PR-092 e PR-239 estão no pacote de revitalizações das rodovias do Paraná

08/05/2019 15:540 comments
PR-092 e PR-239 estão no pacote de revitalizações das rodovias do Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta terça-feira (7), no Palácio Iguaçu, o programa de Revitalização de Estradas, que prevê obras em 9,8 mil quilômetros de rodovias estaduais, em todas as regiões do Paraná. O Governo do Paraná vai investir R$ 2 bilhões no programa, o maior pacote de obras feito com recursos próprios do Estado.

Para os Campos Gerais, estão previstas a revitalização de 1,9 mil quilômetros de estradas, entre elas a recuperação das rodovias PR-092 no trecho que parte de Jaguariaíva até o norte pioneiro e a PR-239 entre Arapoti e Ventania.

As obras de restauração e conservação serão feitas ao longo de três anos, com início imediato, e compreendem grande parte da malha viária estadual, que é de 12 mil quilômetros. “É um investimento robusto que atende a necessidade da malha estadual. Primeiro por uma questão de segurança, infelizmente muitas pessoas perderam suas vidas nessas rodovias mal cuidadas”, disse o governador. “Também há a questão logística. Precisamos de uma infraestrutura adequada para fazer com que a produção paranaense seja exportada para o mundo inteiro”, afirmou na solenidade, com a presença de prefeitos de todas as regiões do Paraná.

Ratinho Junior ressaltou que as medidas de ajuste adotadas pelo governo ajudam a criar um caixa para investimentos em setores importantes para a população. “Herdamos essas rodovias sem nenhum tipo de manutenção, então tivemos que fazer um caixa, diminuir custo e cortar privilégios para que comece a sobrar dinheiro para obras de infraestrutura”, afirmou.

O presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e prefeito de Pérola (Noroeste), Darlan Scalco, afirmou que todas as cidades paranaenses serão beneficiadas com as melhorias. “Muitas vidas serão salvas. Além disso, o desenvolvimento do Paraná passa por essas estradas”, disse.

IMEDIATAS – O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, explicou que os projetos já vêm de anos, mas estavam judicializados e precisaram ser revistos para readequar com os valores atuais. “Avaliamos todos os trechos. Temos rodovias em situação precária em várias regiões do Estado que precisam de uma intervenção imediata”, disse.

A Secretaria de Infraestrutura trabalha desde o início do ano junto com os órgãos de fiscalização e controle, como o Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Tribunal de Justiça, para a liberação das obras. “Precisávamos fazer o reequilíbrio dos contratos, que estavam defasados, pedir autorização aos órgãos de fiscalização para então fazer o aporte de recursos”, explicou Alex. “Faremos uma grande fiscalização das obras, junto com esses órgãos, para verificar cada centavo aplicado nas rodovias”.

OBRAS – As obras foram divididas em 33 lotes, conforme as superintendências regionais do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), e compreendem todas as regiões do Estado. Na regional Leste serão revitalizados 488 quilômetros de rodovias; nos Campos Gerais serão 1,9 mil quilômetros; no Norte, 1,9 mil quilômetros; no Noroeste, 3,2 mil e no Oeste 2,3 mil.

“O programa abrange praticamente toda a malha viária do Estado, com exceção dos trechos consorciados e que pertencem ao governo federal”, explicou o diretor-geral do DER, João Alfredo Zampieri.

Em parte dos lotes serão feitos serviços corretivos, com execução de reparos superficiais e remendos profundos localizados, além da melhoria da drenagem do pavimento. Nas rodovias que funcionam como corredor de escoamento estão previstas obras mais profundas. São serviços de segurança ao usuário e proteção do pavimento, com correções localizadas ao longo dos trechos rodoviários, e aplicação de produtos asfálticos polimerizados, que garantem mais durabilidade à pavimentação.

Além disso, todo o trecho da faixa de domínio da malha rodoviária estadual passará por conservação frequente, tanto os trechos pavimentados como os não pavimentados. Isso inclui a limpeza das sarjetas, meios-fios e bueiros; limpeza e recomposição da sinalização vertical e controle da vegetação com roçada manual, capina e remoção de resíduos.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva; os secretários de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes; e da Saúde, Beto Preto; os presidentes da Cohapar, Jorge Lange; e do Tecpar, Fábio Cammarota; os deputados estaduais Hussein Bakri, Tiago Amaral, Marcel Micheletto, Emerson Bacil, Delegado Fernando, Luiz Fernando Guerra, Anibelli Neto, Paulo Litro, Doutor Batista, Artagão Junior, Coronel Lee, Luiz Claudio Romanelli, Goura, Wilmar Reichembach, Estacho, Jonas Guimarães, Alexandre Curi, Tercílio Turini, Ricardo Arruda, Élio Rush, Cristina Silvestri, Do Carmo, Plauto Miró, Homero Marchese e Nelson Luersen e prefeitos de diversos municípios do Paraná.

