terça-feira, janeiro 26, 2021
Início Notícias Regionais Em operação, Polícia desmonta quadrilha de traficantes em Sengés

Em operação, Polícia desmonta quadrilha de traficantes em Sengés

Sengés – A cidade amanheceu nesta quarta-feira, 26, com dezenas de policiais civis e militares nas ruas atrás de uma quadrilha de traficantes de drogas que é liderada por um preso, suspeito de ligação com uma facção criminosa. Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada pela Polícia Civil de Sengés com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A ação policial reúne cerca de 50 policiais civis e militares e acontece também em Curitiba e na cidade de Piraquara, região metropolitana. Foram expedidos 11 mandados de prisão, 24 de busca e apreensão, três de internação provisória de adolescente e outros dois de condução coercitiva – quando a pessoa é levada para prestar depoimento.

As investigações começaram há seis meses a partir da notícia de envolvimento de um servidor da prefeitura de Sengés com o tráfico de drogas no município. A suspeita era de que o funcionário, que também trabalha como mototaxista, realizava entregas de pequenas quantidades de drogas em toda a cidade. A droga vinha do Estado de São Paulo sendo distribuída na cidade de Sengés.

Durante o trabalho de investigação, constatou-se que tratava de uma rede do narcotráfico em Sengés que contava com a participação de um homem que está preso na Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP). O detento comandaria a distribuição da droga em Sengés contando com a participação da mulher e de um homem apontado como braço direito dele.

A Polícia Civil suspeita que a quadrilha seja responsável pelo furto de uma retroescavadeira da prefeitura municipal de Sengés. Esta máquina estaria sendo negociada assim como camionetes para outros criminosos. Os presos durante a Operação Fênix irão responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e lavagem de dinheiro.

A operação conta com policiais civis da Delegacia de Sengés, de Jaguariaíva, Ponta Grossa, Curitiba, além de policiais civis e militares da Força Tarefa do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Choque da Polícia Militar.
Fonte: Polícia Civil

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

- Advertisment -
- Advertisment - Tersane