Câmara reprova as contas do prefeito Braz Rizzi | Folha Paranaense
Câmara reprova as contas do prefeito Braz Rizzi
19/06/2017 às 22:06

Arapoti – Em sessão realizada na noite desta segunda-feira, 19, os vereadores decidiram, por 06 votos a 03, reprovar as contas do prefeito Braz Rizzi (DEM) referentes ao exercício de 2013. Os parlamentares entenderam que as irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/PR) foram decisivas para a desaprovação.

Apesar do TCE/PR ter aprovado as contas com ressalvas, os vereadores, em sua maioria, ressaltaram que os apontamentos feitos pelo órgão estadual não foram sanados pela gestão, configurando danos ao erário público, principalmente relacionados a contratação irregular de médicos, pagamento irregular de horas extras, além de diversos problemas em licitações.

“O TCE é um órgão composto por políticos indicados pelo Governador. Eles aprovaram com ressalvas, mas os técnicos do tribunal não aprovariam essas contas” afirmou o vereador Divair da Silva (PV). O prefeito Braz Rizzi foi convidado a apresentar a sua defesa, porém não compareceu a reunião.

Quem ficou responsável por expor as explicações aos vereadores foram a vice-prefeita, Nerilda Penna, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Claudinei Moreira (Toddynho) e os contadores da prefeitura João Carlos Ribeiro e Marcelo Brandão. Os quatro enalteceram a “chancela” do TCE/PR para embasar o pedido pela aprovação das contas pelos vereadores.

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, através do vereador Victor Brondani (PDT), apresentou na reunião algumas das irregularidades encontradas. “Nós fizemos um extenso estudo de todo o material. Fomos a fundo e foram comprovadas diversas irregularidades que trouxeram danos aos cofres públicos” falou Victor.

Em seu pronunciamento, o vereador Zildinei Ferreira (PSC) argumentou que a lei é para ser cumprida. “Não podemos simplesmente ignorar os erros e falhas. É por fazer isso que o país está desse jeito, dominado pela corrupção” explicou o vereador justificando o voto pela reprovação.

Já o vereador Marineo Ferreira (PTB) defendeu a aprovação das contas do prefeito. ” O Tribunal que é um órgão competente aprovou as contas com ressalvas, então eu sigo o entendimento do tribunal. Existiram falhas sim, mas que não trouxeram danos ao erário” disse Marineo, afirmando que o país está bagunçado por causa da politicagem.

Após a explanação, os vereadores votaram e decidiram por 2/3 dos votos reprovar as contas. Agora o processo segue de volta para o tribunal e para o Ministério Público (MP) que irá analisar os apontamentos dos vereadores para decidir se abre ação civil pública. A reprovação pelo Legislativo torna o prefeito inelegível.

Confira como votaram os vereadores:

A favor da reprovação das contas:

Divair da Silva (PV)

Giovani Modesto (PP)

Jean Klichowski (PMDB)

Victor Brondani (PDT)

Wesley “Lelo” Ulrich (PSD)

Zildinei Ferreira (PSC)

Contra a reprovação das contas:

Joel de Melo (PTB)

Marineo Ferreira (PTB)

Ricardo Pedroso (PPS)

 

 

Deixe seu comentário