Mais da metade do público-alvo não tomou a vacina contra gripe

07/05/2019 09:440 comments
Mais da metade do público-alvo não tomou a vacina contra gripe

O Paraná vacinou 1.575.906 pessoas contra a gripe no sábado (4), no Dia D da campanha nacional. O balanço ainda é preliminar. Com este total, o Estado atinge hoje 47,1% do público-alvo previsto para a imunização. A campanha segue até o dia 31 de maio, nas unidades de saúde da rede pública, com a aplicação das doses de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O balanço antecipado mostra que entre a população prioritária, as puérperas registram até agora a maior cobertura vacinal, com 72,1 % do público imunizado. Na sequência estão os indígenas, com 71,2 %, idosos com 57,9%, gestantes com 52,4% e crianças com 50,3%.

O grupo prioritário definido pela Organização Mundial da Saúde é composto por pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, mães de bebês nascidos há até 45 dias, crianças entre 6 meses e 5 anos, pessoas com doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais (que apresentem prescrição médica), professores, trabalhadores da saúde, população privada de liberdade, indígenas, funcionários do sistema prisional e profissionais das forças de segurança.

“Quem faz parte dos grupos não deve esperar as últimas semanas para se vacinar, pois o agente imunizante leva em torno de dez dias para começar a agir no organismo”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que é médico e participou da ação de vacinação no Dia D, na 16ª Regional de Saúde de Apucarana. Segundo ele, a vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença e até a morte. “Ao receber a dose o cidadão está se protegendo e protegendo o próximo”, acrescentou.

RECOMENDAÇÕES – Além da vacina, a enfermeira da Vigilância do programa de Imunização da Secretaria da Saúde, Vera Rita da Maia, recomenda como medidas preventivas a higienização frequentemente das mãos, evitar aglomerações e não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas. “São cuidados que ajudam contra a proliferação do vírus”, afirma Vera Maia.

Neste ano o Paraná já registrou 25 casos de Influenza, com 9 mortes.

AEN/PR

Paraná recebe investimento de R$ 9,1 bilhões da Klabin

17/04/2019 08:480 comments
Governador Carlos Massa Ratinho Júnior visita a fábrica da Klabin em Ortigueira, na assinatura de convênio com a empresa e a prefeitura do município para a construção da Escola Técnica de Operação Florestal e Agrícola.  -  Ortigueira, 16/04/2019  -  Foto: Jaelson Lucas/ANPr

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o presidente da Klabin Papel e Celulose, Cristiano Cardoso Teixeira, anunciaram no final da tarde desta terça-feira (16) um novo investimento da empresa no Paraná. No total, a indústria vai investir R$ 9,1 bilhões na ampliação da fábrica de Ortigueira (Unidade Puma), que está em operação desde 2017.

Governador Carlos Massa Ratinho Júnior visita a fábrica da Klabin em Ortigueira, na assinatura de convênio com a empresa e a prefeitura do município para a construção da Escola Técnica de Operação Florestal e Agrícola. – Ortigueira, 16/04/2019 – Foto: Jaelson Lucas/ANPr

Ratinho Junior destacou que o empreendimento da Klabin é o maior investimento privado da América Latina. “É um projeto que contribuirá para o desenvolvimento de todo o Paraná”, afirmou o governador que esteve em Ortigueira para o lançamento da primeira escola técnica para formação de profissionais para a indústria de papel e celulose, numa parceria entre o Estado e a indústria.

“Muitos estados estavam brigando por isso e o Paraná foi escolhido para receber esse investimento, que vai gerar milhares de empregos. A Klabin entendeu que o Paraná é um estado que vive um bom momento, que consegue fazer planejamento a longo prazo e que, acima de tudo, tem mão de obra, um povo com vocação para o trabalho”, afirmou.

“Quando se tem uma equipe como essa da Klabin e um governador que tem projeto de inserção competitiva do Paraná no Brasil e no mundo, com um compromisso muito claro de criação empregos, geração de renda e desenvolvimento, não é difícil decidir onde deveríamos nos instalar”, afirmou o presidente do Conselho da Klabin, Horácio Lafer Piva.

