Arapoti e Jaguariaíva já ultrapassaram o pico da pandemia? | Folha Paranaense
Arapoti e Jaguariaíva já ultrapassaram o pico da pandemia?
10/07/2020 às 16:36

Esta é a dúvida que fica na cabeça da população neste momento. Será que o pior já passou? Ainda é muito cedo para afirmar, afinal especialistas apontam que o estado do Paraná será o último do país a chegar no pico da pandemia. Projeção da plataforma de ciências Funcional Health Tech prevê que o estado deve atingir este pico no dia 24 de agosto.

Mas nada impede que municípios da região o atinjam antes. Pelos gráficos apresentados nesta reportagem, Arapoti e Jaguariaíva podem sim ter vivido o momento mais complicado da pandemia na segunda quinzena de junho. Arapoti teve o primeiro caso registrado no dia 31 de maio, mais de 15 dias depois do primeiro registrado em Jaguariaíva, porém o crescimento em Arapoti foi mais acelerado.

Até esta quinta-feira, 09, Jaguariaíva tinha um total de 116 casos da Covid-19 com um óbito e Arapoti 141 casos e também com uma única morte. Enquanto Jaguariaíva encerrou a sua oitava semana de registros da doença  nesta quarta-feira, 08, Arapoti ainda está no meio de sua sexta semana, que se encerra neste sábado, 11.

Casos da Covid-19 em Arapoti por semana. Gráfico: Folha Paranaense

Arapoti teve um crescimento mais descontrolado. Na 1ª semana (31/05 à 06/06) foram nove casos. Já Jaguariaíva, teve apenas um caso em sua primeira semana (14/05 à 20/05). Arapoti teve um recorde de casos já na sua terceira semana com 38 (14/06 à 20/06) e depois teve uma queda para 32 na quarta semana (21/06 à 27/06) e para 27 na quinta semana (28/06 à 04/07). Seguindo a média de casos da atual semana, a cidade pode fechar com 17 contaminados, demonstrando uma nítida queda.

Já Jaguariaíva manteve um crescimento mais controlado até atingir um estouro de registros em sua sexta semana com 36 casos (18/06 à 24/06). Desde então, os números mostram uma queda com 18 casos na sétima semana (25/06 à 01/07) e 20 na oitava semana (02/07 à 08/07).

Casos da Covid-19 em Jaguariaíva por semana. Gráfico: Folha Paranaense

Apesar dos números mostrarem uma certa estabilização e até uma diminuição de casos, o momento ainda é de muita cautela e uma flexibilização e relaxamento nas medidas de contenção do coronavírus pode fazer com que a curva volte a crescer.

“É uma ilusão achar que a curva foi desacelerada, pois não foi. É muito cedo ainda. Nós estamos em meio a disseminação do coronavírus e vão acontecer ainda muitos casos se o comportamento das pessoas não mudar. Nós dependemos do entendimento e da adesão das pessoas em relação ao distanciamento social e ao isolamento para quem está com os sintomas. Só assim poderemos conter a disseminação do vírus” disse a Chefe da Epidemiologia do Município de Arapoti, Márcia Giglio, em reunião virtual com os vereadores na última terça-feira, 07.

Deixe seu comentário