Aumentam casos e mortes por dengue no Paraná

28/05/2019 15:570 comments
Aedes Aegipti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zica vírus. Foto: Agência Senado/Prefeitura de São Paulo em: http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2016/02/01/datasenado-quer-ouvir-brasileiros-sobre-multa-a-quem-nao-colabora-na-luta-contra-aedes-aegypti

O número de mortes causadas pela dengue aumentou para 16 no Paraná. São três novos óbitos nesta semana, registrados no boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (28) pela Secretaria da Saúde do Paraná.

Os casos confirmados da doença chegam a 9.976. São 1.818 a mais que na semana anterior, que havia apresentado 8.158 casos. A grande maioria é de casos autóctones – mais de 9 mil casos aconteceram nas cidades de origem das pessoas infectadas.

Aedes Aegypti. Foto: Agência Senado

Os três casos de morte pela doença confirmados nesta semana foram registrados em Foz do Iguaçu (uma mulher de 69 anos, com quadro de cardiopatia e asma); em Ibiporã (uma mulher de 54 anos portadora de hipertensão); e em Loanda (um idoso de 83 anos, sem doenças crônicas).

Os óbitos anteriores aconteceram em Cascavel, Maringá e Londrina. O Paraná soma 60.393 notificações para a dengue: 44 municípios estão em epidemia e 40 em alerta.  O informe ainda confirma mais dois novos casos de chikungunya, um em Maringá e outro em Cambira. Agora, o Paraná tem quatro casos confirmados da doença, que também é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

ORIENTAÇÃO – A Secretaria da Saúde alerta para que a população siga as recomendações de manter os quintais limpos e eliminar os focos com água parada. “O mosquito transmissor se instala em locais que acumulam lixo e água. Nossa orientação é que a população colabore com esta limpeza, só assim poderemos acabar com a dengue, zika e chikunguya”, alerta Ivana Belmonte, da Divisão de Vigilância Ambiental da SESA.

A Secretaria da Saúde informa que segue apoiando os municípios nas ações de rotina visando diminuir a transmissão de casos.

AEN/PR

Assembleia aprova projeto que facilita repasse de recursos aos municípios

09:270 comments
Assembleia aprova projeto que facilita repasse de recursos aos municípios

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou nesta segunda-feira (27) por unanimidade e em três turnos o projeto do governador Carlos Massa Ratinho Junior que facilita empréstimos do Governo do Estado aos municípios para aquisição de equipamentos, serviços, projetos e obras de infraestrutura. O texto contou com apoio de 48 deputados estaduais e abre um prazo maior para que cada cidade reveja o respectivo Plano Diretor Municipal para ter acesso a esses recursos.

A proposta se alinha à política de desenvolvimento regional do Governo na medida em que atualiza requisitos mínimos para acesso a verbas do Sistema de Financiamento dos Municípios (SFM), operado pelo Paranacidade, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedu). Em linhas gerais, o texto estabelece novos parâmetros para os planos municipais, com intuito de fomentar o planejamento de cidades menores.

De acordo com João Carlos Ortega, secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, o projeto prevê isenção na distribuição dos recursos para os 399 municípios. “Vendo as dificuldades das prefeituras criamos uma nova legislação para eles poderem se adequar. O que muda? Aqueles com planos vigentes continuam. Os que não têm podem contratar serviços. Dará mais agilidade para que os municípios busquem no Estado recursos para obras imprescindíveis”, afirmou.

Segundo Hussein Bakri, líder do Governo na Assembleia, até o ano passado 188 municípios do Paraná não possuíam Plano Diretor atualizado e o de outras 57 cidades venciam neste ano, o que impossibilitaria qualquer acesso a recursos estaduais. Atualmente, 43 municípios aguardam apenas a sanção da lei para poderem acessar quase R$ 75 milhões e outras nove cidades estão com homologações pendentes devido justamente ao Plano Diretor, em operações que somam mais R$ 6,5 milhões.