Em comunicado ao mercado, a direção da empresa explica que a unidade Puma II abrange a instalação de duas máquinas com capacidade de produção de 920 mil toneladas anuais de papéis Kraftliner. A construção da nova planta vai abrir 11 mil postos de trabalho na região e a companhia estima iniciar as atividades da nova planta em 2021.

De acordo com a empresa, a maior parte dos equipamentos será instalada na primeira etapa do projeto. Com isso, aproximadamente dois terços dos recursos previstos para a implantação da nova planta ocorrerão entre 2019 e 2021.

Na Unidade Puma, a Klabin já opera a produção de celulose branqueada (fibra curta, fibra longa e fluff), que continuará abastecendo os mercados interno e externo com capacidade anual de 1,6 milhão de toneladas.

PRESENÇAS – Participaram do evento os secretários de Estado da Educação e Esporte, Renato Feder; da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Marcio Nunes; da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; do Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge; e da Comunicação Social e Cultura, Hudson José; os presidentes da Paraná Desenvolvimento, Eduardo Bekin; do Instituto Água e Terra, Everton Souza; e da Fundepar, José Maria Ferreira; e o deputado estadual Alexandre Curi.

AEN/PR

Preços de ovos de Páscoa variam até 94%, mostra Procon

11/04/2019 10:300 comments
A pesquisa de preços de produtos típicos da Páscoa – ovos, coelhos e caixas de bombons – realizada pelo Procon-PR mostra que as diferenças de preços chegam a até 170,21% para um mesmo item comercializado em diversos estabelecimentos. 
Foto: SECS

O Procon Paraná, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, divulgou nesta quarta-feira (10), a pesquisa comparativa aos itens de Páscoa. Os preços variam bastante, chegando a uma diferença de até 94% entre um estabelecimento e outro.

Foto: SECS

O levantamento de preços foi realizado entre os dias 3 e 5 de abril, em Curitiba. Foram comparados 128 itens – entre eles, tabletes de chocolate, caixas de bombons e ovos de sete marcas preestabelecidas. Só fazem parte da comparação itens comercializados em no mínimo dois estabelecimentos.

Os valores constatados referem-se ao período em que a coleta foi realizada, lembrando que os preços estão sujeitos alterações por conta de promoções ou data de compra. É também importante ressaltar que uma mesma rede pode comercializar produtos iguais com diferentes valores – por isso, o cliente deve ficar bem atento.

“O objetivo da apuração é oferecer uma referência de valores médios ao consumidor e incentivar a pesquisa de preços. Os resultados não podem ser usados para fins publicitários”, diz a diretora do Procon, Claudia Silvano.

De acordo com o Procon, além do preço, a orientação é a de que seja verificada a veracidade das ofertas e das promoções. Devem ser conferidas as informações de materiais de divulgação como folhetos, anúncios ou qualquer outro veículo publicitário. Toda ou qualquer informação incorreta ou falsa é considerada como propaganda enganosa, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor.

“Este é um bom momento de explicar para as crianças o verdadeiro valor do dinheiro e o que compensa mais na hora de realizar a comprar”, diz o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Veja alguns exemplos da pesquisa:

CAIXA DE BOMBONS FERREIRO ROCHER c/ 12 unidades – 150g

MAIOR PREÇO: R$ 34,90 (Extra Hipermercado)

MENOR PREÇO: R$ 17,99 (Carrefour)

Variação: R$ 16,91 (94%)

OVO SONHO DE VALSA – 330g

MAIOR PREÇO: R$ 69,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 42,90 (Supermercado Matriz)

Variação: R$ 27,09 (63,15%)

OVO BIS MEIO A MEIO – 318g

MAIOR PREÇO: R$ 62,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 42,65 (Supermercado Matriz)

Diferença: R$ 20,34 (47,69%)

COELHO DE CHOCOLATE BATON – 60g

MAIOR PREÇO: R$ 14,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 9,12 (Supermercado Condor)

Variação: R$ 5,87 (64,36%)

CAIXA BIS AO LEITE/BRANCO – 126g

MAIOR PREÇO: R$ 5,49 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 3,45 (Walmart)

Variação: R$ 2,04 (59,13%)

TABLETE LACTA AMARGO / AO LEITE / DIAMANTE NEGRO / SHOT – 90g

MAIOR PREÇO: R$4,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 2,99 (Extra Hipermercado)

Variação: R$ 2,00 (66,89%)

OVO GAROTO SERENATA DE AMOR – 190g

MAIOR PREÇO: R$ 39,98 (Walmart)

MENOR PREÇO: R$ 29,99 (Lojas Americanas)

Variação: R$ 9,99 (33,31%)

