Homem morre atropelado na rodovia PR-092

30/03/2017 15:550 comments
Homem morre atropelado na rodovia PR-092

Arapoti – A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) registrou na madrugada desta quinta-feira, 30, um atropelamento que resultou na morte de Alexandre Gonçalves de Macedo, 33 anos. O acidente aconteceu no KM 243 da rodovia PR-092 entre o Distrito de Calógreas, em Arapoti, e o município de Wenceslau Braz.

Segundo informações da PRE, a vítima seria um andarilho, que frequentemente andava pela pista da rodovia. Não se sabe se o homem foi atropelado por um automóvel ou caminhão, pois o motorista fugiu sem prestar socorro. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Grossa.

Secretário prestou esclarecimentos aos vereadores sobre aterro municipal

28/03/2017 15:260 comments
Secretário respondeu aos questionamentos dos parlamentares. Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Arapoti

Arapoti – O Secretário de Meio Ambiente, Jeovane Varela, e o Presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Marcelo Zanini, participaram nesta segunda-feira (27) de uma reunião com vereadores, atendendo a convocação feita pela Mesa Diretora da Casa no último dia 20 de março.

O tema do encontro foi o Aterro Sanitário Municipal, visitado por uma comitiva de vereadores e conselheiros no dia 09 de março com o objetivo de ver as condições do local e acompanhar as etapas de separação do lixo reciclável, a estrutura de deposição final dos materiais descartáveis, chorume e gás metano produzido.

A reunião foi conduzida pelo Presidente da Comissão de Educação, Saúde e Assistência Social, Giovanni Modesto (PP), e contou com a presença dos vereadores Divair da Silva (PV), Jean Klichowski (PMDB), Marineo Ferreira (PTB), Nei Ferreira (PSC) e Ricardo Pedroso (PPS).

Secretário respondeu aos questionamentos dos parlamentares. Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Arapoti


Durante a reunião, o Presidente do Conselho de Saúde apresentou um relatório, realizado em conjunto com a Comissão de Saúde da Casa, apontando irregularidades relacionadas à saúde de trabalhadores que fazem a separação do lixo e possível contaminação do lençol freático.

O documento lista quatro principais problemas encontrados: não se encontram expostas no local as licenças sanitária, ambiental, e do Corpo de Bombeiros conforme legislação vigente; os funcionários trabalham expostos à contaminação e a acidentes de trabalho por não utilizarem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) suficientes e adequados; os funcionários estão em situação de insalubridade, pois não dispõem de local apropriado para refeições, nem tão pouco banheiro em boas condições de uso; não há contenção suficiente do chorume, verificando-se vazão no solo em direção a mata ciliar, gerando dano ambiental.

“A princípio não tínhamos ideia do que iríamos encontrar. Recebemos uma denúncia com apontamentos genéricos. Nossa preocupação era conferir o funcionamento do Aterro, principalmente nas questões de saúde”, contou o Presidente do Conselho, Marcelo Zanini.

Além dos apontamentos do CMS, o Secretário também recebeu uma lista de questionamentos dos parlamentares, como informações sobre a compra do material reciclável, quem faz e de que forma é realizada a coleta, sobre a criação de normatização específica para a operação da Associação que faz a separação do lixo limpo, sobre o resgate do solo contaminado e o correto tratamento e destinação do chorume produzido, e também sobre o fim de pilhas, baterias e lâmpadas, que devem ser recolhidas por quem comercializa estes produtos. As perguntas devem ser respondidas por escrito pela Secretaria e encaminhadas à Câmara dentro do prazo de 10 dias.

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Arapoti

Vereadores de Jaguariaíva conhecem projetos da Cohapar planejados para o município

09:210 comments
Vereadores de Jaguariaíva estiveram na sede da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), em Curitiba, nesta segunda-feira (27). Na reunião, acompanhada pelo deputado estadual Pedro Lupion, eles conversaram sobre a perspectiva de novos investimentos para o setor de habitação popular no município com o chefe de gabinete e superintendente de Relações Institucionais da empresa, João Naime Neto. Participaram da visita os vereadores de Jaguariaíva Divael Mello, Nelson de Melo e Adilson Milek.

