Após estar perdendo por 2 a 0, Paraná vira nos acréscimos e segue na Copa do Brasil | Folha Paranaense
Após estar perdendo por 2 a 0, Paraná vira nos acréscimos e segue na Copa do Brasil
27/02/2020 às 10:09

Foi um verdadeiro “teste para cardíaco”. Na raça e na persistência, o Paraná Clube foi buscar uma virada histórica, nos acréscimos, e garantiu classificação à terceira fase da Copa do Brasil. Pior para o Bahia de Feira, que chegou a abrir dois gols, mas não conseguiu sustentar a vantagem. Na noite desta quarta-feira (26), o Tricolor fez 3×2 e, agora, irá encarar o Botafogo-RJ.

O Paraná começou o jogo cumprindo o seu papel: pressionando o adversário e buscando, insistentemente, jogadas pelos flancos para tentar minar a defesa baiana. Mesmo chegando algumas vezes, o Tricolor não conseguia uma boa finalização. Do outro lado, o técnico do Bahia, com 25 minutos, já foi obrigado a mexer duas vezes na equipe. A melhor chance do Paraná surgiu aos 30 minutos, num chute de Michel, que Alan mandou pela linha de fundo.

Apesar do controle das ações, o Tricolor era pouco contundente e foi para o intervalo amargando o empate sem gols. Logo no início do segundo tempo, Allan Aal trocou Carlos Dias – que tinha cartão amarelo – por Renan Bressan. Aos 12 minutos, num chute cruzado, Marcelo quase abriu o placar. Mas, então veio a ducha fria. Numa bola esticada para Léo Porto, o atacante do Bahia bateu cruzado e abriu o placar.

Logo depois, o Paraná teve a chance do empate. Marcelo recebeu na área e, cara a cara com o goleiro, carimbou o travessão. O quadro se complicaria ainda mais aos 23 minutos. Alex Cazumba, em uma falta distante, acertou um “balaço” no ângulo esquerdo: 2×0. Com Rodrigo Rodrigues e Andrey em campo, o Tricolor tentava, mas não conseguia criar uma grande oportunidade. Os chutes de Michel e Fabrício, de fora da área, pararam nas mãos de Alan.

Quando tudo parecia perdido – a torcida protestava contra time e diretoria –, veio a reação. Aos 46 minutos, numa cobrança de escanteio, Thales apareceu na área para conferir, de cabeça. O Paraná não deixou o Bahia respirar e empatou o jogo no minuto seguinte. Na jogada de Thiago Alves, pela esquerda, Fabrício bateu de primeira, no canto: 2×2. Nesse momento, com a Vila novamente “fervendo”, o Paraná chegou à virada heroica.

O Tricolor reclamou de pênalti, aos 50 minutos. O lance polêmico gerou confusão e a expulsão de Paulo Paraíba. A falta foi marcada fora da área e, aos 53, com um chute preciso no ângulo esquerdo, Renan Bressan definiu a virada e a classificação. Com a vitória, além de avançar na Copa do Brasil, o Tricolor garantiu a premiação de R$ 1,5 milhão.

 

Paraná Clube 3×2 Bahia de Feira

Paraná: Marcos; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos Dias (Renan Bressan), Kaio e Michel; Marcelo (Rodrigo Rodrigues), Raphael Alemão (Andrey) e Thiago Alves. Técnico: Allan Aal

Bahia: Alan; Escuro, Paulo Paraíba, Menezes e Alex Cazumba; Diones, Capone e Jefferson; Neguinho (Pelé), Deon e Jonathan (Léo Porto). Técnico: Barbosinha

Local: Durival Britto (Curitiba-PR)

Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)

Assistentes: Hélcio Araújo Neves (PA) e José Ricardo Guimarães Coimbra (PA)

Renda: R$ 121.625,00

Público pagante: 6.277

Público total: 6.612

Gols: Léo Porto aos 14’, Alex Cazumba aos 23’, Thales aos 46’, Fabrício aos 47’ e Renan Bressan aos 53’ do 2º tempo

Cartões amarelos: Carlos Dias, Fabrício, Andrey, Renan Bressan e Michel (Paraná). Alan (Bahia)

Expulsão: Paulo Paraíba aos 50’ do 2º tempo

 

Departamento de Comunicação – PRC

Deixe seu comentário