviços, até o registro de candidaturas” explicou.

O vereador rebate a tese apresentada pelo TSE de que a medida preza pela eficiência. “Se não tivermos o cartório eleitoral em Arapoti, ficará mais fácil a ocorrência de crimes eleitorais na época de campanha, pois todo o processo será conduzida pela Justiça Eleitoral de Jaguariaíva. Isso trará um grande prejuízo para o processo democrático” revelou.

A Câmara estará estudando maneiras de conscietizar a população arapotiense sobre a importância do tema. “Vamos realizar palestas nas escolas e procurar mobilizar a nossa sociedade. Com uma grande campanha temos a possibilidade de alcançar o número mínimo de eleitores para evitar a extinção de nossa Zona Eleitoral. Não podemos regredir” finalizou Divair.

O TRE-PR pediu um prazo, a partir de 16 de maio, de 30 dias para realizar um estudo sobre as zonas eleitorais do estado. A partir de 60 dias o Tribunal poderá iniciar o processo de extinção dos fóruns, conforme a determinação do TSE.

Matéria Publicada na Edição Impressa da Folha Paranaense de 31/05/2017

Cinco presos fugiram da Cadeia de Arapoti

28/05/2017 14:180 comments
Cadeia de Arapoti está superlotada

Arapoti – Na manhã deste domingo, 28, cinco detentos da Cadeia Pública conseguiram fugir, segundo informou a Polícia Civil. A fuga teria acontecido durante a distribuição do café da manhã. Os presos escaparam pulando um dos muros e fugiram pelas residências vizinhas.

A Polícia Militar (PM) foi acionada para tentar recapturar os fugitivos, mas até o momento ainda não tinham obtido êxito. A fuga acontece apenas uma semana após uma tentativa de fuga ter sido frustada pelos policiais. Na madrugada do domingo passado presos tentaram serrar o solário, mas foram repelidos.

Na segunda-feira, 22,  o batalhão de choque da PM chegou a fazer uma operação na carceragem, apreendendo diversos itens como aparelhos celulares e barras de ferro. A ação, no entanto, parece não ter sido suficiente para impedir a fuga dos presos.

No último dia 21 de abril, uma rebelião de presos com um carcereiro feito como refém e que durou pouco mais de 21h, resultou na transferência imediata de seis detentos para a Cadeia Pública de Jaguariaíva. Até está manhã a carceragem de Arapoti ainda tinha mais de 70 detentos, sendo que a capacidade máxima era para 24.

Cadeia de Arapoti está superlotada

 

Polícia registra assaltos em Arapoti e Jaguariaíva

25/05/2017 09:260 comments
Polícia registra assaltos em Arapoti e Jaguariaíva

No início da noite desta quarta-feira, 24, a Polícia Militar (PM) atendeu a dois assaltos a mão armada ocorridos em Arapoti e Jaguariaíva. Por volta das 18h20min dois indivíduos chegaram em uma motocicleta a um estabelecimento comercial localizado no bairro Vila dos Funcionários em Arapoti.

Eles entraram no local, deram voz de assalto, levaram o dinheiro do caixa e fugiram no sentido do bairro Vila Santo Antônio. Uma hora depois, um outro assalto ocorreu na cidade de Jaguariaíva. Um elemento, em posse de uma pistola, adentrou a uma prestadora de serviços localizada na Rua Prefeito A. Sampaio.

Ele roubou o dinheiro do caixa e um aparelho celular. Do lado de fora, um comparsa o esperava em uma motocicleta de cor escura. Eles fugiram e não foram localizados pela PM. Devido a semelhança dos crimes, não se descarta que possam ter sido praticados pela mesma dupla. (Com informações da Polícia Militar)

Câmara aprova projetos de “Medalha Rui Barbosa” e de Reciclagem

24/05/2017 09:320 comments
Câmara aprova projetos de “Medalha Rui Barbosa” e de Reciclagem

Arapoti – Foi aprovado nesta segunda-feira (22) o Projeto de Decreto 237/2017 que institui a ‘Medalha Rui Barbosa’ a ser conferida aos alunos destaque do município, da Rede Pública e Privada, do Ensino Fundamental, Médio e Ensino Superior.  A proposta de autoria do Vereador Giovanni Modesto (PP), ganhou apoio da Mesa Diretora, e foi parabenizada pelos demais vereadores.

Giovani Modesto (PP). Foto: Divulgação

A Medalha Rui Barbosa poderá ser concedida, anualmente, a um único aluno de cada série, em cada estabelecimento de Ensino. A escolha dos estudantes destaques levará em conta a média geral das notas, a freqüência e a disciplina, critérios que serão avaliados pelos diretores das Escolas, Colégios ou Faculdades. As medalhas serão entregues em Sessão Solene da Câmara Municipal no início de cada ano. “É uma iniciativa que tem por finalidade incentivar e valorizar a educação escolar, que prepara e desenvolve crianças e jovens para os desafios encontrados no decorrer da vida”, justificou o vereador Giovanni Modesto.

 

Reciclagem

Pensando na correta destinação do lixo reciclável, a Câmara também aprovou nesta segunda-feira, 22, o Projeto de Resolução 108/2017, de autoria do vereador Divair da Silva (PV), que estabelece a separação e a Coleta Seletiva Solidária dos resíduos recicláveis descartados pela Instituição. De acordo com a proposta, a Casa de Leis deverá criar uma Comissão composta por três servidores para implantar e supervisionar a separação dos resíduos, em lixo ‘limpo’ e orgânico. “Promover a preservação do meio ambiente é uma obrigação de todo cidadão, aplicando os princípios da ecoeficiência com a redução de utilização de recursos, reaproveitamento de insumos e reciclagem dos resíduos sólidos”, justificou Divair. Outras ações sustentáveis também devem ser adotadas pela Câmara Municipal, como a substituição de copos descartáveis por copos de louça para uso de funcionários e vereadores, dos documentos impressos pelos digitais e das garrafas de água individuais por jarras coletivas.