Vereadores de Jaguariaíva estiveram na sede da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), em Curitiba, nesta segunda-feira (27). Na reunião, acompanhada pelo deputado estadual Pedro Lupion, eles conversaram sobre a perspectiva de novos investimentos para o setor de habitação popular no município com o chefe de gabinete e superintendente de Relações Institucionais da empresa, João Naime Neto.


Segundo o presidente da Câmara Municipal de Jaguariaíva, José Marcos Pessa Filho (Marquito), há uma grande demanda por moradias já identificada pelos órgãos na localidade. “No último levantamento feito pela Cohapar, foram mais de 2.600 famílias inscritas a espera de moradia”, comenta.

Para atender parte das reivindicações da população local, os representantes do legislativo municipal já aprovaram o uso de áreas de propriedade da prefeitura para a construção de novos empreendimentos da Cohapar. “Naquilo que depender da Câmara de Vereadores, os projetos terão continuidade”, garante Marquito.

Próximas ações – No momento, a equipe técnica da Cohapar trabalha na viabilização da construção de 358 novas casas populares em Jaguariaíva. O projeto se encontra em processo licitatório para definição da construtora responsável pela execução das obras, orçada em R$ 26,3 milhões em recursos financiados pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Após a conclusão desta etapa, os documentos relativos ao projeto e à empresa licitada serão encaminhados à Caixa Econômica Federal para análise e liberação dos recursos. Segundo Naime Neto, a Cohapar tem dado um encaminhamento ágil às demandas apresentadas pelos prefeitos e pedido a mesma rapidez nos processos internos do agente financeiro.

“A habitação popular tem sido uma das grandes prioridades do governador Beto Richa, por isso todos os órgãos estaduais, em especial a Cohapar, estão comprometidos com a busca de soluções para as necessidades apresentadas pelos municípios”, afirma Naime Neto.

Participaram da visita os vereadores de Jaguariaíva Divael Mello, Nelson de Melo e Adilson Milek.

Prefeitura realizou ações de conscientização no Dia Mundial da Água em Arapoti

22/03/2017 17:540 comments
Secretário Jeovane Varela orientou populares sobre a importância da economia da água. Foto: Divulgação

Arapoti – A água é o recurso mais importante para garantir a vida na Terra. Sem ela, nada sobrevive. É por esse motivo que se celebra nesta quarta-feira (22) o Dia Mundial da Água. A data em Arapoti foi marcada por eventos que visaram conscientizar a população sobre a necessidade de se economizar e tratar adequadamente este precioso bem.

Em uma parceria entre as Secretarias de Educação e Cultura, Meio Ambiente e Sanepar crianças da rede municipal de educação receberam orientação sobre o uso adequado da água e encartes foram entregues à população na região central da cidade.

Secretário Jeovane Varela orientou populares sobre a importância da economia da água. Foto: Divulgação

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arapoti

 

Empresa oferece capacitação de mão de obra para o mercado de trabalho

18/03/2017 09:500 comments
Empresa oferece capacitação de mão de obra para o mercado de trabalho

Arapoti – Você que sempre quis trabalhar em uma grande empresa com um bom salário, mas não tinha oportunidade, a hora é agora. A PREMAQ CURSOS E TREINAMENTOS traz para ARAPOTI e Região, a oportunidade que faltava, trazendo os cursos de Escavadeira Hidráulica, Retroescavadeira e Pá Carregadeira. Sendo 56 horas, tendo aula com um técnico de segurança do trabalho, teórica com Professor, prática no Simulador e prática na máquina.

