Mães da Creche Nosso Cantinho protestaram contra corte no repasse | Folha Paranaense
Mães da Creche Nosso Cantinho protestaram contra corte no repasse
04/04/2016 às 23:31

IMG_20160404_175306829Arapoti – Durante sessão da Câmara Municipal na noite desta segunda-feira, 04,  diversas mães de crianças da creche Nosso Cantinho estiveram protestando contra o corte no repasse extra de R$ 99 mil por parte da Prefeitura Municipal, previsto no orçamento de 2016. O prefeito municipal, Braz Rizzi, decidiu renovar o convênio com a Associação São José de Assistência ao Menor de Arapoti, responsável pela administração da creche, mantendo apenas o mesmo valor repassado em anos anteriores.

O problema se deve justamente ao fato de que o Orçamento para este ano de 2016 previa uma subvenção complementar para a creche no valor de R$ 99 mil, incluída na Lei Orçamentária através de uma emenda do vereador Claudinei José Moreira (Toddynho). Segundo fontes internas da Prefeitura, o prefeito teria “vetado” o aumento no repasse, justificando a inauguração da nova Supercreche no bairro Vila Santo Antônio. O valor a ser repassado é de R$ 218 mil.

Como estava previsto em orçamento, a equipe da Creche já contava com a verba e inclusive já teria aumentado uma nova turma e contratado novos profissionais. A notícia de que a Prefeitura não repassaria os R$ 99 mil extra, totalizando uma subvenção de R$ 318 mil, pegou a diretoria da instituição de surpresa, fazendo com que possivelmente as novas vagas abertas sejam fechadas e alguns funcionários dispensados.

Protesto das Mães

Tudo isto motivou a indignação das mães que resolveram se unir e buscar sensibilizar as autoridades. “Nós estávamos almejando esta vaga na creche há mais ou menos 2 anos e como o montante não será repassado pela prefeitura, a sala será fechada, prejudicando diversas crianças” disse Marta Pozzobom, uma das líderes das mães da creche.

Ela afirmou que o prefeito quer que as crianças sejam realocadas para a nova Supercreche. “Agora eu pergunto: Como uma mãe que mora na Vila Romana vai se deslocar a pé com seu filho até esse bairro? Isto é inviável. A não ser que ele dê uma circular gratuita para as mães” afirmou Marta. Ela espera que o prefeito reveja sua posição e que repasse pelo menos 70% deste montante extra, o que seria suficiente para evitar o fechamento de vagas na creche.

Apoio da Câmara

O Presidente da Câmara Municipal, Wesley Ulrich (Lelo), disse durante a sessão que é lamentável a situação. “Nós reconhecemos o trabalho da Creche Nosso Cantinho coordenada por pessoas competentes e comprometidas com uma educação infantil de qualidade. É uma instituição de 50 anos de história e que não merece ser tratada desta maneira” comentou Lelo.

Os vereadores votaram e aprovaram o projeto de renovação de convênio com a creche, de autoria do Executivo, que prevê o repasse de R$ 218 mil. “Estamos aprovando porque existem pessoas que dependem deste valor, mas é uma vergonha uma prefeitura sancionar uma lei orçamentária prevendo o repasse de R$ 99 mil e depois ter que corrigir, mandando um projeto retirando este valor extra. Isto evidencia uma total falta de planejamento” disse.

Lelo ainda falou que lutará para que os direitos das crianças e das mães não venha a ser desrespeitado. “Estarei entrando com uma representação no Ministério Público. Isto é uma verdadeiro tapa na cara desta Câmara que aprovou esta lei orçamentária e agora é praticamente obrigada a votar um projeto contra sua vontade. Também é um tapa na cara dessas mães e crianças que confiaram neste repasse não efetuado pela prefeitura” enalteceu o vereador.

Por fim, o presidente comentou que, como alternativa, proporá que a Câmara anule alguma dotação do seu próprio orçamento para levantar esse recurso que falta para a creche. “Estaremos vendo a possibilidade de abrirmos mão de alguma verba do nosso orçamento, para devolvermos para a prefeitura e ela possa repassar à Creche. Queremos ver se isto é possível” concluiu Lelo.

Deixe seu comentário