O projeto não desobriga os municípios a fazerem o Plano Diretor, mas compreende novos prazos sem prejudicar os acessos. “O Plano Diretor é uma ferramenta pública importantíssima para o desenvolvimento das cidades. No entanto, ciente de que nem todos os municípios, sobretudo os menores, conseguiram se capacitar em tempo, o governador Ratinho Junior destravou os empréstimos parados para que a população não seja prejudicada”, destacou o deputado.

O projeto ainda deve ser aprovado em redação final antes de seguir para sanção do governador.

MUDANÇAS – A Lei 15.229/2006 especificava que o município precisava de um Plano Diretor Municipal aprovado pela respectiva Câmara Municipal ou de um plano em plena execução em conformidade com o Estatuto da Cidade. Com a aprovação do novo texto, nesta segunda-feira, o município é considerado elegível se tiver plano vigente e atualizado, aprovado pela Câmara, ou ainda contratado serviços de consultoria de revisão do plano, caso ele tenha mais de dez anos, ou nomeado e designado equipe técnica para revisão.

A nova lei também especifica que os municípios menores que não possuem Plano Diretor podem usar recursos do Sistema de Financiamento dos Municípios (SFM) para organizar esse planejamento.

AEN/PR

Epidemia de dengue alcança mais cinco cidades do Paraná

22/05/2019 09:490 comments
Epidemia de dengue alcança mais cinco cidades do Paraná

Mais cinco municípios entraram na lista dos que estão em epidemia de dengue – Peabiru, Quinta do Sol, Cruzeiro do Sul, Paranapoema e Jacarezinho. Ao todo, já são 35 municípios nesta situação no Paraná, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (21) pela Secretaria de Estado da Saúde.

A epidemia é confirmada depois que a cidade aponta, proporcionalmente, mais de 300 casos por 100 mil habitantes. Em alerta estão outros 41 municípios paranaenses; estes registram mais de 100 casos por 100 mil habitantes.

“Toda a população deve estar envolvida no combate à dengue. O Paraná precisa da ajuda de todos para acabar com os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença”, alerta o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto. Ele ressalta que 80% dos focos de mosquitos se formam nos quintais e dentro das residências, principalmente nos recipientes que acumulam água parada. “Temos que eliminar os focos para o controle da dengue, para nosso bem-estar e de nossa família”, afirma Beto Preto.

A Secretaria da Saúde segue com várias frentes de combate à dengue, promovendo ações preventivas por meio do Setor de Doenças Transmitidas por Vetores, como a capacitação de profissionais para o diagnóstico e manejo clínico da dengue.

DADOS – O informe epidemiológico da semana aponta 8.158 casos confirmados de dengue no Paraná. São 1.386 a mais que na semana anterior, que apresentou 6.772 casos confirmados. Os casos autóctones, contraídos na própria cidade de residência, são 7.869. E 21 municípios apresentaram autoctonia pela primeira vez. Matinhos está entre estas cidades com 14 casos.

“Estamos intensificando as ações de combate em todo Litoral, com busca ativa de criadouros”, explica o diretor da 1ª Regional de Saúde de Paranaguá, José Carlos de Abreu. “Em Matinhos vamos iniciar uma operação nesta quinta-feira, em parceria com a secretaria municipal da Saúde e Universidade Federal do Paraná para o monitoramento da presença do mosquito transmissor em toda zona urbana”, informa.

A operação acontecerá com a instalação de armadilhas que imitam o ambiente de um criadouro em 87 residências de Matinhos. “Vamos deixar um recipiente preparado para que o mosquito deposite os ovos e quatro dias após, na segunda-feira (27), recolheremos o material para checagem de bairros com maior incidência.

“O objetivo da operação é nortear as áreas com prioridades para o controle”, complementa o biólogo da 1ª Regional, Pedro Calderaro. Os proprietários das residências onde as armadilhas serão colocadas assinaram termo de autorização.