Seja um Profissional certificado com salário inicial de R$ 2.000,00 a R$ 5.000,00 ao mês. São vagas de contratação para duplicação de rodovias, mineração, Barragens, Terraplanagem e concursos em prefeituras. Garanta sua vaga e ganhe grátis o cadastro de seu currículo na agência nacional de empregos. Informações:

ACISA – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL E SERVIÇOS DE ARAPOTI

Rua: DOS EXPEDICIONÁRIOS, 319 – FUNDO – CENTRO / EM FRENTE A CASA DA CULTURA

Telefones: (43) 99934-8626 TIM

E não Precisa de CNH (Carteira Nacional de Habilitação)

Combustível: Jaguariaíva tem um dos preços mais baixos. Já Arapoti um dos mais caros da região

17/03/2017 10:380 comments
Combustível: Jaguariaíva tem um dos preços mais baixos. Já Arapoti um dos mais caros da região

Até pouco tempo atrás, a cidade de Jaguariaíva tinha um dos combustíveis mais caros da região e de todo o Paraná. Hoje, a situação se inverteu e você pode encontrar gasolina a até R$ 3,59 e etanol a R$ 2,79. A apenas 17 km de distância, porém, um contraste. Arapoti, que até pouco tempo atrás já chegou a ter combustível mais barato que Jaguariaíva, hoje ocupa o posto de combustível mais caro da região.

Dos postos localizados na região central de Arapoti , a média da gasolina está em R$ 3,88 e o etanol em R$ 3,05. Fora da cidade na rodovia PR-092, porém, o consumidor pode encontrar um preço mais compatível, com a gasolina comercializada a R$ 3,79 e o etanol a R$ 2,79. Como comparação, a média do combustível em cinco postos pesquisados no centro de Jaguariaíva ficou em R$ 3,67 e o etanol em R$ 2,91. Uma diferença de R$ 0,21 no preço da gasolina e de R$ 0,14 no etanol.

Para encher um tanque de gasolina em Jaguariaíva você gastará em média R$ 180,00. Já em Arapoti você desembolsará em média R$ 191,00. Uma diferença que pode pesar no bolso. No comparativo com os demais municípios da região, o combustível de Jaguariaíva chega a ficar mais barato do que em Piraí do Sul (R$ 3,84 gasolina/ R$ 2,99 etanol) Castro (R$ 3,85 gasolina/ R$ 3,10 etanol) Sengés (R$ 3,81 gasolina) e Wenceslau Braz (R$ 3,77 gasolina/ R$ 2,89 etanol).

Wenceslau Braz, aliás, que recentemente era tido como um dos municípios com o combustível mais barato da região, perdeu o posto justamente para Jagauriaíva. “O preço do frete subiu e isso influenciou no valor pago pelo cliente” informou um gerente de posto em Wenceslau Braz. O motivo da diminuição em Jaguariaíva não chega a ficar claro. Buscamos contatos com proprietários de postos, mas os mesmos não quiseram se manifestar oficialmente.

Nos bastidores comenta-se que o poder de barganha junto a distribuidoras aumentou, fazendo com que o preço pudesse ser reduzido em comparação às cidades vizinhas. Apesar da queda do preço, proprietários ainda afirmam que conseguem um lucro aceitável, proporcionando uma situação que fique bom tanto para eles (donos de postos), quanto para os clientes. O difícil fica explicar o tamanho da discrepância dos preços praticados em Arapoti, comparados com o de Jaguariaíva.

Nesta segunda-feira, 13, uma discussão nas redes sociais em um feirão de Arapoti reuniu centenas de comentários de cidadãos indignados com os preços praticados em média na cidade de Arapoti. Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) no período de 04 à 11 de março, a média no país de venda da gasolina era de R$ 3,70 e do etanol R$ 2,78, ou seja, o preço do combustível em Arapoti está bem acima do padrão nacional, dando razão a insatisfação dos moradores.

