sábado, julho 24, 2021
Início Notícias Regionais Estado já registrou 1,3 mil atropelamentos em 2016

Estado já registrou 1,3 mil atropelamentos em 2016

pedestre1O Sistema Digital de Dados Operacionais da Polícia Militar do Paraná e Corpo de Bombeiros registrou, de janeiro a abril deste ano, 1.387 ocorrências de atropelamentos, 1.481 feridos e 34 mortes no Estado. Atravessar fora da faixa de pedestre é apontado pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) como uma das principais causas de acidentes envolvendo pedestres.

“Quando o pedestre ignora a faixa, ele tem mais chances de não ser visto pelos motoristas e, dessa forma, coloca a própria vida em risco. A pressa de chegar em algum lugar ou a impaciência de esperar a sinalização também podem ser alguns motivos que estimulam essa ação, mas temos problemas de uso de fones de ouvido, falta de atenção e uso de celular”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Nos últimos dois anos, o número de mortes em atropelamentos no Paraná teve um aumento de 3,13%. Em 2014, foram 128 mortes pelo mesmo motivo. Já em 2015 foram 132 pedestres fatalmente feridos. Ao todo, foram 4.687 ocorrências registradas no Estado, com 4.953 feridos.

NACIONAL – O último boletim divulgado pelo Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DVAT) mostra que em 2015 os pedestres ocuparam o 2º lugar nas indenizações por acidentes fatais (27%) no Brasil. Nos acidentes com Invalidez Permanente, os passageiros de veículos e pedestres apresentaram a mesma participação nas indenizações: 92.518 e 92.271 (18%), respectivamente.

CAMPANHA – O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) criou uma estratégia diferente para chamar a atenção para a prevenção de acidentes e redução do número de vítimas no trânsito. Como parte das ações do movimento Maio Amarelo, a autarquia criou 31 pequenas campanhas publicitárias, com duração de um dia cada uma, sobre atitudes que podem fazer a diferença.

- Advertisment -
- Advertisment - Tersane