Polícia mata homem que fez a família de refém em Jaguariaíva | Folha Paranaense
Polícia mata homem que fez a família de refém em Jaguariaíva
16/06/2019 às 14:14

Jaguariaíva – No início da madrugada deste domingo, 16, um homem de 36 anos foi morto por um policial militar durante um sequestro ocorrido no bairro Pedrinha. Ederson Leandro Cordeiro foi atingido por um disparo de arma de fogo, enquanto mantinha a esposa e mais três filhos reféns dentro da própria residência. Ele não resistiu ao ferimento provocado pela bala e morreu. Seu corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Grossa.

Segundo relatório divulgado pela Polícia Militar (PM), o homem estava armado com uma faca. Ele teria ameaçado matar a esposa  e os filhos se o seu cunhado não comparecesse ao local. Ederson disse aos policiais ter sido agredido pelo cunhado e exigia que a equipe policial o levasse até sua residência.

A equipe da PM afirmou que tentou por horas negociar com o autor e que ele a todo tempo ameaçava as crianças com a faca. Porém, em um determinado momento, quando o homem saiu com a metade do corpo para fora da casa para expelir a fumaça do cigarro, um policial militar posicionado, conseguiu efetuar um disparo de arma de fogo e conter o homem.

Durante a revista, a PM disse ter encontrado na cintura do agressor outras duas facas. Ederson chegou a ser atendido pela equipe do Corpo de Bombeiros, porém não resistiu ao ferimento e entrou em óbito no local. Diante dos fatos, foi acionada a criminalística e o IML para as devidas providências.

Deixe seu comentário