Seleção do Brasileirão tem nove jogadores do Flamengo e dois do Athletico | Folha Paranaense
Seleção do Brasileirão tem nove jogadores do Flamengo e dois do Athletico
10/12/2019 às 09:55

SELEÇÃO DO BRASILEIRÃO 2019

Santos – goleiro do Atlético Paranaense

Rafinha – Lateral direito do Flamengo

Rodrigo Caio – zagueiro do Flamengo

Pablo Marí – zagueiro do Flamengo

Filipe Luís – lateral esquerdo do Flamengo

Bruno Guimarães – meia do Atlético Paranaense

Gerson – meia do Flamengo

Everton Ribeiro – meia do Flamengo

Arrascaeta – meia do Flamengo

Bruno Henrique – atacante do Flamengo

Gabriel Barbosa – atacante do Flamengo 

Seleção do Brasileirão 2019. Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O evento

Os convidados foram chegando para a festa no início da noite. No tapete vermelho, craques acostumados a desfilar talento e categoria dentro de campo também mostraram muito estilo e elegância fora deles. Com a cerimônia marcada para começar a partir das 20h30, os convidados que chegaram mais cedo puderam curtir o show do sambista Dudu Nobre.

Também foram lembrados os grandes campeões nacionais da temporada. Representantes de Flamengo (Série A), Bragantino (Série B), Náutico (Série C), Brusque (Série D), Ferroviária (Feminino A-1) e São Paulo (Feminino A-2) foram convidados ao palco para receber seus respectivos troféus pela conquista do Campeonato Brasileiro.

Entre as premiadas do Brasileiro Feminino A-1, o destaque maior ficou para as atletas de Corinthians e Ferroviária, que dividiram os votos e tomaram conta da seleção do campeonato. Apenas duas jogadoras não pertenciam a algum dos clubes: a lateral Fabiana, do Internacional, e a atacante Gláucia, do Santos. O restante da equipe foi formado por jogadores dos dois times finalistas. A melhor técnica foi Tatiele Silveira, também da Ferroviária.

Mas a grande homenageada da noite pelo futebol feminino foi a atacante Millene, do Corinthians. Ela foi chamada ao palco três vezes ao longo da noite: para receber seus prêmios de melhor atacante, artilheira (19 gols) e craque do campeonato. Situação parecida viveu Bruno Henrique, do Flamengo, que foi premiado como melhor atacante e craque do Brasileirão.

O Fla, por sinal, dominou quase completamente a seleção da Série A. Foram nove representantes no time ideal, que teve apenas Santos e Bruno Guimarães, do Athletico Paranaense, como os não flamenguistas selecionados. O Flamengo também brilhou entre os outros prêmios individuais. Apenas o Goiás quebrou o domínio rubro-negro, com a escolha do jovem Michael para receber o troféu de Revelação do Brasileirão 2019.

Cada seleção foi chamada separadamente ao palco, de forma que as duas competições foram tratadas de uma maneira igualitária dentro da premiação.

Ao longo da cerimônia, convidados ilustres foram chamados ao palco para entregar os troféus para os premiados. Entre eles, ninguém menos que a lenda Zagallo. O ídolo brasileiro e a técnica da Seleção Feminina, Pia Sundhage, entregaram os prêmios de melhores treinadores para Tatiele, da Ferroviária, e Jorge Jesus, do Flamengo.

A iniciativa também promoveu o encontro entre o passado, o presente e o futuro do futebol brasileiro. Foi assim que Careca e Gabigol estiveram juntos no palco. O mesmo aconteceu quando Adriano, o Imperador, participou da celebração dos dois Craques da Galera, eleitos por votação popular: Everton Ribeiro e Larissa, ambos do Fla.

CBF

Deixe seu comentário