Polícia esclarece e identifica autores de furto a loja de roupas infantis | Folha Paranaense
Polícia esclarece e identifica autores de furto a loja de roupas infantis
30/09/2020 às 17:05

Jaguariaíva – A Polícia Civil identificou os autores do furto ocorrido no dia 12 de julho a uma loja de roupas infantis da cidade. Um dos criminosos é morador de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, e tem 50 anos. O outro envolvido tem 54 anos e mora em Curitiba.

 À época dos fatos, a princípio, os elementos não foram reconhecidos. Eles entraram no estabelecimento no período da madrugada após terem pintado as câmeras de segurança da loja e também as da vizinhança. “ Os elementos arrombaram a porta do estabelecimento e subtraíram todas as vestimentas que estavam no local, gerando um grande prejuízo financeiro à proprietária” esclareceu o delegado Derick Moura Jorge

Com base nas informações coletadas, o Setor de Investigações da Delegacia de Jaguariaíva empreendeu diversas diligências identificando os autores do crime. O delegado, então, representou pela decretação da prisão preventiva dos suspeitos, bem como pela expedição dos devidos mandados de busca e apreensão, sendo tais pleitos deferidos pelo Poder Judiciário local.

As buscas foram cumpridas nos municípios de Curitiba e Fazenda Rio Grande, sendo que os suspeitos seguem foragidos. “Relevante destacar que tais homens foram identificados pela equipe da Polícia Civil de Jaguariaíva como suspeitos de, pelo menos, mais seis crimes similares ocorridos em outras cidades do Estado do Paraná, sendo tais informações repassadas às respectivas unidades policiais” explicou Derick

O Inquérito Policial relativo aos fatos ocorridos em Jaguariaíva será encaminhado ainda esta semana ao Ministério Público Estadual onde, após o eventual oferecimento de denúncia, será possível a divulgação das fotos e nomes dos foragidos, em respeito ao contido no artigo 38 da Lei nº 13.869/19 (Lei de Abuso de Autoridade), bem como pleiteada a reparação do prejuízo econômico sofrido pela vítima.

Deixe seu comentário