sábado, janeiro 16, 2021
Início ESPORTES Garotada dá conta do recado, e Tricolor estreia com vitória no Brasileiro

Garotada dá conta do recado, e Tricolor estreia com vitória no Brasileiro

Bambis 2Com boa parte do time revelada no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, o Tricolor arrancou com o pé direito no Campeonato Brasileiro de 2016. Na manhã deste domingo (15), em Volta Redonda, o São Paulo derrotou o Botafogo por 1 a 0 e começou a disputa pelo sétimo troféu da competição nacional com moral. O jovem Lucas Fernandes, com um belo gol de falta – o primeiro após a ‘era do M1TO’ -, anotou o tento solitário da partida que mostrou bons valores criados nas categorias de base do clube. Após bater os botafoguenses, os paulistas retomarão o foco no Atlético-MG pelo embate de volta das quartas de final da Libertadores da América, em Minas Gerais, na próxima quarta-feira (18).

De olho no torneio sul-americano, o São Paulo usou uma equipe alternativa neste final de semana. Denis, Bruno, Maicon, Rodrigo Caio, Mena, Hudson, Wesley, Paulo Henrique Ganso, Michel Bastos e Calleri não foram relacionados por decisão da comissão técnica, que conciliou o duelo com os cariocas também de olho no decisivo confronto com os mineiros. Dessa forma, para ‘rodar’ o elenco e dar uma oportunidade para os jogadores que não têm atuado com regularidade, Patón aproveitou para observar melhor alguns atletas revelados no CFA Laudo Natel, em Cotia.

Seis jogadores formados no clube foram relacionados pela primeira vez: o zagueiro Lucas Kal, o lateral-direito Araruna, os volantes Banguelê e Artur e os atacantes Pedro Bortoluzo e Luiz Araújo. Assim como Lucas Fernandes, que já integra o elenco, todos conquistaram os títulos da Libertadores (2016), Copa do Brasil, Copa RS e Copa Ouro (2015), pelo Sub-20. O time são-paulino ainda contou com dois importantes retornos: recuperado de estiramento na coxa esquerda, Rogério está de volta (não atua há 13 partidas). Além dele, suspenso na Libertadores, Centurión reforçou a equipe no Brasileiro.

Dessa forma, com seis garotos criados em Cotia entre os titulares, o Tricolor começou a partida com Renan Ribeiro; Auro, Lugano, Lyanco e Matheus Reis; Banguelê, Lucão e Lucas Fernandes; Wilder, Centurión e Alan Kardec. Já os mandantes foram escalados com Helton; Luis Ricardo, Emerson, Renan e Victor; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Leandrinho e Fernandes; Neilton e Ribamar. Quando a bola rolou, os paulistas encontraram dificuldades e sofreram com a marcação do Botafogo, que não deu espaços pelo meio e provocou alguns erros dos visitantes nos primeiros 45 minutos.

Os cariocas pressionaram, principalmente com jogadas pelos lados do campo e lançamentos, e ficou mais tempo com a bola no ataque. Os botafoguenses eram superiores, enquanto o São Paulo tentava chegar na frente com lançamentos. E foi justamente quando era envolvido pelo adversário que o Tricolor conseguiu balançar as redes e marcar o seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro de 2016. A missão coube ao jovem Lucas Fernandes, aos 21 minutos: o meia bateu falta com categoria no canto esquerdo do goleiro Helton Leite, que nada pôde fazer para impedir o primeiro gol do garoto de 18 anos com a camisa do São Paulo! 1 x 0! Foi o primeiro gol de falta do time são-paulino após a ‘era do M1TO’.

Depois de largar na frente e tirar o zero do placar, os visitantes cresceram na partida e conseguiram equilibrar as ações do embate. Nos minutos após o gol, o São Paulo teve mais domínio e ficou com a bola nos pés mais tempo. Assim, chegou com perigo duas vezes antes do intervalo. Aos 23, Lucas Fernandes roubou a bola no ataque, cruzou com muito perigo e Alan Kardec por pouco não anotou o segundo tento. Depois, aos 27, Centurión pedalou pela esquerda e cruzou. Alan Kardec cabeceou, mas a bola passou por cima. O Tricolor conseguiu neutralizar o Botafogo, mas o marcador não foi alterado novamente antes do intervalo.

Na volta para a segunda etapa, o São Paulo voltou bem posicionado, marcando mais na frente e tocando melhor a bola para tentar evitar as descidas do rival, que partiu para cima em busca do empate. O Botafogo pressionava, ficava no ataque, mas não criava chances claras para bater a defesa tricolor. Aos 20 minutos, para dar um pouco mais de experiência e bagagem ao time, Patón promoveu a entrada de Thiago Mendes na vaga do jovem Banguelê. Cinco minutos depois, apostou na entrada de Kelvin no lugar de Wilder, que já tinha cartão amarelo. Após conter as investidas do adversário e ganhar confiança para contra golpear, o time são-paulino quase ampliou aos 29: Centurión soltou a bomba da entrada da área, mas o goleiro Helton Leite fez a defesa.

Na reta final do confronto, Bauza colocou Rogério em campo – no lugar de Lucas Fernandes. Empurrado pela torcida, os cariocas foram para o tudo ou nada e rondaram a grande área paulista com frequência, mas a garotada são-paulina deu conta do recado e conseguiu administrar a importante vitória, que já coloca o clube firme na disputa pelo heptacampeonato nacional! Centurión até marcou um legal, que daria ainda mais brilho ao triunfo, mas a arbitragem invalidou o lance erroneamente – assinalou um impedimento. Boa estreia, ‘Expressinho’! Agora, que venha a partida de volta das quartas de final da Libertadores, em Belo Horizonte, diante do Atlético-MG na próxima quarta-feira (18).

- Advertisment -
- Advertisment - Tersane