AEN/PR

Abertas as inscrições para o Encceja 2019

21/05/2019 09:160 comments
Secretaria de Estado da Educação do Paraná, CEEBJA Paulo Freire em Curitiba, provas onlines para os alunos concluirem o ensino médio ou fundamental. 17-08-16. Foto: Hedeson Alves/SEED

Começaram nesta segunda-feira (20) as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2019. As inscrições devem ser feitas pela internet até o dia 31 de maio. Durante as inscrições os participantes devem escolher também a instituição para a qual preferem solicitar a certificação ou a declaração parcial de proficiência.

As inscrições devem ser realizadas AQUI.

As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que também faz a correção dos exames. Já a certificação é feita pelas Secretarias Estaduais da Educação e Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia que aderiram ao Encceja.

PROVAS – Serão quatro provas objetivas com 30 questões de múltipla escolha e uma redação. A nota mínima exigida é de 100 pontos nas provas e de 5 pontos na redação. As provas para o certificado do Ensino Fundamental serão Ciências Naturais; Matemática; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e História e Geografia. Já para Ensino Médio serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Para obter a Certificação de Conclusão de Ensino Fundamental ou do Ensino Médio o participante deve atingir a nota máxima nas quatro provas objetivas e na redação. Já o participante que conseguir a nota mínima em mais de uma das provas, mas não em todas, terá direito à Declaração Parcial de Proficiência.

EXAME – O exame é destinado para pessoas que não conseguiram concluir seus estudos na idade correta e agora desejam obter certificação no Ensino Fundamental ou Ensino Médio. O exame consiste na aplicação de provas com perguntas de múltipla escolha e em uma redação. O candidato aprovado em todas as disciplinas recebe a certificação, mas também é possível receber declaração de proficiência somente nas disciplinas em que for aprovado. Para o Ensino Fundamental é necessário ter 15 anos completos ou mais na data das provas, enquanto o Ensino Médio exige 18 anos completos ou mais.
CRONOGRAMA DO ENCCEJA 2019
20 a 31/5 – Inscrições
20 a 31/5 – Solicitação de Atendimento Especializado
3 a 7/6 – Solicitação de Atendimento pelo Nome Social
7/6 – Resultado da solicitação de Atendimento Especializado
10 a 14/6 – Recurso de solicitação de Atendimento Especializado
14/6 – Resultado da solicitação de Atendimento pelo Nome Social
21/6 – Resultado do recurso de solicitação de Atendimento Especializado
17 a 21/6 – Recurso da solicitação de Atendimento pelo Nome Social
26/6 – Resultado do recurso da solicitação de Atendimento pelo Nome Social
25/8 – Aplicação do exame.

AEN/PR

Apesar do crescimento do desemprego no país, taxa caiu no Paraná

16/05/2019 15:060 comments
Apesar do crescimento do desemprego no país, taxa caiu no Paraná

A taxa de desocupação no Paraná nos primeiros três meses de 2019 caiu em relação ao primeiro trimestre do ano passado e faz com que o Estado tenha um dos menores índices de desemprego no país. Além disso, o rendimento médio real dos trabalhadores paranaenses é o quarto maior do país.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 8,9% dos moradores do Estado estão procurando emprego – esse índice era de 9,6% em 2018. Apenas Santa Catarina (7,2%) e Rio Grande do Sul (8%) possuem marcas melhores.

Os números do Paraná são consideravelmente menores do que o restante do país. No Brasil, a taxa de desocupação no 1º trimestre de 2019 foi de 12,7%, 1,1% acima do trimestre anterior (11,6%) e 0,4% abaixo do 1º trimestre de 2018 (13,1%). Os maiores índices foram observados no Amapá (20,2%), Bahia (18,3%) e Acre (18%).

