sexta-feira, maio 20, 2022
Início Notícias Locais Autores de latrocínio contra pai e filho são condenados a mais de...

Autores de latrocínio contra pai e filho são condenados a mais de 40 anos de prisão

Jaguariaíva – Um homem de 19 anos e outro de 20 foram condenados pela Justiça, respectivamente, a 40 e 46 anos e oito meses de prisão pelo crime que resultou na morte do comerciante jaguariaivense Eloir Castanho Ortiz , 52 anos, e de seu filho, Lucas Vieira Ortiz, 19 anos. Eles foram mortos pela dupla durante assalto a um mercado no bairro Primavera, ocorrido em 16 de dezembro de 2020, fato este que chocou a sociedade jaguariaivense.

De acordo com a Polícia Civil, no dia do crime os dois indivíduos entraram no estabelecimento, um portando arma de fogo e outro uma faca. “Eles subtraíram o dinheiro que estava nos caixas do local e investiram fisicamente contra Eloir Ortiz, proprietário do mercado, e seu filho, efetuando disparos de arma de fogo e golpes de faca contra estes, os quais ocasionaram os seus óbitos. Na sequência, um dos autores roubou uma caminhonete, empreendendo fuga” explicou o delegado Derick Moura Jorge.

A partir do momento em que ocorreu o crime, tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar, passaram a empreender diversas diligências com o intuito de identificar e localizar os autores do latrocínio. Com base nas investigações, foi descoberta a identidade dos criminosos e emitido o mandado de prisão preventiva dos envolvidos.

Assim, no dia 23 de dezembro de 2020, quatro dias após o crime, a Polícia Civil de Jaguariaíva prendeu um dos autores, o rapaz de 19 anos que estava escondido em uma propriedade rural no município de Sengés. No dia 06 de janeiro do ano passado o segundo autor, um rapaz de 20 anos, entregou-se à polícia, tendo se apresentado na Delegacia da comarca de Fazenda Rio Grande.

Após o trâmite regular do processo na Justiça, onde foram respeitados os princípio do contraditório e ampla defesa, os indivíduos foram condenados, sendo ao rapaz de 19 anos atribuída pena de 40 anos de prisão e ao segundo autor pena de 46 anos e oito meses de prisão em sentença publicada no último dia 20 de janeiro.

“O resultado final somente foi possível graças ao incansável e imediato serviço desenvolvido pelas forças de segurança pública do município, que contaram com informações prestadas pela população” destacou o delegado.

- Advertisment -