sexta-feira, julho 30, 2021
Início ESPORTES Série B: Operário perde para o Vila Nova no Germano Krüger

Série B: Operário perde para o Vila Nova no Germano Krüger

Em noite fria em Ponta Grossa, o Operário Ferroviário recebeu o Vila Nova-GO, em duelo válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A partida terminou com derrota do Alvinegro, por 1×2. Com o resultado, o Fantasma se mantém na 5ª posição, com 12 pontos, três vitórias, três empates e duas derrotas. O gol do Fantasma foi anotado por Ricardo Bueno.

O jogo
Com o campo molhado, devido à intensa chuva em Vila Oficinas, a partida começou com muito estudo de ambos os lados. Mas, aos cinco minutos, Arthur Rezende, de fora da área, arriscou o chute e abriu o placar. Após o gol sofrido, a equipe alvinegra buscou as finalizações de longe. A primeira aconteceu aos 12 minutos, em chute de Tomas Bastos, a bola passou próxima ao travessão adversário. Dois minutos depois, outra chance dos donos da casa. O camisa 8 do Operário cobrou falta de média distância e a tentativa passou próxima ao gol. O lance que gerou maior perigo ao goleiro adversário, antes da metade da primeira etapa, foi aos 18 minutos. Em cobrança de falta, Tomas Bastos acertou a finalização no travessão e foi para fora. Sem dar brechas para a equipe visitante, os comandados de Matheus Costa continuaram na pressão ofensiva.

Aos 21 minutos, Jean Carlo dominou de perna canhota e bateu rasteiro, mas o arqueiro fez a defesa. Antes dos 30 minutos, aos 27, Ricardo Bueno aproveitou falha defensiva dos zagueiros e arriscou de longe, mas o goleiro defendeu. Insistente em busca do gol de empate, o Fantasma pressionou durante o primeiro tempo inteiro. Aos 30 minutos, Alex Siva, na direita, poderia fazer o cruzamento, mas preferiu arriscar o chute, a bola foi defendida e mandada para fora. No minuto seguinte, foi a vez de Marcelo quase marcar o primeiro dos donos da casa, em cobrança de escanteio, a bola foi fechada e quase enganou o adversário, mandando para escanteio, mais uma vez.

O lateral-direito operariano estava em uma boa noite de futebol, em jogada pela direita, Alex Silva encontrou Marcelo, o camisa 10 do Fantasma bateu dentro da pequena área, mas o goleiro adversário defendeu, aos 38 minutos. O gol do Operário saiu aos 41 minutos. Em mais uma jogada pela direita, Alex Silva encontrou Ricardo Bueno dentro da área, o camisa 9 não titubeou e estufou as redes do adversário, após toque de cabeça. Foi o sexto gol de Bueno nesta temporada e a terceira assistência de Alex Silva. Desta maneira, o primeiro tempo terminou empatado em 1 a 1.

Na volta para a etapa complementar, o Alvinegro de Vila Oficinas se manteve no ataque. Aos 10 minutos, em cobrança de falta, Tomas Bastos chutou de longe, mas a bola foi defendida. Na sequência, desta vez aos 15 minutos, outra chance de falta, mas em cobrança de Marcelo, o chute foi forte no centro do gol e espalmada para fora. Aos 23 minutos, atletas e comissão técnica do Fantasma reclamaram de uma penalidade máxima não assinalada pelo árbitro, após carrinho dentro da área de Éder em cima de Alex Silva. Em busca do gol de desempate, os atletas do Operário continuaram insistindo no ataque.

Após passe de Leandrinho, o atacante Jean Carlo recebeu a bola dentro da área e finalizou de perna canhota, mas a bola não entrou. Mesmo com o domínio nas ações de ataque e controle defensivo, o Alvinegro sofreu o gol do adversário, aos 36 minutos. Após perda da posse de bola dos donos da casa, a equipe de Goiânia trabalhou a jogada em velocidade e se lançou no contra-ataque.

Em passe longo, nas costas dos zagueiros, Alesson carregou a bola até a entrada da área e finalizou de perna esquerda, no canto de Thiago Braga, que nada pôde fazer. Atrás do placar, o Operário teve a chance do empate aos 49 minutos. Paulo Sérgio disputou com os zagueiros dentro da área, ganhou no jogo de corpo e finalizou de perna direita, mas a tentativa foi defendida. Assim, a partida terminou com derrota para o Fantasma. O Alvinegro de Vila Oficinas não perdia em Ponta Grossa desde novembro de 2020, foram 18 jogos de invencibilidade no Estádio Germano Krüger.

Avaliação do treinador
Após o duelo desta 8ª rodada da Série B, o técnico Matheus Costa, em entrevista coletiva online, comentou sobre a partida desta segunda-feira (28). “No futebol, quando você não conquista o resultado que almeja, procura-se achar problemas. Não iniciamos a partida da maneira que deveríamos ter iniciado e fomos penalizados por isso. Depois disso, fizemos o que estávamos preparados para realizar dentro do jogo, envolvendo o adversário, até chegar no nosso gol. No segundo tempo, criamos jogadas para vencer o confronto. No futebol, além de você fazer todo seu trabalho, precisa-se contar com a sorte, em determinados momentos. No lance que ainda estava empatado, sofremos um pênalti que não foi assinalado. Após essa situação, continuamos insistindo, com finalizações, mas infelizmente sofremos um gol em contra-ataque. Agora temos três dias para nos prepararmos para encarar o Náutico, que é uma equipe a ser batida, e mostrar nosso trabalho. Continuo tendo plena convicção que estamos demonstrando um bom futebol, para nossa equipe voltar a figurar entres os times que estão no G4.”

Próximo jogo
Na próxima sexta-feira (2), o Alvinegro de Vila Oficinas encara o Náutico-PE, no Estádio dos Aflitos, às 19h, em duelo válido pela 9ª rodada da Série B 2021.

Ficha técnica
Operário 1×2 Vila Nova
Campeonato Brasileiro – 8ª rodada
Estádio Germano Krüger – 28/06/21 – 18h

Operário: Operário: Thiago Braga; Alex Silva, Reniê, Rodolfo Filemon e Fabiano; Rafael Chorão (Schumacher), Marcelo (Leandrinho) e Tomas Bastos; Jean Carlo, Felipe Garcia (Rodrigo Pimpão) e Ricardo Bueno
Téc: Matheus Costa
Banco: Simão, Lucas Mendes, Odivan, Leandro Vilela, Pedro Ken, Thomaz.

Vila Nova: Georgemy; Walisson Maia (Johnatan Cardoso), Rafael Donato e Renato; Pedro Bambu (Danilo Belão), Deivid (Éder), Arthur Rezende, Cássio Gabriel (Renan Mota) e Willian Formiga; Kelvin e Pedro Júnior (Alesson)
Téc: Higo Magalhães
Banco: Fabrício, Carleto, Alan, Ricardo Lima.

Gols: 1T´6 Arthur Rezende (Vila Nova), 1T´41 Ricardo Bueno (Operário); 2T´36 Alesson (Vila Nova).
Cartões amarelos: Felipe Garcia (Operário); Pedro Junior (Vila Nova).

Árbitro: Jonathan Antero Silva (RO)
Assistente 1: Adenilson de Souza Barros (RO)
Assistente 2: Valdebranio da Silva (RO)
Quarto árbitro: Robson Babinski (PR)

Assessoria de Imprensa Operário Ferroviário
Foto: André Jonsson/OFEC

- Advertisment -
- Advertisment - Tersane