terça-feira, janeiro 26, 2021
Início ESPORTES Athletico goleia o Goiás por 4 a 1 no Caldeirão

Athletico goleia o Goiás por 4 a 1 no Caldeirão

O Furacão voltou a soprar forte no Joaquim Américo! Em uma atuação de alta intensidade, o Athletico criou uma chance de gol após a outra ao longo dos 90 minutos e goleou o Goiás por 4 a 1!

Mesmo dominando totalmente a partida, o Rubro-Negro não teve facilidade. Pelo contrário. Saiu atrás no placar, com um gol no último minuto do primeiro tempo. Mas atropelou o adversário na segunda etapa, com gols de Léo Pereira, Rony, Adriano e Marco Ruben.

Com o resultado, o Rubro-Negro chega à oitava posição no Campeonato Brasileiro, com 42 pontos. O próximo desafio do Furacão está marcado para as 21h30 da próxima quinta-feira, contra o Internacional, em Porto Alegre.

O Jogo

Desde o início, o Furacão impôs o seu ritmo habitual, encurralando o adversário em seu campo de defesa. O primeiro bom lance aconteceu logo aos dois minutos, com Adriano lançando para Rony, que por pouco não conseguiu alcançar.

Aos dez, o Athletico esteve muito perto de abrir o placar em cobrança de escanteio. Adriano cruzou com perfeição para Thiago Heleno, mas o goleiro Tadeu conseguiu defender a cabeçada.

O goleiro voltou a salvar o Goiás aos 19’, em cabeçada de Marco Ruben. Aos 20’, Rony conseguiu balançar a rede, mas o assistente anotou impedimento no toque de cabeça de Marco Ruben. E aos 23’, foi Nikão quem chutou de primeira, após cobrança de escanteio, exigindo nova defesa de Tadeu.

Mas a melhor chance rubro-negra aconteceu aos 34’. Nikão avançou pela esquerda, cruzou para trás e Cittadini chegou batendo. O goleiro espalmou nos pés de Marco Ruben, mas Rafael Vaz conseguiu salvar em cima da linha!

O Furacão não parava e aos 37’, Rony bateu cruzado, a bola desviou na zaga e quase sobrou para Marco Ruben, mas o goleiro chegou antes e conseguiu tirar. Aos 43’, Léo Cittadini passou por dois e bateu de esquerda, para mais uma defesa de Tadeu.

Com tantas chances criadas, era incrível que o Athletico não estivesse na frente. E aos 44’, em uma das únicas chances criadas pelo Goiás, Rafael Moura ainda conseguiu colocar o adversário em vantagem.

Furacão arrasador no segundo tempo

Na volta do intervalo, o Rubro-Negro seguiu em ritmo avassalador. Só que agora, os gols finalmente apareceram. Na primeira jogada, Rony quase marcou. Mas aos 2’, Khellven cruzou da direita, Rony bateu e Tadeu defendeu. Desta vez, a bola sobrou para Léo Pereira, que não perdoou: 1 a 1!

A virada saiu logo em seguida. Aos 7’, Rony recebeu lançamento de Marco Ruben, disparou livre de marcação e finalizou com precisão: 2 a 1 para o Furacão!

O Athletico seguia criando uma chance após a outra e conseguiu ampliar a contagem aos 16’. Marco Ruben recebeu pela direita, invadiu a área e rolou para Léo Cittadini, que bateu de primeira. Tadeu fez mais uma grande defesa, mas Adriano pegou o rebote e mandou para rede: 3 a 1! O primeiro gol do lateral-esquerdo com a rubro-negra!

Em vantagem, o Furacão seguiu melhor em campo. Aos 22’, Nikão bateu com perigo da entrada da área. O goleiro Tadeu, o grande nome do Goiás na partida, fez um milagre aos 43’, em uma bomba de Braian Romero, e mais uma grande defesa aos 45’, em mais uma finalização de Rony.

Mas aos 48’, ele não conseguiu evitar o quarto do Athletico. Rony foi lançado pela esquerda e tocou para Marco Ruben, que tocou para o gol: 4 a 1 no placar do Caldeirão!

Ficha técnica: Athletico Paranaense 4 x 1 Goiás
Campeonato Brasileiro – 28ª rodada
Data:27/10/1978
Horário: 16h
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)

Athletico Paranaense: Santos; Khellven, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Marcio Azevedo, aos 33’ do 2º tempo); Wellington (Camacho, aos 19’ do 2º tempo); Nikão (Braian Romero, aos 28’ do 2º tempo), Bruno Guimarães, Léo Cittadini e Rony; Marco Ruben
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Léo Pereira, aos 2’, Rony, aos 7’, Adriano, aos 16’, e Marco Ruben, aos 48’ do 2º tempo
Cartões amarelos: Khellven

Goiás: Tadeu; Yago Rocha, Rafael Vaz, Fábio Sanches e Jefferson; Yago Felipe, Léo Sena (Felipe Trindade, aos 21’ do 2º tempo) e Breno (Marlone, aos 15’ do 2º tempo); Michael, Rafael Moura (Vinícius, aos 45’ do 2º tempo) e Lendro Barcia
Técnico: Ney Franco
Cartões amarelos: Breno
Gol: Rafael Moura, aos 45’ do primeiro tempo

- Advertisment -
- Advertisment - Tersane