Comparando somente o preço médio no Paraná, a média de comercialização do litro da gasolina é de R$ 3,60 e o do etanol R$ 2,82, sendo que o preço máximo cobrado no Estado pela gasolina é de R$ 3,99, fazendo de Arapoti um dos locais com o combustível mais caros do Paraná.

Matéria publicada na edição impressa desta quinta-feira (16/03) da Folha Paranaense

Polícia prende mais seis pessoas em Arapoti

16/03/2017 09:540 comments
Polícia prende mais seis pessoas em Arapoti

Arapoti – O trabalho das Políciais Civil e Militar tem sido constante no município. Na última semana, em uma grande operação, foram detidas 17 pessoas envolvidas com diversos crimes na cidade. Nesta quarta-feira, 15, mais seis pessoas foram conduzidas a Delegacia de Polícia de Arapoti.

Polícia efetiva em Arapoti captura mais seis criminosos. Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil vinha investigando o paradeiro de um procurado por envolvimento com crimes ocorridos na cidade. Através de informações chegaram ao rapaz de 20 anos de idade, que estava escondido em uma residência da Vila dos Funcionários.

Por coincidência, segundo a Polícia, o local já era investigado em razão de denúncias de que ali funcionaria uma “boca de fumo”. O investigador Angelo Simões e os soldados da PM Marcos e Halatiki e equipe de apoio, estiveram no local para realizar a prisão e encontraram vários outros rapazes ali. Ao perceber a presença da polícia, o procurado fugiu pelo matagal perto da residência.

Os policiais encontraram uma arma de fogo no local. Enquanto parte da equipe revistava a residência, outra perseguia o foragido na mata. Além da arma, também foram encontradas pedras de crack preparadas para venda, buchas de cocaína e uma porção de maconha.

Vários aparelhos celulares foram encontrados e apreendidos para averiguação da origem. Os cinco envolvidos (dois de 18, um de 25, 29 e 33 anos) foram presos em flagrante. Na sequência os policiais que perseguiam o rapaz acabaram o localizando depois de o mesmo ter invadido uma residência.

O local foi cercado, mas novamente o rapaz tentou fugir indo para cima de um policial. O procurado acabou sendo alvejado por um tiro na perna e preso depois de receber atendimento médico, totalizando ao final do dias seis pessoas presas.

Polícia apreende quase meio quilo de maconha na Vila Romana

13/03/2017 09:120 comments
Polícia apreende quase meio quilo de maconha na Vila Romana

Arapoti – No fim da tarde deste domingo, 12, policiais militares encontraram 330 gramas de maconha em um terreno baldio na rua João Paulo II, no bairro Vila Romana. Segundo relatório, uma intensa movimentação no local motivou denúncias anônimas feitas ao destacamento da PM.

Com estas informações, os policiais seguiram até o local e encontraram somente a droga junto com uma mochila e algumas moedas. A PM informou que muitas pessoas estavam frequentando o local e a todo momento pulavam o muro para entrar no terreno.

Os policiais revistaram a área, mas não encontrou nenhum suspeito. A droga foi então apreendida e encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil de Arapoti.

Construção de complexo avícola em Jaguariaíva foi assunto de reunião com vereadores e produtores rurais

11/03/2017 11:370 comments
Construção de complexo avícola em Jaguariaíva foi assunto de reunião com vereadores e produtores rurais

Jaguariaíva – O andamento do projeto de instalação do Complexo Industrial Avícola da GMH – General Mediterranean Holding foi apresentado aos vereadores, técnicos da Emater, alguns produtores rurais e Secretaria Municipal de Agropecuária e Meio Ambiente (SAMA) na terça-feira, dia 7, em Jaguariaíva. A reunião ocorreu no auditório do Departamento de Ensino Profissionalizante do município.