OVO LACTA AVANGERS – 157g

MAIOR PREÇO: R$ 46,98 (Carrefour)

MENOR PREÇO: R$ 31,90 (Supermercado Matriz)

Variação: R$ 15,08 (47,27%)

OVO NESTLÉ LOL SURPRISE COM PULSEIRA – 150g

MAIOR PREÇO: R$ 74,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 49,90 (Walmart)

Variação: R$ 25,09 (50,28%)

AEN/PR

Faltas no trabalho por motivo de doença serão investigadas

10:280 comments
Controladoria Geral do Estado.
10-11-17.
Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

Os atestados médicos para justificar licenças e afastamento de servidores públicos serão revisados pela Controladoria-Geral do Estado (CGE). O trabalho irá verificar se houve fraude ou outra irregularidade na concessão desses laudos e, em caso positivo, encaminhar o caso para investigação.

Controladoria Geral do Estado Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

As secretarias de Estado terão 15 dias para encaminhar a listagem dos empregados e cópias dos documentos apresentados para se ausentar do trabalho a partir de janeiro deste ano.

Para o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, o trabalho é necessário para estabelecer rotinas de verificação e colaborar para a eficiência do serviço público. “Temos reforçado o compromisso com a ética e integridade de todos que trabalham no Governo do Estado. Por enquanto, apenas identificamos possibilidades de fraude no processo”, afirmou.

A identificação do risco foi feita pela equipe da Coordenadoria de Compliance, da CGE, que vem trabalhando para levantar vulnerabilidades em atividades e processos do serviço público. “Não há confirmação de irregularidades, mas há riscos de ocorrer uso desses documentos sem os procedimentos determinados pelo Estatuto do Servidor ou pela Coordenadoria de Segurança e Saúde Ocupacional”, explicou Marilis Molinari, coordenadora de Compliance. Ela afirmou que todas as providências para garantia de sigilo serão tomadas.

SANÇÃO – De acordo com o Manual de Perícia Médica, da Secretaria de Estado da Administração e Previdência, quando o afastamento for maior que três dias, consecutivos ou não, no mesmo mês, o funcionário deve ser submetido à perícia médica, que vai homologar o atestado e o afastamento do servidor.

O Artigo 222, do Estatuto do Servidor (Lei 6.174/70) prevê suspensão ou exoneração em caso de comprovada fraude na emissão ou apresentação do atestado. O mesmo artigo diz que a verificação pode ser feita a qualquer tempo.

AEN/PR

Prefeitos da AMCG se reúnem com Aliel em Brasília

10:090 comments
Prefeito Juca e prefeita Nerilda participaram do encontro

Um grupo de prefeitos que fazem parte da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) se reuniu hoje, 10, em Brasília com o deputado federal ponta-grossense Aliel Machado (PSB) para tratar de temas de interesse da região. O encontro foi na liderança do PSB na Câmara Federal.

Prefeito Juca e prefeita Nerilda participaram do encontro

“Temos um grande compromisso com a região. E os prefeitos têm muito desafios para superar, principalmente num momento de crise como este. Mas sabemos que todos estão comprometidos com o desenvolvimento dos nossos municípios. Por isso a importância de unirmos forças e atender as demandas da população com o máximo de atenção”, destacou Aliel.

Estiveram presentes na reunião o prefeito de Jaguariaíva, Juca Sloboda (PHS), o prefeito de Carambeí, Osmar Blum (PSD), o prefeito de Tibagi, Rildo Leonardi (PMDB), a prefeita de Ortigueira, Lurdinha (PPS) e a prefeita de Arapoti, Nerilda Penna (PP).

Para o prefeito de Carambeí, a reunião foi muito importante para estreitar ainda mais a relação dos municípios com o gabinete do parlamentar em Brasília. “O Aliel sempre foi um deputado presente na região. É municipalista e atuante. Durante o encontro ele colocou mais uma vez seu trabalho à disposição dos prefeitos, o que nos mostra que estamos bem representados”, afirmou Blum.

Desde que assumiu o mandato como deputado federal, Aliel já conquistou mais de R$ 70 milhões em recursos para os municípios paranaenses. “Este não é o principal papel de um deputado. O mais importante são nossos posicionamentos nas votações em defesa da população. Porém, sabemos a necessidade que os prefeitos tem de receber recursos para serviços essenciais. Por isso nosso mandato atua em todos eles para auxiliar”, disse Aliel.

Durante a passagem por Brasília, os prefeitos também participaram da 12ª Marcha Nacional dos Prefeitos, que reúne administradores de todo o país.

Assessoria