“Estamos trabalhando intensamente para gerar novas oportunidades de emprego e renda. Estou muito animado com as possibilidades que estamos projetando. Até agora, em quatro meses, já somamos R$ 11 bilhões em investimentos anunciados pela iniciativa privada no Paraná. Isso representa mais geração de emprego e desenvolvimento econômico”, ressaltou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

O governador lembra também que liberou R$ 2 bilhões em recursos públicos para obras em estradas, uma medida que também contribui para a criação de novas oportunidades de trabalho.

Curitiba também está com as menores taxas de desocupação dentre todas as capitais do Brasil: 8,3%, atrás apenas de Campo Grande (MS), com 8,1%, e Goiânia (GO), com (7,2%). “Esse é um excelente resultado se comparado ao mesmo período do ano passado quando o Paraná havia ficado em quinto lugar do ranking nacional. Com isso subimos duas colocações e estamos em terceiro agora em 2019”, diz a economista do observatório do Trabalho da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Suelen Glinski.

AUMENTO DA RENDA – A Pnad mostra ainda que o trabalhador paranaense tem o quarto maior rendimento médio do Brasil, com R$ 2.567,00, atrás apenas do Rio de Janeiro (R$ 2.675,00), São Paulo (R$ 2.899,00) e Distrito Federal (R$ 4.085,00).

O estudo do IBGE mostra que, em relação ao último trimestre de 2018, o Paraná registrou aumento na renda do trabalhador (3,4%), sendo o único Estado do país com variação positiva.

“O Paraná fica atrás apenas do Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, estados com custo de vida superior e com a economia muito distintas da nossa”, diz Suelen. “Importante também lembrar que em renda o Paraná fica em primeiro na Região Sul”, acrescenta.

ESFORÇOS – Segundo o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, os números comprovam que o Paraná está no caminho certo e que as diretrizes passadas pelo governador Ratinho Junior estão sendo cumpridas à risca. “Estamos qualificando os atendimentos nas Agências do Trabalhador e buscando novos meios de aproximar os trabalhadores das vagas abertas e da formalidade, para que possamos diminuir cada vez mais o número de desocupados no Paraná, levando à população paranaense mais emprego e renda”, disse.

O Departamento do Trabalho da Secretaria está mobilizado para acelerar e facilitar a entrada dos paranaenses no mercado de trabalho. Além da aproximação com empresas para que as Agências do Trabalhador façam o trabalho de recrutamento e seleção, foram entregues novos equipamentos adquiridos para aprimorar o trabalho dos servidores que atuam nas agências e agilizar o atendimento. Foram entregues 87 computadores; 63 impressoras; novo mobiliário e materiais gerais para melhor atender os trabalhadores.

Também foi lançado no início do ano o aplicativo Paraná Serviços – uma ferramenta digital que faz a intermediação entre o contratante e o prestador autônomo de serviços, fomentando a geração de renda e retirando o trabalhador da informalidade.

AEN/PR

Paraná registra 74 casos graves da gripe

14:540 comments
Paraná registra 74 casos graves da gripe

Informe da gripe divulgado nesta quarta-feira (15) pela Secretaria da Saúde mostra que, desde o início do ano, o Paraná já registrou 74 casos graves confirmados, sendo que 22 desses casos evoluíram para óbito. Do total de casos confirmados, a maior parte foi registrada entre os idosos (acima de 60 anos), com 28,4% das ocorrências.

A campanha de vacinação contra a gripe continua até o dia 31 deste mês; até o momento, 61,51% de todos os grupos prioritários tomaram a vacina.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar 90% dos grupos de crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos, gestantes (em qualquer período gestacional), mulheres que tiveram parto recente, em até 45 dias (puérperas), idosos, povos indígenas, professores, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 20 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e policiais civis e militares.

