Após mais de 21h termina a rebelião na Cadeia Pública de Arapoti | Folha Paranaense
Após mais de 21h termina a rebelião na Cadeia Pública de Arapoti
22/04/2017 às 15:30

Arapoti – No início da tarde deste sábado, 22, por volta das 14h30min teve fim a rebelião dos detentos na cadeia pública do município. Após pouco mais de 21 horas, os amotinados soltaram o agente carcerário que era mantido refém. Não houve feridos segundo o Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (DEPEN).

Familiares aguardavam notícias do fim da rebelião em frente à Cadeia Pública

Os presos tiveram em parte suas reivindicações atendidas. Segundo informou o Chefe da 2ª Regional do Depen, Sebastião Cesar Araújo, seis presos serão transferidos para a Cadeia Pública de Jaguariaíva. Na segunda-feira, 24, a Justiça da Comarca de Arapoti também já se comprometeu em fazer uma revisão dos processos para acelerar a transferência de outros detentos ou até mesmo a liberdade de alguns que cumprem penas pequenas.

A rebelião teve início por volta das 17h desta sexta-feira, 21, quando os presos dominaram o agente carcerário no momento em que ele entregava os alimentos nas celas. Os detentos lutam contra as condições desumanas a qual estão sujeitos na cadeia pública de Arapoti, que hoje está superlotada. A capacidade é para até 30 detentos, mas abrigava, até este sábado, 76.

A Polícia Civil e Militar de Arapoti e Jaguariaíva deram todo o suporte necessário para conter a rebelião. O investigador Angelo Simões e advogados dos detentos estiveram a frente das negociações que acabaram de maneira positiva, sem fugitivos e sem feridos. Os familiares dos presos respiraram aliviados com o fim do conflito. Muitos passaram a noite em frente à Cadeia. Eles ainda exigem melhores condições aos detentos.

Deixe seu comentário