Entre os presentes estiveram o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasileira (CCIBRA), Ghassan Saab, o prefeito municipal, José Sloboda, a vice-prefeita Alcione Lemos, o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo (Smict), Pedro Leocádio Delgado, o secretário de Agropecuária e Meio Ambiente, Leonardo von Liesengen e o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, José Marcos Pessa Filho (Marquito).

O destaque na reunião foi o anúncio pelo prefeito José Sloboda sobre a contratação de financiamento do Governo do Estado, na ordem de R$4.600 milhões, para aquisição das áreas necessárias à construção. Conforme Sloboda, em janeiro já havia sido feito à Câmara o pedido de autorização para a operação. Neste meio tempo, com apoio do Governo do Estado, também foi cogitada a compensação de créditos de ICMS à empresa detentora das terras, a Klabin, para desapropriação das áreas.

Conforme o prefeito, a proposta foi apresentada à empresa, contudo como o processo de habilitação ao programa poderia levar até um ano, ele teve de ser substituído por uma solução mais célere. “Tudo o que nos comprometemos a fazer no protocolo de intenções para instalação desta empresa nós estamos cumprindo”, destacou o prefeito. De acordo com ele, com a posse das áreas, passará pela Câmara de Vereadores o processo de transferência do imóvel.

Na ocasião Saab destacou a importância do incentivo aos produtores da região ao trabalho integrado ao frigorífico através das granjas de frango. Também parabenizou a administração municipal pelo empenho em viabilizar a contrapartida do município para a construção do complexo, com investimentos próximos a U$400 milhões.

O secretário Pedro Delgado, que esteve presente na reunião com o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, comemorou o importante passo, destacando que nenhum município paranaense conseguiu neste ano recursos deste porte, provenientes do Governo do Estado, em virtude do momento econômico crítico. Acrescentou que Jaguariaíva obteve tal concessão porque o complexo deve alavancar a economia e a geração de emprego e renda na região.

A vice-prefeita Alcione também se pronunciou. Ela valorizou o trabalho da administração, que não tem medido esforços para oferecer todos os incentivos possíveis para a vinda desta nova e grande empresa, incentivando ainda os representantes da GMH a tornarem o projeto em realidade.

Comitiva de Vereadores e Conselheiros visita Aterro Sanitário

10/03/2017 15:110 comments
Comitiva de Vereadores e Conselheiros visita Aterro Sanitário

Arapoti – Na manhã desta quinta-feira (09) os vereadores Divair da Silva (PV), Giovanni Modesto (PP) e Victor Brondani (PDT), acompanhados pelos Conselheiros de Saúde, Marcelo Zanini, José Mario Pereira e Alex Paulo de Melo, estiveram no Aterro Sanitário Municipal. O objetivo foi ver as condições do local  e acompanhar as etapas de separação do lixo reciclável, a estrutura de deposição final dos materiais descartáveis e a destinação de chorume e gás metano produzido.

A situação do Aterro Sanitário de Arapoti preocupa vereadores. Foto: Divulgação/Câmara de Arapoti:

Os vereadores puderam conversar com os membros da Associação que trabalham no local, realizando a separação dos materiais recicláveis, e com o Secretário de Meio Ambiente, Jeovane Varela, que também acompanhou a visita explicando o processo de coleta e descarte dos resíduos sólidos.

Todos os pontos observados pelos vereadores farão parte de um relatório, documento que irá nortear as próximas ações do Legislativo. Além do grande número de cães e urubus no local, o que chamou a atenção dos parlamentares foram as péssimas condições de trabalho dos membros da Associação, que trabalham sem os equipamentos de proteção, e o extravasamento da detenção de chorume, líquido escuro e altamente contaminante que resulta da decomposição de matéria orgânica.

“Também estamos preocupados com a coleta de pilhas, baterias de celular, lâmpadas e outros materiais contaminantes que não podem ter a mesmo destinação do lixo comum”, explicou o vereador Divair.

Assessoria de Comunicação da Câmara de Arapoti