PREVENÇÃO – Além da vacina, entre os principais cuidados que devem ser tomados para diminuir o risco de contaminação pelo vírus da gripe está a higienização correta das mãos. Elas devem ser lavadas frequentemente com água e sabão, sendo recomendável também complementar o processo com a aplicação de álcool 70° em gel após a lavagem. Outro cuidado é higienizar periodicamente com álcool 70 ° em gel as superfícies que entram em contato com as mãos, como mesas, teclados e maçanetas.

Recomenda-se ainda que as pessoas evitem compartilhar talheres, copos e alimentos e sempre usem lenços descartáveis para cobrir a boca na hora de tossir, espirrar ou proteger a boca com a dobra do braço, além de manter os ambientes ventilados e evitar a aglomeração de pessoas.

HÁBITOS SAUDÁVEIS – Como ressalta o chefe da Divisão de Vigilância de Doenças Transmissíveis, Renato Lopes, os cuidados preventivos devem ser adotados continuamente. “São hábitos saudáveis que precisam ser praticados por todos para diminuir o risco de mais contaminação e disseminação não apenas do vírus da gripe, mas de uma série de outras doenças”, diz.

Ele alerta, ainda, para os sintomas da doença, que incluem febre alta (acima de 38°), dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse. “Quando há suspeita de gripe (influenza), deve-se procurar os serviços de saúde para avaliação médica o mais breve possível e iniciar o tratamento com o antiviral específico. A pessoa nunca deve se automedicar”, orienta Lopes.

AEN/PR

PR-092 e PR-239 estão no pacote de revitalizações das rodovias do Paraná

08/05/2019 15:540 comments
PR-092 e PR-239 estão no pacote de revitalizações das rodovias do Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta terça-feira (7), no Palácio Iguaçu, o programa de Revitalização de Estradas, que prevê obras em 9,8 mil quilômetros de rodovias estaduais, em todas as regiões do Paraná. O Governo do Paraná vai investir R$ 2 bilhões no programa, o maior pacote de obras feito com recursos próprios do Estado.

Para os Campos Gerais, estão previstas a revitalização de 1,9 mil quilômetros de estradas, entre elas a recuperação das rodovias PR-092 no trecho que parte de Jaguariaíva até o norte pioneiro e a PR-239 entre Arapoti e Ventania.

As obras de restauração e conservação serão feitas ao longo de três anos, com início imediato, e compreendem grande parte da malha viária estadual, que é de 12 mil quilômetros. “É um investimento robusto que atende a necessidade da malha estadual. Primeiro por uma questão de segurança, infelizmente muitas pessoas perderam suas vidas nessas rodovias mal cuidadas”, disse o governador. “Também há a questão logística. Precisamos de uma infraestrutura adequada para fazer com que a produção paranaense seja exportada para o mundo inteiro”, afirmou na solenidade, com a presença de prefeitos de todas as regiões do Paraná.

Ratinho Junior ressaltou que as medidas de ajuste adotadas pelo governo ajudam a criar um caixa para investimentos em setores importantes para a população. “Herdamos essas rodovias sem nenhum tipo de manutenção, então tivemos que fazer um caixa, diminuir custo e cortar privilégios para que comece a sobrar dinheiro para obras de infraestrutura”, afirmou.

O presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e prefeito de Pérola (Noroeste), Darlan Scalco, afirmou que todas as cidades paranaenses serão beneficiadas com as melhorias. “Muitas vidas serão salvas. Além disso, o desenvolvimento do Paraná passa por essas estradas”, disse.

IMEDIATAS – O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, explicou que os projetos já vêm de anos, mas estavam judicializados e precisaram ser revistos para readequar com os valores atuais. “Avaliamos todos os trechos. Temos rodovias em situação precária em várias regiões do Estado que precisam de uma intervenção imediata”, disse.

A Secretaria de Infraestrutura trabalha desde o início do ano junto com os órgãos de fiscalização e controle, como o Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Tribunal de Justiça, para a liberação das obras. “Precisávamos fazer o reequilíbrio dos contratos, que estavam defasados, pedir autorização aos órgãos de fiscalização para então fazer o aporte de recursos”, explicou Alex. “Faremos uma grande fiscalização das obras, junto com esses órgãos, para verificar cada centavo aplicado nas rodovias”.

