Polícia Civil de Arapoti divulga balanço com 100% de homicídios esclarecidos em 2016 | Folha Paranaense
Polícia Civil de Arapoti divulga balanço com 100% de homicídios esclarecidos em 2016
04/02/2017 às 09:25

Arapoti – A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira, 03, quee fechou o ano de 2016 com todos os casos de homicídios esclarecidos nesse período. Ao todo, segundo a Polícia, 7  casos de homicídios dolosos aconteceram no município no último ano, além de vários culposos.

Último homicídio ocorrido em Arapoti na Vila dos Funcionários também foi esclarecido. Foto: Divulgação/Polícia Civil

No Brasil e no mundo a taxa de esclarecimento desses casos costuma ser muito baixa em razão de vários fatores, incluindo a falta de estruturação das Polícias. Nos Estados Unidos, por exemplo, com todo aparato policial e tecnológico, a média de esclarecimento desses crimes gira em torno de 65%.

Nos últimos 8 anos, a Polícia Civil de Arapoti vem mantendo-se acima da média internacional tendo a quase totalidade dos casos concluídos e esclarecidos. Atualmente, apenas dois casos ocorridos em anos anteriores a 2016 encontram-se em andamento. “O sucesso no esclarecimento dos casos vem acontecendo graças ao empenho dos profissionais que se dedicam para resolverem e de toda equipe”, afirmou o Delegado Durval Athayde.

Último homicídio esclarecido

A Polícia Civil divulgou o esclarecimento do homicídio ocorrido no último dia 31 de Janeiro, por volta das 15h30min na Vila dos Funcionários, onde um rapaz de 16 anos foi alvejado por diversos disparos de arma de fogo. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e veio a óbito pouco tempo depois.

Os Policiais Civis e Militares foram chamados e estiveram no local do homicídio, colhendo informação sobre a ocorrência, o que levou a dois suspeitos do crime. Ambos foram procurados pela Polícia e não foram encontrados. Outras informações confirmaram as suspeitas dos policiais.

Segundo havia sido apurado, outro morador da Vila dos Funcionários e um amigo eram os responsáveis pelo crime. No final da tarde, os policiais descobriram que um deles havia se escondido em uma mata próxima ao bairro. Depois de realizarem diligências, um rapaz de 18 anos foi preso. Confessou o crime e justificou que a vítima havia furtado uma moto do amigo e dinheiro e, por isso, resolveram matá-lo. O comparsa ainda se encontra foragido. Todos os envolvidos já eram conhecidos pela Polícia por envolvimento em outros crimes.

Fonte: Polícia Civil

Deixe seu comentário