Liminar suspende atos de CPP contra prefeito | Folha Paranaense
Liminar suspende atos de CPP contra prefeito
12/08/2017 às 13:07

Arapoti – O Juiz de Direito da Comarca de Arapoti, Djalma Aparecido Gaspar Júnior, deferiu parcialmente nesta sexta-feira, 11, o pedido de suspensão, por parte da defesa do prefeito Braz Rizzi, de atos realizados pela Comissão Parlamentar Processante (CPP) da Câmara Municipal.

Com isso alguns atos realizados pela CPP foram cancelados e terão que ser refeitos. Devido às más interpretações e informações divulgadas por veículos de comunicação, a Câmara decidiu divulgar nota oficial neste sábado, 12, esclarecendo a situação e reafirmando que os trabalhos da comissão continuam. Confira o texto na íntegra:

A Comissão Parlamentar Processante (CPP) reforça seu compromisso público com imparcialidade, transparência e seriedade, e esclarece as últimas informações publicadas pela mídia sobre o Processo que pode levar à Cassação do Prefeito Municipal Braz Rizzi (DEM).
O Juiz da Comarca de Arapoti, Djalma Gaspar Junior, expediu medida liminar suspendendo a sessão realizada no dia 26 de julho, bem como novos atos da CPP, inclusive a que estava marcada para acontecer neste sábado,12 de agosto.

O motivo da suspensão foi o não comparecimento do advogado do Prefeito Municipal em data estipulada pela Comissão, que mesmo notificado alegou outro compromisso de trabalho. Os atos suspensos serão remarcados, e a tramitação do Processo de Cassação irá continuar respeitando as fases do procedimento.
O Processo de Cassação apura irregularidade na cessão de maquinários agrícolas para a Associação dos Agricultores do Bairro Cerro do Leão sem a autorização legislativa, conforme expresso na Lei Orgânica Municipal.
A CPP reforça que em nenhum momento usou o processo de cassação para denegrir a imagem do Prefeito Municipal, jogando informações tendenciosas na imprensa local a fim de enganar a opinião pública, nem mesmo se prevaleceu dos fatos para promover sua imagem.

Deixe seu comentário