OBRAS – As obras foram divididas em 33 lotes, conforme as superintendências regionais do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), e compreendem todas as regiões do Estado. Na regional Leste serão revitalizados 488 quilômetros de rodovias; nos Campos Gerais serão 1,9 mil quilômetros; no Norte, 1,9 mil quilômetros; no Noroeste, 3,2 mil e no Oeste 2,3 mil.

“O programa abrange praticamente toda a malha viária do Estado, com exceção dos trechos consorciados e que pertencem ao governo federal”, explicou o diretor-geral do DER, João Alfredo Zampieri.

Em parte dos lotes serão feitos serviços corretivos, com execução de reparos superficiais e remendos profundos localizados, além da melhoria da drenagem do pavimento. Nas rodovias que funcionam como corredor de escoamento estão previstas obras mais profundas. São serviços de segurança ao usuário e proteção do pavimento, com correções localizadas ao longo dos trechos rodoviários, e aplicação de produtos asfálticos polimerizados, que garantem mais durabilidade à pavimentação.

Além disso, todo o trecho da faixa de domínio da malha rodoviária estadual passará por conservação frequente, tanto os trechos pavimentados como os não pavimentados. Isso inclui a limpeza das sarjetas, meios-fios e bueiros; limpeza e recomposição da sinalização vertical e controle da vegetação com roçada manual, capina e remoção de resíduos.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva; os secretários de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes; e da Saúde, Beto Preto; os presidentes da Cohapar, Jorge Lange; e do Tecpar, Fábio Cammarota; os deputados estaduais Hussein Bakri, Tiago Amaral, Marcel Micheletto, Emerson Bacil, Delegado Fernando, Luiz Fernando Guerra, Anibelli Neto, Paulo Litro, Doutor Batista, Artagão Junior, Coronel Lee, Luiz Claudio Romanelli, Goura, Wilmar Reichembach, Estacho, Jonas Guimarães, Alexandre Curi, Tercílio Turini, Ricardo Arruda, Élio Rush, Cristina Silvestri, Do Carmo, Plauto Miró, Homero Marchese e Nelson Luersen e prefeitos de diversos municípios do Paraná.

Mais da metade do público-alvo não tomou a vacina contra gripe

07/05/2019 09:440 comments
Mais da metade do público-alvo não tomou a vacina contra gripe

O Paraná vacinou 1.575.906 pessoas contra a gripe no sábado (4), no Dia D da campanha nacional. O balanço ainda é preliminar. Com este total, o Estado atinge hoje 47,1% do público-alvo previsto para a imunização. A campanha segue até o dia 31 de maio, nas unidades de saúde da rede pública, com a aplicação das doses de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O balanço antecipado mostra que entre a população prioritária, as puérperas registram até agora a maior cobertura vacinal, com 72,1 % do público imunizado. Na sequência estão os indígenas, com 71,2 %, idosos com 57,9%, gestantes com 52,4% e crianças com 50,3%.

O grupo prioritário definido pela Organização Mundial da Saúde é composto por pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, mães de bebês nascidos há até 45 dias, crianças entre 6 meses e 5 anos, pessoas com doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais (que apresentem prescrição médica), professores, trabalhadores da saúde, população privada de liberdade, indígenas, funcionários do sistema prisional e profissionais das forças de segurança.

“Quem faz parte dos grupos não deve esperar as últimas semanas para se vacinar, pois o agente imunizante leva em torno de dez dias para começar a agir no organismo”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que é médico e participou da ação de vacinação no Dia D, na 16ª Regional de Saúde de Apucarana. Segundo ele, a vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença e até a morte. “Ao receber a dose o cidadão está se protegendo e protegendo o próximo”, acrescentou.

