domingo, outubro 24, 2021
Início ESPORTES Palmeiras toma dois gols no fim e perde para o Boca Junior...

Palmeiras toma dois gols no fim e perde para o Boca Junior em La Bombonera

O Palmeiras visitou o Boca Juniors nesta quarta-feira (24), no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, pela primeira partida da semifinal da Conmebol Libertadores. Pelo placar de 2 a 0, com gols de Benedetto, no segundo tempo, o time da casa saiu vitorioso. O Verdão volta a campo pelo Continental na próxima quarta-feira (31) com o objetivo de reverter o placar, no Allianz Parque, às 21h45 de Brasília, e avançar à final da competição.

O time da SE Palmeiras, em jogo a equipe do CA Boca Juniors, durante partida valida pelas semi finais (ida), da Copa Libertadores, no Estádio La Bombonera.

Apesar do revés desta quarta (24), a campanha do Verdão em 2018 na Libertadores aponta números favoráveis até aqui: foram 20 gols marcados e apenas seis sofridos em 11 jogos disputados, com oito vitórias, um empate e duas derrotas. O Palmeiras visa repetir 1999 e conquistar o título da mais importante competição das Américas, pela segunda vez.

Vale lembrar que esta é a 7ª vez que o Palmeiras figura entre os quatro melhores da Libertadores (as outras semifinais foram alcançadas em 1961, 1968, 1971, 1999, 2000 e 2001). Portanto, um feito inédito atingido pela primeira vez em 17 anos – a última havia sido em 2001.

Individualmente, alguns jogadores possuem números que chamam a atenção. Borja saiu no segundo tempo para dar lugar a Deyverson e, mesmo não tendo balançado as redes contra o Boca, o colombiano segue como o goleador máximo no certame: são nove gols marcados, ao lado de Morelo, do Independiente Santa Fé-COL – que já foi eliminado na primeira fase. Borja também é o maior artilheiro do time alviverde em 2018, com 19 bolas na rede.

Ao longo de sua trajetória na mais importante competição das Américas, o Alviverde já contou com quatro artilheiros: Tupãzinho (1968, com 11 gols), Lopes (em 2001, com nove gols), Marcinho e Washington (ambos em 2006, com cinco gols cada um). E agora, Borja vem repetindo esta sina.

E não são só os atletas. O técnico Luiz Felipe Scolari também coleciona marcas e recordes pelo Palmeiras. Além de ser o único treinador na história do Verdão a chegar em três semifinais de Libertadores – as outras foram em 1999 e 2001 –, ele também é o técnico que por mais vezes esteve à frente do time em jogos de Libertadores (33) e que mais venceu (17).

Tradição na Libertadores

O Palmeiras é o time brasileiro com mais edições disputadas da Libertadores. Neste ano, o clube alviverde chegou a 18 edições participadas no torneio continental, ao lado de Grêmio e São Paulo. São, ao todo, 173 jogos pela Libertadores, com 91 vitórias, 32 empates e 50 derrotas (307 gols marcados e 195 sofridos).

O Maior Campeão do Brasil é o clube brasileiro com mais gols na história da Conmebol Libertadores: o time alviverde marcou 307 vezes. Com isso, a equipe palestrina ocupa a décima colocação do ranking geral de clubes, considerando times estrangeiros. Neste quesito, o líder é o River Plate-ARG, com 544 bolas na rede.

Vale ressaltar que o Alviverde também é o time brasileiro com mais bolas na rede como visitante na principal competição das Américas, com 127 tentos anotados fora de seus domínios ao longo de suas participações no torneio continental.

Em 2018, o Verdão se isolou como o brasileiro com mais vitórias fora de casa na Libertadores. São 33 triunfos fora de seus domínios no Continental, dois a mais do que o Cruzeiro, com quem antes o Alviverde dividia a primeira posição – a equipe mineira contabiliza 31 vitórias no certame como visitante.

O Verdão carrega ainda a fama histórica de ter sido o primeiro brasileiro a ter disputado uma final de Libertadores. Foi em 1961, quando enfrentou o Peñarol na grande decisão e ficou com o vice-campeonato. O Alviverde ainda chegou à final em 1968 e 2000, além de 1999, quando foi campeão. O clube ainda alcançou a fase semifinal em 1971 e 2001.

Experiência não falta ao atual elenco palmeirense em busca do bicampeonato. Afinal, cinco atletas já foram campeões do mais importante torneio das Américas. São eles: Edu Dracena, pelo Santos, Marcos Rocha, pelo Atlético Mineiro, Willian, pelo Corinthians, e Miguel Borja e Alejandro Guerra, ambos pelo Atlético Nacional-COL. Além disso, o técnico Luiz Felipe Scolari conquistou o título em 1999, pelo Palmeiras, e em 1995, pelo Grêmio.

1º brasileiro a vencer em 6 países diferentes em uma única edição da Libertadores

Em 2018, o time palmeirense alcançou uma façanha inédita dentre clubes brasileiros: venceu em seis países diferentes em uma mesma edição da mais importante competição das Américas, acumulando triunfos na Colômbia (contra o Junior Barranquilla), Argentina (Boca Juniors), Peru (Alianza Lima), Paraguai (Cerro Porteño), Chile (Colo Colo) e no próprio Brasil (Alianza Lima. Junior Barranquilla e Colo-Colo). Antes, o Verdão estava empatado com outros cinco times nacionais que já conseguiram vencer em cinco países diferentes na Libertadores. São eles: Cruzeiro (1976), Flamengo (1981), Vasco (2001), Santos (2007) e Grêmio (2009).

Agenda

O Palmeiras volta a campo neste sábado (27), às 19h de Brasília, no Maracanã, para enfrentar o Flamengo, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro – o Verdão é o atual líder do certame nacional, com 62 pontos, e o segundo colocado é justamente o Flamengo, com 58. Pela Libertadores, o Maior Campeão do Brasil joga na quarta-feira (31), e recebe o Boca Juniors no Allianz Parque com o objetivo de reverter o placar adverso de 2 a 0 no jogo de ida, para, no mínimo, levar a partida para os pênaltis e avançar à decisão do Continental.

- Advertisment ----------------