Ainda de acordo com o projeto, o lixo reciclável será destinado às Cooperativas ou Associações formalizadas, que tenham infraestrutura para triagem e classificação dos resíduos e que exerçam a atividade como única fonte de renda. São papéis, papelão, embalagens, copos e garrafas plásticas, entre outros materiais que passarão a gerar renda para famílias que vivem da reciclagem ao invés de poluir o meio ambiente. “Começamos aplicando pequenas mudanças dentro da Casa de Leis que, com o esforço de todos, podem trazer grandes resultado. Em seguida, nossa proposta é expandir a proposta aos demais órgãos públicos do município”, finalizou.

Divair da Silva (PV). Foto: Divulgação

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Arapoti

Polícia prende fugitivo da Cadeia Pública de Arapoti

22/05/2017 09:110 comments
Durante a ação, os policiais apreenderam arma e munições. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Arapoti – A Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar prendeu neste domingo, 21, um foragido da Cadeia Pública de Arapoti. Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil, Marceliano Rosas da Silva, foi recapturado no KM 44, após intenso trabalho de investigação.

Durante a ação, os policiais apreenderam arma e munições. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Ele havia fugido da cadeia em 28 de fevereiro de 2016, onde estava detido pela morte a facadas de uma adolescente de 14 anos, crime ocorrido em frente à escola estadual do Distrito de Calógeras em dezembro de 2014. A operação foi realizada pelo investigador Pedro da Polícia Civil e os soldados Marcos e Halatiki da Polícia Militar.

Durante a ação, os policiais também apreenderam uma espingarda, munições e um aparelho celular.

Tentativa de Fuga

Na madrugada deste domingo, 21, os presos da Cadeia Pública de Arapoti tentaram promover uma fuga em massa. Eles tentavam serrar o solário da cadeia, mas forma repelidos pelos policiais militares que chegaram ao local e impediram a ação. Ninguém conseguiu fugir.

A Cadeia Pública de Arapoti, que vive superlotação, teve uma rebelião de presos há um mês. Hoje o local, que comporta apenas 24 detentos, encontra-se com mais de 70, vivendo em condições desumanas, segundo relato do próprio delegado da Polícia Civil, Gumercindo Athayde.

Eleitores têm até dia 09 de Junho para recadastrar título em Arapoti

19/05/2017 10:270 comments
Eleitores têm até dia 09 de Junho para recadastrar título em Arapoti

Arapoti – O eleitor arapotiense tem até o próximo dia 09 de junho para fazer o recadastramento do seu título eleitoral e biometria. Quem não fizer o processo terá o documento cancelado pela Justiça Eleitoral. Além da impossibilidade de exercer o direito ao voto, também sofrerá uma série de penalidades, como não receber o salário (no caso de servidor público), não tirar passaporte ou carteira de identidade, obter certos tipos de empréstimos ou participar de programas sociais do governo como “Bolsa-Família” e “Minha Casa, Minha Vida”.

O Fórum Eleitoral de Arapoti montou uma estrutura com atendimento diferenciado para oferecer maior comodidade ao eleitor. Além de comparecer diretamente e ser atendido por ordem de chegada, o eleitor tem a possibilidade de agendar o melhor dia, horário e local disponíveis, através do Sistema de Agendamento no site do TRE-PR (http://www.tre-pr.jus.br).

Para se recadastrar basta apresentar um documento oficial com foto e um comprovante de residência atualizado. O atendimento é rápido, dura em média 10 minutos, e você já sai com o novo título eleitoral em mãos.

“Brinquedoteca” é o novo espaço para as crianças em Arapoti

17/05/2017 09:460 comments
“Brinquedoteca” é o novo espaço para as crianças em Arapoti

Arapoti – Muitas vezes os pais precisam sair para um compromisso e não tem onde deixar seus filhos. Visando solucionar esse problema foi criada em Arapoti a brinquedoteca “Bricar e Cia”. Um espaço preparado para estimular a criança a brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, dentro de um ambiente apropriado e especialmente lúdico.

“É um lugar onde tudo convida a explorar, a sentir, a experimentar e a fantasiar” diz a fundadora do espaço infantil, Heidrun Kliewer Borg, conhecida como Heida. Além da brinquedoteca, a Brincar e Cia trabalha com a Psicomotricidade Relacional, que é, segundo a proprietária, uma intervenção terapêutica e prevetiva que oferece à criança a ao adolescente um espaço de liberdade, autenticidade e legitimação de sentimentos.

“Por meio do brincar espontâneo e simbólico visa a resolução de conflitos inconscientes. Atua nos aspectos do compartamento, socialização e aprendizagem, tais como: agressividade, medos, autoestima, hiperartividade, afetividade e limites” explicou Heidrun. O espaço da brinquedoteca atende crianças de 3 à 9 anos. Já o trabalho com a Psicomotricidade Relacional é destinado à faixa etária de 3 à 12 anos.

Segundo Heida, que é Psicomotrista Relacional, essa metodologia tem ajudado as crianças a entenderem melhor os limites. “Nós trabalhamos para que a criança possa ter uma vida mais feliz” afirma. O atendimento é semanal, em grupo ou individual, com 1 hora por semana. A “Brincar e Cia” fica na Rua Luiz Possatto, nº 296, no centro de Arapoti. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (43) 99679-8650 ou (43) 99919-3955 e pelo e-mail: heidakb@hotmail.com.