RECOMENDAÇÕES – Além da vacina, a enfermeira da Vigilância do programa de Imunização da Secretaria da Saúde, Vera Rita da Maia, recomenda como medidas preventivas a higienização frequentemente das mãos, evitar aglomerações e não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas. “São cuidados que ajudam contra a proliferação do vírus”, afirma Vera Maia.

Neste ano o Paraná já registrou 25 casos de Influenza, com 9 mortes.

AEN/PR

Paraná recebe investimento de R$ 9,1 bilhões da Klabin

17/04/2019 08:480 comments
Governador Carlos Massa Ratinho Júnior visita a fábrica da Klabin em Ortigueira, na assinatura de convênio com a empresa e a prefeitura do município para a construção da Escola Técnica de Operação Florestal e Agrícola.  -  Ortigueira, 16/04/2019  -  Foto: Jaelson Lucas/ANPr

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o presidente da Klabin Papel e Celulose, Cristiano Cardoso Teixeira, anunciaram no final da tarde desta terça-feira (16) um novo investimento da empresa no Paraná. No total, a indústria vai investir R$ 9,1 bilhões na ampliação da fábrica de Ortigueira (Unidade Puma), que está em operação desde 2017.

Governador Carlos Massa Ratinho Júnior visita a fábrica da Klabin em Ortigueira, na assinatura de convênio com a empresa e a prefeitura do município para a construção da Escola Técnica de Operação Florestal e Agrícola. – Ortigueira, 16/04/2019 – Foto: Jaelson Lucas/ANPr

Ratinho Junior destacou que o empreendimento da Klabin é o maior investimento privado da América Latina. “É um projeto que contribuirá para o desenvolvimento de todo o Paraná”, afirmou o governador que esteve em Ortigueira para o lançamento da primeira escola técnica para formação de profissionais para a indústria de papel e celulose, numa parceria entre o Estado e a indústria.

“Muitos estados estavam brigando por isso e o Paraná foi escolhido para receber esse investimento, que vai gerar milhares de empregos. A Klabin entendeu que o Paraná é um estado que vive um bom momento, que consegue fazer planejamento a longo prazo e que, acima de tudo, tem mão de obra, um povo com vocação para o trabalho”, afirmou.

“Quando se tem uma equipe como essa da Klabin e um governador que tem projeto de inserção competitiva do Paraná no Brasil e no mundo, com um compromisso muito claro de criação empregos, geração de renda e desenvolvimento, não é difícil decidir onde deveríamos nos instalar”, afirmou o presidente do Conselho da Klabin, Horácio Lafer Piva.

Em comunicado ao mercado, a direção da empresa explica que a unidade Puma II abrange a instalação de duas máquinas com capacidade de produção de 920 mil toneladas anuais de papéis Kraftliner. A construção da nova planta vai abrir 11 mil postos de trabalho na região e a companhia estima iniciar as atividades da nova planta em 2021.

De acordo com a empresa, a maior parte dos equipamentos será instalada na primeira etapa do projeto. Com isso, aproximadamente dois terços dos recursos previstos para a implantação da nova planta ocorrerão entre 2019 e 2021.

Na Unidade Puma, a Klabin já opera a produção de celulose branqueada (fibra curta, fibra longa e fluff), que continuará abastecendo os mercados interno e externo com capacidade anual de 1,6 milhão de toneladas.

PRESENÇAS – Participaram do evento os secretários de Estado da Educação e Esporte, Renato Feder; da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Marcio Nunes; da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; do Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge; e da Comunicação Social e Cultura, Hudson José; os presidentes da Paraná Desenvolvimento, Eduardo Bekin; do Instituto Água e Terra, Everton Souza; e da Fundepar, José Maria Ferreira; e o deputado estadual Alexandre Curi.

