Timão bate Ponte Preta no 1º jogo da final do Paulistão | Folha Paranaense
Timão bate Ponte Preta no 1º jogo da final do Paulistão
30/04/2017 às 21:52
Com uma apresentação impecável de jogo coletivo e união, o Corinthians conquistou um resultado fundamental para buscar o título do Paulistão Itaipava 2017. No estádio Moises Lucarelli, em Campinas, o Alvinegro do Parque São Jorge venceu a Ponte Preta por 3 a 0, gols de Rodriguinho (2) e Jadson, jogo de ida da final. Agora, pode até perder por dois gols de diferença na partida de volta que fica com o troféu de campeão estadual de 2017, no próximo domingo (07), às 16h, na Arena Corinthians,
Timão escalado: Com força máxima, o técnico Fábio Carille mandou a campo o Corinthians com Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel; Jadson, Rodriguinho, Maycon e Romero; Jô. A mesma equipe dos últimos jogos.
Pressão alvinegra: Os primeiros 10 minutos de jogo foram de superioridade do Corinthians. Logo aos dois minutos, Maycon deu um belo passe para Romero, mas Aranha conseguiu evitar o chute do paraguaio. Aos nove minutos, Gabriel lançou Fagner na ponta direita. O lateral cortou o zagueiro e rolou para Jô chutar para mais uma defesa do goleiro adversário. Maycon ainda tentou no rebote, porém, parou na zaga pontepretana.
Gol do Corinthians: Aos 14 minutos, o Timão abriu o placar no Moises Lucarelli. Após lançamento de Cássio, Jô desviou de cabeça e Romero ficou com ela. O camisa 11 tocou de volta para Jô, que, de primeira, ajeitou para Rodriguinho balançar a rede e colocar o Timão em vantagem.
Partida parelha: A partir dos 20 minutos, a Ponte Preta passou a ser mais agressiva, chegando ao campo de ataque com mais frequência do que no início do jogo. A defesa do Corinthians estava firme – sobretudo nas bolas aéreas –, e Cássio não precisou fazer nenhuma intervenção mais complicada.
Boas chances no fim da etapa: Rodriguinho quase aumentou o marcador, aos 43 minutos. Fagner cobrou lateral para Jô, que devolveu para o camisa 23. Após cruzamento de perna esquerda, Rodriguinho cabeceou, mas parou nas mãos de Aranha. Já nos acréscimos, Romero e Maycon fizeram boa jogada pela esquerda, e o camisa 30 cruzou para Rodriguinho – novamente –, que chutou forte, mas para cima do gol.
Sistema defensivo sólido: O segundo tempo começou com a Ponte Preta tentando propor o jogo em busca do empate, mas, assim como na etapa inicial, a defesa corinthiana seguiu bastante consistente, impedindo os lances de mais perigo da equipe de Campinas. O Timão apostava nos contra-ataques para criar oportunidades no campo de ataque.
Golaço: Foi justamente em um contra-ataque que o Corinthians chegou ao segundo gol no Moisés Lucarelli. Rodriguinho carregou a bola pela esquerda desde o campo de defesa, trouxe para o meio, cortou Yago e rolou para Jadson fuzilar o gol de Aranha e aumentar o marcador. Foi o segundo gol do camisa 77 no estadual e o terceiro em 2017.
Alterações: Já pensando no jogo da volta, quando não terá Gabriel – suspenso após levar o terceiro cartão amarelo na primeira partida da final –, Carille substituiu o camisa 5 e colocou Paulo Roberto no lugar, aos 16 minutos. Depois, aos 31  minutos, Clayton entrou no lugar de Jadson.
3 a 0 para o Timão: Aos 35 minutos, Fagner cobrou lateral direto para a área, e a bola passou por todo mundo, menos por Rodriguinho, que cabeceou forte, sem chances para Aranha. Foi o quarto gol dele no Paulistão Itaipava e o sétimo em 2017 – todos em mata-matas.
Última substituição: Logo após o terceiro gol do Corinthians, Carille promoveu a troca final na partida. Camacho entrou no lugar de Maycon.
Timão segura a pressão: A Ponte Preta partiu para tentar diminuir a vantagem do Corinthians nos últimos minutos da partida. Apesar da pressão, o sistema defensivo seguiu impecável, garantindo o excelente resultado em Campinas.
Grande decisão: O Corinthians tem a vantagem até de perder por dois gols de diferença para levantar o caneco na semana que vem. Fábio Carille terá os desfalques de Gabriel e Rodriguinho, que estavam pendurados e levaram o terceiro cartão amarelo no jogo de ida da final.
Deixe seu comentário