segunda-feira, outubro 25, 2021
Início Notícias Regionais Clima atrapalha, mas cooperados CAPAL superam expectativa de produção com aumento de...

Clima atrapalha, mas cooperados CAPAL superam expectativa de produção com aumento de área

A produção de trigo e aveia dos associados da Capal Cooperativa Agroindustrial apresentou crescimento na safra de 2020. O trigo totalizou 160.542 toneladas, cerca de 30% a mais que a expectativa. Esse número foi proveniente de um acréscimo na área de plantio que, a princípio era de 42 mil hectares, e passou para 52 mil hectares.

Já a aveia, que em grande parte é usada como cobertura, devido à alta nos preços de produtos alternativos para a produção de ração, acabou sendo destinada a grãos, e não a cobertura. Com essa mudança de propósito, a aveia chegou a três dígitos de crescimento, com 7.502 toneladas colhidas, quase 219% a mais que o esperado (2.384 toneladas). Outras culturas de inverno, como cevada e triticale, somaram 17 mil toneladas nesta safra. A cevada vem ganhando destaque nos últimos anos.

O coordenador do Departamento Técnico das Unidades de São Paulo, Airton Pasinatto, explica que os fatores de clima foram decisivos ao longo da safra. “As condições climáticas durante o inverno deste ano foram bem marcantes. Chuvas irregulares e temperaturas acima da média histórica para o período entre abril a setembro”, descreve.

Por causa das condições adversas, houve uma redução na expectativa de produtividade. A estiagem superior a 45 dias e as altas temperaturas causaram uma queda de 50 kg/ha na média de produção esperada do trigo, que caiu de 3.600 kg/ha para 3.550 kg/ha. Esta situação acabou sendo compensada pelo aumento de áreas.

Desse modo, as áreas irrigadas superaram a expectativa de produção. Na região em que Pasinatto atua, a média das áreas irrigadas alcançou 4.100 kg por hectare e, no sequeiro, 3.350 kg/ha. A área irrigada dos cooperados da CAPAL representa 17% e sequeiro, 83%. Como reflexo do aumento de área, a produção geral do trigo superou o número esperado em cerca de 30%.

O gerente operacional da CAPAL, Cesar Rodrigues, destaca a importância do aumento de área e do clima nos números finais, apontando que o trigo superou a expectativa tanto em recebimento quanto em qualidade. “O clima que estou me referindo é que, no momento da colheita, o tempo foi ideal e favoreceu. Com isso, o trigo manteve uma qualidade excelente”, pontua.

- Advertisment ----------------