AEN/PR

Preços de ovos de Páscoa variam até 94%, mostra Procon

11/04/2019 10:300 comments
A pesquisa de preços de produtos típicos da Páscoa – ovos, coelhos e caixas de bombons – realizada pelo Procon-PR mostra que as diferenças de preços chegam a até 170,21% para um mesmo item comercializado em diversos estabelecimentos. 
Foto: SECS

O Procon Paraná, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, divulgou nesta quarta-feira (10), a pesquisa comparativa aos itens de Páscoa. Os preços variam bastante, chegando a uma diferença de até 94% entre um estabelecimento e outro.

Foto: SECS

O levantamento de preços foi realizado entre os dias 3 e 5 de abril, em Curitiba. Foram comparados 128 itens – entre eles, tabletes de chocolate, caixas de bombons e ovos de sete marcas preestabelecidas. Só fazem parte da comparação itens comercializados em no mínimo dois estabelecimentos.

Os valores constatados referem-se ao período em que a coleta foi realizada, lembrando que os preços estão sujeitos alterações por conta de promoções ou data de compra. É também importante ressaltar que uma mesma rede pode comercializar produtos iguais com diferentes valores – por isso, o cliente deve ficar bem atento.

“O objetivo da apuração é oferecer uma referência de valores médios ao consumidor e incentivar a pesquisa de preços. Os resultados não podem ser usados para fins publicitários”, diz a diretora do Procon, Claudia Silvano.

De acordo com o Procon, além do preço, a orientação é a de que seja verificada a veracidade das ofertas e das promoções. Devem ser conferidas as informações de materiais de divulgação como folhetos, anúncios ou qualquer outro veículo publicitário. Toda ou qualquer informação incorreta ou falsa é considerada como propaganda enganosa, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor.

“Este é um bom momento de explicar para as crianças o verdadeiro valor do dinheiro e o que compensa mais na hora de realizar a comprar”, diz o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Veja alguns exemplos da pesquisa:

CAIXA DE BOMBONS FERREIRO ROCHER c/ 12 unidades – 150g

MAIOR PREÇO: R$ 34,90 (Extra Hipermercado)

MENOR PREÇO: R$ 17,99 (Carrefour)

Variação: R$ 16,91 (94%)

OVO SONHO DE VALSA – 330g

MAIOR PREÇO: R$ 69,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 42,90 (Supermercado Matriz)

Variação: R$ 27,09 (63,15%)

OVO BIS MEIO A MEIO – 318g

MAIOR PREÇO: R$ 62,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 42,65 (Supermercado Matriz)

Diferença: R$ 20,34 (47,69%)

COELHO DE CHOCOLATE BATON – 60g

MAIOR PREÇO: R$ 14,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 9,12 (Supermercado Condor)

Variação: R$ 5,87 (64,36%)

CAIXA BIS AO LEITE/BRANCO – 126g

MAIOR PREÇO: R$ 5,49 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 3,45 (Walmart)

Variação: R$ 2,04 (59,13%)

TABLETE LACTA AMARGO / AO LEITE / DIAMANTE NEGRO / SHOT – 90g

MAIOR PREÇO: R$4,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 2,99 (Extra Hipermercado)

Variação: R$ 2,00 (66,89%)

OVO GAROTO SERENATA DE AMOR – 190g

MAIOR PREÇO: R$ 39,98 (Walmart)

MENOR PREÇO: R$ 29,99 (Lojas Americanas)

Variação: R$ 9,99 (33,31%)

OVO LACTA AVANGERS – 157g

MAIOR PREÇO: R$ 46,98 (Carrefour)

MENOR PREÇO: R$ 31,90 (Supermercado Matriz)

Variação: R$ 15,08 (47,27%)

OVO NESTLÉ LOL SURPRISE COM PULSEIRA – 150g

MAIOR PREÇO: R$ 74,99 (Lojas Americanas)

MENOR PREÇO: R$ 49,90 (Walmart)

Variação: R$ 25,09 (50,28%)

AEN/PR